Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Os bozonaristas terroristas e golpistas atacaram a democracia.

  Os atos terroristas de Brasília foram inspirados no Capitólio americano. Os terroristas golpistas invade o Congresso Nacional/créditos: Revista Veja.     A perigosa e desastrosa invasão na Praça dos Três Poderes no DF, Brasília, em 8/01/2023 foi nos mesmos "modus operandi" do Capitólio americano nos Estados Unidos. Lamentavelmente lá houve perdas humanas. No Brasil, porém, felizmente ocorreram perdas materiais nas sedes dos Três Poderes da República Federativa do Brasil. Contudo, os terroristas e golpistas brasileiros foram ousados, porque já estavam com o roteiro cinematográfico pronto, era apenas seguir as ordens do diretor que estava no exterior em viagem muito suspeita, isso porque ele era o responsável para manter a segurança do Distrito Federal. Contudo, o roteirista do filme golpista tipo amador, já havia escrito pessimamente e no guião (do inglês: “script”), era aplicar o Golpe de Estado e desta vez seria no mais estilo vil, o militar, entretanto e felizme

Os 4 anos tediosos bozonarista, pariu muitas figuras folclóricas.

 

Seria cômico, se não fossem violentas essas classes sociais, paridas na era dos horrores.

 

A Era Bozonarista a mais tediosa do Brasil neste período de primeiro de janeiro de 2019 a 31 de dezembro de 2022. Além de ser muito folclórica e violenta.
A era Bozonarista a mais tediosa do Brasil.


O período conhecido como era Bolsonarista ou o mais adequado de Bozonarista foi o mais violento e cômico da história recente após a redemocratização em 1885. Estes 4 anos de desgoverno foram marcados por descasos, deboches, violência generalizada e em todo tempo ocorreram cenas dantescas e se intensificou no final melancólico da trupe bozonaristas nas frentes dos quartéis e rodovias brasileiras. Após o TSE declarar o vencedor das eleições de 2022, a corja verde e amarela gerou cenas folclóricas em todo o país e se exaltaram por não aceitar os resultados das urnas. Entretanto, partiram para as terríveis violências provocadas por terroristas que se gestaram e foram paridos nos acampamentos antidemocráticos de Brasília.


O governo mais estranho dos últimos tempos.


Nunca na história do Brasil houve falar de um desgoverno tão estranho, negacionista, violento, e folclórico quanto o malfadado período bozonarista. Além de gestar e parir aquelas figuras surreais e bizarras, foi o período de maior sofrimento para todos os brasileiros. O desgoverno bozonaro foi uma piada de péssimo gosto, do início ao fim. O país conviveu com o pior Presidente da História após a redemocratização em 1985.


Contudo, o Brasil passou por esse desgoverno que foi eleito, através de um aborto democrático, com a simples intenção de quebrar o país e gerar as mortes sob diversos aspectos. Apesar disso, o mais dramático foi com o péssimo tratamento no combate à pandemia que através dos descasos, deboches e as notícias falsas, as quais ajudaram a vitimar as quase mil 700 mil pessoas.


No entanto, em razão dos negacionistas e outros fatores políticos ajudarem a atrasar a vacinação da população e segundo os cientistas, os quais que depuseram CPI da pandemia lá no Senado Federal, poderia ter salvado mais de 400 mil vidas.


O desemprego, a fome, a violência sob todos os aspectos, os desserviços à nação com as notícias falsas, às constantes ameaças à democracia e os membros do Poder judiciário, são outros legados negativos, que o bozonaro levará para sempre em seu currículo presidencial.


As principais figuras e classes bizarras da era da maldição bozonarista no Brasil.


A primeira classe ou grupo politico extremista a nascer foi do pobre de direita. Os integrantes dessa classe ideologia de extrema-direita são pobres, mas pensam e querem viver como se fossem ricos. Contudo, na realidade eles são odiosos, antidemocráticos, incultos e violentos. Além disso, eles são cômicos, porque eles acreditam nas notícias falsas, sem ir atrás das fontes verdadeiras. Eles aceitam sem reclamar de nada e fazem tudo o que o seu chefe mandava fazer cegamente. A maioria deles têm suas origens religiosas nos pentecostais sem terem formações teológicas nenhuma.


Neste período ruim da história do País, até os evangélicos não escaparam de serem cooptados pela seita bozonarista, muitos que se diziam pastores pregavam o ódio em suas igrejas e live para os seus canais e redes sociais.


