Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Conheça a lenda do prefeito fujão

  A lenda que se alastra entre a terra e o mar O  barco do Zé das Marés,  navegando no Oceano Atlântico e sem norte. Nas noites escuras e chuvosas do litoral norte-grandense, os bares de bebidas ecoam piadas, brincadeiras e histórias. Entre o tilintar dos copos e o aroma de petiscos do mar, uma lenda se espalha como fumaça dos rastilhos de pólvoras: a saga do Prefeito Fujão. Não se trata de uma brincadeira ou uma mentira, mas sim uma realidade que desafia a lógica e a política. O homem em questão era o Zé das Marés, um candidato improvável. Nas eleições de 2020, ele não tinha chances reais de vencer. A sua campanha foi modesta, e quase esquecida entre os discursos inflamados dos adversários. No entanto, ocorreu um evento inesperado: Zé foi o vencedor. A população, cansada das promessas estúpidas, votou nele como forma de protesto. No entanto, o prefeito José das Marés não demonstrou aptidão para a função de prefeito. Ele era um ex-subprefeito de uma pequena cidade da região, conhecido

O berimbau é ícone, da arte musical, dos afro-brasileiros.

O berimbau é ícone, da arte musical, dos afro-brasileiros.



A imagem apresenta um berimbau e seus componentes que o complementam.
O Berimbau e seus componentes que o complementam.


A presente postagem apresenta o instrumento berimbau, de origem africana, que se adaptou excelentemente entre os brasileiros e seus descendentes. Ele executa a música negra de excelência, a capoeira.

O berimbau produz um som musical que expressa a liberdade corporal presente em uma roda de capoeira. 

Embora existam controvérsias entre os historiadores sobre sua origem, o berimbau é considerado um dos instrumentos musicais mais alegres e de origem africana. No entanto, tudo indica que este extraordinário instrumento da música tenha nascido no Continente Africano.


É ele que determina o ritmo das músicas nas rodas de capoeira. Sua influência é ampla em outros gêneros musicais. O vocábulo “Berimbau” origina-se do termo quimbundo = berimbau. “Urucungo” origina-se do termo quimbundo ri'kungu, que significa “cova”. É uma referência à cavidade do berimbau.


 


A música como arte universal inclui múltiplos instrumentos produzindo o som das nações e suas culturas. A música brasileira de raiz é gerada a partir desta mesclada, misturas de povos e seus instrumentos musicais, emanados de outros continentes. Contudo, é assim que se forma uma miscigenação rica em peculiaridades artísticas, especialmente, quanto à música como identificadoras dos sons e da sua origem afro-brasileira.


 


As pessoas viajam ao som de canções.

 


O som retirado do berimbau nos leva a fazer viajar a partes do imenso continente africano, especificamente de Angola.


Foi de lá onde os nossos irmãos angolanos, quando vieram para o Brasil como escravos, trouxeram em suas bagagens o berimbau. Este instrumento gerador de uma música singular a partir das cordas para marcar o ritmo sonoro da capoeira. Os escravos conseguiram manter viva a sua cultura africana, em terras brasileiras. Também em meio às perseguições foram ousadas em disseminar esta arte para todo o país, até os dias atuais. O som da capoeira extraída do berimbau é uma arte que somente os africanos e seus descendentes sabem executar com perfeição. Entretanto, os brasileiros ao longo dos anos assimilaram com facilidade esta dança acrobática que conduz a animação, a união e a preservação de uma cultura nas rodas de capoeiras. Atualmente existe vigorosamente em muitas das cidades brasileiras. Representa uma verdadeira expressão de liberdade para todos que praticam a capoeira ao som da música retirada de um berimbau.


 


No período da escravidão, era proibido tocar berimbau.

