Pular para o conteúdo principal

A felicidade do homem é efêmera promovida pela opulência materialista.

A  felicidade gerada com o materialismo é efêmera.

A ostentação transforma o homem carente de valores éticos e morais. 

O homem moderno é rico, vive na ostentação promovida com o materialismo, mas é pobre em valores éticos e morais e nunca o dinheiro poderá comprar. Nesta correria diária e frenética da vida moderna para buscar a sobrevivência, é imprescindível e interessante fazer algumas vezes momentos de paradas e iniciar uma reflexão para perceber o quanto o homem faz opção, mais pelo ter do que do ser. Atualmente existe uma pretensão fortíssima para a opulência materialista, que traz e promove uma espécie de felicidade efêmera. Consequentemente nascem necessidades insaciáveis para adquirir mais e mais coisas instigadas pelo consumismo sem limites.  Fundamental também verificar que ao mesmo tempo o homem moderno é extremamente carente quanto aos valores morais e éticos, os subjetivos, são duradouros como paz, amor, felicidade, saúde e segurança, coisas que de modo nenhum; o dinheiro comprará. Obviamente ninguém neste mundo poderá viver sem dinheiro é um meio necessário, para sobreviver em qualquer modelo de sociedade e sistema econômico. Nada obstante, mas nem tudo se pode comprar através deste “vil metal, ” ainda que uma pessoa tenha rios de dinheiro. Em muitas circunstâncias a riqueza em excesso, em vez de trazer felicidade em muitos casos faz provocar a infelicidade. Tudo dependerá como será administração das riquezas. As consequências positivas ou negativas brotarão automaticamente. Quero deixar bem claro que são   situações especificamente relativas e dependerá de pessoa para pessoa.

O dinheiro pode comprar todo o materialismo, menos os valores subjetivos.

Sem muitos atalhos, mas para ser objetivo, notar que qualquer arquimilionário pode ter todas as quinquilharias das mais simples a de altíssimos valores neste mundo. Eles podem comprar tudo que vier na mente em relação as coisas materiais, mas não podem comprar um segundo a mais de existência. Quando chegar o momento da finitude, não tem choro e nem dinheiro que faça adquirir um milésimo de segundo a mais do sopro da vida.

Porém, todos são ao mesmo tempo carentes de coisas subjetivas que jamais o dinheiro poderá comprar. Existe uma grande dualidade perceptível nos dias atuais entre o ter e o ser. Isto é notável essa realidade existencial, principalmente entre as pessoas milionárias ou bilionárias. Elas podem ter tudo que se possa imaginar de coisas materialistas, vivem nos deleites das ostentações e esbanjam sem limites nas compras, viagens, festas, ou lutas pelo poder e etc, mas muitas delas com tudo isso são infelizes.

O homem continua na busca incansável da felicidade.

Contudo, os valores éticos e morais são fundamentais como paz verdadeira, real, amor verdadeiro, alegria, felicidade, a cura de uma doença, e etc. o dinheiro não poderá comprar. Será que são felizes mesmo ou apenas apresentam uma fachada de e paz e felicidade que não existe? Como toda regra tem exceções tem pessoas que são felizes no excesso de riquezas, mas tem aqueles que vivem submergidos em eternos conflitos pessoais ou familiares, onde nem podem fazer uma simples ou sofisticada refeição juntos com a família, devido à preocupação em relação ao tempo, produção, lucro e segurança, e etc.


Ainda que muitas destas pessoas por serem riquíssimas materialmente, mas ao mesmo tempo são miseráveis e lutam por um momento de paz, felicidade, e amor verdadeiro ou até mesmo batalham para viverem um pouco mais com qualidade de vida. Apesar de que, se soubessem um local que vendessem estas coisas preciosas muito mais que o dinheiro, voaria e comprariam para serem curadas definitivamente de qualquer enfermidade, para poderem administrar e desfrutarem por mais anos suas riquezas neste mundo.

Há momentos na vida que todo o dinheiro pede seu valor.

