Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

O ato de 24 de julho, no país contra bolsonaro.

Os brasileiros se fizeram presentes nas ruas contra o governo. A foto mostra como foi o ato em Porto Alegre, RS. Créditos para o site do PT. O dia 24 de julho já entrou para a história das maiores mobilizações do país e do mundo, como um marco de união das esquerdas,  contra este desgoverno que vem de contramão, ao sofrimento  da população. Contra este desgoverno tem  uma prática comum a indiferença às dores do povo em relação às vacinas, fome e desemprego. Como foi mostrado em todo país, as manifestações trouxeram bem claro o apelo pelo impeachment, em defesa da democracia, a agilidade na vacinação,  o combate à fome e o desemprego em todo o país. Estas bandeiras de grandes lutas,   estiveram presentes nas demais manifestações, nesta e certamente nas próximas que virão nos próximos dias. Nos próximos meses e no ano de 2022 essas manifestações poderão ser sim,   praxe porque ninguém mais suporta mais este desgoverno brasileiro. O descaso é total com a nação, desde posse até os dia

A classe o gado bozonarista; surgiu do declínio político.

A decadência política, do país obrigou surgir; o gado bozonarista.
 

Gado em pasto verde. O povo gado tem certas características estranha e perigosas. Eles são apáticos, preconceituosos, subservientes, ignorantes, e sobretudo violentos.
O gado bozonarista a classe social de extrema-direita.

O Brasil retroage há mais de quinhentos anos de história, com a ascensão da extrema-direita ao poder. Neste retrocesso nasceu o gado bozonarista, que é a classe social, 

de extrema-direita, brotada do cerne do pensar atrasado e ruim da era das trevas a qual o país vive atualmente. O gado bozonarista é esse grupo de pessoas de pensamento político de extrema-direita, com padrões econômicos diferentes. No aspecto econômico esse grupo é subdividido em dois subgrupos: o do gado rico e pobre. Eles são contra e fazem de tudo para reduzir o tamanho do Estado, porém, o foco central é vender o patrimônio nacional às empresas estrangeiras a preços irrisórios.

Essa classe poderosa há mais de 500 anos dominaram e dominam o país. Contudo, os menos afortunados sempre trabalharam e trabalham para seu enriquecimento e suas luxúrias. Eles compram a força de trabalho dos operários a preços insignificantes e enriquecem de maneira vergonhosa a exploração permanente dos trabalhadores. É por isso que nunca, eles aceitaram que o poder popular sob o comando do (PT) permanecesse durante muito tempo sob o domínio esquerdista. Eles fizeram de tudo para retirar o governo, através do golpe torpe de 2016. No governo popular o país, em geral, foi valorizado e respeitado no exterior, as pessoas eram felizes e cheias de esperança. Nesse governo de extrema-direita, sob a batuta do gado bilionário, atualmente o povo está condenado à miséria, a morrer da pandemia da covid-19, e no exterior o país é visto como a nação sede do fascismo no mundo e desprezo absoluto.

 

Os instrutores do gado são milionários e trabalham nos bastidores do governo.
 

Na classe do gado rico existem os instrutores teóricos do ódio. São todos aqueles extremistas e fundamentalistas autores das teorias insanas bozonarista. Entre eles se destacam alguns fomentadores do ódio, da intolerância partidária, do preconceito racial, das exclusões de gêneros e dos grupos minoritários do país.

Além disso, esses intelectuais do ódio são os organizadores dos atos de violências de todas as espécies, as pessoas contrariam ao gado abastado.

Eles são tão violentos e audaciosos que não se intimidaram a instigar os atos contra os membros do STF e da instituição guardiã da Constituição.

Certamente o gado são os responsáveis por bancar e mandar criminosos de dentro e de fora do país a disseminar as fake News nas redes sociais, contra seus opositores. Este grupo, o gado endinheirado, é o dominante, responsável por ditar os padrões vigentes na seita bozonarista, além de ter a pretensão de influenciar o controle do Estado, direta ou indiretamente. Geralmente o gado milionário está presente emtodas as áreas governamentais bozonarista.

Parcela do gado bilionário nem aparecem em público, eles são semelhantes ao alto clero medieval, trabalham nos bastidores do governo arquitetando todas as tramoias para manter essa administração de extrema-direita funcionando ao estilo deles.

As mentes do atraso, procuram impor suas ideias, na intenção de prejudicar a sociedade.

