Pular para o conteúdo principal

Depoimento comovente da CPI da COVID-19.

Os sobreviventes da pandemia comoveram o país.

O vírus da covid-19 visto a partir da lente do microscópio. Ele tem o formato ou perfil de uma coroa, daí vem esse nome de coronavírus.
O vírus da covid-19 visto a partir da lente do microscópio. 

Desde a instalação desta CPI acompanhei quase todas as sessões no Senado Federal da República no Brasil, em 6 meses de atividades. Contudo, a mais comovente de todas as sessões, sem dúvida, foi a do ontem 17/10/2021. Neste dia histórico, os sobreviventes da pandemia, fizeram seus relatos emocionantes e certamente, eles comoveram a todos que assistiram na íntegra, aquela sessão que foi histórica na CPI da COVID-19.

Até ontem não havia ouvido tantos relatos que representassem a dor dos sobreviventes e os sofrimentos de todas as famílias, que foram atingidas pelo vírus desta pandemia que já vitimou mais de 604 mil brasileiros. Eles afirmaram nos relatos, que não só são números. São sim, pessoas são os nossos irmãos brasileiros que tombaram nesta tragédia da pandemia do Século XXI. Cada depoimento mexeu com os sentimentos de todos que tiveram parentes, amigos e vizinhos que ficaram para sempre na saudade. Eles morreram por negligência da principal autoridade deste Brasil que fez de tudo para os brasileiros se contaminarem em pleno avanço da pandemia a COVID-19. Lembrem-se das grandes aglomerações, com seus seguidores e apoiadores, todos sem máscaras e debochando da gravidade da pandemia do país.

Todos os descasos estão registrados em vídeos e reportagens.

 

Estes episódios estão registrados em vídeos e grandes reportagens, onde o presidente da República simplesmente participava sem máscaras e ignorava a pandemia. Quantas vezes desestimulou as pessoas a não usarem as máscaras, e o álcool gel, 70%? Contudo, promovia as aglomerações, não respeitavam o distanciamento social, tudo isso fazia parte do protocolo estabelecido pela organização mundial da saúde (OMS) para o combate e a não disseminação do vírus da pandemia, o coronavírus. Absurdos que este cidadão além de minimizar a situação de morte, ainda xingava os jornalistas e era sarcástico com as famílias das vítimas.

Assim, como muitos brasileiros, sofri muito neste período, ao ouvir os relatos de muitos amigos de infância morrerem. Como era a regra ninguém poderia despedir-se e muito menos participar do momento mais triste da vida?

Os depoimentos relembraram as perdas e os sofrimentos nesta pandemia.

 

Cada um daqueles depoimentos dos sobreviventes da COVID-19, de ontem (17/10) me relembraram estes sofrimentos, que não só eu, mas a maioria de nós, vivenciamos neste período mais triste da história recente do Brasil. Foram reações indescritíveis, porque todos remexeram, outra vez com as emoções, as quais estão muito vivas para sempre. Contudo, ao se referir às emoções é impossível descrevê-las e redigir uma postagem à qual realmente transmita o que cada um sofreu e sofre. O que cada um passou e passa? Todos estão com os corações feridos e com cicatrizes emocionais incuráveis.

Foi agora no qual o país estava totalmente, sem uma liderança para dar as linhas, as coordenadas para os ministros, governadores e prefeitos agirem de maneira unificada com ações de um plano Nacional de combate ao coronavírus, fez tudo ao contrário, resolveu brigar com todos. Enquanto isso, os números de contaminados não paravam de subir e de mortos em todo o país.

O governo poderia ter antecipado as compras das vacinas.

 

O mais grave e irritante foi quando o país poderia antecipar as vacinas que já existiam em todos os países do governo do Brasil, simplesmente indiferente para o problema dessa gravidade. Fez de tudo para postergar as compras das vacinas que poderiam ter evitado tantas mortes, tantos projetos e tantos sonhos que foram enterrados com pessoas. Infelizmente partiu para o lado errado e fez permanentes propagandas de medicamentos ineficazes, o tão propagado “kit” COVID-19, mais conhecido como o conjunto da morte. Incentivou a malfadada imunização de rebanho em vez de se esforçar para comprar as vacinas para todos os brasileiros.

Muitos poderiam estar vivos e que realmente contribuíram com seus projetos para o desenvolvimento da pesquisa e cada um com seus trabalhos para fazer o país crescer. Infelizmente esta dor não terminará nunca mais. Restaram milhares de órfãos e sobreviventes com graves sequelas sem condições financeiras para participar de programas de reabilitação e curas em hospitais e clínicas especializadas nestes tratamentos. O governo os abandonou na rua da amargura, sem dó, e sem piedade. É simplesmente muita crueldade provinda de uma pessoa que se cristã!

Apenas quem teve perdas na pandemia, de maneira direta e indireta reviveu ontem, o que aconteceu neste país. As negligências, a falta de cuidados e a desumanidade, que falou mais alto neste governo durante a pandemia.

