Pular para o conteúdo principal

A incompetência do governo, manifesta no desemprego.

Os números do desemprego são alto na era bozonarista.

A foto mostra a carteira  de trabalho digital do trabalhador do Brasil. Infelizmente só existe hoje a carteira digital, mas trabalho que é bom é algo em extinção.
A foto mostra a nova carteira de trabalho digital.

Não precisa se iludir, os números não falham, e desnudam a triste realidade do país no tocante ao desemprego. O ano de 2020 fechou o terceiro trimestre com 14,1 milhões de pessoas sem trabalho. É o balanço negativo que o ano de 2020 entregou para o ano de 2021. Estes números mostram que este ano será dramático para todos os brasileiros. Quem ainda tem algum tipo de trabalho, precisa se esforçar ao máximo para não entrar na lista dos desempregados. Portanto quem já está nesta situação de calamidade, o esforço será redobrado para conseguir uma vaga no mercado de ocupação para se manter sobrevivendo e enfrentar o drama do desemprego. 

É a base pobre da pirâmide que dar sustentação ao capital, que começa ruir, porque a desigualdade social, já estar descontrolada. Como consequência    virá a queda total e à tona, porque neste momento é o topo piramidal, que vive na ostentação. Porém chegará em breve à ruína total dessa pirâmide social, a qual já se encontra em estado agonizante.

O IBGE mostra os números do desemprego no Brasil.

“O número de pessoas desempregadas chegou a 14,1 milhões no trimestre encerrado em outubro. É um aumento de 7,1% em relação ao trimestre terminado em julho, o que representa 931 mil pessoas a mais à procura de emprego no país. Com isso, a taxa de desocupação ficou em 14,3%, um crescimento de 0,5 ponto percentual em relação ao trimestre anterior. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD)”. Fonte:  IBGE.

Estes números ruins para a economia reflete a incompetência do desgoverno atual do país que não fez absolutamente nada para alavancar a geração de novos postos de trabalho em todo Brasil.

Não adianta querer nomear a pandemia da covid-19 como “bode expiatório” para justificar os mais de 14 milhões de trabalhadores, que estão desocupados porque esta realidade já havia antes da pandemia e nada foi feito, nem antes e muito menos durante a pandemia para sanar este problema que se arrasta desde o golpe de 2016, e de lá para cá, todos os governos golpistas somente têm criado mecanismos para agravar a situação de maneira cruel. Basta lembrar a reforma trabalhista que foi a toque de caixa na era temista, governo pífio do (Michel Temer, o traidor da democracia) na ilusão da geração de postos de trabalhos, e só agravou a situação e afrontou os trabalhadores com as perdas de seus direitos trabalhistas, e a geração de emprego zerou. Na era bozonarista, a situação se agravou de maneira estrondosa e ninguém viu políticas públicas e projetos de lei que indicasse a criação de novos pontos de trabalho em todo o país. 

Os novos prefeitos terão a missão de gerar empregos em seus municípios.

Os novos Prefeitos que assumiram seus empregos públicos municipais terão essa colossal missão de gerar emprego e rendas em seus municípios. Afinal de contas eles foram eleitos como os funcionários municipais primeiros, não só para desfrutar e ostentar as benesses do cargo, mas sobretudo para darem os exemplos, de bons trabalhadores e com a missão de gerar postos de trabalhos nos seus municípios.

Eles não precisam esperar nada do desgoverno federal, porque este, nunca teve e nunca terá o mínimo de competência para criar um posto de trabalho no país. Os prefeitos atuais deverão assumir o comando e quem sabe, fazer pressão sobre ele, para ao menos liberar verbas para os novos prefeitos juntamente com os novos vereadores criarem trabalhos em seus municípios, porque se depender do desgoverno, o índice de desemprego poderá subir assustadoramente em todo país.

Se cada prefeito fizer sua parte e não esperar pela má vontade e incompetência do desgoverno federal, aos poucos poderão ir combatendo o desemprego no Brasil. Agora se seguirem o pensar atrasado do atual desgoverno federal, a situação continuará de mal a pior. Porém a fome e a miséria que já são realidades no país poderão aumentar de maneira dramática.

