Pular para o conteúdo principal

A consciência negra é a continuação do legado de zumbi.

Consciência negra no Brasil deve ser permanente para manter vivo o legado do líder zumbi.

A foto mostra o Quilombo local de resistência e conservação da consciência da cultura negra no Brasil.
A foto mostra o Quilombo local de resistência e conservação da consciência da cultura negra no Brasil.


Para pensar neste dia 20 de novembro como Dia Nacional da Consciência Negra em nosso país, essencialmente é necessário reportar algumas datas e fatos fundamentais históricas do Brasil. Exemplos: o ano de 1665, quando nasceu o herói Zumbir dos Palmares na famosa Serra da Barriga; localizada no município de União dos Palmares no Estado de Alagoas. Foi brutal e covardemente assassinado em 20/11/1965.

O dia 06/02/1694 quando as tropas imperiais sob o comando do bandeirante Domingo Jorge Velho, que arrasou covardemente o quilombo dos palmares em combate sangrento.

Uma tropa composta por soldados violentos bem armados, para enfrentarem os habitantes indefesos do quilombo dos Palmares, matando, ferindo e prendendo milhares de pessoas indefesas. Entre os feridos estava o líder Zumbi, que mesmo ferido gravemente. Conseguiu fugir para outra localidade chamada Morro Dois Irmãos.

As divergências sobre este episódio triste, da história do Brasil.

Apesar das divergências entre historiadores quanto ao local exato da morte de Zumbi, há uma unanimidade em afirmar que foram à localidade do morro dois irmãos onde ocorreu a emboscada fatal. No entanto, tudo ocorreu após a espúria traição de seu amigo Antônio Soares por uma promessa enganosa de liberdade. No dia 20/11/1695, Zumbi foi assassinado com aperfeiçoamento cruel e histórico pelo então Capitão Furtado de Mendonça, das tropas do império, que o degolou e seu crânio colocou sal e levou como troféu ao governo do Recife. A sua cabeça foi exposta em praça pública para todos verem e temerem a valentia do governo imperial e do Recife. Contudo, estava mostrando que seria mais um governo covarde que utilizava seus capatazes para matar outros homens indefesos e cometendo uma ignomínia aos outros seres humanos. Tudo Isto para servir de exemplo de intimidação para outros negros que tentasse organizar outro quilombo em qualquer parte do Brasil, a propósito de que a lenda temerosa, que se criou entre a população de que zumbi era imortal.

O Zumbi é o grande líder e herói dos quilombos dos Palmares.


A foto mostra o Busto do Zumbi dos Palmares localizado em Brasília - DF.
Foto do Busto do Zumbi dos Palmares. DF.

Zumbi foi um grande líder livre do quilombo dos Palmares. Como pessoa que nasceu e criou-se livre e ampara a todos que conseguiam fugir da crueldade dos seus senhores e passavam a viver uma vida de paz e liberdade! Igual como viviam nas terras pátrias da África de onde foram: arrancados, roubados dos braços de seus familiares e vendidos para os senhores de engenhos e fazendeiros donos dos cafezais brasileiros na época do Brasil colônia no século XVII.

 

Há grandes divergências entre os historiadores em relação a número de escravos que eram acolhidos e habitavam neste quilombo o mais famoso e resistente contra a escravidão do Brasil. Todos viviam livres e lutavam para manter a liberdade. O quilombo sem dúvida brotou entre os negros a essência da consciência negra de liberdade ampla e irrestrita que perdura até hoje.

 

O quilombo dos Palmares continua a ser este referencial e histórico, para sedimentação da sonhada consciência negra plena no Brasil de hoje. A semente desta consciência absolutamente fora plantada no quilombo dos palmares e brotou um legado de lutas e organização consciente em defesa dos direitos sociais e por conquistas da nação brasileira.

Todos que moravam neste quilombo gozavam de plena liberdade durante um século aproximadamente. Onde predominaram vida comum e grande lutas e convivência humanitária entre uma população que contabilizava em torno de aproximadamente entre 28 e 30 mil pessoas que gozavam da liberdade e um socialismo fraternal!

 

A lei Áurea não eliminou o preconceito racial no Brasil.
 

A foto mostra a Placa comemorativa aos 300 anos da morte de zumbi no dia nacional da consciência negra.
Placa comemorativa aos 300 anos da morte de zumbi.

A foto mostra a lei Aurea que pôs fim a a vergonhosa escravidão do Brasil.
A foto mostra a lei Aurea que pôs fim a escravidão do Brasil. 


Portanto, o Dia da Consciência Negra no Brasil deve ser um dia para todos pensarem que desde o 13/05/1888 com a lei áurea assinada pela Princesa Isabel não eliminou o pré-conceito racial contra os nossos irmãos negros no Brasil. A exclusão social continua em todos os setores da sociedade. A violência policial é extremamente sem controle. O trabalho escravo continua nas empresas de agronegócios e outras espalhadas por todo o país.

Mesmo com a rigorosa fiscalização do ministério do trabalho, há ainda grande exclusão no campo econômico, cultural e mesmo educacional. O sistema de cotas nas universidades está eliminando lentamente a desigualdade quanto ao número de vagas reservadas para os negros nas universidades federais. Contudo, é uma vitória do movimento negro no Brasil.

 

A luta é permanente dos povos negros no Brasil e mundo.
 

Neste dia 20 de novembro, onde relembramos o assassinato do zumbi do quilombo dos palmares. É uma data para todos os brasileiros colaborarem para eliminar em nossa sociedade qualquer resquício de: pré-conceitos, discriminações, exclusões, escravidões e quaisquer ações as quais a tentem contra a integridade física e moral dos nossos irmãos negros e de todos do Brasil e do Mundo.

 

Todos são iguais, por isso exigimos respeito, solidariedade e igualdade em tudo e entre todos. Este Dia da Consciência Negra no Brasil não deve cair no esquecimento às 23:59 do dia 20 de novembro de cada ano. Pelo contrário, deve ser relembrada, reavivada e respeitada todos os 365 dias de cada ano em nosso país.

Pensem bem; habitamos em uma sociedade democrática composta por uma linda miscigenação racial que forma a essência da população brasileira. Todavia, agora mesmo, todos podem ter em mente esta especial composição do nosso povo. Uma nação misturada que é a essência da “brasilidade” brasileira.

 

Portanto, sobretudo, todos lutem dia a dia, por liberdade e respeito, os quais precisam prevalecer junto às pessoas para que a paz e a harmonia prevaleçam entre todos. O legado de Zumbi é lutar por liberdade, deixado por zumbi, deve continuar vivo como energia para que a nação lute sempre para obter a igualdade e o fim de quaisquer espécies de discriminações entre todos os povos do Brasil e do mundo. Sigam o legado do líder da nação negra, o grande zumbir dos Palmares; a sua luta pela liberdade e igualdade em todos os povos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.