Pular para o conteúdo principal

As obras de arte são patrimônios da humanidade e não acervos particulares

http://www.analiseagora.com/
A imagem mostra o famoso quadro abaporu ,Tarsila do Amaral.  
O mundo das artes é esplendoroso e abrange praticamente umas imensidões de produções do que há de mais nobre que habita no íntimo do ser de cada humano. Todo artista espessa esta sensibilidade estética em suas produções; cada um desenvolve este talento que está adormecido em seu cerne expondo em obras únicas que já mais podem ser trasladadas. Este despertar acontece em um milésimo de segundos de inspiração do autentico artista, neste instante começa a nascer uma criação que poderá entrar para a galeria universal das artes.  O termo arte vem do latim (“ar” = produção, habilidade, artista) + o termo grego (“tékne” = criação, poética) traduzindo para uma linguagem popular: arte é a produção criativa ou habilidade humana de criação estética inigualável.

Neste sentido podemos perceber a grande dificuldade de se conceituar a palavra arte; esta traz em si mesma, um infinito leque de possibilidades de criação artísticas que abrange várias atividades humanas estéticas que gera a cultura universal. A arte como sendo um dos ramos de estudo da filosofia se transforma em um amplo campo de estudos e investigações que cientificamente testifica a autenticidade dos criadores e suas obras artísticas. Tudo isto para que possamos conhecer e compreender o trabalho do homem que cria e traduz em suas obras a história do seu tempo; que tudo deva ser pertinente à estética.



A arte é volúvel acompanha os acontecimentos históricos de uma nação e sua época tudo isto traduzido em produções artísticas fidedignas. Não obstante, o próprio termo arte em si mesma há em sua raiz uma complexidade para se criar uma definição que venha atender em plenitude um conceito amplo que não seja estático e definitivo para as gerações. 

http://www.analiseagora.com/
A imagem mostra um dos quadros de arte do movimento cubismo.

A compreensão que geralmente temos da arte do ponto de vista filosófico é que a mesma se refere todo o trabalho humano tendo como referencial a estética. Evidente que temos a consciência de que a arte envolve um conjunto de ações humanas concretas que são expressas de forma artística dentro de um contexto que cada obra contém sua identificação singular. Entre as amplas e diversas áreas de atividades dos humanos podem aludir: cinema, a música, a pintura, o teatro, a escrita e tantas atividades artísticas que o homem produz dentro do seu tempo histórico e lugar. Uma genuína expressão de sua sensibilidade estética estabelecendo uma sintonia na comunicação do artista para que os outros humanos possam contemplar e apreciar as produções artísticas.

http://www.analiseagora.com/
Monalisa de L.da Vinci arte renascentista.

Portanto, a arte são estas perfeitas e grandiosas expressões do verdadeiro ser dos seres humanos em suas magnificas criações. Quando uma produção artística humana é qualificada obra de arte tem um conceito universal.  Arte é esta expressão sublime do ser humano e não se desvanecer no tempo. Ela transcende e se perpetua no tempo de geração para geração. Esta produção deixa de ser uma propriedade particular do artista; evade ao controle do criador ultrapassando os limites de origem; vai além de suas meras adjacências tomando contextos universais e chegando a ser patrimônio da humanidade.



Transformando-se em reais ícones culturais da humanidade de valor incomensurável, por isto, as obras de artes não devem ser de um único dono, mas da coletividade mundial. A obra de arte trancada em inacessíveis cofres fortes para coleção particular; perde sua essência e função majestosa que é de ensinar e reconstruir a história dos povos e sua cultura. As obras de artes devem ser protegidas sim pelo poder público de cada nação para que as mesmas sejam patrimônio público, onde todos posam ter acesso. Aqui sim, elas exercem a nobre missão pública de: transmitirem para a humanidade o seu legado histórico e cultural para todos sem exceção. 👍

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

Quando a ganância vem ofuscar a razão.

Quando a razão é ofuscada pela ganância do ter, o homem caminha para autodestruição do ser.A ganância um dos sentimentos inatos dos homens carregados de muitas perversidades próprias de sua natureza pecaminosa e insaciável para querer tudo que os sentidos percebem. Averiguada, desde o início da humanidade até os dias de hoje, tem causado muitas dores e sofrimentos ao ganancioso e a sociedade. Na atualidade surge com mais intensidade e métodos extremamente nefandos para conseguir os desejos materiais impossíveis, muito dinheiro e poder sem limites. O brilho das moedas recebidas de maneira fraudulenta vem ofuscar a razão deixando a entorpecida para qualquer tentativa de chamar a reflexão, a sanidade humana, fundamentada nos valores éticos e morais.