O dinheiro pode comprar tudo menos a paz real.
Sabendo os moribundos bilionários, que isso é impossível, por quer já tem em suas mãos um laudo médico; onde consta um diagnóstico algoz, e está escrito uma sentença irreversível; que seus dias estão em contagem regressiva. Estes milionários sabendo que seus tesouros, não valem nada para comprar à riqueza preciosíssima e única que é a saúde, podem se contentar ou se revoltar. Aqui se dão por conta que suas riquezas não possuem mais valor algum, nem tem mais sentido trabalhar. Muitos até pode começar uma nova forma de pensar e começarem a detonar o castelo da empáfia, orgulho e começar a construir uma simples casa em seu íntimo a da humildade, da singeleza, da simplicidade. 

Pode   começar a olhar os outros humanos seus semelhantes em situação de igualdade. Entender que não há motivos para continuar a viver no orgulho, por que começa a criar uma consciência de que suas empresas, seus bilhões em moedas agora são inúteis, não serve para nada e principalmente para comprar saúde. Se houvesse esta possibilidade, dinheiro não seria problema pelo contrário seria solução. 

Todavia seria uma situação injusta, pois quem tivesse dinheiro poderia viver mais. Sabemos que Deus criou uma vida para todos de maneira perfeita e dentro de um tempo. Chegando este tempo da finitude física não há dinheiro que faça reverter e estender este tempo, isso é a perfeição e a justiça divina. Todavia somos todos iguais seja rico ou pobre todos tem o seu tempo físico determinado pelo Criador. Portanto, para os que creem na Ressurreição em Cristo Jesus, a morte não é o fim é o início da eternidade. Eu creio e confesso esta verdade divina.
O dilema existencial do homem entre o ter e o ser.

Este dilema existencial não é somente dos ricos. Todos os homens sofrem neste mundo. Também os menos favorecidos economicamente sofrem para adquirir, bens e mais bens materiais e levam uma vida inteira nesta luta acumulando e muitas vezes nem chegam a desfrutar do que acumulou, depois de muitos e muitos anos, também falecem sem que tenham gozado das coisas materiais que acumulara durante um longo período de tempo. Durante uma vida viveram sem paz, amor verdadeiro, alegria e nunca proporcionaram momentos de felicidade e harmonia entre a família e amigos tudo para não gastar. Hoje o homem dispõe de muitas coisas materiais.   

Os anúncios de apelo fortíssimo para   consumismo incentiva a todos os instantes as pessoas comprar e comprar. Praticamente quase todos têm uma ou mais casas luxuosas ou de acordo aos padrões financeiros. Muitos dispõem de valores milionários, bilionários, em empresas ou conglomerados de empresas no mundo inteiro. Os gigantes nos negócios específicos na área da informática, software e internet pelo os confins do mundo. Enquanto outros têm simplesmente o salário mínimo para sobreviver e sonham com uma vida sem problemas como mostram as novelas e filmes.
Todos os homens sofrem na vida.

O cofre simbolo da riqueza,poder e consumo.
Portanto, os homens, sem exceção sofrem uns por ter abundâncias materiais excessivamente, que podem provocar ligeiramente a perca do sentido da vida. E para compensar esta lacuna partem para outros atrativos à base de substancias ilícitas que os levam a prisão, loucura e a morte. Existem uma grande maioria que também sofre por possuir o mínimo do mínimo que muitas vezes falta à comida, roupa, moradia, saúde e educação. 

Alguns caem no mundo da marginalidade por várias vias também ilegítimas.  Neste contexto existencial se percebe a desigualdade social que gera sofrimentos em pessoas de ambas as situações e padrões econômicos. Se nota também a dicotomia entre o ter e o ser. Gente que tem as coisas materiais exageradas e ao mesmo tempo as carências das fortunas subjetivas que o dinheiro não pode comprar. Se houvesse uma loja, supermercado, ou um shopping no universo, onde existisse um cantinho onde se vende, por exemplo: um miligrama (mg) 0,001gm, grama de amor, felicidade, paz, harmonia e saúde, certamente o dono destas especiarias ficaria riquíssimo, pois todos fariam o maior esforço para comprar o mínimo desta quantidade mesmo que fosse de valor incomensurável.

Comentários

Marina Seischi disse…
Excelente texto
Atualissimo .
Cicero Barros disse…
Bom dia! Seja bem-vinda ao blog analiseagora, volte sempre! Seus comentários são importantíssimos para nós. Bom fim de semana, beijos.

