Pular para o conteúdo principal

Reza a lenda que o ano inicia depois do carnaval.

O ano somente começa após o carnaval!

A imagem mostra um mês de fevereiro, onde geralmente ocorrem as festas ou folias de carnaval no Brasil e em alguns país do mundo.
A foto mostra o mês qualquer do calendário do ano civil do Brasil.


São apenas lendas populares ou realidade?  Pensando melhor está mais para o fato do que para a lenda. O tempo e os acontecimentos não podem parar. Contudo, no imaginário popular do povo brasileiro, se reza a lenda, que somente o ano inicia de fato depois do carnaval. Pense bem! Como a própria afirmativa   está explícita é uma lenda! Basta analisar com bom senso que se chegaria à conclusão de que, seria impossível o país parar completamente um dia. Agora, imagine parar desde as festas de fim e início de ano? Seria um caos e a nação como um todo, iria à falência total. Evidentemente é lei em nossa sociedade muitos setores pararem para os funcionários gozarem suas justas e merecidas férias. Necessariamente outros trabalhadores de todas as áreas continuam trabalhando normalmente para manter o ritmo do desenvolvimento econômico do Brasil.

 

As escolas e universidades, já estão de portas abertas, o ano vai iniciar.

 

Agora é chegado o momento de o país voltar a funcionar a todo o vapor. Terminou o período de férias e famigerado carnaval. As escolas, faculdades e as universidades já estão de portas abertas para receberem os alunos para uma nova temporada do ano letivo até o início de dezembro. A população a partir de agora começa a ter ciência da realidade que espera para a continuidade deste ano. Todos irão se deparar com a escalada da inflação e consequentemente os aumentos dos preços das mensalidades e materiais escolares, energia elétrica, combustíveis, e uma cadeia interminável de aumentos sem fim.

 

O país de cofre vazio segundo os novos eleitos, é hora de trabalhar.

 

Os salários estagnados sem poder aquisitivo e as previsões de aumentos reais acima da inflação é zero. Os novos governantes que assumiram os poderes estaduais e federais estão de cofres raspados pela corrupção, que assola todo o país, em quase todos os departamentos administrativos. Uma praga   que perdura e é impossível de ser combatida pelo governo. O povo assustado pelas más notícias que a imprensa divulga de maneira tendenciosa, cheirando a promoção de golpe contra o governo. Eles simplesmente têm a função de divulgar um único lado da moeda que veem de seus interesses. Colocar o povo contra um governo está no poder pela vontade ampla da nação.

 

Portanto, o ano começou agitado, o descanso adquirido durante o período de férias se evapora no segundo dia, ao cair na real. Não obstante, começa a chegar e são abertas as faturas, todas a quitar o mês. Visto que todas elas com reajustes escandalosos acima da inflação. Muitos dão graças a Deus, porque ainda mantém seus postos de trabalhos, sem saber por quanto tempo, ou até que essa crise a qual parece sem fim vá embora.

Faça seu orçamento familiar para não se apertar financeiramente.
 

A única coisa a ser feita é refazer o seu orçamento anual ou mensal. Se necessário   começar a cortar os gastos com aquelas coisas que até o momento foram consideradas excelentes para o conforto. Todavia, desde já se nota que precisam receber uma nova reclassificação e as julgar supérfluas; não hesitar em eliminá-las da lista da sua planilha de despesas. Todavia, agora o momento é de contenção. No entanto, todos são obrigados a fazer isso, ainda que venha a doer, mas o importante é manter o crédito em dia, sem restrições no comércio mantenha-se fora dos algozes órgãos de proteção ao crédito, do país que rotulam se você está entre os bons ou os consumidores e pagadores.

 

Portanto, é lenda mesmo de que o ano somente inicia depois do carnaval. O tempo e os acontecimentos não param. Nós realmente somos obrigados a parar se não somos tragados sem notar. É fundamental um período de descanso, as merecidas férias, para refazer as energias, se organizar, para continuar na luta diária diante dos sobressaltos dos acontecimentos diários, os quais se soma a contagem do ano em plena evolução.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.