Entretanto, muitos desses famosos pastores mercenários fizeram campanhas para o bozonarismo e muitos estão presos e vão responder processos à justiça federal, por terem cometido crimes em muitos acampamentos antidemocráticos, após a vitória do Presidente Lula. Eles e suas trupes não aceitaram os resultados das urnas e certamente vieram a decepcionar os seus seguidores, pelos seus atos inaceitáveis contra a democracia brasileira.


A classe do gado vive sempre trajada de verde e amarelo.


Em seguida vem a (classe) ícone do atraso desse governo das trevas, o gado. O gado tem muitas semelhanças as quais se confundem com as características do pobre de direita.


O gado bozonarista teve um papel importante de sustentação do desgoverno mais asqueroso da história do Brasil. No meio da boiada existiam os líderes que comandavam a violência sempre trajados de verde e amarelo.


Eles mancharam o principal símbolo Nacional, a Bandeira com os mais diversos tipos de crimes e inclusive muitos bois, os quais recebiam muito dinheiro para ameaçar os Ministros do STF. Muitos estão presos e outros foragidos em outros países os quais, em breve, serão extraditados para serem julgados por todos os seus delitos contra as instituições democráticas do Brasil.


Tanto na classe do pobre de direita, quanto a do gado, existe uma espécie de subdivisões entre eles, os pobres que se acham ricos, entretanto, os milionários extremistas, são quem os manobram estes miseráveis que não sabem pensar algo diferente a não ser nos atrasos, da intervenção militar no país. Tudo isso, porque alguém colocou nas mentes deles que o país está tomado pelo comunismo.


Contudo, como eles sonham ser da elite, um dia poderiam perder seu patrimônio. Não obstante, eles são apenas massa de manobra dos bilionários e pertencentes a classe dos ruminantes abastados, perigosos extremistas, que tinham o controle dos demais criminosos da extrema-direita brasileira. No entanto, era assim, que funcionava a boiada travestida, de verde e amarelo.


Os bois sequestraram os símbolos nacionais.


O gado era tão violento que sequestraram a Bandeira e o Hino Nacional como se fosse propriedade deles. No entanto, quando a boiada raivosa se reunia para praticar os seus atos criminosos sempre saíam trajados ou enrolados na Bandeira do Brasil. Eles cantavam o hino nacional com toda a força da hipocrisia maléfica. Entretanto, para o gado e os pobres de direita, se eles se estivessem com a Bandeira Nacional nas mãos, enrolados ou vestidos de verde e amarelo estavam liberados para cometer todos os tipos de violências. Além de crimes contra quaisquer pessoas que estivessem simplesmente passeando nas avenidas e ruas das capitais e cidades do Brasil.


Na mente violenta delas as cores verde e amarela, mais o Hino Nacional se transformaram em escudo de proteção para cometer todos os atos de violências e crimes, pensando eles, que o país quem mandava era eles e ponto final. Se enganaram erroneamente e muitos deles estão e devem à justiça.


Os mentores teóricos eram reles ridículos, do gado e pobre de direita.


No meio da boiada havia os mentores teóricos da violência que através dos seus canais e perfis criminosos nas redes sociais eles davam as ordens para o gado e pobre de direita executar suas instruções cegamente. Como o restante da boiada se achava protegida por aqueles bois ricos! Estes ganham muito dinheiro de outros ruminantes poderosos milionários. Como, por exemplo, aqueles que têm redes de lojas quinquilharias em todo o país, outros de lanches rápidos, outros de supermercados e outros dos agronegócios e alguns de marcas de roupas e revendas de automóveis, alguns políticos de extrema-direita. A boiada delirava que ninguém do poder judiciário poderia colocar muitos bois nos bancos dos réus pelos seus crimes cometidos.


O cercadinho verde e amarelo era para os xingamentos.


O ex-presidente chefe da extrema-direita, criou até um lugar condizente com essa classe insana, o maldito cercadinho, de lá muitos se sentiam donos do Brasil e xingava os jornalistas e a mídia, em geral. Era o curral verde e amarelo, as jornalistas eram desrespeitadas diariamente, e, lá naquele local demarcado, os extremistas se sentiam protegidos, como se fossem os donos do país. Naquele asqueroso cercadinho, predominavam as cores da extrema-direita fascista.


O comportamento de todos aqueles os quais iriam bajular o ex-chefe do país, se portavam horrivelmente naquele ambiente desprezível. Os primeiros gritos de xingação partiam do grupo alucinado e depois o ex-presidente complementava se algum repórter fizesse alguma pergunta que não sabia responder, entretanto, partia para a ignorância e a estupidez com toda a mídia. Muitos trabalhadores da mídia e inclusive alguns jornalistas processaram o chefão da boiada em razão das tamanhas ofensas verbais.


Os reacionários pensadores atuavam no meio da boiada.