Postagens mais visitadas deste blog

O alcoolismo é uma enfermidade destruidora do ser humano.

Os alcoólatras não surgem da noite para o dia, mas a partir dos contínuos goles das bebidas alcoolizadas.  Os pacientes alcoólatras necessariamente precisam reconhecerem que o alcoolismo é uma doença. Porém, esse é o primeiro passo para todos os alcoolistas sofredores, iniciarem uma longa caminhada rumo a sanar esta enfermidade; que atormentam as suas vidas. Todos os seres humanos padecedores, através do uso compulsivo do álcool, não se geram da noite para o dia, mas começam a se desenvolverem a partir de um processo embrionário lento. E comumente muito cedo na vida, especialmente, as fases da adolescência e   juventude que atravessam a maioridade; até o fim da vida.

A queima de fogos na virada do ano.

Queimar fogos de artifícios na acolhida do novo ano é linda, mas causa graves acidentes.As explosões dos fogos coloridos de artifícios no último dia e minutos do ano que está para ser encerrado tem seu auge exatamente as 23:59, quando der início a contagem regressiva para a chegada do novo ano.  É uma tradição que marca o advento do novo ano; ela é colorida, bonita e perigosa ao mesmo tempo, quando manipulada por imperícia, provoca sérios acidentes.  Ao longo dos anos vem aumentando o índice de acidentes graves durante a queima de fogos, geralmente por pessoas que não seguem as regras de segurança indicadas pelos fabricantes.

Você já rotulou alguém de burro?

Esta atitude é preconceituosa, machuca o sentimento de outrem, pare com isso.
Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.  Esta expressão preconceituosa já feriu e continua ferindo o sentimento de muita gente. Atualmente o preconceito vem sendo praticado de maneira escancarada, e com muito mais força, do que em outras épocas. A hostilidade entre as pessoas sempre existiu de forma velada no país, mas agora está passando dos limites nas redes sociais. Provavelmente em certos momentos da vida, alguém já o chamou de “burro”, na pura intenção de ofe…

Sorte não existe o que existe é oportunidade e competência.

Todos devem saber construir a sua história com competência.A vida é uma permanente construção, saber administrar as oportunidades que surgem para fazer uma construção sólida é uma questão de competência e não de sorte. Nenhuma pessoa pode deixar que as coisas possam acontecer através da sorte; algo simplesmente ilusório e inexistente. Ninguém jamais poderá prever o futuro, mas com absoluta certeza precisa planejar com antecedência e perfeição os próximos dias, meses e anos. Fazer esta árdua tarefa sempre; enquanto permanecer respirando fôlego de vida neste mundo. Principalmente numa comunidade de gente submergida em status social avarenta e egoísta. Para viver dignamente nesta sociedade materialista, consumista e competitiva é imprescindível que cada pessoa, seja agente provedor de sua própria história, construtor de seu futuro.

As mentiras da classe política da direita é esclarecida através da história.

A história revela as mentiras da classe política direitista do Brasil.
A história da humanidade é marcada através da polarização ideológica entre esquerda e direita. O Brasil não é diferente. Essa bipolaridade ideológica se acirrou veementemente na história recente. A tendência é aumentar esse incitamento naturalmente daqui para frente na disputa pelo poder entre esquerda e direita. A direita do Brasil é uma ampla classe política e partidária formada através de um conjunto de setores sociais direitistas, que pensam e agem contra os interesses da população carente e que pensam ao contrário deles. Ela é constituída com todos os partidos de direita, a burguesia retrógrada, a elite reacionária e dominante, mais a mídia golpista brasileira e muitos grupos minoritários e ultradireitistas que estão infiltrados nos mais diversos setores da sociedade nacional.

A família Barros no Brasil e no mundo.

