Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

O Dilúvio Gaúcho: Uma Cantiga de Esperança

  Dilúvio Gaúcho: Uma Cantiga de Esperança O resgate da Égua Caramelo, criado por IA. Céus rasgados, feridas abertas! Raios faíscam na noite escura, Trovoadas rugem como feras famintas, Chuva implacável, dilúvio sem cura. O Rio Grande, gigante adormecido, Transborda em fúria, monstro desperto! Engolindo casas, sonhos e memórias! Em marcha implacável para o mar aberto. Gritos ecoam na noite tenebrosa, Suplicando ajuda em vão, em clamor! Famílias separadas pela correnteza impura, Lares desfeitos, futuro em suspenso, dor. O luto paira no ar úmido e pesado! Lágrimas brotam como flores murchas, sem cor. Memórias de vidas que se foram num segundo. Em um piscar de olhos, tudo tragado, sofrimento e horror. Mas no meio da dor, um brilho teima em surgir. A força do povo gaúcho, inabalável, sim, senhor! Unidos em laços de fraternidade e amor. Reconstruindo vidas com fé e bravura, um novo ardor. E lá, em meio ao caos, um cavalo ergue-se! Caramelo, bravura em meio à fúria das águas. Resistindo com

O tempo é majestoso, sábio e gerenciador dos fatos.

Já terminou o primeiro trimestre e o ano está a passar rápido.

A imagem mostra um dos 12 meses do ano.
Um dos 12 meses do ano.



Nestes primeiros três meses do ano muitos fatos já ocorreram e imagem quantos serão até o fim do ano, é impossível prever só o tempo dirá.

O ano recém começou, mas parece que já vai caminhando rápido para o fim. Os primeiros três meses chegaram ao seu término. Pare um instante e analise quantos acontecimentos já ocorreram e nos impressionaram, tanto a nível nacional quanto internacional. A impressão que continua é que todos os episódios humanos estão no olho do furacão do tempo.

O sábio fator tempo é o majestoso gerenciador de todos os eventos humanos, naturais, pesados e leves. O próprio mestre tempo, sabe determinar a quantidade de pesos pelos quais os humanos, possuem de forças para suportar até o limite; os solavancos dos fatos de todas as espécies.

O tempo tem esta força imensurável de gerar e talhar um a um os fatos provocados pelos humanos neste mundo, movido a episódios e manchetes, sejam elas alegres ou tristes, revoltantes, de paz ou de indignações.

 

Os principais fatos deste primeiro trimestre.

 

Olha só está micro sequência de fatos deste primeiro trimestre. Tudo começou com a brilhante chegada do novo ano e suas festas glamorosas, o carnaval e suas fantasiosas festas e neste final de trimestre se encerra com a celebração da Páscoa pelos cristãos.

A maioria nem mesmo sabe definir o real sentido desta festa religiosa importante. Ela é desvirtuada comercialmente.   Para muitos se transforma num momento de lucro onde o chocolate e o peixe são os carros chefes de vendas.

Geralmente muitos pais têm a   Páscoa como sinônimo de presentes de ovos de chocolates trazidos pelo um imaginário coelho, para seus filhos.

Tudo faz parte deste conjunto desta tradição sem fundamento bíblico. Enquanto o verdadeiro sentido pascal está na Ressurreição Gloriosa de Cristo morto numa cruz, mas que ao terceiro dia derrotou a morte eterna e assim em cristo, teremos vida eterna, para quem crer obviamente.

 

Principais fatos nacionais deste período.

 

Neste intervalo entre o ano novo, carnaval e páscoa acompanhou-se muitos acontecimentos a nível de Brasil que afetaram a todos diretamente os brasileiros. Exemplo aumento da inflação, dólar americano lá nas alturas, crise econômica em geral à vista. Simultaneamente a crise política, manifestações e mais manifestações de apoio e contra o governo.

A mídia golpista juntamente com os partidos de direita, mais a elite conservadora, exploradora do povo, estão arquitetando um golpe inconstitucional. Eles põem como pano de fundo o impeachment, mas simplesmente com a intenção de interromper a administração do governo eleito legitimamente pela vontade majoritária, emanada da nação brasileira. Olha só que ironia, os partidos atolados na corrupção fazem manifestações contra a corrupção uma grande aberração.

 

Os acontecimentos no âmbito internacional.

 

No plano internacional muitos acontecimentos que assombraram o mundo provocado pela insanidade do terror em muitos países da Europa e quem sofre são as inocentes vítimas da intolerância de muitos que não sabem viver em sociedade civilizada. É impossível falar de tudo pois se tornaria um post cansativo de ler. Contudo muitos fatos que ocorreram já neste primeiro período do ano tanto no Brasil quanto no exterior foram marcantes e entrarão para os anais da história.

 

O tempo e o homem andam juntos cada um na sua função.

 

 

Portanto, o tempo e os acontecimentos sejam eles humanos ou naturais andam juntos, um depende do outro para acontecer, nunca esquecer do terceiro elemento provocador de tudo isso é o próprio homem.

O homem é o botão atirador dos episódios, porém ele mesmo não encontra a chave de controle e se perde no turbilhão do furacão dos fatos.

Todavia somente o tempo em sua plena sabedoria tem a clareza onde está o controle para sanar as feridas provocadas através de cada episódio, desencadeado pelo homem; nas suas ações inconsequentes. Ações estas que podem machucar a si mesmos e aos outros.

Apenas num trimestre de tempo   se pudéssemos catalogar todos os fatos em ordem alfabética, de tudo e onde já ocorreram, ou que está acontecendo enquanto digito este post daria uma enciclopédia que não caberia na web.

 


Portanto, até o fim deste ano quantos fatos, sejam de pequenos ou de grandes reboliços e relevâncias, que ainda irão ocorrer todos os dias, em todos os lugares do mundo, até fechar os trezentos e sessenta e cinco dias, mais quatro horas.   Levaríamos um grande tempo para digitar os acontecimentos dos humanos dentro de um espaço e tempo determinado; dependente do tempo e não do homem. O homem ser mortal está subordinado aos fatos que ele é o agente provocador, entretanto, o administrador de quando, como será, quais as proporções e seus desdobramentos, somente o tempo poderá gerenciar e dizer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.