No meio da boiada havia os mentores teóricos da violência que através dos seus canais e perfis criminosos nas redes sociais eles davam as ordens para o gado e pobre de direita executar suas instruções cegamente. Como o restante da boiada se achava protegida por aqueles bois ricos! Estes ganham muito dinheiro de outros ruminantes poderosos milionários. Como, por exemplo, aqueles que têm redes de lojas de quinquilharias em todo o país, outros de lanches rápidos, outros de supermercados e outros dos agronegócios e alguns de marcas de roupas e revendas de automóveis, alguns políticos de extrema-direita. A boiada delirava que ninguém do poder judiciário poderia colocar muitos bois nos bancos dos réus pelos seus crimes cometidos. No entanto, se vislumbraram na cincada e assim, muitos tiveram seus canais derrubados e contas nas redes sociais através dos mandados expedidos nas plataformas da “web” via Poder Judiciário do Brasil.


A classe mais ridícula desse período insólito são os "pratriotários".


Os "patriotários" era a fusão do pobre de direita, mais o gado, em geral, que formou uma única classe a dos "patriotários" que era o suprassumo da ignorância, da insanidade que chegou o absurdo de se gestar e parir os filhotes de terroristas.


O termo patriotários é derivado de 2 adjetivos: 1 prefixo + 1 sufixo que se originou a palavra patriota + otário. Nasceu assim: patriota é adjetivo da pessoa que ama a pátria. Otários no plural é qualidade da pessoa tola que se deixa ser enganada por qualquer esperto.


Contudo, todos os patriotários foram enganados e esperavam um milagre, ou uma estupidez de rompimento democrático. Eles levaram sol e chuva no lombo e suportaram o mau cheiro dos banheiros químicos, em todo o tempo que passaram acampados e praticaram muitos crimes, além de serem motivos de muitas piadas no mundo digital.


Eles foram homenageados com a composição sarcástica: “eu sou patriotário” do compositor Juliano Maderada. Todos viram o milagre acontecer e, estarrecidos, foi observar o seu ex-chefe fugir numa aeronave oficial da Força Aérea Brasileira (FAB), do Brasil para Flórida, nos EUA, antes da posse histórica do Presidente Lula. Todos ficaram viúvos numa tristeza e decepção sem volta, foram realmente feitos de legítimos otários da pátria, vestidos de verde e amarelo.


A classe social dos "patriotários" foram paridos nos acampamentos em frente aos quartéis do exército de todo o país, porque não aceitam os resultados das eleições presidenciais de 2022.


Após a proclamação do vencedor pelo TSE, os primeiros bois pegaram seus caminhões e começaram a trancar as principais rodovias do país. Tudo com a omissão da PRF que deveria não ter aceitado essa barbárie nas estradas brasileiras.


Sempre usaram a mesma tática de vestir verde e amarelo e levar a bandeira do Brasil como escudo da covardia. Para dar mais força cantavam quase tendo orgasmo, o hino nacional como se fosse propriedade particular da extrema-direita. Os primeiros bois que trancaram as estradas, contudo, logo foram chutados das rodovias e os seus líderes mandaram a boiada em titulada de patriotas, mas na realidade eram os legítimos patriotários, foram para a frente dos quartéis e montaram acampamentos.

Contudo, foi numa dessas rodovias trancadas que pariu o ícone desse movimento antidemocrático e golpista, o patriotário do caminhão, por sorte este boi sobreviveu ao andar em alta velocidade, agarrado num pára-brisa de um caminhoneiro contrário as manifestações golpistas.


As redes sociais estão lotadas de cenas dantescas dos patriotários exigindo a intervenção militar e a ocupação do exército brasileiro em todo o país. Se você quiser rir bastante tempo e fazer uma terapia de risco, pode acessar quaisquer vídeos nas principais redes sociais e tenha a certeza para se tranquilizar porque o seu estresse vai embora em poucos minutos de risos intermináveis, são cenas surreais que serviram para a saúde.


Os bois líderes, agora os patriotários comandavam os lampejos gigantescos de manchetes antidemocráticas. Esperem! 'Em 72 horas vai ocorrer algo extraordinário' que irá sacudir as bases do Brasil. Nos acampamentos antidemocráticos de Brasília nasceram os principais filhotes de terroristas e estes provocaram atos de terror na Capital Federal, após o ato democrático de diplomação do Presidente Luís Inácio Lula da Silva pelo TSE.


Os terroristas patriotários aterrorizaram Brasília.


