Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

O dia de receber o salário, para muitas pessoas é sofrimento.

No Brasil o dia de receber o salário, é de sofrimento e não de satisfação. A foto mostra dois reais do Brasil, que simboliza a pobreza e a miséria do povo. Pela falta de organização do orçamento, o dia do pagamento mensal pode se transformar em pesadelo, sofrimento em vez de alegria. O trabalhador após um mês de trabalho árduo, suado e exaustivo finalmente chegou o grande e merecido dia de receber o justo salário pelos trinta dias de labuta intensa. Para uma grande parcela dos trabalhadores este dia é mais penoso do que o mês todo de trabalho fadigoso. Contudo, para outros é fato é um dia de alegria, satisfação e compensação pelas suas forças de trabalho vendidas ao empregador em troca de uma remuneração que vai garantir sua manutenção e qualidade de vida. Os trabalhadores inativos a situação é mais complexa também depende da elaboração correta dos gastos e ganhos. Neste artigo se fixará nesta situação dos trabalhadores da ativa. Os empréstimos consignados causam muitas dores de cabeça

O feijão o vilão da inflação.

http://www.analiseagora.com/
O feijão  está se transformando em prato de luxo. Pode isso?
Quem diria o feijão um dos alimentos mais populares no prato da nação brasileira, atualmente está se transformando em iguaria alimentar de luxo. Pode isso? Os economistas elegeram como o grande vilão da inflação. Também não é para se espantar este produto até chegar a mesa do consumidor percorre um longo caminho enfrentando muitas intempéries como: secas, enchentes, desperdícios, etc. Assim fica fácil para os atravessadores bateram o martelo e decidiram em aumentar astronomicamente em valores aproximadamente 16,38% em média.
Este produto raro se igualou aos pratos de alto luxo dos restaurantes. Porém é   na mesa dos lares de todos os cidadãos que se ingerem diariamente o caldo mais amargo dos grãos   de feijão a preço de ouro.  Segundo as agências de pesquisa deste setor entre os dias 15 de maio a 15 de junho de 2016. Os preços deste grão valioso, sofreu variações crescentes em quilo e de acordo com o tipo exemplo: o quilo do feijão-carioca varia de R$ 7,99 a R$ 12 ,90. Já o feijão-preto e o fradinho chegam a R$ 7,00 e 7,90 o quilo. Está mesmo oneroso comer feijão no Brasil.  Desta forma este prato considerado artigo de primeira necessidade desaparecerá em breve do cardápio dos brasileiros, isto se os economistas não tomarem algumas providências urgentes para resolverem esta situação que poderá se transformará em iguaria de luxo nacional.

É um absurdo um país como o nosso de um solo tão fértil para a plantação do feijão se encontrar numa situação ridícula de ser obrigado a fazer grandes importações deste precioso grão para alimentar a população brasileira a preço de ouro. Se o feijão e o arroz que se constitui as bases da alimentação do povo está com um preço insuportável. Agora imaginem os outros produtos que compõe a cesta básica ou outros produtos que estão fora da lista da cesta básica e que são considerados supérfluos para quem dispõe de poder aquisitivo maior. 


http://www.analiseagora.com/
Cofre cheio de moedas de um 1 real para comprar feijão.


Portanto, estes absurdos que surgem durante a crise econômica brasileira,alguém tem culpa e poderia evitar. Porém os responsáveis tentam justificar, mas não encontram uma justificativa plausível. É mesmo incompetência de quem administra este setor da produção agrícola imprescindível no Ministério da Agricultura. Quem está na linha de frente nesta área deveria fazer um amplo planejamento para evitar o desabastecimento por causas dos fenômenos naturais como secas, enchentes ou pragas e procurar soluções   com antecedências para evitar problemas sérios como este, para evitar  como a alta de preços no prato mais popular do povo. Não deixar para a última hora pois quem sofre com estes aumentos de preços bruscos e pesados no setor de alimentos geralmente é a população carente, que não suporta mais tanto aumentos de preços em tudo que se possa imaginar. Somente não existe aumento dos salários para compensar os aumentos de preços. Todavia, tudo fica complicado e sem data para uma solução para este produto que atinge diretamente a vida de todos os consumidores brasileiros de todas as classes sociais.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina , artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal. Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.