Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Os golpistas terão que aceitar os resultados das eleições de 2022.

Após a anúncio do candidato eleito, os golpistas foram para as rodovias.   Golpistas! Depois ao anúncio do candidato eleito, os golpistas foram para as rodovias.   Neste meu tempo existencial nunca vi eleições presidenciais contestadas, a não aceitação dos resultados das urnas no Brasil. Sempre presenciei o reconhecimento da derrota e os cumprimentos ao eleito e sobretudo, a normalidade democrática, em 2022 é exceção. Ainda nem havia terminado o fim da apuração das eleições presidenciais de 2022, os golpistas bloquearam as rodovias brasileiras. Tudo foi orquestrado porque a extrema-direita já previa a derrota.  Eles foram fazer protestos caricatos, criminosos e antidemocráticos contra os resultados das eleições presidenciais do segundo turno, eles não aceitam a vitória legitimada do Lula por mais de 60 milhões de votos. A esquerda foi derrotada em 2018 e a normalidade democrática continuou.   Em 2018 a esquerda foi derrotada e ninguém mandou fechar as rodovias do Bra

O dia de eleição tem de tudo.

 

No dia da democracia no Brasil; é bem assim!

 

Por TSE - Tribunal Superior Eleitoral - https://www.flickr.com/photos/tsejusbr/51744543743/, CC0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=113367689. A foto mostra a urna eletrônica usada nas eleições de 2022 no Brasil.


Créditos da foto para: Urna eletrônica brasileira modelo UE2020 Foto: Antonio Augusto/secom/TSE


Na eleição tem eleitor que vota

e o que não escolhe, tem aqueles

que jogam no lixo o seu voto.

Eles anulam e votam em branco.


Muitos de birra

se absteve de votar.

Alguns depositam

nas (urnas) amor,

esperança e paz.


Outros, infelizmente,

digitam no ódio e na barbárie.


Neste dia da democracia,

tem a urna eletrônica

o coração da eleição.


Ela é o resultado da Ciência,

 das pesquisas, 

do conhecimento

tecnológico,

de altíssima precisão

e de rigorosíssima

segurança a prova

das notícias falsas

espalhadas na “internet”.


Ela é orgulho do Brasil e do

mundo no processo eleitoral.

É o grande desafeto para

a extrema-direita

tosca do país.


Ela é o motor da tecnologia

da informação eleitoral.

Ela é quem

processa e faz

acontecer a votação

e a apuração

em alta velocidade.


No dia da eleição,

tem os bravos mesários

que trabalham o dia todo.


Eles abrem as urnas

e conferem

a documentação

dos eleitores e os

orientam a todos

a seguir o caminho para

a cabine da urna

eletrônica, o local sagrado

da democracia.


São eles os trabalhadores

voluntários e convocados,

eles têm a incumbência

de defender a democracia.


Eles executam as nobres tarefas

de auxiliar os cidadãos.

Os mesários fazem tudo e

com orgulho inigualável.


Tem aqueles fiscais dos

partidos políticos, eles mais

atrapalham no dia da votação,

do que ajudam.


Os eleitores de esquerda vêm,

votar para desatar o

país das trevas do

obscurantismo,

da barbárie, do fascismo,

e da política

de extrema-direita.


Existem os eleitores da

extrema-direita

asquerosa que desejam

permanecer nas trevas

e na ignorância

para sempre.


Existem os cabos eleitorais, são

infringentes da lei.

Eles sabem que é crime,

fazer boca de urna.

No entanto, ao serem!

Pegos, sofrem as

consequências da lei!


Os partidários com seus carros,

passeiam em todas

nas e avenidas,

naquele constante, vai

e vem, sem parar.

Eles exibem e levam as suas

bandeiras multicoloridas.

Fazem as suas

buzinações para alertar

a população da festa

da democracia.


Na espreita permanece

a justiça eleitoral local

para agir a qualquer

momento, as quaisquer

atos de indisciplinas e de infrações.


A guarda municipal,

a polícia militar, as

ambulâncias já estão

de prontidão, para

entrar em ação.

Tem eleitor que vota cedo,

outros nos últimos minutos.


Alguns não enfrentam filas,

outros sem muita sorte

penalizam nas grandes

fileiras até ser chamado

pelos mesários a digitar amor,

esperança e sonhos.


Tem eleitor que vota rápido,

tem aqueles que causam

tranqueiras, tentando

lembrar dos números

de seus candidatos prediletos.


Os jovens digitam, velozes,

os idosos e bravos,

votam demorados.

Na frente das sessões, há

papéis das campanhas

eleitorais, são os

santos candidatos

no chão! Estão lá na esperança

de que algum indeciso.

Venha se engraçar!


É tempo perdido, esses

papéis só vêm a sujar

as ruas e calçadas.

Todos que vão votar

já levam a sua cola,

com medo de errar.


Os corações se aceleram

ao se aproximar do fim

do ritual de votar.

Nas badaladas das 17:00

Em ponto, tudo já encerrado,

portões fechados,

quem chegou pode ir votar, os

atrasados não

entram mais.

Tudo já está lacrado!


Em Brasília, já

iniciou a veloz

contagem dos votos.

Quem está ganhando,

perdendo? Pergunta alguém,

se aceleram as emoções!

Elas estão à flor da pele!


Em poucos minutos da

apuração dos votos, tudo em tempo

real já se sabe os vencedores

e perdedores.

De um lado vem

as gritarias, as lágrimas

da vitória. O outro ouve-se

o choro da derrota.


A festa da democracia

e dos vitoriosos será

de noite adentro, sem tempo

para terminar!


Os derrotados se recolhem

em resiliência, em silêncio total.

Nos próximos quatro anos

serão resistência

e voltarão com total disposição.


Portanto, assim termina

o dia da festa

democrática, alegria e

comemorações dum

lado e profunda

tristezas do outro.


No dia da eleição tem tudo,

é lindo de se ver, só quem

tem o privilégio de

viver numa democracia, tem

essa festa dificílima de descrever.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.