As cenas de vandalismos naquela noite aterrorizante de Brasília, estão registradas em vídeos para a história. Permaneceram, principalmente, para que as autoridades pudessem permanecer mais atentas em relação às questões de segurança nesta Cidade onde se localiza o coração da administração Pública Federal e as sedes dos Três Poderes da República Federativa do Brasil. A movimentação de pessoas de todo o país e do mundo se concentram lá.

Portanto, os cuidados precisam ser quintuplicados e inclusive neste período no qual vive o Brasil, de divisões na política e violência fascista da extrema-direita. No entanto, é necessário, paz para que todos voltem a trabalhar com segurança em todos os locais públicos do país.

Imaginem o que seria do país se não tivesse havido a falha do aprendiz de terror? Seria a pior catástrofe, que poderia ter ocorrido neste Aeroporto Internacional da Capital Federal do Brasil.

No entanto, estes filhotes de terroristas já estão presos para manter a segurança nacional da nação. O mais violento filhote de terrorista preso em Brasília, foi aquele delinquente, quase explodiu uma bomba próximo ao Aeroporto Internacional de Brasília.


Após a redemocratização, o Brasil viveu e venceu este período obscuro da história.


Portanto, todos hão de convir que o país viveu o pior período da história republicana e democrática recente. A obscura era bozonarista a qual, já está no lixão da história, para que nunca mais se repita no Brasil. Foi sem equívocos aquele período de insegurança absoluta para os contrários ao desgoverno.


Todavia, eles usaram da violência para intimidar a todos os oponentes e muitas pessoas perderam as suas vidas, através dos comportamentos violentos dos seus seguidores e apoiadores do desgoverno. Observe a grande contradição porque o desgoverno extremista, foi eleito sob o lema da família, pátria e inclusive utilizaram o Santo Nome de Deus em vão em muitas ocasiões.


Portanto, nos desdobramentos destes 4 anos de agonia e sofrimentos todos viram o que aconteceu: incompetência, ingerência em todos os setores vitais do desgoverno e como consequências ocorreram muitas tristezas e dores. Essa realidade amarga, ocorreu por falta de gerenciamento durante a mais terrível das pandemias da história, que lamentavelmente, se aproxima das 700 mil pessoas mortas. Além disso, o país conta com milhares de brasileiros com sequelas irreversíveis. A extrema incompetência gerou a volta do desemprego, a vergonhosa realidade da fome, a inadimplência e de milhares de pessoas que têm nas ruas das cidades os seus como suas casas. Estes cidadãos moram nas ruas, porque foram despejados e não tem como pagar mais o aluguel mensal.


Todavia, a violência por trás da Bandeira Nacional era desesperadora. Os ataques permanentes às Instituições democráticas, as ameaças aos membros do STF e TSE algo contrassenso e inaceitável numa nação democrática.


Campanhas ridículas pela volta do voto impresso e urnas de lonas, isso mostrava o desprezo pela Ciência da Tecnologia da Informação e outras áreas de atuação das pesquisas nas Universidades do País. Algo nunca visto, algo inaceitável pelos pesquisadores cientistas. Eles fizeram a grande campanha maléfica das notícias falsas em todos os setores da sociedade e principalmente em relação à medicina. Quantas pessoas deixaram de se vacinar por causa das notícias falsas? O Senado fez a histórica CPI da COVID-19 e o relatório imputou muitas pessoas como responsáveis no desastre da pandemia.


O desgoverno foi eleito com a força das notícias falsas do aplicativo mercenário o WhatsApp e inclusive gerou a CPMI das Fake News no Congresso Nacional.


Portanto, o Brasil viveu sim, a era das trevas nestes 4 anos de desgoverno e o ódio avançou na sociedade brasileira. Foi um tempo sombrio e horroroso.

O dia 30/10/2022 foi histórico para a democracia e a vitória da nação brasileira.


Todavia, naquele histórico 30 de outubro de 2022, a maioria da população com muita coragem terminou, com este período maldito, e deram lindo sim, para Luís Inácio Lula da Silva, o nosso Presidente atual e legitimo do Brasil.


A vitória do (Lula) foi o fim das trevas e o início das luzes. Hoje o Brasil e o mundo respiram aliviados e com serenidade. Portanto, o atual Presidente do País [Lula], sabe das condições que recebeu a nação, entretanto, através de sua experiência e competência vai sim, com seus ministros, a sociedade organizada e a comunidade internacional reconstruir este Brasil gigantesco e quebrado. 

Todavia, o trabalho de reconstrução será para além dos 4 anos de mandato do Presidente Lula e certamente precisará de ações fortes e contínuas de todo o governo para reconstruir tudo o que foi destruído em todos os setores governamentais do amado Brasil continental. Viva a democracia, viva a nação e como disse [Lula] no dia da posse: ‘Democracia para sempre’!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.