As notícias falsas e as ações radicais dos negacionista levaram à morte de milhares de pessoas.
 

Outro fato que gerou sentimentos de repulsa, foram as atitudes negacionista de todos os seguidores e apoiadores bozonaristas na atuação da pandemia. As notícias falsas contribuíram de maneira poderosa e nefasta, para muitos brasileiros, por força das mentiras, (milhares) pessoas foram levadas a serem contaminadas e foram a óbitos.

Muitos faleceram, devido às notícias falsas, disseminadas nas redes sociais; porque essas pessoas, mal-intencionadas e que procuravam, sob todas as formas, queriam desabonar os trabalhos dos cientistas do mundo, que buscavam a descoberta das vacinas.

Só elas pararem dá um, basta, nesta pandemia, que parecia algo sem fim. Contudo, graças à Ciência e aos renomados cientistas descobriram a tempo o imunizante para erradicar a curto, médio e a longo prazo o fim da pandemia.

 

Além disso, os deboches do Presidente da República não serão esquecidos nunca mais! Aliás, já entrou para os anais desta triste história do coronavírus no Brasil e no mundo. Esses escárnios tão desumanos são revoltantes e indescritíveis, que jamais se esperava do governo, que foi eleito para zelar por todos os brasileiros.

Faltou o presidente do país zelar para com a nação.

 

Portanto, o zelo não ocorreu, quando a nação mais precisava, do apoio deste governo. Ele simplesmente virou as costas e mostrou seu lado mais cruel para com a população. Estes deboches para com as famílias das vítimas da pandemia deste país foram e serão repudiáveis.

Todavia chegou a CPI da pandemia, para trazer esperança e esclarecer parcialmente o que ocorreu neste período ruim do país. Será impossível, relatar tudo o que aconteceu nesta pandemia. Contudo, os Senadores conseguiram garimpar os principais acontecimentos e redigiram um documento importante para a história da pandemia do país.

Assim, como todos os convidados de ontem 17/10/21, “disseram que esperam simplesmente justiça”. É isso mesmo! Justiça porque a CPI da pandemia, trouxe muitos elementos importantes, que serviram como provas cabais, para mostrar este descaso do governo brasileiro durante este período trágico do país.

Todos esperam que este amplo trabalho que foi produzido e deu origem ao relatório final desta pandemia, não permaneça nas gavetas das autoridades, que terão a responsabilidade, de levar adiante, para responsabilizar e julgar de maneira veemente, este governo negligente com a nação. Nos depoimentos que não foram poucos nesta CPI da COVID-19, trouxe a suas grandes provas que mostrou que muitas vítimas fossem contaminadas e viesse aos óbitos em todo o Brasil.

Após a sua aprovação, a sociedade deve exigir justiça.

 

A sociedade organizada tem o dever de exigir, que a justiça seja feita, a partir do relatório que apontará os culpados e seus crimes cometidos durante este período mais triste da história do Brasil. O relatório seja aprovado nessa comissão parlamentar de inquérito e após isso não pare por aí e muito menos caia no esquecimento. Não obstante, continue intensamente daqui a diante em andamento, só assim, para fazer justiça completa.

Justiça para com cada cidadão que perdeu os seus familiares, seus amigos, seus parentes, seus vizinhos e tantas outras pessoas que faleceram simplesmente. Estas pessoas não existem, porém, permanecerá para sempre a memória das boas lembranças de todos que tombaram.

Portanto, é isso que a população brasileira de maneira coesa, espera que a justiça faça seu papel. Todos esperam que a justiça, jamais se abstenha de levar adiante este relatório de suma importância. O qual será lido e aprovado nos próximos dias. Isso será entregue para os caminhos apropriados para fazer justiça justa.

Este relatório da CPI da pandemia será amplo, detalhado, elaborado com provas cabais, a partir dos depoimentos dos convocados e convidados. É fundamental, que não fique só no âmbito da justiça brasileira, mas sobretudo, que seja encaminhado, aos tribunais internacionais para que, todos tenham conhecimento e tomem providências necessárias, contra todos os responsáveis por este genocídio, o qual foi cometido, durante a pandemia da COVID-19 no Brasil.

As mortes poderiam ser menores se houvesse tantos descasos.
 

Evidentemente as mortes numa pandemia são inevitáveis, contudo, não no grau e na magnitude dos óbitos no Brasil. Os números são estratosféricos e assombrosos. Por que continuam morrendo tantos brasileiros? Já passaram de 604 mil pessoas, que perderam suas vidas e de maneira muito triste, de forma inesperada e foram abreviadas rapidamente.

Todavia, é importante lembrar que a pandemia ainda não terminou nem no Brasil e, nem no mundo. Só resta a única saída que todos façam a sua parte: tomar as vacinas que são eficazes e de graça. Não deem ouvidos às mentiras espalhadas nas redes sociais e nem as asneiras de negacionista de araque que são pessoas provindas das trevas da ignorância e prejudiciais a toda nação do país e do mundo.

A TV Senado e os sobreviventes da pandemia no Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.