Pular para o conteúdo principal

Em época de crise econômica exige-se prudência para comprar.

NÃO ADIANTA ESTAMOS SIM EM CRISE ECONÔMICA BRASIL. AGORA  EXIGE-SE MUITA ATENÇÃO PARA COMPRAR.

em épocas de crise econômica deve prevalecer a cautela 

Bom em época de crise econômica nacional todos passam grandes desafios para vencer as situações adversas próprias das crises que afeta o país em especial o cidadão juntamente com sua família. Diante de um quadro pessimista e preocupante, já mais esmorecer, sobretudo todos devem procurar alternativas práticas e viáveis para vencer as dificuldades promovidas pelas as crises econômicas que respinga fortemente entre a sociedade e os núcleos familiares.

A primeira atitude a ser feito é manter o controle das dividas em mãos, para ter uma visão total destes débitos para saber quais os mais urgentes a serem negociados. Cortar tudo que julgar desnecessário em momentos de crise inflacionária. Importante pedir a pessoas especializadas em administração para auxiliar no controle das despesas e dos créditos a receber. 
A próxima providencia a ser realizada é cortar as compras supérfluas. Óbvio que ninguém consegue viver sem comprar, principalmente as coisas essenciais para a sobrevivência. Entretanto, para isso é indispensável fazer uma lista de compras dos produtos básicos e indispensáveis. Neste ritmo de controle procurar fazer sempre pesquisas de preços em vários estabelecimentos comerciais e optar pelo menor preço.  Na hora de pensar em realizar qualquer compra usar o máximo de atenção. É questionar se realmente esta compra é necessária agora ou talvez esperar para realizá-la mais adiante. Contudo, se realmente decidir em adquirir fazer esta operação sempre que necessária à vista. Nem pensar em contrair uma dívida a prazo, somente em situações extremas e imprevistas. Fundamental reaver item a item do orçamento doméstico para evitar problemas financeiros futuros.

Sempre permanecer atentos aos altos índices da inflação e produtos principalmente dos juros que vem embutido nos preços dos sejam eles duráveis ou não duráveis. Perguntar sempre as taxas de juros que está sendo aplicadas em quaisquer transações comerciais a serem fechadas. Procurar negociar para ser aplicada a menor taxa de juros do dia que mercado financeiro e está usando. Eliminar os vilões deste momento os cartões de créditos se for necessário quebrar todos eles para evitar cair em tentação para comprar o que não pode quitar quando chegarem às faturas mensais. Evitar fazer novos empréstimos para quitar empréstimos antigos. Quem faz esta manobra está entrando em uma bola de neve perigosa e sem fim. A melhor maneira é procurar diretamente as dividas com o banco ou financeiras evitando assim contrair dividas impagáveis.

uma contradição na cise econômica só há aumentos de preços e zero de salários.

Portanto, os brasileiros passam por uma crise financeira preocupante. A situação está ai em todos os setores da economia e sem prazo para o fim. Todos os dias se ler, ouve as manchetes de aumentos e mais aumentos de preços para todos os setores e são aumentos reais. Pode-se constatar em tudo como nos bens e serviços, energia, elétrica, combustíveis, planos de saúde, taxas de juros, inflação nas alturas e zero de reajustes de salários dos trabalhadores e todos os cidadãos brasileiros. Para que não venha a ter maiores problemas a melhor coisa sem dúvida, neste momento de incertezas é ser cautelosos nas compras de qualquer bem e serviços somente assim o cidadão poderá manter o equilíbrio de suas contas e não sofrer danos irreparáveis a sua saúde. Todavia, é melhor ter paz e qualidade de vida. Para que isso venha ocorrer, é imprescindível manter o emprego e principalmente controlar rigorosamente as compras. Comprar somente o que poder quitar e não comprar absolutamente nada que não possa pagar o que extrapolar o orçamento.   Esta atitude se chama prudência.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.
Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.