Pular para o conteúdo principal

Pensar no nada uma conversa de filósofo

A PALAVRA NADA TRAZ CONTEÚDOS ENIGMÁTICOS E POLÊMICOS, INDO ALÉM DO SIMPLESMENTE PRONUNCIAR NADA.

Você já parou um instante em sua vida para pensar sobre o que significa a palavra “nada” são apenas quatro letras, mas são repletas de significados e muito difícil de construir um conceito claro do que seria o nada. Quando pronunciamos a palavra nada à impressão que surge momentaneamente é que há um vazio absoluto de nada, um vácuo será mesmo? Por isso que esta minúscula expressão desencadeia uma ilimitada series de dúvidas e questionamentos em torno do que seria o nada. O nada existe mesmo?
pensar no nada é pensar muito e não se conclui nada
Você já parou um instante em sua vida para pensar sobre o que significa a palavra “nada” são apenas quatro letras, mas são repletas de significados e muito difícil de construir um conceito claro do que seria o nada. Quando pronunciamos a palavra nada à impressão que surge momentaneamente é que há um vazio absoluto de nada, um vácuo será mesmo? Por isso que esta minúscula expressão desencadeia uma ilimitada series de dúvidas e questionamentos em torno do que seria o nada. O nada existe mesmo?

Dependendo quem e do ponto de vista como se analisa a palavra "nada" ela pode ter inúmeros conceitos polêmicos e sem uma conclusão transparente. Para os leigos não passa de nada mesmo ou uma linguagem popular. A matemática como é formada de conceitos exatos, então zero ou conjunto vazio seria a conceituação e ponto final. Por quão intensamente, avançamos na imaginação podemos encontrar muitas cogitações complexas em torno desta palavra que levaria muito tempo a raciocinar e escrever um tratado cientifica controverso e polêmico a partir de diversos prismas para tentar chegar uma definição que poderia construir um conceito filosoficamente convincente

Analisando do ponto de vista da filosofia esta palavrava ganha amplas e complexas teorias ideológicas que instigam meticulosas discussões sem uma conclusão plausível para quem gostaria de compreender a luz da transparência o conceito do nada. Cada pensador tem sua acepção própria e muitas delas são contraditórias e ao mesmo tempo polemicas. Todos que procurarem proceder às tentativas de construir conceito do "nada" no campo filosófico como “ausência absoluta de nada em nosso ser”, a partir deste ponto gera-se intermináveis questionamentos e grandes elucubrações filosóficas questionado o que seria este nada. Alguns pensadores criaram teses e questionamentos filosóficos, procurando comprovar se de fato o nada em si existe ou não existe.

O pensador Kant a trabalhou filosoficamente esta discussão sobre o nada ele promovendo um debate e defendendo a seguinte tese: o nada seria como um pseudoproblema, um falso problema, pois eliminando qualquer possibilidade de elusivo absoluto da existência do ser e não havendo a existência do ser como base primordial de tudo. Logo também o nada não poderia existir.  Outros pensadores trabalharam esta tese problemática do nada de formas opostas. O filosofo existencialista Jean Paul Sartre pensa uma tese diferente e abre uma profunda discussão sobre esta hipotética tese do nada descrevendo a nada como oposição ao ser e muitos questionamentos são emblemáticos neste sentido sobre a existência do ser para não existir o nada, necessariamente não deveria existir o ser. Logo se o ser existe imperioso a existência do nada. Nesta discussão inicia uma meticulosa discussão e começa a questionar a existência ou não do ser. Faz uma um arguição o que seria na realidade o ser? Em 1943 Jean Paul Sartre escreve o famoso tratado de filosofia o ser e o nada. Neste belíssimo ensaio de ontologia e fenomenologia Sartre diz que: *o ser de um existente é o que ele aparenta, ou seja, destaca-se o fenômeno como relativo-absoluto. Então, a aparência revela a essência, eis a lei que preside as sucessões de suas aparições, é a razão da ‘série’, isto é, a essência como razão da série é apenas o liame das aparições**. (fonte: O ser e o Nada) Em outro trecho deste tratado ele afirma: *Se a essência está apartada da aparência individual que a manifesta, assim compreende-se o ser da aparição ou a essência da aparição como um aparecer que não se opõe a nenhum ser*. (fonte: O ser e o Nada)

o ser de um existente é o que ele aparenta, ou seja, destaca-se o fenômeno como relativo-absoluto.
Jean Paul Sartre em 1950 na França 

Outro filosofo que se preocupa em construir uma tese sobre o nada é o pensador Martin Heidegger este sobre influencias de outros filósofos existencialistas escreve um tratado magnifico de filosofia talvez um dos mais lidos pelos existencialistas *O ser e o Tempo* publicado em 1927, traz uma nova compreensão sobre o problema da compreensão do ser neste livro nas páginas iniciais Heidegger diz: *No solo da arrancada grega para interpretar o ser formou-se um dogma que não apenas declara supérflua a questão sobre o sentido do ser, como lhe sanciona a falta. Pois se diz: “ser” é o conceito mais universal e mais vazio. Como tal, resiste a toda a tentativa de definição*. (fonte: Ser e o tempo) em relação ao problema do nada em sua celebre aula inaugural na Universidade de Friburgo na Alemanha em 1929, Heidegger trabalha este problema do nada como um problema metafisico: e elabora uma indagação a mente sem uma réplica rápida quando ele faz a celebre inquirição: *por que existe o ser e não o nada? E ainda utiliza outra maneira de questionamento; *por que existe afinal ente e não antes o nada?* (fonte: Heidegger) são questões totalmente do campo subjetivo para a elaboração de um grande estudo sobre o problema da existência ou não do nada.

