Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Atenção! Preparem o bolso vazio, para pagar a luz.

Enquanto ninguém tem reajuste salarial, mas a energia encarece. A foto mostra o poste de transmissão de energia elétrica  O último índice médio de preços das tarifas da luz elétrica será de 7,32%. A antiga (antiga porque será privatizada em breve ) CEEE-D  abastece 1,716 milhão de unidades consumidoras. O setor Que se compreende as residências, comércio, área rural e iluminação pública, terá alta de 8,32. O setor industrial que está em rede de alta tensão terá aumento de 5,24%, Tudo sob  as bênçãos da (ANEEl) Agência Nacional de Energia Elétrica. É incrível! parece piada, mas é a realidade, antes fosse. A partir do  próximo domingo 22/20 os consumidores da CEEE pagarão mais caro a energia elétrica, será um reajuste de 7,32%. Porém enquanto isso ninguém tem reajuste salarial há muitos anos e especialmente agora, nesta crise econômica e turbinada com a força da pandemia da covid-19. 

A crise econômica do Brasil está no início.

O país entra em recessão, mas esse governo, nada fez para reverter esse problema.

A  foto mostra a Cédula de R$ 200, mais uma da família do Real,  homenageia o lobo guará.
A  foto mostra a Cédula de R$ 200, ela homenageia o Lobo Guará.

O lançamento da cédula de R$ 200 é a desvalorização do Real frente ao dólar e a volta da recessão e inflação, o vilão desse enredo trágico é o arroz.

Entretanto essa impressão dessa nota de R$ 200 não foi sem motivos, agora sim começa ficar claro para a população o do porquê de o Banco Central ter emitido essa cédula, não era para defender o lobo guará, porque esse governo não gosta do meio ambiente. 

Porém foi para avisar que a recessão econômica, já chegou ao país. O primeiro sinal foi a queda brutal do PIB brasileiro e junto com a inflação. Esse filme de mau gosto já se passou nos anos mais difíceis de recessões e inflações galopantes no país.

Não se emite notas de alto valores em momentos de estabilidade econômica, isso tão somente, ocorre quando existe a desvalorização do Real diante do dólar americano e a volta da inflação. Esse governo perdeu o controle e a equipe econômica, continua como sempre, perdida sem saber o que fazer para impedir o pior.

Preste bem atenção ao entrar em quaisquer supermercados do país seja ele de pequeno, médio e grande porte, porque todos os produtos estão caríssimos.

Elegeram o arroz como o vilão do momento, mas não é o único, são todos os itens que compõe a cesta básica brasileira, para uma família se manter num mês, estão horríveis de caros.  Quase dois anos do governo bozonarista e a nação só perdeu na questão do salário mínimo nacional, mas em compensação se reajusta tudo.

Explode no comércio a alta de preços dos alimentos, vestuários, despesas com educação, dos aluguéis, dos elétricos, eletrônicos, dos materiais de construção, dos combustíveis, dos produtos de primeiras necessidades e os bens duráveis.

É visível o total descontrole, mas esse desgoverno e sua equipe econômica, não sabem o que fazer para estancar essa crise que apenas está iniciando.

Não adianta querer tapar o sol com a peneira a crise econômica do país é real e apenas está começando. Se no Brasil tivesse um governo ajuizado, faria de tudo para eliminar esse foco de inflação e recessão. Mas essa missão é possível para quem tem a sabedoria da administração. No caso do Brasil isso não existe, a sociedade em sua totalidade, será   prejudicada.

A nação sofrerá as consequências desse desgoverno.

Quem irá sofrer com as inconsequências desse desgoverno é a sociedade. A partir da posse do atual governo brasileiro, até os dias atuais, não se tem notícias do que foi feito para gerar emprego e rendas. Até o momento foi um período de turbulência, de desmando, de falta de uma boa administração para fazer o país crescer como nação poderosa. Ao contrário de tudo isso, somente tem aumentado o desemprego, e a miséria entre a população.

O bode expiatório para ele querer justificar a sua incompetência administrativa, seguramente será a pandemia do novo coronavírus, que já se aproxima das mais de 130 mil vitimas de brasileiros por covid-19. Foram vidas, sonhos e projetos perdidos se do início, houvesse seriedade no controle, não teria falecidos tantos entes queridos do Brasil.

A crise econômica, é anterior a pandemia, e só se agravou em razão da incompetência.

Todos hão de convir que essa crise econômica já havia iniciado a partir do golpe parlamentar de 2016 e desde então, só tem se aprofundado.

O empobrecimento da nação é culpa sim desses dois governos de extrema direita que assumiram o poder a partir de 2016 aos dias atuais. O governo da era temista que foi o início do desastre dos direitos sociais, onde ele e o parlamento fizeram a reforma trabalhista para gerar mais emprego, mas todos foram mal intencionados, para retirar direitos trabalhistas e gerar desempregos.    A era bozonarista que é a continuidade dessa tragédia, com fim e consequências imprevisíveis, até 2022, na área política, econômica, social, educacional e tecnológica. Portanto se espera que este ciclo catastrófico se encerre em definitivo, com as eleições gerais de 2022. Porém, se espera que a nação tenha aprendido com esse pesadelo e possa fechar as atividades no poder da extrema direita brasileira.

Inflação em desuso no Brasil, mas volta para complicar a vida de todos.

O Brasil com esse governo regrediu para as trevas, e o atraso geral, quão intensamente, as consequências começaram a surgir cedo. A população que se prepare para enfrentar essa nova realidade que é a inflação. Este termo que havia entrado em desuso nas administrações populares do Partido dos Trabalhadores. Todavia   agora volta com toda a força para massacrar a vida de todos.

A inflação era muito conhecida na época da ditadura militar dos anos de 1964 a 1985 e nos governos Sarney, Collor e FHC, em 14 anos o país se livrou desse mal na economia e agora ela volta para castigar a todos.

A geração dos anos 90 não sabe o quão é doloroso, o sofrimento da nação com a ação inflacionária diariamente. Certamente, muitos que não conheceram o peso inflacionário na vida elegeram esse governo sem noção.

A realidade que é sustadora está presente e precisas de medidas para terminar.

Portanto a situação caótica começa dar sinais preocupantes no país, e evidentemente é imprescindível a ação forte desse governo para estancar o avanço da recessão, daqui em diante, para evitar mais sofrimento para a nação.

É importante criar programas geradores de emprego e rendas, reduzir o desemprego só através de trazer empresas do exterior para investir no país. Além disso, criar linhas de créditos para recuperar os negócios em andamento e sobretudo, aqueles que foram fechados, antes e depois da pandemia. Se o governo for proativo tem como parar com essa recessão que ainda está no início, mas forte, e com estragos grandiosos para todos.

Tudo é questão de saber administrar essa realidade com responsabilidade, ainda que, seja difícil, mas o governo é eleito para solucionar problemas de todas as naturezas, não é simplesmente para os momentos sem problemas, mas sobretudo, o administrador eficiente é aquele que resolve os problemas e não foge dos mesmos. Isso quando é um governo do povo e para o povo, e não quando é proveniente    dos ricos e governa para poucos milionários brasileiros.  Sendo assim, tudo ficará complexo e longe de uma solução para os problemas da nação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. O abc da mãe e seus significado s As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos. Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentaram a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe. Neste simples abc da mãe todos os filhos deveriam sempre observar as qualidade

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão burro comprava o preconceito entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina , artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal. Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.