Pular para o conteúdo principal

A elite teme ao ver as pessoas debaterem política.

Todos os cidadãos têm a obrigação de participar ativamente das discussões políticas como seres sociais.

Política não se discute?
Os debates políticos entre a população são importantes e faz estremecer as bases da elite dominante. Geralmente quando a mesma percebe, essa ação positiva do povo, ocorre de maneira organizada e ampla na sociedade, a burguesia começa a ter medo. E, evidentemente ela fará de tudo para que as pessoas, desistam de discutirem a política como ciência. Essa classe dominadora, entra em ação e rapidamente impõe, seus métodos desprezíveis; de despolitização das pessoas. Porém, essa realidade ruim de dominação vem aos poucos perdendo forças nos últimos tempos, com o advento internet, quando a população começa sem medo; a promover bons debates nas redes sociais.

  Se as pessoas tivessem consciência da importância da política em suas vidas, todos as discutiriam, sim, com bons argumentos e elegância. Nas sociedades onde todos cidadãos possuem, grau de politização maior, todos discutem. Tudo, por que a mesma faz parte diariamente da vida, quer queira, quer não, todas as coisas, antes que possam serem usufruídas, passam diante de muitas discussões entre os legisladores, até ser sancionada como lei.


Incrível! Entretanto, muitas pessoas no Brasil, não pensam que a política é parte integrante da vida em sociedade. Muitos nem fazem ideia de que o simples cafezinho, que é vendido a alguém na padaria ou nas cafeterias especializadas, aos grandes negócios de bens duráveis, tem suas normas políticas.  O preço de todas as coisas do comércio, dos serviços públicos e privados, assim bem como a geração de emprego, impostos, segurança, educação e etc, que mexem com a vida de todos os cidadãos; ocorreram debates políticos públicos por traz.  

A partir de então, foi criada a legislação, para constituir o bom funcionamento de tudo que existe em seu bairro, município, estado e país. É para isso que são eleitos os legisladores ou parlamentares, para representar os cidadãos, em todas as esferas dos poderes legislativos e executivos; para uns fazerem leis e os outros a executarem. E assim, são todas as engrenagens existentes numa sociedade organizada, são regidas, pela política, como ciência social, a arte de saber administrar com equidade os bens comuns. Geralmente no Brasil a elite dominante quer ver o povo fora dos debates, uma realidade que vem mudando nesses últimos tempos.

A elite dominante faz de tudo para excluir o povo dos debates, para melhor manipula-los.

Em nosso país se criou uma cultura da despolitização ao longo dos anos. É uma realidade impregnada de preconceitos, na mentalidade das pessoas menos esclarecidas. Isto é, os poderosos, a elite raivosa e dominante, desde a época do período colonial, até os dias atuais. Eles ambicionam sim, excluírem o povo da participação política. E para isso, eles mesmo criaram mitos de que a política, não presta e não se discute. 

Cuidado com esse pensar mal-intencionado da elite dominante. É melhor para eles que o povo em geral fique fora do bom debate civilizado, entre amigos e familiares sobre as questões da conjuntura política, local, regional e nacional. Além, de todas as questões pequenas e grandes, diretas, mas importantíssimas para a vida   de toda a população, que necessitam de políticas públicas sérias, no âmbito social; que vem proporcionar a qualidade de vida. Seja você mesmo sujeito de sua história na participação política e nunca permita que outros, faça isso, para você de maneira manipulada.

A elite brasileira dominante, tem uma história abominável, de manipulação da população.

A elite dominante historicamente fez uma parcela da população se calar, e a manipular de maneira vergonhosa. É uma das práticas abomináveis da burguesia dominante e direitista, fazer as pessoas emudecerem e principalmente afastarem de quaisquer decisões no cenário politico nacional. 
Essa gente dominadora, possuem uma prática excludente do povo das questões sociais.  O mais grave, é que eles cinicamente, manipulam os fatos de tal forma, onde de maneira indecente, transformam, as grandes mentiras em verdades.

A mídia direitista é o centro de manipulação do Brasil.

A barra de pesquisa na internet  em https/site/blog seguro. 
O mais forte canal para a realização de todos os tipos de manipulações dos fatos é a mídia ultradireitista. São em todos os setores da   mídia golpista, onde existe o maior poder de manipulação das mentes, de uma enorme parcela da população brasileira. As emissoras de televisões e todos os portais de notícias na internet, dessas mesmas empresas fazem esse trabalho de manipulação e de despolitização das muitas pessoas. 

É, triste o que ainda ocorre no Brasil. Isso significa que a nação permanece no atraso. Esse atraso vem de um sistema educacional falido, onde não incentiva os alunos a pensar. Para ilustrar essa realidade ruim, existe aquela discussão retrógrada e ultradireitista, da escola sem partido, ou seja, querem impor a lei da mordaça, entre alunos e professores, para proibir a discutir política; simplesmente um absurdo. Todo o processo de silêncio, alienação e exclusão já começa nas salas de aula. É nas escolas o terreno fértil para se discutir boas e novas ideias e jamais alguém querer abortar isso. É simplesmente inaceitável.  

É assim, que forma uma geração do tipo cordeirinhos, sem pensar a realidade, sem filosofia, e principalmente sem poder discutir algo tão importante como a política, como ciência. A classe dominante faz de tudo para o país voltar ao obscurantismo politico e somente ela poder possuir o controle de tudo.

Porém, algo de novo começa a surgir, são os grandes debates, que são travados nas redes sociais. Hoje a internet é essa ferramenta importantíssima, quando usada a serviço do bem, para a sociedade; tem essa finalidade; promover bons debates. Somente através dela é possível se quebrar esses paradigmas ultradireitistas e   pensar a sociedade da inclusão.
Portanto, todos precisam sim, discutir a politica como ciência. Agora para fazer isso é necessário estudar, ler bons livros dessa área do conhecimento, para debater com sólidos argumentos e se possível, citar fontes confiáveis da ciência política. Não deixe os outros pensar por você, não permita ser manipulado através dos poderosos, tenha sua opinião própria.

Atenção! A Classe dominante passa para a população a ideia de que a política é algo ruim.

Politica!
A classe dominante tem como objetivo, não permitir que as pessoas estudem, pensem e principalmente discutam políticas públicas, que venham resolver as questões sociais, básicas. Exemplo: educação, segurança, saúde, habitação, transportes e etc. Geralmente a classe dominante propaga nas comunidades que a política não se discute, é algo ruim, é sujeira, é roubalheira, corrupção, e que todos os políticos são farinha da mesma origem. Essa teoria é uma forma de despolitização, onde eles passam a ideia para a população, de que a política, não deve ser discutida entre o povo, isso não presta. Agora, somente ela é boa em épocas dos períodos eleitorais. E quem apenas podem debater política são os políticos e mais ninguém. É o típico pensar manipulador e ultradireitista. Nunca entre nessa armadilha da elite raivosa e dominante brasileira. A politica deve ser debatida diariamente por que ela faz parte da vida de todos, quer queira, quer não!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social.Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…