Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Para relaxar ouça músicas clássicas e eruditas.

A Música Clássica: Um Oásis de Tranquilidade no Mundo Barulhento. No espaço cultural do blog tem música. Em meio à sinfonia caótica da vida moderna, onde ruídos incessantes e sons estranhos dominam o nosso cotidiano, há um refúgio silencioso que nos convida a encontrar paz interior: a música clássica. Mais do que mero entretenimento, a música clássica transcende para o reino da arte, conectando-nos com algo mais profundo. As composições dos grandes mestres, como Mozart, Beethoven e Bach, são verdadeiras obras-primas. Suas melodias suaves, harmonias ricas e estruturas bem elaboradas podem acalmar a mente e o coração, proporcionando um oásis de tranquilidade em um mundo frenético. Benefícios que Harmonizam a Vida: Inspiração e Criatividade: A música clássica estimula a criatividade, despertando novas ideias e visões inesperados. As nuances das composições podem desencadear pensamentos inovadores e soluções criativas para os desafios do dia a dia. Equilíbrio Emocional: As peças clássica

O salário-mínimo do Brasil é para rir ou chorar!

O novo valor do salário-mínimo nacional, será para 2013.

 

A foto mostra uma cédula de 2 reais que representa o baixos salários do trabalhador do Brasil, recebe um salario de fome.
A cédula de 2 reais que representa o salario de fome do trabalhador do Brasil.


Todo anúncio que o governo faz a respeito do aguardado salário-mínimo anual, os trabalhadores levam um grande choque agora entram em perturbação comportamental devida o debochado comunicado oficial do vencimento nacional com todos os rituais hipócritas como manda a lei. À indignação é tamanha que entram numa tremenda confusão financeira e emocional. Não sabe se choram de vergonha por receber um salário de fome de R$ 667,75; para manter a si e seus dependentes. Simplesmente fica estarrecido e impassível diante de um infame aumento de 7,35% em seus parcos rendimentos. A partir deste instante não se sabe qual é a melhor opção: chorar, rir, gritar de raiva ou de vergonha. Esta situação de ansiedade se repete desde 1938 quando o Presidente Getúlio Vargas criou o salário-mínimo no Brasil e hoje é regulamentado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

 

Qual será a atitude do assalariado explodir de rir ou de chorar?

 

Ao promulgar o valor do salário-mínimo nacional, o trabalhador não sabe se rir, chorar, ou começará a ficar triste e a pensar nas contas que tem para honrar a cada mês. Como irá colocar comida na mesa para a família; isso poderá desencadear um processo depressivo sem volta?

 

O melhor seria protestar, gritar, ir às ruas e exigir um salário digno que pudesse prover seu sustento e da família dignamente. No entanto, isto é algo totalmente fora de cogitação dos planos dos trabalhadores brasileiros, irem às ruas protestar por alguma coisa. Principalmente nesta época do ano; quando todos estão encantados, empanturrados de comidas especiais e até mesmo embriagados através dos excessos de bebidas alcoólicas, das festas natalinas.

 

Contudo, quase ninguém nem se dá conta de um fato de tamanha relevância que terá efeitos devastadores e imprevisíveis, em seus orçamentos e as finanças futuras durante o ano de 2013. Quando tomarem ciência de tudo já é fato consumado! O DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Econômicos) projetou um salário-mínimo de R$ 2.873,56 para 2013. Este salário calculado pelo DIEESE é um legítimo sonho do trabalhador brasileiro, que dorme e sonha com um pagamento digno, ao despertar volta para o real pesadelo de um mínimo de fome.

 

É necessário, considerar os cálculos do governo que se soma várias variáveis e índices como: índice de crescimento, de PIB, (2,73%), inflação do ano anterior (4,5%) e com esta integralidade o trabalhador receberá este ínfimo salário. Os trabalhadores do Brasil nunca irão alcançar os índices ideais do mínimo calculado pelo DIEESE.

 

Os números do governo não fecham com os da população.

 

O governo tem seus índices incompreensíveis e aproxima-se a um resultado aplicando como indexador do salário do trabalhador e dos aposentados que ganham uma única remuneração parca. Para chegar a este valor ridículo para um país que faz lambança como sendo a sexta economia mundial eles travam uma cínica batalha interminável na Câmara e no Senado federal para discutir um mísero aumento aos assalariados. Eles fazem este debate que leva dias e dias incluindo a maior perícia para não correr o risco de quebrar a previdência e levar o Brasil à bancarrota.