 


Ressaltando que no período da escravidão era proibido aos escravos tocarem o berimbau para praticarem a dança da capoeira. Somente podiam tocar, dançar e lutar nas senzalas em dia de festa. Eles faziam suas exibições às escondidas. Quando flagrados sofriam punições severas através do capitão do mato, escravo também, mas perseguia, maltratava seus coirmãos a mando do senhor de engenho. O berimbau é um rico instrumento onde o tocador hábil pode tirar praticamente todos os sons e ritmos musicais. Para que o som que marque o compasso da capoeira, ou para ritmar qualquer música popular, clássica e até mesmo a erudita.


 


Instrumento de corda e dar o ritmo da capoeira.

 

 


Este instrumento é fabricado de corda utilizado para realizar percussão na capoeira. O formato do arco e da vara de madeira são equivalentes a um comprimento aproximado de 1,20 m a 1,60 m, e há um fio de aço preso nas extremidades da vara. Em uma das extremidades do arco é fixada uma cabaça, com a função de expandir o som dançante. O berimbau é então este instrumento rico em detalhes para produzir uma sofisticada batida ritmada da música para a prática da capoeira.


Para tocar o berimbau é preciso dominar com precisão os seus sete componentes fundamentais, obtendo assim um ritmo de qualidade. Apesar de parecer um instrumento que apresenta características simples para produzir um som de qualidade, é necessário ter conhecimento de sua estrutura complexa e ter domínio de cada parte.


O berimbau é produzido desta forma.

 

Compreenda os elementos de um berimbau e sua descrição minuciosa é benéfica para criar esse belo instrumento musical.


 


01 — Baqueta é uma espécie de vareta de madeira, que mede entre 30 e 40 cm, é batida contra a corda para emitir o som do berimbau.


02 — Dobrão é uma moeda que circulou no Brasil no Reinado de Doam VI. Geralmente hoje muitos artistas do berimbau usa uma pedra pequena e trabalhada. Ela é segurada entre o polegar e o indicador da mão esquerda e faz variar as notas emitidas pelo berimbau, dependendo da pressão que conduze na corda.


03 — Cabaça é fruto seco e limpo da cabeceira, árvore comum do Nordeste brasileiro. Em outras regiões do Brasil é conhecido como prorrogo e outras denominações. Possui o formato de uma cuia e funciona como caixa de ressonância.


04 — Verga é o arco, com cerca de 1,60 m de comprimento, é efetuado geralmente do caule de um arbusto chamado biriba, comum no Nordeste do Brasil.


05 — Corda normalmente é um fio de arame de aço bem esticado. Os mais usados são de pneus radiais, mas pode utilizar outros que sejam resistentes e produzam um som de qualidade.


06 — Amarração da cabeça para se produzir um som de qualidade é fundamental um fio prender esta cabaça à encurvada auxiliando a passar o som emitido através deste fio preso de ponta a outra.


07 — Caxixe é um pequeno chocalho cheio de pedrinhas para facilitar a marcação do ritmo da luta da capoeira. (Fonte: partes do berimbau)


 

Na música, não há nenhum instrumento que seja excluído.

 


Sendo assim, no mundo da música, não há instrumentos excluídos, pelo contrário, todos podem fazer um som sincronizado, deixando qualquer gênero musical perfeitamente compassado e gostoso de ouvir. O berimbau não se limita ao uso da capoeira, mas oferece inúmeras possibilidades de acompanhamento em diversos estilos musicais. Assim sendo, o berimbau abre caminho para os compositores novos que apreciam esse ritmo criarem variações e incorporarem o berimbau em suas novas composições. No entanto, são produzidas músicas que expressam a essência brasileira, sem, contudo, deixar de lado a essência histórica deste instrumento musical que é um ícone da música de raiz. Gostaria que ouvíssemos este som maravilhoso de um berimbau legítimo, marcando a ginga e sincronização de uma belíssima roda de capoeira. 👍



Comentários

  1. Excelente publicação
    Um artigo completo sobre a capoeira
    O vídeo é demais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei escrever essa postagem sobre a capoeira. O nosso país é riquíssimo na arte musical. É fundamental a divulgação da nossa arte para o mundo comhecer e apreciar.

      Excluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante para nosso trabalho.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.