Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Chama olímpica: o farol de união e paz no mundo

  A chama que mantém o mundo unificado Tocha olímpica. Créditos: para Wikipédia   O fogo é utilizado como símbolo de purificação, conhecimento e vida desde a antiguidade. A tocha olímpica, com sua luz perene, simboliza a união dos povos e a constante busca pela excelência. Não é apenas um objeto, mas um símbolo de esperança e inspiração, uma ponte entre diferentes culturas e épocas, um convite para celebrar a paz e a amizade. Atualmente, o mundo precisa da chama da unidade acesa para haver paz mundial. A energia mitológica é a chama da inspiração! A história da tocha olímpica começa com o titã Prometeu, que ousou desafiar os deuses para trazer o fogo sagrado à humanidade. Este ato de coragem e rebeldia é ilustrado pela chama olímpica, que simboliza a busca incessante pelo conhecimento e pela perfeição. Os novos heróis prosseguem sua jornada para promover a união, inspirados pelo fogo olímpico, por toda a Terra. A cada Olimpíada, surge um sentimento forte entre os países que promovem a

Primavera é o prelúdio de uma nova vida.

Na primavera tudo nasce!
 

A foto mostra as flores multicores da primavera. Elas tem vigor intenso é a vida que renasce.
A foto mostra as flores multicores da primavera.


Tudo se renova, floresce e há aroma no ar.

A esperança surge com entusiasmo.

É a vida mais colorida em relances.

O iniciar do novo ciclo natural.

De superação, perfume no ar.

Há novas tendências de modas,

nas roupas masculinas e femininas.

 

Nascem novas roupagens nas plantas, 

árvores e árvores.

Cada qual tem seus atributos.

As suas lindas, cores e multicores.

O ar  se renova com mais oxigênio.

 

Já revigoram os pulmões humanos.

As ondas do mar se agitam.

Elas trazem alegria e esperança de vida.

Nas águas límpidas tem múltiplas vidas.

 

No canto dos pássaros;

Eles nos ordenam!

É hora de despertar cedo.

É no seu namoro noturno. Vem a alertar,

já é o anoitecer!

 

Os pólens das flores soltas no ar.

Aflora a rinite, sinusite

e tudo o que atinge a respiração.

É a alegria genérica, é no trajar,

no caminhar, nas ruas,

nas avenidas, nas orlas,

nos campos e nas ciclovias!

 

É na movimentação dos seres humanos,

dos seres vivos, em geral.

No acordar da hibernação.

Ao despertar do inverno, todos precisam

alcançar a superação e atingir novas vitórias.

 

A vida sobrepondo a pandemia,

são o início do fim da morte sobre a vida.

Graças às vacinas, é a Ciência, é

o trabalho permanente, dos cientistas.

É o fim do negacionista,

símbolo da morte.

 

É o começo de uma temporada,

aqui no hemisfério sul.

A esperança se renova.

Momento para reconstruir,

viver, compartilhar e amar!

Amar, ao som dos cantares dos pássaros,

do nascer e do pôr do Sol,

sob a luz da Lua. Amar intensamente!

 

A final de contas,

a vida está em permanente movimento,

até existir respiração,

sob todas as circunstâncias.

As mais imprevisíveis,

são assim, as existências?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.