Pular para o conteúdo principal

Felicidade reside na simplicidade.

http://www.analiseagora.com/
A imagem mostra a palavra felicidade algo que todos buscam
A incansável busca humana para encontrar a felicidade plena é a história na vida do homem. Esta ação ocorre desde seu nascimento até a morte física neste mundo. Tudo é fundamentado numa competição infatigável e hipotética para ter como objetivo esquadrinhar vias complexas para concretizar a consumação de uma aspiração subjetiva, característica própria do ser humano achar a felicidade.
Esta incansável procura o faz resistente para conquistar com inúmeras fórmulas e caminhos que podem experimentar este troféu cobiçado por todos os entes o direito de ser feliz. Nem que seja por alguns segundos ou um tempo indeterminado, abstraídos lutarem em todos os segundos existenciais neste planeta para ser feliz. Nem raciocina que pode ser feliz na simplicidade das coisas e situações vividas em diversas modalidades que cada momento o proporciona aí é onde reside a felicidade eternamente muita gente, porém, não se dão conta disso e partem para outros caminhos que os faz infeliz.
Este tema é pensado e analisado em todas as áreas do conhecimento humano. 


Muitos autores dedicaram uma boa parte de seu tempo escrevendo para evidenciar compreensões transparentes sobre este atributo do ser humano. Especialistas nas ciências humanas e religiosas minutaram incalculáveis teses e tratados controvertidos, procurando compreender e explicar o porquê deste duelo constante do ente humano visando à felicidade.  Até presentemente não construíram uma tese satisfatória que respondessem esta questão inquietante e antropológica do homem. Podemos vasculhar a história da humanidade e encontrar infinidades de conceitos que somados dizem a mesma explicação. Em compensação deparamos centenas, milhares de pessoas que afirmam não serem felizes.  Atribui-se a múltiplos motivos de ordens claras que abrangerem o ser humano em sua complexidade, moral, psíquica, e princípios religiosos, sociais e culturais. Além do mais podemos perceber que muitos levam uma vida intensa nesta eterna busca e nunca a encontram a tão sonhada felicidade em sua plenitude.

A felicidade por ser este estado de contentamento subjetivo dos humanos muitos não percebe que ao seu redor pode ser feliz. Através das coisas e momentos impares e simples que acontecem sempre em seu meio de convivência. Mesmo assim, uma grande parcela é feliz por quer a descobre na simplicidade das coisas e dos raros momentos de vivência familiar ou social. Enquanto que outros confessam que são felizes. No entanto a mesma felicidade existe, porém, é ofuscada pelas grandes preocupações contemporâneas que muitos vivem atormentados e soterrados, não permitindo espaço para perceber que a felicidade está em sua volta e não a percebem. Na maioria dos casos a própria pessoa criou certa muralha de contenção que o bloqueia de ser feliz. Outros se tornam reféns de suas próprias escolhas erradas levando os a prefeito estado de infelicidade. Fruto do seu livre arbítrio em escolher os seus caminhos na certeza do que fará feliz. Porém, em potencial anda inconsequente para uma direção de situação infeliz. A partir, de este caminhar o seu ser passa para uma situação de miserabilidade humana gerando conflitos internos, querer algo inatingível imaginando, que isto ou aquilo irá deixar o Feliz. Dependendo dos quais meios muitos usam para realizar um flash de felicidade, pode custar um alto preço impagável e irreversível partindo para consequências imagináveis até o resto da sua existência.



http://www.analiseagora.com/
Muitos querem encontrar a felicidade em coisas caríssimas,mas é fugaz. 

Hoje a sociedade moderna oferece intermináveis possibilidades imprudentes que supostamente podem conceder satisfações de felicidade. Mesmo qualquer situação que pessoa esteja passando nas crises existenciais severas, que são   situações preocupantes, surgem em seu caminho os famosos magos de plantão, produtores de felicidades. Porém são meros mercenários chegando sutilmente com objetivos claros para tirar proveito da miséria existencial alheia. Aproveitam o momento de fragilidade do ser humano em busca de um falso sentido da vida. Não perdem tempo fazem palestras tendenciosas com a intenção de vender seus produtos ordinários desde livros de baixa categoria, juntamente com um conjunto de receitas banais de autoajuda. Incluem diversos badulaques sem o mínimo de serventia e realmente não produzem paz e felicidade a alguém. Provoca isto sim, mais dores as pessoas, por quer as deixam endividadas aumentando o sofrimento e o grau de infelicidades para muita gente. Assim, são os seres humanos nunca estão satisfeitos com o que tem, sempre vão à busca de novas coisas, com intenções de uma felicidade completa.

Muitos procuram a felicidade e encontram a infelicidade através de inúmeros caminhos tortos e por decisões erradas, por exemplo: a curiosidade, a teimosia e quererem fazer tudo que os outros fazem e não pode ser diferente, se os amigos agem assim, tenho que fazer igual, possuir as mesmas coisas de consumo, se não as tem está desatualizado, obsoleto. Partindo desse pressuposto, começa então um longo processo exacerbado de competição por ter e submergir no consumismo desenfreado, que pode trazer sensações de felicidade momentânea e logo em seguida volta o processo da infelicidade o marco zero.    Construindo um perigoso caminho sem vota rumo a ser infeliz para sempre.

