Pular para o conteúdo principal

Postagens mais visitadas deste blog

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.
Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país. 

Filosofia arte de ensinar a pensar.

Ensinar a pensar é uma árdua missão para os professores em tempo de domínio tecnológico.

Definição de filosofia: amor a sabedoria.
Ensinar a penar sempre foi e continuará a ser uma missão, difícil e espinhosa para todos os mestres a ensinar a pensar. E principalmente quando se fala em ensinar Filosofia nas escolas. É uma incumbência intensa para todos os educadores, fazer atual geração desembaraçada, na era digital e das tecnologias de ponta, ao alcance de todos. Porém, em alguns aspectos, pobre em conteúdo por que vivem submergidas, em oceanos de superficialidades do mundo virtual.

O educador de hoje é um legítimo herói pensador para descobrir fórmulas capazes de trazer esta geração, a reflexão e ao pensar sob a luz da filosofia. Os pensadores da antiguidade grega tinham seus métodos para auxiliar seus alunos a caírem sobre si mesmo e iniciar um caminho em busca do pensar filosófico.

Sócrates um dos grandes filósofos da antiguidade grega destacou-se dos demais por seu método inovador e gerador do conhecimento chamado de maiêutica. O método consistia em ensinar investigando as questões mais complexas com seus discípulos usando um método que conduzia os seus alunos a pensarem iniciando com as questões mais simples para atingir um grau de complexidade cada vez maior de acordo com a extensão, mas acurada dos diálogos.

Desta forma Sócrates, ensinava seus alunos a reconstruir valores levando os mesmos a pensar por si mesmo. Distinguindo através de suas contradições do pensar descobrir os contra valores da época e resgatar os verdadeiros valores depurados de preconceitos sociais”. Sócrates com este método encaminhava seus discípulos a encontrar respostas para suas próprias dúvidas e pela “técnica da ironia” conduzia seu interlocutor entrar em contradição e juntos faziam chegar a uma conclusão de que seu conhecimento era pobre e limitado. Com esta maneira de pensar produziu-se os pilares de uma legitima pedagogia da antiguidade. (Fonte: coleção, os pensadores, Sócrates).

A falta de leitura contribui para que muitos alunos não gostem de filosofia.

Hoje percebo a grande dificuldade dos nossos alunos gostarem do ensino de Filosofia nas escolas. Isso é fato, muitos relatam uma aversão a esta disciplina de relevância no processo de ensino aprendizagem e na arte de aprender a pensar. A filosofia, leva o aluno a ver e amplia seus conhecimento, de sua realidade e do mundo, e seus problemas. A partir da realidade do próprio educando. 

Vários estudantes dizem que não existe o menor interesse por essa ciência do conhecimento. Algo de errado deve estar acontecendo. Talvez por que eles não gostam de ler, pois se sabe, que a dificuldade é enorme, para os discentes lerem com esmero e gosto; um bom livro e principalmente na área da filosofia. 

Geralmente leem alguma matéria quando gera bônus, ou seja, uma recompensa em notas. Não atendendo uma exigência dos professores correm o risco de não passam de uma série para outra. Logo se percebe o desestímulo pela leitura. Quando leem parece forçadamente, algo acontece atualmente, por que, não existe o prazer e a espontaneidade e leveza para a leitura, mas sim, muitos leem de maneira ruim, ou seja, coagidos. Muitos deixam de atenderem os apelos didáticos, dos mestres, mas preferem serem punidos com o rigor estabelecido, através da instituição de ensino, para ler um simples livro de filosofia.

No entanto, analise a gora e veja que acontece à lastimável repetência, por que não esforçaram nas leituras fundamentais, e até mesmo nos trabalhos complementares,  que os levem a pesquisar, ler mesmo, ainda que, demonstre   a  evidencia de mau gosto, contra a vontade, fazem por que,  são cobrados pelos educadores a lerem. Nossos alunos contam com múltiplos meios mais atraentes, nas redes sociais, que os dissipam de fazerem excelentes leituras e perdem um tempo precioso que não volta mais; para elaborar as atividades escolares que são prioridades em suas vidas neste momento especial. Deixando de promover um aperfeiçoamento em seus estudos de todas as disciplinas, incluindo a Filosofia, trocam por quaisquer futilidades que as levam as trevas da ignorância e não a luz do conhecimento infinito.

Os professores precisam inovar a didática para conquistar os alunos para a filosofia.