O país está na classificação dos piores salários do mundo.

 

Analise agora em que posição o país se encontra no mundo entre os maiores e os piores salários-mínimos. Pela riqueza que há, e, se o dinheiro arrecadado através de pesados impostos, os quais são transformados, em colossais cifras e se estas astronômicas somas não fossem desviadas para abastecer a corrupção abjeta. Através dessas pessoas e grupos não idôneos, os devoradores dos bens públicos, o país não estaria entre os piores salários do mundo.

Contudo, sem dúvidas o salário do trabalhador alcançaria rapidamente os cálculos do DIEESE e sem problemas para a economia. No entanto, há o fator político que age, por trás de esta definição política, em relação ao salário-mínimo do Brasil, eles deixam o trabalhador a continuar na penúria.

Todavia, simplesmente não existe vontade política para introduzir uma justa distribuição de renda equitativa, se começar através do pagamento de um salário justo ao trabalhador que produz com sangue e suor a fortuna deste país. Uma vez que, fica concentrada nas mãos de poucos e os demais são escravos, para manter a riqueza desta meia dúzia de avarentos. Contudo, o aumento que o governo paga aos trabalhadores anda mais lento do que o caminhar de uma tartaruga ou de um bicho-preguiça.

 

Agora para os parlamentares, não falta dinheiro para seus altos salários.
 

O mais revoltante é quando os mesmos parlamentares vão votar seus próprios salários. Estes sem escrúpulos, em (sessão) relâmpago votam seus generosos salários sem muitas discussões, sem dizer que a previdência social vai à falência ou que o país quebrará. Atualmente um deputado federal recebe dos cofres públicos abastecidos com os impostos dos trabalhadores que recebem um salário pífio.

Eles recebem este valor de R$ 26.723,13, fora os subsídios pagos, que é um verdadeiro desperdício do dinheiro público, pago com os tributos da sociedade. O salário que o governo concede a um trabalhador não paga, um café da manhã ou um champanhe francês, de um parlamentar brasileiro em suas luxuosas festas e comemorações após uma votação quando fixam um provento de fome para os trabalhadores brasileiros.

 

Elevam alguns centavos aos assalariados, entra em cena a remoção de preços.

 

Por tanto, ao ser anunciado o ínfimo salário há uma remarcação de preços silenciosa em todos os setores da indústria, comércio, serviços. Além do mais, quando é pago a remuneração o trabalhador não percebe diferenças em seus contracheques porque os aumentos já corroeram o poder de compra do salário de um a dois meses de antecedência. Todavia, com as consequências, o trabalhador recebe um salário-mínimo que não tem mais poder de compra. Desta forma o trabalhador brasileiro está sempre correndo contra o tempo, isto é, correm para acompanhar a inflação que já está embutida no salário-mínimo. 

O mais preocupante de tudo isso é que as autoridades da área econômica não criam mecanismos para estancar esta situação de corrosão do salário-mínimo antes mesmo do trabalhador receber em seus contracheques. 

O que resta para cada trabalhador brasileiro é fazer grandes aprendizados econômicos ao longo do ano para administrar bem seus negócios e suas contas! Fazer uma organização do orçamento, entretanto, considerar o quanto ganha e o que pode gastar. Assim, poderá honrar todos os seus compromissos com um controle das receitas e despesas; para não ter problemas futuros.

Comentários

  1. Meu amigo, aqui em Portugal o salário mínimo também só dá para chorar.
    Por essa e outras é que eu defendo uma democracia participativa. Se todos participássemos na política, esta seria mais justa e equilibrada. Veja o sistema suíço, pode ter alguns defeitos, mas no geral serve o povo.
    Cícero, que tenha um bom fim-do-mundo:) Mas sobretudo, passe um santo Natal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amigo Paulo!
      Parece que a questão salarial é um sério problema para os trabalhadores do mundo. Cada vez mais, concentração de renda nas mãos de poucas pessoas ganhando exorbitantes somas; e milhões de pessoas de todos os países ganham menos e menos. Como tu falastes a pouca participação política é um ingrediente a menos de pressão para exigir equidade de renda. Desejo nas próximas horas “um belo fim de mundo”, mas principalmente, um feliz natal e um 2013 repleto de sucesso em todas suas metas almejadas.

      Excluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante para nosso trabalho.

Postagens mais visitadas deste blog

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.