A missão dos “doutores” da equipe desse governo do atraso é clara, é o retrocesso da nação, diante do mundo e fazer sofrer a população brasileira; sob todos os aspectos. Entretanto, eles procuram impor suas ideias atrasadas, ainda que prejudique toda a nação nas áreas da saúde, da educação, da ciência, da tecnologia, do meio ambiente e nas demais setores que venham gerar emprego e renda para a população. Como é o governo do atraso e das trevas, eles fazem de tudo para o país se manter, na prática, o que eles em delírios, imaginam ser; e como está sendo na realidade. Não obstante, essa posição do atraso, ficou explícita com essa pandemia da nova coronavírus. Esse episódio trágico foi uma excelente oportunidade para eles negarem a pandemia, as recomendações dos profissionais da área da saúde, do país e do mundo no controle e no combate ao avanço do vírus no Brasil. O que eles fizeram foi a não recomendação do uso da máscara, o abandono da quarentena e das regras do distanciamento social nos lugares públicos.

O mais desprezível foram os deboches com as vítimas da covid-19 e disseminação de fake News com o objetivo ruim da negação da pandemia, a qual já é a maior tragédia humana em terras brasileiras.

Todos reconhecem a classe do gado através de suas características e comportamentos.

O gado pobre faz parte daquele grupo que tem a mesma idolatria política da estirpe bovina rica, mas assemelhar-se a casta dos bois dominados, formado através dos trabalhadores comuns e de baixa instrução profissional e principalmente educacional. Há uma grande parcela proveniente das igrejas pentecostais e de várias seitas. Em seus delírios eles afirmam, que todas as pessoas que são de esquerda, são comunistas e já estão condenados ao inferno. Essa classe social se confunde com os pobres de direita, tanto no quesito econômico quanto aos aspectos, ideológicos. Certamente o gado pobre é a continuação dos pobres de direita.

O gado pobre tem outras características surreais, eles são pobres, mas se imaginam e se acham ricos, são totalmente cegos no pensar, seguem fielmente as ideias maléficas produzidas através da classe bovina abastada.

O gado miserável tem reações misteriosas, eles são subservientes ao extremo, e são capazes de tudo, para obedecer ao chefe sem reclamar, e muito menos desobedecer a quaisquer ordens.

Em relação ao grupo do gado paupérrimo, é semelhante aos animais, pastando nos campos. Eles são dóceis e obedientes ao grito do chefe da boiada. Portanto, de maneira figurada essa imagem representa realmente aos bozonarista, que forma essa classe social de direita e fundamentalista, dóceis e violenta, são masoquistas e obedece às ordens do chefe da boiada, de forma incondicional, diante de quaisquer circunstâncias. É uma espécie de gente imunda; eles trajam sempre o verde e o amarelo para esconder a sua violência covarde em vários momentos da sociedade. Em regra, eles pousam de cidadãos do bem e defensores da moral e dos bons costumes.

Todavia, são todos canalhas, hipócritas, violentos, atrasados e negam toda às áreas do saber e defendem a teoria absurda da Terra plana.

Tanto o gado milionário, quanto miserável fazem protestos violentos e bizarros, eles trajam o verde e o amarelo. Alguns fanáticos, até se embrulham com a bandeira do Brasil. No entanto, com a intenção de se esconderem e praticar atos de violências. Geralmente todos são contrários às ideias insanas dessa gente doentia.

A divisão da classe do gado se realiza de acordo com o padrão econômico.

Gado em pasto verde. O povo gado tem certas características estranha e perigosas. Eles são apáticos, preconceituosos, subservientes, ignorantes, e sobretudo violentos.
O gado  bozonarista a nova classe social de extrema-direita.

Portanto, a extrema-direita brasileira tem como referência essa classe o gado bozonarista. Ela é fatiada em dois grupos de acordo com os critérios econômicos, onde se tem o gado milionário e o pobre. Contudo, eles comungam do mesmo sentimento político, o de extrema-direita e fundamentalista. As táticas e práticas de ódio e violências são iguais.

O gado é a classe social bozonarista, subdividida entre ricos e pobres, mas unida na mesma ideologia, a de extrema-direita.

Nas redes sociais eles destilam o veneno do ódio e fazem ameaças violentas contra a esquerda. Nem as instituições democráticas e os poderes da República como o STF e seus membros escapam do teor de violência do gado.

O STF agiu rápido contra essa gente violenta e nessa última semana, mandou as plataformas de várias redes sociais excluírem as contas do gado raivoso e violento. Certamente eles responderão processos por seus crimes cometidos nas redes sociais. Na CPI das fake News que está em investigação na Câmara dos Deputados e esses valentões do ódio responderão por seus atos violentos na “internet”.

Todavia, como foi dito no início, o gado bozonarista é covarde e violento; eles agem na calada da noite no mundo virtual e sob a proteção da Bandeira Nacional. Então se for andando em alguma das ruas, avenidas e se encontrar com esses grupos trajando as cores do Brasil, se afastem. É prudente seguir para outra rua, porque lamentavelmente se deparou com o gado. Eles são violentos e covardes, não se aproxime deles e nunca dirija a palavra a eles e muito menos em cair nas provocações dessa gente imunda.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina , artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal. Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.