Pular para o conteúdo principal

Postagens mais visitadas deste blog

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.
Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país. 

O trânsito do Brasil é violento.

O trânsito no brasil é violento e nos traz estatísticas assustadoras como se fosse uma guerra diária.

A imagem de fundo vermelho e caracteres em branco está escrito a mensagem. É violento o trânsito no Brasil.
É violento o trânsito no Brasil.
Entre os dias 18 a 25 de setembro é a semana nacional do trânsito no Brasil. Esse é o período importante para que todos os cidadãos possam se conscientizarem da importância, de transformar este trânsito violento; em um trânsito de paz e harmonia. Hoje muitas pessoas andam estressadas provocando todos os tipos de violências no trânsito brasileiro. São mortes trágicas, o medo tomou conta das ruas, estradas, das vias públicas e das grandes rodovias.  Ninguém respeita a vida de ninguém, existe um trânsito selvagem ausente de paz e harmonia.
Se convive numa guerra permanente onde não há vencedores, mas apenas perdedores de preciosas vidas precoces. E um saldo negativo de milhares de pessoas mutiladas levando a situação de invalidez, provocada através dos acidentes que os deixam sequelas dolorosas e irreversíveis para muitos cidadãos do nosso país. 

A carnificina do trânsito do Brasil.

A imagem de fundo vermelho e caracteres em branco está escrito a mensagem. É violento o trânsito no Brasil.
É violento o Trânsito no Brasil.
O trânsito do Brasil está se tornando uma verdadeira carnificina, os números de mortos e mutilados são impressionantes e assustadores. A quantidade de mortes no tráfego nacional tem uma frequência muito além das 35 mil mortes ao ano. E ao dia se alcança em média   145 pessoas que levadas a óbitos. Em uma hora 6 mortes acontecem e em cada 10 minutos morrem uma pessoa no país. Os feridos com sequelas irreversíveis ganham status negativos semelhantes aos de guerra.  É fato!  O trânsito é violento, é uma interminável guerra diária nas ruas e estradas brasileiras. Então durante essa semana é o período excelente para que todos possam parar e fazer uma profunda reflexão sobre a violência, que aumenta constantemente em no trânsito do Brasil.
Certamente as escolas irão trabalhar com propriedade este tema em sala de aula as primeiras noções e como se defender do horror do trânsito do país.

A ganância por dinheiro dos Centros de formação de Condutores.

Percebe-se evidente ineficiência e usura nos Centros de Formação de Condutores (CFCs) de todo o Brasil. A maioria dos (CFCs) estão mais preocupados em lucrar e lucrar do que educar, ensinar os futuros motoristas a serem competentes e bom condutores. Ensinar como se comportarem corretamente na condução de um veículo. Muitos (CFCs) para faturarem alto reprovam alunos que estão aptos, a conduzir carros. Essa reclamação é constante e muitos refaz e refaz o curso várias vezes.   Muitos alunos se revoltam, desistem do curso e começam a dirigem sem habilitação, conduzem carros, mas são os fora da lei e precisam serem retirados do trânsito. Eles são geralmente os provocadores dos muitos acidentes fatais a pessoas inocentes. São os criminosos do trânsito nacional todos tem que ser afastados das estradas do Brasil.  

Partindo do ponto de vista da ganância, uma parcela de culpa recai nos Centros de Formação de Condutores, mas nos processos criminais, nunca eles serão citados, estarão isentos de quaisquer responsabilidades. Porém, muitos casos poderiam terem sido evitados, mas atualmente, estão mais focados na ganância, o lucro e mais lucro do que na educação e formação rigorosa e eficiente dos que querem se habilitarem condutores, como manda o código de trânsito brasileiro.

É necessário respeitar a sinalização do trânsito para haver paz.

A imagem de fundo vermelho e caracteres em branco está escrito a palavra paz.
Paz!
A paz no trânsito somente virá quando todos começarem a respeitar as leis existentes no país que regulam esta realidade que muitas pessoas teimam não obedecer. Respeitarem rigorosamente a sinalização, que orientam o fluxo dos carros para andarem organizados em todas vias das cidades e rodovias públicas estaduais e federais. Quando todos colocarem a vida acima de quaisquer bens materiais e as discussões violentas e respeitarem os pedestres, de todas as idades.
No momento em que a intransigência seja substituída pela tolerância e incompreensão pela compreensão entre motoristas e pedestres.  Se todos fizerem sua parte observar os direitos e deveres, a vida também será respeitada e a violência será eliminada do trânsito. Em quaisquer circunstâncias a vida deve ser preservada e não eliminada, através da imprudência de muitos condutores de veículos que dirigem dentro de múltiplas irregularidades.
Esses são conscientes, responsáveis de todas as consequências a que venham acontecerem a outrem. Porque esses estão assumindo todos os riscos em relação a sua própria a vida e das outras pessoas. Esse comportamento patológico necessariamente, deve ser mudado para haver humanização no trânsito brasileiro.

A harmonia no trânsito é necessária.

Portanto todos precisam viverem em harmonia no trânsito, é um grande desafio entre os humanos que dependem do automóvel para trabalhar, passear etc. É o preço que se paga através do desenvolvimento tecnológico, que proporciona grandes conquistas, comodidade e colabora na superação de dificuldades no mundo contemporâneo. Seria impossível, pensar a sociedade atual sem os avanços tecnológicos do transporte que facilitam a vida de todos, para viver com qualidade. 

O dilema é que muitos não sabem utilizar o carro como uma ferramenta que pode facilitar a viver melhor. Alguns misturam álcool e outras drogas ao dirigir um automóvel transformando em arma mortífera para si e outras pessoas. Podem questionar se há mesmo necessidade de todos os habitantes comprarem um carro? O modelo consumista em que se vivem, faz essa exigência ilusória, como se ter um ou mais carros irá ganhar status na sociedade de consumo exagerada. Não abre espaço para avaliar as consequências múltiplas desse exagero de consumo. 

Uma solução para humanização da mobilidade urbana seria investir pesado na construção de trens urbanos de passageiros e reativar as ferrovias. Muitos países usam as tecnologias avançadas para aprimorar a comodidade para as pessoas viajarem confortavelmente nesses trens pelo país de norte a sul leste a oeste. Viajando em segurança e a preços acessíveis a todos. Infelizmente essa realidade no Brasil está quase descartada. Todavia, para que venha ser concretizada os próximos governos devem pensar seriamente em políticas públicas para humanizar o trânsito. Tudo com metas serias para curta, médio e a longos prazos a ser implementas em todo o país.

Comentários