Pular para o conteúdo principal

A fofoca é o hábito doentio, de alguns seres humanos; ofensivos a outrem.

Fofoca é igual a gases tóxicos se espalha sem controle entre as pessoas.

A imagem de fundo laranja e no centro um círculo de fundo claro onde está  escrito a palavra fofoca. A fofoca é um dos péssimos hábitos de alguns seres humanos, que são ofensivos aos outros humanos. Esse hábito maledicente é semelhante a gases tóxicos quando vasa de uma indústria.
A imagem diz: fofoca.

A fofoca é um dos péssimos hábitos de alguns seres humanos, que são ofensivos aos outros. Esse hábito maledicente é idêntico a gases tóxicos quando vaza de uma indústria. Após acontecer o acidente rapidamente contamina o meio ambiente, ninguém vê, mas todos sofrem com suas consequências. Não tem mais o que fazer para impedir a sua velocidade de contágio. Todos inalam e acrescentam comentários depreciativos e, ao mesmo tempo, iniciam as buscas de sua origem e seus responsáveis. Se antigamente esse péssimo comportamento de algumas pessoas andava rápido.

A foca é tão nociva que se espalha igual a velocidade da luz.

 

Atualmente, as fofocas se espalham na velocidade da luz, com o advento dos meios de comunicação e principalmente a “internet”.

Assim é o mexerico ele tem um poder incrível de destruição para enxovalhar moralmente as pessoas. Contudo, na medida que os rumores vão se espalhando, também mais elementos serão acrescentados através dos fofoqueiros a respeito de uma ou mais pessoas.

O hábito de fofocar é doentio e prejudicial a outrem.

 

A fofoca é simplesmente essa ação doentia de gente ruim. Também pode se afirmar que é o trabalho diário do mentiroso. Todo o impostor tem em sua mente, objetivos ruins, mentir permanente para ferir e destruir o sentimento, a moral alheia. Ele vive em plena contradição, não tem moral, para falar absolutamente nada de outra pessoa, mas faz, especializações, mestrado e doutorado para proferir, mal da vida alheia.

A fofoca deixa marcas profundas no âmago de cada indivíduo que jamais se apagará. O sofrimento de quem já foi ou é vítima de boato é colossal. Somente quem já foi atingido pela língua maldita de alguém falacioso pode saber o quanto isso é negativo e prejudicial à vida.

O pavor de saber que seu nome está na boca de fofoqueiros.

 

Imagine você ficar sabendo por outras pessoas que sua vida,  está a ser despedaçada pela língua afiada de um PhD em difamações! Certamente as reações que vem instantaneamente ao pensamento são as mais diversas possíveis. Aqui nesse exato momento a pessoa sensata tem que se conter para não cometer algo que venha ter desdobramentos contrários a si mesmo. Esse é um grande exercício de sensatez e paciência! Uma coisa é certa: as confusões e crimes são o resultado da mentira. Contudo, a calúnia mais cedo ou mais tarde vem a ser desmascarada. Certamente quem vai ficar na pior situação diante da comunidade ou dos amigos próximos é o mentiroso que é o pai da mentira e da fofoca.

Conheça a lenda da mulher fofoqueira.

A imagem de fundo laranja e no centro um círculo de fundo claro onde está  escrito a palavra fofoca. A fofoca é um dos péssimos hábitos de alguns seres humanos, que são ofensivos aos outros humanos. Esse hábito maledicente é semelhante a gases tóxicos quando vasa de uma indústria.
A imagem diz: fofoca.


Observe essa lenda como a fofoca se espalha. No interior do Sertão nordestino brasileiro, numa pequena cidade, onde todos se conhecem, morava com uma senhora conhecida como a dona fofoca. Ela era quem sabia da vida de todos. Esta situação já a estava incomodando a sua própria consciência. Ela desejava parar com esse comportamento maledicente. “Então resolveu procurar o ancião padre da cidade para se confessar. Como o padre já a conhecia das centenas de confissões, sempre contava o mesmo pecado: o da fofoca. No entanto, as penitências aplicadas nunca surtiram efeitos. Então, pensou numa penitência alternativa e pedagógica. O padre olhou para ela e disse! Hoje vou mandar fazer uma penitência diferente. Saia daqui, compre uma galinha e comece a despencar pelas ruas da cidade. Quando ela estiver sem nenhuma pena, volte aqui. Pois, preciso passar outra orientação! A senhora fofoqueira fez tudo como o padre a tinha orientado. Depois de poucas horas, volta ela com a galinha totalmente sem penas. O padre olhou para ela e disse, minha filha agora refaça todo o caminho e recolha todas as penas desta pobre galinha e somente volte aqui quando encontrar todas as penas! Ela falou! Padre isso é impossível de fazer o vento já espalhou todas as penas por toda a cidade, não tem como mais realizar isso? É simplesmente impossível! O velho padre olhou para ela bem firme e disse! Assim são as fofocas que você espalha das outras pessoas pela cidade, se torna impossível de contê-las”.(Autor: desconhecido)

O fofoqueiro é sem caráter e mal.

A imagem de fundo azul escuro está escrito a palavra fofoca! A fofoca é simplesmente essa ação doentia de gente ruim.  Também pode se afirmar   que é o trabalho diário do mentiroso. Todo o impostor tem em sua mente objetivos ruins, mentir permanente para ferir e destruir o sentimento, a moral alheia.
A imagem diz: fofoca.

Portanto, o fofoqueiro é essa pessoa que está a serviço do mal, que assume uma missão negativa de cuidar da vida alheia e esquecer da sua própria existência. Ele é o responsável por gerar contendas, intrigas, brigas, entre as outras pessoas queridas. Estas pessoas muitas vezes são as mais próximas do ciclo de convivência e amizades. O fofoqueiro geralmente é uma pessoa de mau-caráter. Possui complexo de inferioridade, geralmente é frustrado, infeliz com a vida. Ele projeta esta infelicidade nas outras pessoas. Se alegra quando faz os outros sofrerem por caluniar aos quatro ventos. Somente é feliz com a infelicidade das outras pessoas inocentes.

Todavia, a melhor tática para lidar com esse tipo de má índole é se afastar dele, não dar ouvidos às maledicências da sua mente poluída. Cada um deve zelar pela sua própria vida e deixar a existência do amigo ou vizinho fora das especulações. Se todos cuidarem mais dos seus afazeres e deixarem que cada um faça o que julgar ser melhor. A sociedade terá mais paz, respeito e humanidade uns pelos outros. 

Quem faz prática da fofoca, inconscientemente esse indivíduo está a serviço do satanás, do acusador, do pai da mentira. Contudo, não, a serviço de Deus, que é o Senhor da verdade em si mesmo.

Está na hora de mudar de hábito, quem mente e faz intriga, abandone esse comportamento de maledicências e procure urgentemente a viver uma vida fundamentada, na verdade, na seriedade, olhar para si mesmo e notar seus erros e defeitos, procurar corrigi-los. 

Todavia, não apenas enxergar os defeitos e os erros dos outros. Ninguém é perfeito e jamais será, mas cada um tem a obrigação de velar pela sua vida e não da existência de outrem, é prudente deixar em paz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.