Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de outubro, 2021

Postagem recente.

Chama olímpica: o farol de união e paz no mundo

  A chama que mantém o mundo unificado Tocha olímpica. Créditos: para Wikipédia   O fogo é utilizado como símbolo de purificação, conhecimento e vida desde a antiguidade. A tocha olímpica, com sua luz perene, simboliza a união dos povos e a constante busca pela excelência. Não é apenas um objeto, mas um símbolo de esperança e inspiração, uma ponte entre diferentes culturas e épocas, um convite para celebrar a paz e a amizade. Atualmente, o mundo precisa da chama da unidade acesa para haver paz mundial. A energia mitológica é a chama da inspiração! A história da tocha olímpica começa com o titã Prometeu, que ousou desafiar os deuses para trazer o fogo sagrado à humanidade. Este ato de coragem e rebeldia é ilustrado pela chama olímpica, que simboliza a busca incessante pelo conhecimento e pela perfeição. Os novos heróis prosseguem sua jornada para promover a união, inspirados pelo fogo olímpico, por toda a Terra. A cada Olimpíada, surge um sentimento forte entre os países que promovem a

Violão instrumento musical prático.

A praticidade de produzir belos sons e músicas no violão. A foto mostra o violão. Desde a antiguidade o violão é esse instrumento prático;na produção  musical de todos os gêneros. O violão é este instrumento musical composto de uma incrível praticidade para produzir excelentes sons e músicas de todos os gêneros. A sua origem remonta aos anos de 2.000 a.C    para muitos historiadores ele se derivou de outros instrumentos musicais como o alaúde que é uma antiquíssimo criação dos povos orientais e também da cítara que animava as festas folclóricas de vários países europeus. Seus formatos têm algumas semelhanças com o violão. 

Depoimento comovente da CPI da COVID-19.

Os sobreviventes da pandemia comoveram o país. O vírus da covid-19 visto a partir da lente do microscópio.  Desde a instalação desta CPI acompanhei quase todas as sessões no Senado Federal da República no Brasil, em 6 meses de atividades. Contudo, a mais comovente de todas as sessões, sem dúvida, foi a do ontem 17/10/2021. Neste dia histórico, os sobreviventes da pandemia, fizeram seus relatos emocionantes e certamente, eles comoveram a todos que assistiram na íntegra, aquela sessão que foi histórica na CPI da COVID-19.

O homem é um ser suscetível a derrotas.

Todos os homens, têm uma capacidade impressionante de erguer e retornar o caminho da vida. A imagem diz: homem. O homem é um ser completo e por ser pleno; também existem alguns predicados e realidades que os acompanham nas suas lutas diárias. Geralmente sempre estar suscetível a não somente as grandes vitórias como todos almejam, mas, surgem as derrotas que machucam profundamente a alma e derrubam como nocaute a vida. 

Feliz dia dos professores sem dinheiro.

A foto mostra uma cédula de dois reais, o dinheiro do Brasil. Os professores são os heróis eternos, ficou claro, nesta pandemia os mestres estavam na linha de frente para levar a educação online e em casa para seus alunos. Muitos professores inovam para não deixarem seus alunos sem aula. Eles enfrentaram e arriscaram suas vidas para a educação não parar. Muitos mestres tombaram e restam lembranças e nossas homenagens.   Ainda assim, continuam a ser não reconhecidos pela sociedade e principalmente pelos governos que oferecem salários de fome para todos. Hoje a maioria dos professores do país vivem sem dinheiro e trabalhando. Esta situação é de calamidade e nem mesmo o Piso Nacional do Magistério todos os governadores e prefeitos pagam em sua integralidade. Portanto, essa situação já é histórica e fica clara que nestes últimos tempos todos os governantes se transformaram em inimigos da educação e principalmente dos salários dos professores que atualmente são pífios.   Todos colocam

A tragédia da covid-19 no Brasil ultrapassou os 600 mil mortos.

O Brasil se transformou no epicentro da pandemia no mundo.   O vírus da covid-19 visto a partir da lente do microscópio.  Infelizmente a pandemia do Coronavírus, a COVID-19 bateu os dígitos trágicos de mais de seiscentos mil brasileiros mortos. São exatamente 601.404 pessoas mortas no país por COVID-19 na data de hoje. As mortes começaram em 12 de março de 2020, quando foi registrada a primeira vítima da pandemia no país por coronavírus . A partir de então os números não pararam mais de crescer e ainda sem data para o seu fim. É uma realidade surreal que inicialmente ninguém pensava que essa tragédia, que ainda não terminou, não mataria tantas pessoas no Brasil e no Mundo . Contudo, em razão da crueldade negacionista, do desgoverno do Brasil, ele ignorou o poder letal do vírus e sua rápida disseminação entre a população; numa velocidade assustadora e dramática. No entanto, o resultado está aí; a maior tragédia humana da história do país neste século. A tragédia até o momento

O Fora Bolsonaro, foi gigante em todo o Brasil.

Multidões foram às ruas para gritar Fora Bolsonaro.   Créditos da foto para o site do PT Neste 2/10/2021 as populações dos 27 Estados da Federação do Brasil, o DF e mais 13 países, foram às ruas contra o governo Bolsonaro. Protestaram contra a fome, o desemprego, os aumentos preços, denunciaram a inflação, os juros abusivos, as mortes por COVID-19 e exigiram o Impeachment. As manifestações de todo o país foram bem-organizadas, através das principais entidades constituídas democraticamente, os históricos   movimentos sociais que fazem as coisas acontecerem no país e unidos com as principais   centrais sindicais. Sendo assim, de maneira organizada e focada no Fora Bolsonaro, multidões foram às ruas com a participação de todos os partidos de esquerda, e muitas lideranças discursaram, em todos os atos, dos Estados de maneira pacífica e democrática. Além de todas as lideranças dos partidos de esquerda que se fizeram presentes na Avenida Paulista em São Paulo, muitas outras, que part

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.