Saindo do campo filosófico e partindo para o campo da cosmologia a questão do nada recebe proporções ainda mais polemicas e complexas; por quer entra duas correntes oponentes a teoria do evolucionismo e o do criacionismo entra em intermináveis discussões teóricas sobre a teoria do início da existência do universo. Cada uma defende como se originou e se formou o universo dentro desta ampla polemica entra a questão do nada. Não irei discorrer sobre cada uma porque se estenderia muito o texto, mas o importante que neste turbilhão de discussões polemicas o nada entra como ponto de evidencia.

Por tanto, para concluir podemos afirmar que esta palavra nada constituída de apenas quatro letras é repleta de significados complexos, muitas teorias polemicas e oponentes e que não se tem uma clareza cientifica de um conceito claro do nada. O Nada existe em oposição ao ser. O nada é este vocábulo que exige acuradas reflexões, filosóficas, cosmológicas e físicas e as teorias oponentes que discutem esta ideia um conceito e a eterna dúvida existe ou não existe o nada. O que você pensa sobre o nada? O nada é simplesmente não fazer nada como diz a gramatica ou ainda existem muito a se pensar e teorizar? O nada vai muito além do nada, não existe nada sem a existência do ente. O papo de filósofo não terminou apenas começou...




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O alcoolismo é uma enfermidade destruidora do ser humano.

Os alcoólatras não surgem da noite para o dia, mas a partir dos contínuos goles das bebidas alcoolizadas.  Os pacientes alcoólatras necessariamente precisam reconhecerem que o alcoolismo é uma doença. Porém, esse é o primeiro passo para todos os alcoolistas sofredores, iniciarem uma longa caminhada rumo a sanar esta enfermidade; que atormentam as suas vidas. Todos os seres humanos padecedores, através do uso compulsivo do álcool, não se geram da noite para o dia, mas começam a se desenvolverem a partir de um processo embrionário lento. E comumente muito cedo na vida, especialmente, as fases da adolescência e   juventude que atravessam a maioridade; até o fim da vida.

A queima de fogos na virada do ano.

Queimar fogos de artifícios na acolhida do novo ano é linda, mas causa graves acidentes.As explosões dos fogos coloridos de artifícios no último dia e minutos do ano que está para ser encerrado tem seu auge exatamente as 23:59, quando der início a contagem regressiva para a chegada do novo ano.  É uma tradição que marca o advento do novo ano; ela é colorida, bonita e perigosa ao mesmo tempo, quando manipulada por imperícia, provoca sérios acidentes.  Ao longo dos anos vem aumentando o índice de acidentes graves durante a queima de fogos, geralmente por pessoas que não seguem as regras de segurança indicadas pelos fabricantes.

Você já rotulou alguém de burro?

Esta atitude é preconceituosa, machuca o sentimento de outrem, pare com isso.
Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.  Esta expressão preconceituosa já feriu e continua ferindo o sentimento de muita gente. Atualmente o preconceito vem sendo praticado de maneira escancarada, e com muito mais força, do que em outras épocas. A hostilidade entre as pessoas sempre existiu de forma velada no país, mas agora está passando dos limites nas redes sociais. Provavelmente em certos momentos da vida, alguém já o chamou de “burro”, na pura intenção de ofe…

Sorte não existe o que existe é oportunidade e competência.

Todos devem saber construir a sua história com competência.A vida é uma permanente construção, saber administrar as oportunidades que surgem para fazer uma construção sólida é uma questão de competência e não de sorte. Nenhuma pessoa pode deixar que as coisas possam acontecer através da sorte; algo simplesmente ilusório e inexistente. Ninguém jamais poderá prever o futuro, mas com absoluta certeza precisa planejar com antecedência e perfeição os próximos dias, meses e anos. Fazer esta árdua tarefa sempre; enquanto permanecer respirando fôlego de vida neste mundo. Principalmente numa comunidade de gente submergida em status social avarenta e egoísta. Para viver dignamente nesta sociedade materialista, consumista e competitiva é imprescindível que cada pessoa, seja agente provedor de sua própria história, construtor de seu futuro.

As mentiras da classe política da direita é esclarecida através da história.

