Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

A importância do silêncio para a vida!

Atualmente não se vive uma vida de silêncio, mas habitamos   numa sociedade movida a poluição sonora de todos os tipos imagináveis possíveis. É quase impossível listar todos tipos de barulhos.  Então é prático se falar de maneira genérica. Existe muita gente que odeia osilêncio por quer ele falamais alto sobre a vida do que muitos aparelhos sonoros potentes. A população de modo geral desconhece a seriedade do silêncio para vida. Ora! Parcelas das pessoas desejam ter momentos silenciosos e não conseguem por quer outrem não permitem.  Porém, erroneamente   imaginam que todos gostam de ouvir o que eles ouvem e ligam seus aparelhos musicais no último volume para prejudicar a vida dos vizinhos. Desrespeitam a política da boa vizinhança e a lei do silencio gerando grandes conflitos, em alguns casos se transforma em violência com vítimas fatais.

Alimentação do brasileiro tem aumento de preços diariamente, efeito da inflação.

O povo não pode comprar alimentos por quer a inflação corroeu o salário.

A inflação brasileira descontrolada.
É muito simples constatar a inflação nas compras diárias, uma realidade cruel pela qual estão todos os brasileiros estão vivendo. E pelo visto, os consumidores não vislumbram datas para esta agonia terminar. Basta ir ao supermercado seja grande ou pequeno, na pequena venda e padaria da esquina e ver in loco, a remarcação de preços em todos os produtos sendo feita continuamente. Para comprovar essa situação basta um simples teste real, para tirar a prova dos nove. Realize uma compra com um certo valor e verifique quantos produtos básicos comprou. Na semana seguinte leve a mesma quantia e poderá perceber que vai levar menos produtos para casa. O nome dessa equação doméstica é inflação.

A inflação em ritmo acelerado. 

Percebe-se evidentemente que o poder de compra do salário não existe mais. A inflação já chegou em ritmo acelerado, pior do que uma escola de samba descontrolada.  Em todas as áreas contém reajuste sobre reajuste automático. Menos o salário mínimo que estagnou em R$ 788,00 reais. Não precisa ser economista para constatar este fato fidedigno, de que a nação brasileira está sem poder aquisitivo. Lamentavelmente os prognósticos dos economistas e da equipe econômica do governo, manda a população se prepararem para dias ou meses ruins do que está. É uma situação muitíssima preocupante. A economia começa a entrar em recessão, mas o governo parece, não observar, mas o povo já sente o bolso se esvaziar dia-a-após dia. A população começa a perceber a inercia palaciana diante deste grande desafio econômico nacional. A solução encontrada até o momento são os aumentos de impostos, dos juros sobre os créditos financeiros. Com o objetivo de o povo frear o consumo, medidas impopulares. Consequências: a economia começa a paralisar. As exportações cairão somente em de 2015, 10,5%, um péssimo sinal para a economia brasileira.   A reposição da inflação deveria ser feita pelo governo urgentemente para compensar o rombo da inflação que já correu o ínfimo salário mínimo nacional.

A atual política econômica provocou a desvalorização do real frente ao dólar americano.

A política econômica adotada pelo governo, foi um tiro no pé. Até agora   vem provocando efeitos colaterais pesados e danosos para o país e a população. Acendeu   a desvalorização da nossa moeda o real perante o dólar americano. Um efeito negativo para a economia interna. Esta alta do dólar é vista como o carro chefe para acelerar a crise econômica do Brasil. Na sequência vieram os   aumentos da energia elétrica e combustíveis que precipitaram o aumento de preços de tudo. Um legitimo efeito dominó. Os impostos municipais, estaduais e federais foram reajustados acima da inflação. O contribuinte que já recebe uma miséria salarial, mais uma vez vai arcar com a injusta cobrança do Imposto de Renda pela Receita Federal. Tudo isso contribuem para esta realidade perversa de remarcação dos preços. Uma atividade ruim dos anos oitenta.  Voltou velozmente e ninguém consegue fazer absolutamente nada para estancar a fúria da inflação que está desestimulando o crescimento econômico do país. Outras consequências piores estão porvir como desemprego e automaticamente a inadimplência. Se o governo não tomar uma atitude séria brevemente o país começar a andar para traz, a miséria entre a população começará a aparecer facilmente.

Não existe ações fortes e práticas para derrotar a inflação.

Diante da inflação o Real está desvalorizado.
Portanto, em meio a todos os escândalos de corrupções, principalmente da Petrobras e a baixa popularidade do governo não se nota ações fortes para derrotar a inflação. O mesmo começa a permanecer encurralado. Está na hora de uma reação enérgica da parte do governo para recolocar o país de volta no crescimento e ao desenvolvimento econômico. Para que a nação possa ter respaldo diante da comunidade financeira mundial. E internamente o povo tenham   qualidade de vida e sem sofrimento sem poder honrar seus compromissos financeiros assumidos seja de curto, médio ou a longo prazo.


Produzir uma resposta real à altura a muita gente que está sendo instigada a fazer ridículas manifestações pedindo golpe militar e o impeachment da Presidenta Dilma Rousseff. Para isso, o governo tem que agir rápido sem perder tempo. Uma das medidas que o governo tem que tomar rapidamente é o controle da inflação que está atingindo o país. Um dos setores mais sensíveis é o da alimentação. Todos necessitam comer três vezes ou mais diariamente, mas   está ficando cada dia insuportável os preços dos alimentos. A alimentação está muito cara em nosso país. Uma nação que é exemplo no mundo da erradicação da fome. Não pode regredir e deixar os brasileiros a voltar a passar fome e miséria atualmente. Nenhum brasileiro poderá permitir uma tamanha crueldade atualmente. O governo tem a obrigação de eliminar a inflação do Brasil para que possamos ter paz social, saúde e qualidade de vida. 

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.
Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.