Pular para o conteúdo principal

Tempo implacável nas ações humanas

TEMPO O MESTRE CONTROLADOR DA VIDA EM TODOS SEUS MOMENTOS


o tempo é o senhor da história cura tudo 


O tempo tem distintas definições: científicas, filosóficas e religiosas, cada qual procurando elaborarem uma significação acurada, transparente, precisa e objetiva, mas terminam permanecendo no campo das elucubrações ininteligíveis. Abandonando os conceitos e as grandes teorias refinadas, partindo para a elaboração de uma definição do tempo no olhar simplesmente do senso comum e concentrando-se para no campo prático e leigo. Busquei construir uma definição do tempo bem popular e simplista. A partir do pragmático podemos conceituar o tempo como o grande mestre regulador da vida, algoz, juiz e divisor das ações dos homens em suas vidas habituais.

A melhor maneira de chegar a essa definição é observar o comportamento das pessoas em certos momentos da vida e principalmente em datas especiais marcantes: nascimentos, noivados, casamentos, debutantes, aniversários, celebrações religiosas, culturais, festas de fim de ano, etc. Observe a excitação das pessoas diante dos preparativos, antes de qual quer evento ou datas especiais dos acontecimentos da humanidade. Em seguida analise com serenidade a reação, do depois, de todos os acontecimentos previstos em seu tempo certo. Em datas marcantes a ansiedade envolve de tal forma as pessoas, que muitos chegam provocar um verdadeiro abalo emocional inexplicável. Tudo Isto antes da realização do evento previsto no tempo planejado de fato. Um exemplo prático dessa realidade temporal são os festejos de fim de ano. Óbvio que durante o ano contém outras datas envolventes na vida das pessoas de maior ou menor intensidade. Todavia, agora quero enfatizar os festejos do fim de ano. Onde a maioria dos países festejam estas datas movidas pelas tradições. Outros países de acordo com seus princípios religiosos vêem como datas comuns ou fazem suas celebrações e comemorações conforme seus costumes específicos. Segundo a tradição cristã a maioria dos países vive na obrigatoriedade de festejarem estas datas de fim de ano, como manda as regas tradicionais para ser realmente, uma comemoração perfeita; casos contrariam se não foi feito como deveria ser então nasce um sentimento de frustração e de obrigação não cumprida, uma espécie de tempo perdido.


Todos tem que promover a sua festa melhor e mais glamorosa do que do vizinho. Mesmo não existindo condições econômicas para uma competição de igualdade, ou melhor, nasce o sentimento de inveja. Quem tem condições financeiras de festejar na máxima ostentação invencível, brota e espalha o sentimento de superioridade e de poder.  Todos estes sentimentos nascem neste tempo, tempo de comemoração, de celebração, de confraternização. Muitos nem mesmo tem consciência deste tempo.  Do por quer de está celebrando tal acontecimento nesta data. Se todos fazem, seria um absurdo ficar excluído. Então são levados, pela tradição a fazer algo que às vezes não se tem clareza da razão disto. Simplesmente faz no embalo dos demais, faz por fazer. Tudo isto necessariamente deve ser neste tempo, nesta data do calendário, não pode ser um segundo antes e muito menos depois. E neste alvoroço do tempo há um envolvimento emocional muito grande entre as pessoas. Muita gente entra até mesmo estresse e dependendo da situação pode avançar para um quadro mais severo. Mas como o tempo é o nosso companheiro às vezes bom, às vezes cruel e carrasco. No entanto, Sendo um adequado divisor justo dos acontecimentos; é ele quem determina o antes e o depois de tudo. Antes é pura oscilação, ansiedade, expectativa para ver se tudo vai dar certo. Passado o tempo da realização do ato. O velho amigo e algoz tempo, determina o fim de um período, e gera um novo tempo para avaliar os resultados da ação. Muitos alcançam o contentamento outros à frustração e o desespero.

o tempo e sua sequencia interminável de um dia após o outro 
Portanto, como é bom um dia após o outro, o que era antes pura ansiedade, agora é simplesmente quietação. Serenidade para avaliar e repensar o dia anterior. O que foi falho e o que deu certo. O que deveria ter feito e o que não deveria ter feito. O que poderia ter condições de desperdiçar e o que não deveria ter desperdiçado nas finanças, nasce um arrependimento sem volta. O fiasco do porre com os amigos e agora a vergonha do porre e a reputação social. A gafe cometida e que poderia ter evitado e não deveria ter cometido tal gafe. Atualmente é pura ressaca de tudo e advém um longo tempo para passar a ressaca. O que aconteceu, aconteceu, não vale a lamentação, como muita gente diz “o tempo cura e concerta tudo”, esta expressão tem uma meia verdade, por quer o tempo só pode amenizar os acontecimentos, porém jamais poderá concertar o qualquer fato.O que foi feito, está consumado e a única coisa que se pode fazer é tão somente, não mais repetir os mesmos erros da vida, não olhar para o passado, mas concentrasse no presente e principalmente fixar-se no futuro, procurar fazer sempre o melhor e ser feliz no tempo certo. Todos aprendem com os erros e aprimoram os acertos nesta existência física e terrena.
Assim é o ser humano vivendo numa contínua luta para ser feliz de todas as formas dentro de um tempo; mas o tempo é este perfeito mestre às vezes cruel, às vezes amigo, faz o homem aprender ao longo da vida andar sob as ordens e ensinamentos do próprio tempo.



O tempo Oficina G3 YouTube

                                                    
                                                             

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

Quando a ganância vem ofuscar a razão.

Quando a razão é ofuscada pela ganância do ter, o homem caminha para autodestruição do ser.A ganância um dos sentimentos inatos dos homens carregados de muitas perversidades próprias de sua natureza pecaminosa e insaciável para querer tudo que os sentidos percebem. Averiguada, desde o início da humanidade até os dias de hoje, tem causado muitas dores e sofrimentos ao ganancioso e a sociedade. Na atualidade surge com mais intensidade e métodos extremamente nefandos para conseguir os desejos materiais impossíveis, muito dinheiro e poder sem limites. O brilho das moedas recebidas de maneira fraudulenta vem ofuscar a razão deixando a entorpecida para qualquer tentativa de chamar a reflexão, a sanidade humana, fundamentada nos valores éticos e morais.