A história revela as mentiras da classe política direitista do Brasil.
A história da humanidade é marcada através da polarização ideológica entre esquerda e direita. O Brasil não é diferente. Essa bipolaridade ideológica se acirrou veementemente na história recente. A tendência é aumentar esse incitamento naturalmente daqui para frente na disputa pelo poder entre esquerda e direita. A direita do Brasil é uma ampla classe política e partidária formada através de um conjunto de setores sociais direitistas, que pensam e agem contra os interesses da população carente e que pensam ao contrário deles. Ela é constituída com todos os partidos de direita, a burguesia retrógrada, a elite reacionária e dominante, mais a mídia golpista brasileira e muitos grupos minoritários e ultradireitistas que estão infiltrados nos mais diversos setores da sociedade nacional.

A família Barros no Brasil e no mundo.

APELO DESAFIADOR.
Após vários apelos de familiares, amigos, descendentes da Família Barros que pediram para pesquisar e escrever um artigo sobre as nossas raízes. Agora tomei coragem e assumi esta responsabilidade de fazer este trabalho. Uma missão desafiadora e ao mesmo tempo, muito interessante conhecer as nossas raízes. Em psicologia podemos entender esta busca do homem por sua identidade familiar. Faz parte do ser humano acalentar esta curiosidade de saber onde somos e de onde viemos e que estirpes saíram. Uma tarefa dificílima, mas aos poucos fui construindo esta trajetória histórica. Quero adiantar que é um trabalho de análise histórica genérica e não uma genealogia de uma única família específica. Por isso, considero incompleto este singelo trabalho, devido à grandiosidade desta família espalhada pelo o Brasil e o mundo, mas que pode ser aperfeiçoado através da colaboração dos leitores.

O homem e seus vícios que os conduzem a humilhação.

Todos os homens carregam em sua essência o peso da desobediência com o Criador. O homem carrega em sua essência a natureza pecaminosa herdada desde a criação dos primeiros humanos Adão e Eva. Eles foram gerados, a imagem semelhança de Deus perfeitíssimo, mas infelizmente pecaram. Porém se travou na história humana uma luta feroz e constante contra o pecado. Através do pecado a história da humanidade mudou e desde aquela época até hoje, todos sofrem com as consequências da desobediência dos primeiros homens para com Seu Criador. Os humanos adquiriram vários vícios que os oprimem e os deixam em situações de humilhações e escravidões diante da família, amigos e a sociedade.   Tem muitos casos sem volta, outros, no entanto existem soluções quando os próprios viciados se conscientizarem dos seus estados doentios, mas   de livre e espontânea vontade procuram ajuda.

Favicon do blog analiseagora.

Todo blog necessita de uma identificação na web para melhor o público encontrar com facilidade. Esta é a favicon do blog analiseagora. Podem perceber que o título do mesmo, contém quatro letras repetidas [a] então resolvi personalizar como ícone do blog. Essa letra está na fonte Georgia na cor branca com o fundo azul escuro. Como o blog ainda está na sua fase inicial tudo é realizado às pressas e também de maneira simples, mas certamente o blog será reconhecido com muita facilidade pelos leitores quando realizarem suas buscas na internet.
Ainda que seja simples, mas foi criado com muito esmero e carinho a partir do meu conhecimento em design. Posso garantir ao meu público que me esforçarei para a curto prazo, criar uma outra favicon. Tudo terá novo visual, e seguramente deverá ser equivalente ou superior a altura do padrão de qualidade do blog analiseagora. Tudo para agradar a todos aqueles que aqui chegarem, e possam despertar seu interesse de permanecer por muito tempo pesquisando n…

Finalmente 2018! E agora?

O ano recém chegou, mas é necessário traçar metas e planejamentos. Após tantas crises econômicas, financeiras, e morais do país. Além dos aumentos de preços em tudo finalmente chegou o novo ano. Foram muitas as badalações, euforias, estresses e ansiedade do ano que se findou, a festa e a decepção da mega sena da virada para quem sonhou e errou. Aqueles que acertaram os números das probabilidades maravilha e quem não acertou tem que continuar a sonhar durante o ano até chegar a próxima mega da virada do fim do ano. Porém, finalmente chegou mais um ano novo o de 2018. Agora é o momento de todos organizarem seus objetivos a serem desenvolvidos no decorrer desse novo clico do calendário que guiará todos os negócios das pessoas e toda a engrenagem do funcionamento da sociedade, durante esses 365 dias. Muitos acontecimentos sejam eles bons ou ruins estão por vir durante esse novo ciclo e marcará para sempre a história da humanidade. 

O chorinho é a música arte refinada e popular do Brasil.

Chorinho a música arte e popular do Brasil.A música é uma das alas da arte mais refinada que traduz fielmente a cultura, os costumes, os sentimentos e principalmente a história de todos os povos. Ela dispõe de uma lâmina afiadíssima para romper barreiras intransponíveis de outras culturas e interagir com facilidade junto as outras nacionalidades.  Alguns gêneros musicais que nascem em uma determinada nação, em época definida, se espalham por toda a parte contagiando a todos de uma forma unanime, sem precedentes de gerações para gerações, isso sim; é de fato arte em forma de música. A música que nasceu   e se constitui em expressão cultural de certos povos, não morre no tempo e no espaço por que tem conteúdo artístico e é imortal. Contudo, a música arte, representa a vida das pessoas. Ela em todos os momentos se rejuvenesce diariamente.