Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Não discuto política!

Conversa entre dois amigos sobres discutir ou não política.

Um amigo se diz da direita, neutro, odeia política e ainda em alto e bom tom vem afirmar categoricamente, jamais a discutirá. O outro amigo de esquerda tem partido definido e filiado; e ama a política. O amigo de esquerda, todas as formasprocuram convencer a importância dela, ainda que tenha, corrupções e todas as mazelas. Porém é fundamental para regular a vida de todos os cidadãos da sociedade. Se alguém quiser ser meu amigo real ou virtual, não venha com este papo de política porque não gosto e detesto. E não discuto política porque estou bem longe desse coisa ruim. Ela não atinge minha vida! Não gosto e tenho raiva de quem gosta.Olha só se tem cabimento amigo!O mané, lá da esquina me chamar de assexuado político? O que será o que ele quis dizer com esse apelido? Ora!Tenho sexo, sou macho, valente e já mais, admitirei este conceito. Agora sim, é mesmo que nunca irei gostar desta tal coisa de política, prefiro ser neutro porq…

Felicidade reside na simplicidade.

Todos buscam esta realidade subjetiva a felicidade.

Imagem retangular de fundo azul e caracteres em branco diz: felicidade.
Imagem diz:felicidade.
A incansável busca humana para encontrar a felicidade plena,  é a história da vida do homem. Esta ação ocorre desde seu nascimento até a morte física neste mundo. Tudo é fundamentado numa competição infatigável e hipotética para ter como objetivo esquadrinhar vias complexas, para concretizar a consumação de uma aspiração subjetiva, característica própria do ser humano; achar a felicidade.

Está incansável procura o faz resistente para conquistar com inúmeras fórmulas e caminhos que podem experimentar este troféu cobiçado por todos os entes o direito de ser feliz. Nem que seja por alguns segundos ou um tempo indeterminado, abstraídos, a lutarem em todos os segundos existenciais neste planeta para ser feliz. 

Nem raciocina que pode ser feliz na simplicidade das coisas e situações vividas em diversas modalidades que cada momento o proporciona aí é onde reside a felicidade eternamente, e muitas pessoas, porém, não se dão conta disso e partem para outros caminhos que os fazem infelizes.

Este tema é pensado e analisado em todas as áreas do conhecimento humano.

Muitos autores dedicaram uma boa parte de seu tempo escrevendo para evidenciar compreensões transparentes sobre este atributo do ser humano. Especialistas nas ciências humanas e religiosas minutar incalculáveis teses e tratados controvertidos, procurando compreender e explicar o porquê deste duelo constante do ente humano visando à felicidade.  Até presentemente não construíram uma tese satisfatória que respondessem esta questão inquietante e antropológica do homem. 

Podemos vasculhar a história e encontrar infinidades de conceitos que somados dizem a mesma explicação. Em compensação deparamos centenas, milhares de pessoas que afirmam não serem felizes.  Atribui-se a múltiplos motivos de ordens claras que abrangerem o ser humano em sua complexidade, moral, psíquica, e princípios religiosos, sociais e culturais. Além do mais podemos perceber que muitos levam uma vida intensa nesta eterna busca e nunca a encontram a tão sonhada felicidade em sua plenitude.

Muitos entes não notam que a felicidade está nas coisas singulares.

A felicidade por ser este estado de contentamento subjetivo dos humanos muitos não percebe que ao seu redor pode ser feliz. Através das coisas e momentos singulares e simples que acontecem sempre em seu meio de convivência. Mesmo assim, uma grande parcela é feliz porque a descobre na simplicidade das coisas e dos raros momentos de vivência familiar ou social. 

Á proporção que, outros confessam  serem felizes, mas a mesma felicidade existe, porém, é ofuscada pelas grandes preocupações contemporâneas que muitos vivem atormentados e soterrados, não permitindo espaço para perceber que a felicidade está em sua volta, porém  não a percebe.

Na maioria dos casos a própria pessoa criou certa muralha de contenção que o bloqueia de ser feliz. Outros se tornam reféns de suas próprias escolhas erradas levando os a prefeito estado de infelicidade. Fruto do seu livre arbítrio em escolher os seus caminhos na certeza do que fará feliz.

Porém, em potencial anda inconsequente para uma direção de situação infeliz. A partir, de este caminhar o seu ser passa para uma situação de miserabilidade humana gerando conflitos internos, querer algo inatingível imaginando, que isto ou aquilo irá deixar o Feliz. Dependendo dos quais meios muitos usam para realizar um flash de felicidade, pode custar um alto preço impagável e irreversível partindo para consequências inimagináveis até o resto da sua existência.

Muitos querem encontrar a felicidade em coisas caríssimas, mas é fugaz.