O tema da felicidade é de uma complexidade incrível e daria um amplo tratado para analisar em profundidade e propriedade. O mais importante é que todos podem ser felizes valorizando as coisas mais simples da vida. Aproveitando os momentos singelos que nossos ciclos de amizade nos apresentam, pois estes são os mais marcantes na existência de qualquer ser humano. Não podemos ser eternos sonhadores de uma felicidade plena, no plano terreno. Campeamos ser sábios e enxergar que pertinho de nós podemos ser felizes com o que temos e com quem vivemos no nosso dia-a-dia. Não é necessário ir longe ou procurar mercenários da felicidade. Todos nós somos construtores deste atributo a felicidade a energia que nos faz viver.


                                                            Felicidade/Adriana Calcanhoto.

Letra da música Felicidade de:
Lupicínio Rodrigues.

Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora
Porque sei que a falsidade não vigora

Lá onde eu moro tem muita mulher bonita
Que usa vestido sem cinta e tem na boca um coração
Cá na cidade se vê tanta falsidade
Que a mulher faz tatuagem até mesmo na pensão

Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora
Porque sei que a falsidade não vigora

A minha casa fica lá detrás do mundo
Mas eu vou num segundo quando começo a cantar
E o pensamento parece uma coisa à toa
Mas como é que a gente voa quando começa a pensar

Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora
Porque sei que a falsidade não vigora

Na minha casa tem um cavalo tortilho
Que é irmão do que é filho daquele que o Juca tem
Quando eu agarro seus arreiros e o encilho
Sou pior que limpa-trilho e corro na frente do trem.

Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora

Porque sei que a falsidade não vigora.

Comentários

Tamén eu penso que a felicidade está nas cousas mais simples, pequenos detalles que si somos quen de percibirlos poden propiciar momentos que non esquenceremos nunca. O mesmo acontece coas cousas materiais, tanto é así que eu sempre digo: "ser felices sen a escravitude da propiedade". Feliz e máxico domingo.
Cicero Barros disse…
Bom dia amigo! Seja bem-vindo ao blog analiseagora.
Também concordo com sua opinião e realmente a felicidade se encontra nas coisas mais singelas da vida. Agora vai depender de cada pessoa para perceber estas coisas no seu meio de convivência familiar e social. Volte sempre ao blog analiseagora e deixe seu comentário que responderi. Um forte abraço.

Postagens mais visitadas deste blog

A queima de fogos na virada do ano.

Queimar fogos de artifícios na acolhida do novo ano é linda, mas causa graves acidentes.As explosões dos fogos coloridos de artifícios no último dia e minutos do ano que está para ser encerrado tem seu auge exatamente as 23:59, quando der início a contagem regressiva para a chegada do novo ano.  É uma tradição que marca o advento do novo ano; ela é colorida, bonita e perigosa ao mesmo tempo, quando manipulada por imperícia, provoca sérios acidentes.  Ao longo dos anos vem aumentando o índice de acidentes graves durante a queima de fogos, geralmente por pessoas que não seguem as regras de segurança indicadas pelos fabricantes.

Você já rotulou alguém de burro?

Esta atitude é preconceituosa, machuca o sentimento de outrem, pare com isso.
Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.  Esta expressão preconceituosa já feriu e continua ferindo o sentimento de muita gente. Atualmente o preconceito vem sendo praticado de maneira escancarada, e com muito mais força, do que em outras épocas. A hostilidade entre as pessoas sempre existiu de forma velada no país, mas agora está passando dos limites nas redes sociais. Provavelmente em certos momentos da vida, alguém já o chamou de “burro”, na pura intenção de ofe…

A mídia golpista é cínica e mentirosa.

A mídia golpista brasileira é muitíssima cínica, manipuladora e mentirosa. Ela faz esforço colossal para afirmar e convencer a população que a crise econômica terminou. A nação passa o maior sufoco para sobreviver em meio a uma crise econômica sem precedentes na história recente do Brasil. Os golpistas conseguiram jogar o país num buraco sem fundo e certamente o próximo governo irá levar muitos anos para sair desse precipício econômico gerado pelo golpe parlamentar de 2016. O desemprego assola em todo o país, mas a mídia sinistra usa de palavras chaves, com tom agressivo de convencimento descabido, quando faz reportagens sobre este tema. Geralmente usam de chavões mentirosos, quando afirma: terminou a criseeconômica, agora o país voltou a crescer e gerar empregos em grande escala em todos os setores produtivos da cadeia econômica nacional.  

O alcoolismo é uma enfermidade destruidora do ser humano.

