Pular para o conteúdo principal

Hoje o Mestre Paulo Freire, se vivesse; faria cem anos.

Alguns descorteses do Brasil, não aceitam as ideias do Educador e Filósofo Freire.

Por Luiz Carlos Cappellano - Obra do próprio, Domínio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=8050020
Créditos: para Wikipédia/CEFORTEPE / Luiz Carlos Cappellano/Painel Paulo Freire..

 

O Brasil e o mundo se orgulham de ter (in memoria) o maior educador e filósofo da história, o grandioso Paulo Freire. (2/09/1921 - 2/05/1927) Neste dia (19/09/2021), completaria 100 anos de vida.

Infelizmente o grande Mestre, educador e filósofo da educação do país não é bem-querido por uma mínima minoria raivosa, descorteses, bufões, caricatas, burlescas e negacionista do Brasil. É aquela pequena massa de gente imunda, as quais não amam o conhecimento. Estes se dizem negacionista, para fundamentar sua ignorância e estupidez. São na realidade, pessoas inimigas do saber. Eles findam no poder do dinheiro e nada além disso. Uma negação total para a sociedade que ama o saber. Contudo, são os responsáveis por atacar quem pensa diferente e até os que nos deixaram, mas permanecem vivos através de suas obras imortais.

A justiça do Rio de Janeiro proibiu os escárnios ao Mestre Freire.

 

Foi necessário a justiça proibir estes escárnios, através da liminar da Excelentíssima juíza Geraldini Vital, da 27ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Ela proibiu em (16/09/2021), proferir em caráter de urgência, poucos dias antes da data em que o educador Paulo Freire, se estivesse vivo, completaria um século de idade. Caso descumpra a medida, a União deve pagar multa de R$ 50. mil por dia. (Fonte: Brasil de Fato.)

 

Esta raiva que Bozonaro, tem de Paulo Freire, é sinal que este ser do mal, brotou das trevas; para desgovernar o Brasil e eliminar a educação dos brasileiros. Ele desconhece quem é o Mestre e Patrono da Educação do Brasil. Certamente, nunca leu uma frase sequer, uma das mais de 40 magníficas obras de pedagogia da educação. Com toda a certeza entre elas a pedagogia do oprimido. Se ao menos tentou ler não entendeu nada, é por isso que o tal e seus filhos desmoralizam o filósofo Freire.

Os muitos artigos e entrevistas do pensador da pedagogia da educação do Brasil. A pedagogia do oprimido está na lista dos livros mais lidos e traduzidos para vários idiomas. Bozonaro certamente tem inveja das honrarias e dos 35 títulos que Freire recebeu, enquanto viveu, das mais renomadas universidades do País e do mundo.

O Brasil e o mundo exigem que se respeite a memória do maior educador e filósofo da educação brasileira, o Mestre: Paulo Reglus Neves Freire, mais conhecido como Paulo Freire.

 

O Patrono da Educação Brasileira, é o Mestre Paulo Freire.

Em 13 de abril de 2012, a Presidenta Dilma Rousseff sancionou a Lei nº 12.612, que declara o educador Paulo Freire, Patrono da Educação Brasileira. No entanto, o patrono da educação brasileira é desrespeitado através do atual Presidente da República. Esta pessoa deveria pensar (se é que pensa) milhões de vezes para fazer declarações chulas contra o maior educador e filósofo da era recente do Brasil. Seria melhor para ele, elogiar e respeitar sua memória póstuma, do que falar asneiras, contra este mestre da educação do país e do mundo.

 

As ideias de Paulo Freire, nunca foram colocadas em prática no Brasil.

 

Portanto, o país tem uma dívida impagável com o educador e filósofo Freire e principalmente com a educação da nação. Os governos precisam urgentemente colocar em prática o que Paulo Freire escreveu, em suas obras; sobre a educação sob todos os sentidos. O país está aquém de cumprir com o dever de zelar pela educação dos seus filhos como manda a Constituição e sobre a luz das ideias e métodos freiriana.

Ele criou teorias e novos rumos para a educação brasileira, através de suas obras de pedagogia, mas infelizmente, os governantes desta nação nunca as levaram a sério. Contudo, o sistema educacional do país se encontra em estágio de coma. Esta situação ruim é típica dos governos que odeiam a educação e os educadores. Atualmente a educação brasileira regrediu aos tempos coloniais.

O que existe são professores desiludidos, muitos com salários de fome, os docentes do país em sua maioria estão mais preocupados com o que vão fazer com as contas do fim do mês. Não sabem se receberão seus salários pífios para pagar o aluguel da moradia, a comida e as contas fixas mensais. No entanto, não há perspectivas de dias melhores para quem trabalha no setor educacional do país. É uma desilusão total, não há paz para trabalhar feliz.

Hoje existem alunos desanimados para estudar porque muitas escolas não oferecem o mínimo de conforto para que os mestres possam desenvolver seus trabalhos com decência entre os educandos. Existe outra grande parcela de discentes, os quais são agressivos em salas de aula. Eles representam o seu meio social no qual vivem e projetam em salas de aulas. Esta situação da educação brasileira vai de contramão às teorias de libertação do mestre Freire. Tudo isso, representa os péssimos frutos com o descaso dos governos que não tiveram e não conseguiram colocar em prática, as teorias de libertação pensadas por Paulo Freire.

Infelizmente a nação vive diante de um processo de opressão dentro do sistema educacional brasileiro e levará séculos para haver uma transformação verdadeira. É lamentável, mas é a realidade cruel na qual passa o país e não precisa esconder essa crueldade, mas é a pura e sincera verdade.

É o caso do atual desgoverno do Brasil que é negacionista de "araque'' (sem ao menos saber o que isso significa), mas seus gurus dessa teoria sem fundamento, o levam a seguir a tese da negação do conhecimento, da Ciência e da educação, em geral. As consequências são dramáticas para as vítimas, da pandemia da "COVID -19" e o atraso total da nação sob todos os aspectos. Além da tragédia de quase 600 mil vidas perdidas, os que sobreviveram, permanecem com sequelas graves por todo o país. Muitos destes não tem praticamente, a assistência médica; da parte do governo negacionista. O setor econômico é uma grande tragédia para todos os brasileiros. A culpa não é só da pandemia, mas sobretudo, por incompetência do atual desgoverno brasileiro.

Todavia, hão de convir que muitos que tombaram nesta pandemia foram por arriscar a vida para seguir o atual presidente e por falta de formação e educação seguiram cegamente as desorientações erradas do chefe da nação.

Portanto, neste contexto dramático falta a educação que liberta e produz vida. Vida que seja livre das amarras das opressões dos dominadores da nação. A educação liberta e gera vida com sonhos e grandes projetos que venham ser importantes para todas as pessoas do Brasil e do mundo.

A nação que despreza a educação oprime seu povo e todos serão escravos dos opressores. Aqui está a razão dos dominantes não admitirem a educação libertadora do mestre Paulo Freire.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina , artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal. Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.