Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

O genocídio dos índios Yanomami.

  Os povos originários yanomami estão morrendo. A foto mostra o Presidente Lula reunido com os Yanomami   Na história recente do Brasil nunca houve tamanha crueldade com os povos originários e especificamente os índios da aldeia yanomami . As cenas são estarrecedoras e voaram ao mundo no instante em que alguém começou a postar nas redes sociais aquelas fotos inacreditáveis e desumanas que ocorrem propositalmente no desgoverno que se findou para sempre em 31 de dezembro de 2022.   No entanto, elas chegaram ao conhecimento do Presidente [Lula] e chefe da nação o qual é comprometido em defesa da vida de maneira genérica e especificamente dos brasileiros e dos povos indígenas, os originários do país, não perdeu tempo e foi ver de perto a situação do povo Yanomami. Ele se comoveu com o que viu. Imediatamente levou parte da equipe ministerial para resolver essa situação cruel e desumana a qual os povos originários se encontram. Será um trabalho de equipe durante muitos meses para res

A vitória acadêmica é materializada com o anel de formatura.

O anel de formatura marca a passagem da vida acadêmica para a profissional.

A foto mostra a mão e num dos dedos um lindo anel de formatura masculino do curso de Filosofia.
Na mão anel de formatura masculino do curso de Filosofia.


A vida humana do nascer ao morrer é marcada por rituais de passagens, alguns menos importantes e outros são extraordinários. Entretanto, para estampilhar qualquer rito de passagem proeminente nas vidas das pessoas se utilizam vários meios para que possam ser registrados estes momentos singulares.

 

Seguindo este raciocínio o anel para a formatura tem esta mesma finalidade, como é um símbolo real, faz distinguir alguém que com muita persistência e superação passou da vida acadêmica para a existência profissional. Habilitado em alguma instituição de ensino superior oficial de qualquer nação. Evidentemente o que realmente tem mais valor é ser profissional com sabedoria, eficiência, ética e humanismo. A joia da formatura é apenas um símbolo real de todo o processo de formação.

 

Conheça a história do anel de formatura.

 

A referência histórica da criação do anel destinado à formatura leva-nos a retroagir para o ano de 1835 quando os alunos da academia militar dos EUA, (United States Military Academy), localizada em West Point, Nova York, quiseram deixar seu legado de superação e amizade. Os alunos daquele ano tomaram a iniciativa e inventaram o anel para assinalar, o ano, a turma, nesta instituição de ensino. Nos anos seguintes a academia oficializou este rito mais o anel e a partir de então se espalhou para o mundo até agora.

A vitória da formação acadêmica é solidificada com o anel de formatura.

 

O anel para a graduação não é ostentação, mas sobretudo é este magnífico troféu, visto que, ele materializa a majestosa vitória da conclusão de um curso almejado. Período repleto de desafios, superações e sentimentos.

 

Os acadêmicos que se mantiverem persistentes do início ao fim de seus estudos receberão seu troféu de glória. Contudo, a caminhada é longa, tem de ser realizada com esmero, a partir das séries iniciais, até o fim da maratona de formação; quando culmina com a diplomação oficial do curso concluído.

É justo como galardão, um prêmio, uma lembrança material, para colocar no dedo o anel no dia da formatura e usar para sempre.

Os mais diversos “designs” do anel de formatura.

 

Atualmente existem muitos “desenhos industriais” para confeccionar este “item” de condecoração como objeto de arte. Pois, o anel representa para todas as etapas do curso e os esforços dos formandos tais como, euforia, dedicação, dores, choros, alegria, sacrifícios, vitórias e decepções. Leituras e mais, pesquisas, provas, noites sem dormir e persistência nos estudos. Todos devem possuir muita intrepidez para se estudar e chegar à finalização do curso escolhido numa instituição de ensino superior.

 

Todavia, nada mais justo que no dia da formatura poder receber o diploma e por fim colocar orgulhosamente no dedo o anel como símbolo real de toda uma longa jornada de estudos. Infelizmente, em nosso país, a maioria dos estudantes, levam muitos anos para a conclusão do ensino superior, e tudo se transforma em grandes lutas pessoais para chegar ao topo. Essa situação ocorre mesmo para aqueles que recebem auxílio dos programas do governo federal.

O anel de formatura vem caindo no esquecimento, porque é muito caro para comprar.

 

Atualmente estudar no Brasil, é muitíssimo oneroso para os familiares, arcarem com todas as despesas dos seus filhos nas universidades. Todavia, em razão desse fato, o anel de formatura vem caindo no esquecimento. Não por ser algo fora de moda, supérfluo ou ostentação, porque é muito caro mesmo comprar um anel para fazer a distinção do título de formação acadêmica. Muitos formandos compram, outros recebem de presente dos seus pais e até de amigos, para os homenagearem neste admirável dia de vitória. Entretanto, a maioria, 85%, simplesmente permanece na vontade, de um dia conseguirem comprar o seu anel. Ainda que sejam, em longas prestações a se perderem de vista.

 

Quem realmente consegue a sua graduação ao nível superior pode sim se considerar herói! Contudo, este herói, se não pertencer uma família rica, não tem dinheiro nem para pagar os últimos detalhes da conclusão do curso. No dia da formatura, muitos se unem e fazem a festa coletiva, outros simplesmente comemoram com a família e amigos e apenas clicam fotos para confeccionar mais um álbum da sua história de vida acadêmica.

 

A festa entre muitos colegas da nossa turma foi coletiva e animada.

 

Lembro muitíssimo bem que no dia da nossa formatura ninguém comprou e nem ganhou anel. Nesta noite especial foi realizada uma festa coletiva bem animada e muitos planos foram traçados para exercer a profissão escolhida.

 

Um dos colegas nossos deste grupo da festa subiu sobre uma mesa e fez uma espécie de um segundo juramento, e gritou para todos que quando recebesse seu primeiro salário, compraria o seu anel como símbolo e complemento de sua luta estudantil. Não sei se consegui comprar, pois, há vários anos perdi o contato com este amigo e colega do curso de Filosofia.

Amo o meu anel como um real troféu da minha vitória.
 

Portanto, sempre verei e admirei o anel de formatura como a síntese de uma árdua luta para estudar no Brasil. Todavia, consegui concluir o curso aspirado. Ao admirar noto passar um filme como se fosse um longa-metragem da vida acadêmica. Podem me rotular de conservador ou ostentador, mas amo o meu anel conquistado com muita dedicação. Pois, tenho plena consciência que ele representa sobretudo o amor à sabedoria. Que os formandos possam também lutarem para conseguirem suas vitórias nos estudos, sobretudo conquistarem seus objetivos como excelentes profissionais, e serem honrados com o anel que é o troféu do conhecimento e o símbolo dos seus esforços para conquistar o saber.

 

Todavia, algumas pessoas gostam ou não apreciam, mas muitos outros irão gostar. Sempre compreenderei o anel destinado à formatura como uma joia triunfante, porque ela representa a história de vida dos estudantes que passaram pelos bancos das universidades. Além disso, tem todo o contexto emocional envolvente que ele representa. Não é simplesmente o valor do objeto em si, porque se observar deste ponto de vista, terá montante zerado. Contudo, analisando do ângulo de visão sentimental apresenta um valor afetuoso incomensurável e inexplicável.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.