APELO DESAFIADOR.
Após vários apelos de familiares, amigos, descendentes da Família Barros que pediram para pesquisar e escrever um artigo sobre as nossas raízes. Agora tomei coragem e assumi esta responsabilidade de fazer este trabalho. Uma missão desafiadora e ao mesmo tempo, muito interessante conhecer as nossas raízes. Em psicologia podemos entender esta busca do homem por sua identidade familiar. Faz parte do ser humano acalentar esta curiosidade de saber onde somos e de onde viemos e que estirpes saíram. Uma tarefa dificílima, mas aos poucos fui construindo esta trajetória histórica. Quero adiantar que é um trabalho de análise histórica genérica e não uma genealogia de uma única família específica. Por isso, considero incompleto este singelo trabalho, devido à grandiosidade desta família espalhada pelo o Brasil e o mundo, mas que pode ser aperfeiçoado através da colaboração dos leitores.

O homem e seus vícios que os conduzem a humilhação.

Todos os homens carregam em sua essência o peso da desobediência com o Criador. O homem carrega em sua essência a natureza pecaminosa herdada desde a criação dos primeiros humanos Adão e Eva. Eles foram gerados, a imagem semelhança de Deus perfeitíssimo, mas infelizmente pecaram. Porém se travou na história humana uma luta feroz e constante contra o pecado. Através do pecado a história da humanidade mudou e desde aquela época até hoje, todos sofrem com as consequências da desobediência dos primeiros homens para com Seu Criador. Os humanos adquiriram vários vícios que os oprimem e os deixam em situações de humilhações e escravidões diante da família, amigos e a sociedade.   Tem muitos casos sem volta, outros, no entanto existem soluções quando os próprios viciados se conscientizarem dos seus estados doentios, mas   de livre e espontânea vontade procuram ajuda.

Favicon do blog analiseagora.

Todo blog necessita de uma identificação na web para melhor o público encontrar com facilidade. Esta é a favicon do blog analiseagora. Podem perceber que o título do mesmo, contém quatro letras repetidas [a] então resolvi personalizar como ícone do blog. Essa letra está na fonte Georgia na cor branca com o fundo azul escuro. Como o blog ainda está na sua fase inicial tudo é realizado às pressas e também de maneira simples, mas certamente o blog será reconhecido com muita facilidade pelos leitores quando realizarem suas buscas na internet.
Ainda que seja simples, mas foi criado com muito esmero e carinho a partir do meu conhecimento em design. Posso garantir ao meu público que me esforçarei para a curto prazo, criar uma outra favicon. Tudo terá novo visual, e seguramente deverá ser equivalente ou superior a altura do padrão de qualidade do blog analiseagora. Tudo para agradar a todos aqueles que aqui chegarem, e possam despertar seu interesse de permanecer por muito tempo pesquisando n…

Finalmente 2018! E agora?

O ano recém chegou, mas é necessário traçar metas e planejamentos. Após tantas crises econômicas, financeiras, e morais do país. Além dos aumentos de preços em tudo finalmente chegou o novo ano. Foram muitas as badalações, euforias, estresses e ansiedade do ano que se findou, a festa e a decepção da mega sena da virada para quem sonhou e errou. Aqueles que acertaram os números das probabilidades maravilha e quem não acertou tem que continuar a sonhar durante o ano até chegar a próxima mega da virada do fim do ano. Porém, finalmente chegou mais um ano novo o de 2018. Agora é o momento de todos organizarem seus objetivos a serem desenvolvidos no decorrer desse novo clico do calendário que guiará todos os negócios das pessoas e toda a engrenagem do funcionamento da sociedade, durante esses 365 dias. Muitos acontecimentos sejam eles bons ou ruins estão por vir durante esse novo ciclo e marcará para sempre a história da humanidade. 

O chorinho é a música arte refinada e popular do Brasil.

Chorinho a música arte e popular do Brasil.A música é uma das alas da arte mais refinada que traduz fielmente a cultura, os costumes, os sentimentos e principalmente a história de todos os povos. Ela dispõe de uma lâmina afiadíssima para romper barreiras intransponíveis de outras culturas e interagir com facilidade junto as outras nacionalidades.  Alguns gêneros musicais que nascem em uma determinada nação, em época definida, se espalham por toda a parte contagiando a todos de uma forma unanime, sem precedentes de gerações para gerações, isso sim; é de fato arte em forma de música. A música que nasceu   e se constitui em expressão cultural de certos povos, não morre no tempo e no espaço por que tem conteúdo artístico e é imortal. Contudo, a música arte, representa a vida das pessoas. Ela em todos os momentos se rejuvenesce diariamente.