O país no que se refere ao desemprego, já está em situação de insolvência.

A imagem retangular de fundo preto e caracteres em vermelho diz: Temista, a palavra se refere a era governo traidor da Democracia e da Pátria o golpista Michel Temer.
A imagem diz:temista, se refere ao traidor e golpista Michel Temer. 


Não seja ingênuo, o Brasil tem uma dívida impagável para com os trabalhadores. Esta situação tem seu início em 2016, com o golpe da extrema direita que retirou a legitima Presidenta da República, a Presidenta Dilma Rousseff e colocaram o traidor da Pátria, o Michel Temer. 


Este golpista em 2 anos de desgoverno, período em que
ficou conhecido como era temista, extinguiu a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Decreto-Lei  5 452, de 1 de maio de 1943 e sancionada pelo então presidente Getúlio Vargas durante o período do Estado Novo, entre 1937 e 1945.

Através da maldita Reforma Trabalhista, sob o aval do Congresso corrupto e golpista da época, com a cilada da geração de mais postos de trabalhos, mas foi pura ilusão, o desemprego; se alastrou rapidamente. A sociedade sobressaltada e inerte com o golpe, assistiu tudo de camarote sem nenhuma reação.  

Presidente admite incompetência para administrar o Brasil.

O desmonte do país e o aumento do desemprego acelerou descontroladamente, com a ascensão em 2018, do inominável atual presidente do Brasil, aquele ser, o bozonaro, que levou a nação ao fundo do poço, sem fundo. Hoje (5/01/2021) ele declarou: ‘O Brasil está quebrado. Não consigo fazer nada’ (o inominável). É a primeira vez que realmente diz uma verdade ao admitir que ele conseguiu quebrar o país e realmente conseguiu esta proeza infeliz. Será o maldito legado que permanecerá deste desgoverno que já entrou para a história como o pior presidente do Brasil. Nesta afirmação ele confessa em outras palavras que é extremamente incompetente para administrar uma nação na envergadura do Brasil.

Pode sim decretar a insolvência do país por tremenda incompetência e por incompetência é chegada a hora de deixar este cargo que não é digno dele. Ele nunca deveria ter ocupado este cargo tão importante para a nação. A responsabilidade de Presidente diz respeito a toda a nação e não apenas a uma pessoa ou a um partido. Se não sabe o que fazer para gerar postos de trabalhos e combater o desemprego, deixe para quem tem competência. Se não sabe o que fazer para comprar vacinas e combater a pandemia, deixe o cargo e a nação saberá democraticamente escolher um presidente que saiba administrar bem este país gigante, mas adormecido, doente e pobre em todos os sentidos.

No país existem ótimos administradores que saberão retirar esta nação do fundo do poço como está agora.  E recolocar no caminho do desenvolvimento, na geração de trabalhos, empregos, serviços e rendas.

Não é feio admitir que não sabe administrar, é elegante admitir o erro, admitir que não tem condições de resolver os múltiplos problemas brasileiros. E mais elegante é reconhecer o momento de dizer agora chega, irei deixar que outro administre.

A falência ronda o Brasil por incompetência administrativa.

Portanto o país começa andar num caminho de insolvência e se tem um presidente incapaz de reconstruir os estragos do seu governo desastroso. Ninguém mais tem trabalho, rendas, a inflação nas alturas, as mortes por covid-19 aumentam assustadoramente.  Não há vacinas e nem plano nacional de vacinação. A nação começará partir para o desespero, desespero para não morrer de fome, pandemia, para conseguir um trabalho, morar é caos se aproximando e o povo sem rumo. Este ano de 2021 não tem perspectivas de melhorias para a população, mas pelo contrário, se nada for feito será de muitas dores e sofrimentos para todos os brasileiros.

Todavia em meio ao caos que se advém, espero que a esperança se sobreponha ao caos, e ocorra uma reviravolta para dias melhores daqui para frente. Nunca me alegrei, nem me alegro e nunca me alegrarei pelo caos, mas aspirarei para que a nação viva bem e sem sofrimento é o desejo; meu e de todos os brasileiros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina , artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal. Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.