Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2020

As aulas durante a pandemia da covid-19.

A volta às aulas na era covid19, que quase, nem começou.  O vírus da covid-19 a partir do microscópioo. As aulas do ano incomum da era covid-19, apenas iniciaram em 19/02/20 e havia previsão para encerrar normalmente, em 18/12/20. Neste período de aula normal fecharia os 200 dias letivos exigidos em lei. Mas a pandemia do Novo Coronavírus fez o governo do Estado do Rio Grande do Sul, suspender logo em seguida em 19/03/20 em razão da fúria da pandemia e assim ocorreu em todo o país.  Na realidade tanto os alunos quanto os professores recém começaram a terminar com a sondagem dos conteúdos e se atualizarem para iniciarem os novos e dar sequência as aulas de maneira sólida.  A pandemia deu o ultimato,  voltem para seus lares e preservem suas vidas.

Eleições 2020 é voto de protesto contra a direita bozonarista.

O ato de votar é nobre e garantido na Constituição. Eleições Municipais 2020, a eleições da covid-19. Certamente as eleições deste ano terá como marco essencial o voto de protesto contra todos os desmandos e desmontes da direita bozonarista em todo o país. Será o mais silencioso, mas repleto de emoções da população com este aperto no peito e na garganta do grito contra este governo e seus aliados nos municípios. Será uma eleição histórica e os resultados. Todos confirmarão este desejo de protestos contra este desgoverno na serenidade das urnas. As urnas serão este palco democrático onde cada um expressará este desejo de mudanças sem precedentes depois das campanhas das diretas já de 1983/84. Você eleitor que tem vontade de protestar contra este governo que está aí no poder. Então este é o momento apropriado para fazer isto de maneira democrática. Faça o seu protesto nas urnas é simples, é só não votar em nenhum candidato a prefeito e a vereador, que apoie o atual governo, mas votar

A era bozonarista está marcada de muitas tragédias.

A liberação das armas incentivou a violência em todo o país.   A imagem diz: A era bozonarista. Muitas pessoas até podem pensar que é implicação de esquerda. No entanto, este governo do bozonaro é uma real maldição para o país. Desde que este “cidadão do bem” assumiu o poder através das vias democráticas o Brasil sofreu grandes tragédias, sociais, ambientais e na área da saúde.  Para relembrar o primeiro ato foi a sanção da lei da flexibilização e legalização de até quatro armas de fogo para cada brasileiro. Esta lei somente proporcionou o aumento da violência em todo o país. Violência de todos os tipos que se possa imaginar. Evidentemente quem só pode comprar essas armas é a elite dominante, asquerosa e violenta desta nação. A classe pobre nem pensar em adquirir armas, atualmente o que se pode comprar é alimentação fiada no armazém da esquina e nos supermercados, mas parceladas em várias vezes no cartão de crédito. Para os criminosos essa lei é inofensiva porque com ou sem nor

A covid-19 já matou mais de 150 mil brasileiros.

Em razão do descaso de alguns, ainda morrerão mais por covid-19. O vírus da covid-19 visto a partir da lente do microscópio.  O dia 10 de outubro de 2020 bateu este lamentável recorde, de mais de 150 mil pessoas mortas no Brasil através da covid-19 (SARS-CoV-2).   São exatamente 5.094.979 pessoas contaminadas e   confirmados, os óbitos são   150.506. Atrás de cada digito numérico há uma vida, um ser humano, um sonho, um projeto ceifado precoce, eles deixaram seus familiares e amigos para sempre. Há uma estabilidade visível, mas ainda assim, não se pode pensar que tudo já passou e não cumprir rigorosamente com as regras de prevenções e controles de disseminações       da pandemia.

Le it be traduz o drama da banda The Beatles.

A música que exprime o momento existencial dos Beatles. No espaço cultural do blog tem música. O espaço cultural do blog analiseagora, abre os microfones para a banda de rock mais querida do mundo; The Beatles. Entre tantas músicas que aqui já passou hoje é a vez de; Le it be. Esta composição manifesta um dos momentos mais intenso da vida dos The Beatles na década de 1970.  Eles estavam em dedicações totais e plenas as muitas gravações musicais. Além do filme que recebeu o próprio nome da música do momento existencial que viviam. O filme é tem como pano de fundo o fim da banda. Na realidade este filme é quase uma espécie de documentário enfatizando o fim da banda antes de ser lançado. Eles deixam evidente transparecer ao mesmo tempo os conflitos internos que culminaram no fim da maior banda de rock mundial e demonstra também os problemas existenciais particulares de cada integrante do grupo de rock.

Pensar errado da população.

Governo é o administrador, não dono dos bens públicos.  A população é a dona dos bens públicos.  Quão intensamente o povo permaneceu mais de quinhentos anos de submissão aos governantes, até certo ponto é compreensível; quando se houve entre o povo as afirmações errôneas; de que tudo é do governo e nada é da população. Porém precisa mudar urgente essa mentalidade de pensar, ela transmite subserviência aos governantes. Não obstante é fundamental lembrar que todo o patrimônio é o contribuinte que paga as contas astronômicas.  Pense diferente tudo é da população porque tudo o que é construído, são com dinheiro dos impostos que você paga sobre todos os produtos, bens e serviços.