Pular para o conteúdo principal

Postagens mais visitadas deste blog

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.
Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país. 

Afinal em dezembro o mês para prestações contas.

Finalmente o mês de dezembro está aí, para todos prestarem contas; do que fizeram e deixaram de fazer.


Dezembro o  mês de prestar contas. 

Então finalmente já estamos no mês de dezembro o último do ano. É neste período entre compras, festas e o pensar voltado para as férias, onde se fecha mais um ciclo do tempo pragmático em nossas vidas. Foram 365 dias de trabalhos, acontecimentos, impactantes, alegres e tristes a nível pessoal, regional, nacional e mundial. Todos estes   fatos entrarão para os anais da história deste ano de 2018.

O mês de dezembro não é somente de festas natalinas e da virada de ano. Mas, sobretudo é um momento de fechamentos e prestações de contas, sejam elas nos planos individuais, públicas e das empresas dos setores privados. Todos prestam contas aos órgãos das arrecadações fiscais, dos governos municipais, estaduais e federais.
O ritmo da população em dezembro de fato é frenético.
É no ritmo das músicas e das luzes natalinas que a população entra num corre, corre frenético atingindo a exaustão do cansaço físico e mental, transformando se em estresse na tentativa para chegar no último dia do ano em clima de paz, alegria, confraternização e muita festa.  Nem todos conseguem fazer isso devido a uma grande lista de itens que deixaram de serem organizados, planejados desde o mês de janeiro.

Todavia, quando se tem a ausência de planejamento em casa, na empresa e também nos governos; os resultados finais também não são bons. É por isso que o mês de dezembro no Brasil é popularmente conhecido como o mês da ansiedade, da movimentação para concluir todas as atividades iniciadas no início do ano. Além disso, nesta época devemos evitar gastar o que não tem, lembre-se o mês de janeiro em nosso país é o pior período no controle financeiro do lar. Neste tempo chegam de uma única vez, todos os impostos que se possa imaginar, para engordar os cofres públicos e esvaziar nossas carteiras.

Os estudantes também passam por estas experiências de concluírem positivamente os seus estudos. Quem capricha desde o início chega ao fim do ano letivo tranquilamente. Agora aqueles alunos que deixarem para estudarem sempre no dia da prova, geralmente passam grandes sufoco para passarem de série e muitos não conseguem nem se quer atingir a meta para alcançarem a nota mínima para passarem de ano. Mais um resultado da falta de organização e planejamento dos estudos.

Fim de ano surge a preocupação de todos fecharem as contas em azul.

A imagem mostra uma cédula de cem reais do Brasil. 
Portanto, quem pensar que este tempo é somente de festas, ceias natalinas, trocas de presentes e o tão esperado réveillon está extremamente enganado. É o mês da correria para fechar as contas do ano no azul e evitar fechar no vermelho, isto é, no negativo. Além do mais é um bom momento para fazer a avaliação do que foi feito com excelência. Principalmente questionar e descobrir os motivos por que levaram ao fracasso, e a derrota dos sonhos.
É imperioso durante as férias aproveitar bem, mas tirar um bom tempo para pensar num replanejamento para o ano seguinte.  Evitando assim   a repetir os mesmos erros no próximo ano. Principalmente procurar definir metas claras e objetivas do próximo novo ano, que inclusive já está a começar a bater a nossa porta.📆

Comentários