Os mestres quem sabe, deveria repensar sua didática específica para o ensino desta sublime ciência do saber a Filosofia, em sala de aula, procurar aproveitar as mais diferentes metodologias, das distintas linhas pedagógicas, modernas, que aprenderem nas universidades e aplicar em aula. E deixar a filosofia atrativa aos alunos. Talvez esteja faltando esta prática dos professores, por que não conseguem conquistar seus discípulos, para o caminho do pensar. Sabemos que a Filosofia exige de ambos uma coerente interação disciplinar.

É preciso voltar às raízes e aplicar o método socrático, a maiêutica moderna.  Adaptar à realidade dos alunos e seu ambiente escolar atual. Somente assim para reverter esta aversão a Filosofia.  Ela é indispensável ao pensar, e elaborar o conhecimento refinado, como exige a própria ciência do amor à sabedoria. Assim, se construirá uma educação transformadora do homem sujeito pensante e administrador da sua história.

Comentários

  1. Pois é amigo Cícero, tudo começa pelo ler. Eu não consigo assimilar um novo conhecimento se não o obtiver através da leitura. Os pais de hoje pensam ser a melhor saída deixar os filhos sob a tutela da "babá eletrônica" e das redes sociais. Infelizmente. Muitas das mazelas sociais deste país começariam a ser solucionadas nas casas, na família quando ainda é possível fazer a criança tomar gosto pelo estudo, leitura, educação, cidadania....
    http://mateusemiliomazzochi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Prezados,sem nenhuma pretenção de "Dono da verdade",segue minha opinião sobre o assunto.Vivemos em mundo refém do lucro.Os donos do "podrer" (Podres Poderes, como interpretei a frase de Caetano Veloso) apoderaram-se da mídia de tal maneira que ditam as normas sociais e de conduta dos indivíduos.Pregam : Mais vale o que voce tem, e não o ser humano que voce é.Levamos anos para tirar do governo, uma corja que explorava este país, desde o dia de sua fundação.E eles agora tentam envenenarnos dizendo que somos tão podres quanto eles.Fazem a política do denuncismo como já fazia o velho ACM com seus dossiês.Bem,é claro que essa gente não está nem aí para o futuro do país.Qualquer atitude que tente elevar o nível cultural do povo,ela será repudiada pelos donos do "podrer".Tambem é claro que nenhum ser humano é perfeito,ainda mais sendo político.Os que estão no poder atualmente também teem seus deslises de conduta,mas pelo menos o povo agora possui perpctiva de melhorar sua situação.Temos que admitir que nunca o Brasil esteve tão bem em no contexto internacional como está nos dias de hoje.A mídia como sempre toma o partido de seus detentores,seus donos.Em minha opinião,acho que o governo deveria ter um canal de Educação onde fosse ensinado ao povo materias com Filosofia,Matemática,Física,Portugues,etc..., para acabar com este domínio de novelas,séries,reportagens compradas,etc... Um abraço a todos e desculpem se falei algo que os Srs. não concordem,mas é minha opinião.PS: Gostei do Blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo Bom noite!
      Fiquei muito contente com seu excelente comentário sobre o artigo do meu blog: analiseagora. Você contextualizou bem a nova realidade em que vivemos. Destacastes bem a velha corja dos “podres poderes” que dominou o país por séculos. Agora ressurge das cinzas uma nova corja, com nova roupagem e com os mesmos velhos métodos para chegar ao poder a qualquer jeito. Concordo também que o nosso Brasil nunca esteve tão bem posicionado a nível internacional, mas mesmo assim falta investir pesadamente em educação, somos a sexta economia do mundo, porém amargamos um Rank de 88º colocação em educação. Há uma evidente contradição nesta área e há desequilíbrio na equidade da distribuição de renda, estamos bem, mas, no entanto temos muito a melhorar. Gostei muito de sua sugestão da criação de uma canal exclusivo para a educação.Isto seria uma grande vitória do povo brasileiro,até para reforçar as aulas das escolas de todo o país.Hoje temos uma televisão com uma pobreza sem precedentes.Mesmo existindo um canal de exclusivo para ensinar os nossos jovens e o povo em geral a pensar a audiência seria mínima do inicio.Tudo isto por quer vivemos em uma era da banalidade,da futilidade cultural.Fiquei lisonjeado por que você gostou do meu blog.Fique bem a vontade para comentar as minhas publicações.O meu objetivo é promover o debate de qualidade com pessoas com você,gosto muito quando recebo um comentário convidativo a um debate sadio.Sucesso e abraços do seu amigo blogueiro:Cícero Barros.

      Excluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante para nosso trabalho.