Os alcoólatras não surgem da noite para o dia, mas a partir dos contínuos goles das bebidas alcoolizadas.  Os pacientes alcoólatras necessariamente precisam reconhecerem que o alcoolismo é uma doença. Porém, esse é o primeiro passo para todos os alcoolistas sofredores, iniciarem uma longa caminhada rumo a sanar esta enfermidade; que atormentam as suas vidas. Todos os seres humanos padecedores, através do uso compulsivo do álcool, não se geram da noite para o dia, mas começam a se desenvolverem a partir de um processo embrionário lento. E comumente muito cedo na vida, especialmente, as fases da adolescência e   juventude que atravessam a maioridade; até o fim da vida.

Sorte não existe o que existe é oportunidade e competência.

Todos devem saber construir a sua história com competência.A vida é uma permanente construção, saber administrar as oportunidades que surgem para fazer uma construção sólida é uma questão de competência e não de sorte. Nenhuma pessoa pode deixar que as coisas possam acontecer através da sorte; algo simplesmente ilusório e inexistente. Ninguém jamais poderá prever o futuro, mas com absoluta certeza precisa planejar com antecedência e perfeição os próximos dias, meses e anos. Fazer esta árdua tarefa sempre; enquanto permanecer respirando fôlego de vida neste mundo. Principalmente numa comunidade de gente submergida em status social avarenta e egoísta. Para viver dignamente nesta sociedade materialista, consumista e competitiva é imprescindível que cada pessoa, seja agente provedor de sua própria história, construtor de seu futuro.

Natal focalizado no consumismo e distante do real sentido cristão.

O período natalino é especial para a reflexão e descobrir o verdadeiro sentido cristão.
O natal momento de reflexão ou simplesmente de consumoimpulsivo? O nascimento de Jesus é o maior mistério teológico da humanidade! Deus Soberano se fez humano e gerou-se no ventre de uma mulher Maria. Tudo para em breve nascer, derramar seu sangue santo em uma bruta cruz, morrer e ressuscitar gloriosamente, para salvar a humanidade da morte eterna; provocada através do pecado. Neste mistério está o legitimo sentido do natal para a humanidade cristã. E não no consumo descontrolado da sociedade contemporânea na época natalina. Mais uma vez o natal chegou sobre os sons das badaladas dos sinos do papai Noel. Anunciando mais uma celebração cristã que vem se perdendo seu legitimo sentido para o comércio e o consumo impetuoso todos os anos numa acelerada intensidade.

A família Barros no Brasil e no mundo.

APELO DESAFIADOR.
Após vários apelos de familiares, amigos, descendentes da Família Barros que pediram para pesquisar e escrever um artigo sobre as nossas raízes. Agora tomei coragem e assumi esta responsabilidade de fazer este trabalho. Uma missão desafiadora e ao mesmo tempo, muito interessante conhecer as nossas raízes. Em psicologia podemos entender esta busca do homem por sua identidade familiar. Faz parte do ser humano acalentar esta curiosidade de saber onde somos e de onde viemos e que estirpes saíram. Uma tarefa dificílima, mas aos poucos fui construindo esta trajetória histórica. Quero adiantar que é um trabalho de análise histórica genérica e não uma genealogia de uma única família específica. Por isso, considero incompleto este singelo trabalho, devido à grandiosidade desta família espalhada pelo o Brasil e o mundo, mas que pode ser aperfeiçoado através da colaboração dos leitores.

Favicon do blog analiseagora.

Todo blog necessita de uma identificação na web para melhor o público encontrar com facilidade. Esta é a favicon do blog analiseagora. Podem perceber que o título do mesmo, contém quatro letras repetidas [a] então resolvi personalizar como ícone do blog. Essa letra está na fonte Georgia na cor branca com o fundo azul escuro. Como o blog ainda está na sua fase inicial tudo é realizado às pressas e também de maneira simples, mas certamente o blog será reconhecido com muita facilidade pelos leitores quando realizarem suas buscas na internet.
Ainda que seja simples, mas foi criado com muito esmero e carinho a partir do meu conhecimento em design. Posso garantir ao meu público que me esforçarei para a curto prazo, criar uma outra favicon. Tudo terá novo visual, e seguramente deverá ser equivalente ou superior a altura do padrão de qualidade do blog analiseagora. Tudo para agradar a todos aqueles que aqui chegarem, e possam despertar seu interesse de permanecer por muito tempo pesquisando n…

O homem e seus vícios que os conduzem a humilhação.

Todos os homens carregam em sua essência o peso da desobediência com o Criador. O homem carrega em sua essência a natureza pecaminosa herdada desde a criação dos primeiros humanos Adão e Eva. Eles foram gerados, a imagem semelhança de Deus perfeitíssimo, mas infelizmente pecaram. Porém se travou na história humana uma luta feroz e constante contra o pecado. Através do pecado a história da humanidade mudou e desde aquela época até hoje, todos sofrem com as consequências da desobediência dos primeiros homens para com Seu Criador. Os humanos adquiriram vários vícios que os oprimem e os deixam em situações de humilhações e escravidões diante da família, amigos e a sociedade.   Tem muitos casos sem volta, outros, no entanto existem soluções quando os próprios viciados se conscientizarem dos seus estados doentios, mas   de livre e espontânea vontade procuram ajuda.

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.