A foto mostra jóias caras para proporcionar a felicidade fugaz.
Jóias caras que proporcionam felicidade fugaz.
Hoje a sociedade moderna oferece intermináveis possibilidades imprudentes que supostamente podem conceder satisfações de felicidade. Mesmo qualquer situação que pessoa esteja passando nas crises existenciais severas, que são   situações preocupantes, surgem em seu caminho os famosos magos de plantão, produtores de felicidades. Porém são meros mercenários chegando sutilmente com objetivos claros para tirar proveito da miséria existencial alheia. Aproveitam o momento de fragilidade do ser humano em busca de um falso sentido da vida. 

Não perdem tempo fazem palestras tendenciosas com a intenção de vender seus produtos ordinários desde livros de baixa categoria, juntamente com um conjunto de receitas banais de autoajuda. Incluem diversos badulaques sem o mínimo de serventia e realmente não produzem paz e felicidade a alguém. Provoca isto sim, mais dores as pessoas, porque as deixam endividadas aumentando o sofrimento e o grau de infelicidades para muita gente. Assim, são os seres humanos nunca estão satisfeitos com o que tem, sempre vão à busca de novas coisas, com intenções de uma felicidade completa.

É um perigo encontrar a felicidade nos caminhos tortos.

Muitos procuram a felicidade e encontram a infelicidade através de inúmeros caminhos tortos e por decisões erradas, por exemplo a curiosidade, a teimosia e quererem fazer tudo que os outros fazem e não pode ser diferente, se os amigos agem assim, tenho que fazer igual, possuir as mesmas coisas de consumo, se não as tem está desatualizado, obsoleto. 

Partindo desse pressuposto, começa então um longo processo exacerbado de competição, porque na imprudência, ter submergir no consumismo desenfreado, que pode trazer sensações de felicidade momentânea. Todavia tão somente  em seguida, volta o processo da infelicidade ao marco zero. Construindo um perigoso caminho sem volta, mas marcha a ser infeliz para sempre.

O tópico felicidade do ponto de vista filosófico é complexo.

Portanto o tema da felicidade é de uma complexidade incrível e daria um amplo tratado para analisar em profundidade e propriedade. O mais importante é que todos podem ser felizes valorizando as coisas mais simples da vida. Aproveitando os momentos singelos que nossos ciclos de amizade nos apresentam, pois estes são os mais marcantes na existência de qualquer ser humano. Não podemos ser eternos sonhadores de uma felicidade plena, no plano terreno. Campeiros ser sábios e enxergar que pertinho de nós podemos ser felizes com o que temos e com quem vivemos no nosso dia-a-dia. Não é necessário ir longe ou procurar mercenários da felicidade. Todos nós somos construtores deste atributo a felicidade a energia que nos faz viver.

 

Felicidade/Adriana Calcanhoto.

 

Letra da música Felicidade de:

Lupicínio Rodrigues.

 

Felicidade foi-se embora

E a saudade no meu peito ainda mora

E é por isso que eu gosto lá de fora

Porque sei que a falsidade não vigora 

Lá onde eu moro tem muita mulher bonita

Que usa vestido sem cinta e tem na boca um coração

Cá na cidade se vê tanta falsidade

Que a mulher faz tatuagem até mesmo na pensão 

Felicidade foi-se embora

E a saudade no meu peito ainda mora

E é por isso que eu gosto lá de fora

Porque sei que a falsidade não vigora 

A minha casa fica lá detrás do mundo

Mas eu vou num segundo quando começo a cantar

E o pensamento parece uma coisa à toa

Mas como é que a gente voa quando começa a pensar 

Felicidade foi-se embora

E a saudade no meu peito ainda mora

E é por isso que eu gosto lá de fora

Porque sei que a falsidade não vigora 

Na minha casa tem um cavalo tordilho

Que é irmão do que é filho daquele que o Juca tem

Quando eu agarro seus arreios e o encilho

Sou pior que limpa-trilhos e corro na frente do trem. 

Felicidade foi-se embora

E a saudade no meu peito ainda mora

E é por isso que eu gosto lá de fora 

Porque sei que a falsidade não vigora.

 

Comentários

  1. Tamén eu penso que a felicidade está nas cousas mais simples, pequenos detalles que si somos quen de percibirlos poden propiciar momentos que non esquenceremos nunca. O mesmo acontece coas cousas materiais, tanto é así que eu sempre digo: "ser felices sen a escravitude da propiedade". Feliz e máxico domingo.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia amigo! Seja bem-vindo ao blog analiseagora.
    Também concordo com sua opinião e realmente a felicidade se encontra nas coisas mais singelas da vida. Agora vai depender de cada pessoa para perceber estas coisas no seu meio de convivência familiar e social. Volte sempre ao blog analiseagora e deixe seu comentário que responderi. Um forte abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante para nosso trabalho.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc.
As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentaram a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.
Neste simples abc da mãe todos os filhos deveriam sempre observar as qualidades da sua mãe e a valorizar eternamente. Toda…

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social.Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.
Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.