Pular para o conteúdo principal

Retrospectiva: 2020 termina no calendário, mas não nos fatos.

O ano de 2020 iniciou em 1 de dezembro de 2019 na Cidade de Wuhan, China.

O vírus da covid-19 visto a partir da lente do microscópio. Ele  tem o formato ou perfil de uma coroa,  daí vem esse nome de coronavírus. É  pertencente a família do coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2) Retrospectiva 2020.
A retrospectiva de 2020, é da covid-19.

Nesta retrospectiva de 2020 terá como principal enfoque a covid-19 e na sequência outros temas pertinentes. Esta pandemia que parou e revolucionou e matou milhões de pessoas no mundo, não poderia passar desapercebida. Ela chegou acompanhada do vírus invisível a olho nu mas ele é amplamente grande, nas lentes dos microscópios, dos cientistas que descobriram as vacinas elas   salvará a humanidade de seu poder letal

O novo coronavirus, ultrapassou todos os limites geográficos, ideológicos e fez vítimas no planeta inteiro. Não respeitou ideologias e nem religiões, nem simples e nem poderosos, nem bandeiras de direita, esquerda, centro e nem os chefes de Estados, Reis e Súditos, sem nenhum escrúpulo o coronavirus colocou todos no mesmo barco, no mesmo nível de igualdade de total desespero. 

Todos sem exceção permanecem   na dependência, com a única tábua de salvação o acaso e ao uso das máscaras, álcool gel 70% a quarentena e ao distanciamento social nas ruas e supermercados, farmácias, locais onde eram extremamente necessários frequentar. Infelizmente no Brasil muitos, foram manipulados a desafiar o vírus e faleceram. Porém a grande maioria foram contaminados, ainda que tomaram todas as precauções e perderam essa batalha.

É impossível elaborar qualquer retrospectiva, seja ela pequena ou longa de 2020 sem retroceder a 1/12/2019, a Província de Wuhan na China porque foi lá onde começou o foco da pandemia da covid-19. Esta pandemia que parou mundo e mudou as relações de convivências humanas, comerciais e econômicas no Planeta Terra. Ela já entrou para os anais da História como a mais devastadora do século XXI.

Este vírus que provocou a pandemia do novo coronavirus, a síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2) Este vírus foi o responsável pela maior tragédia humana do século XXI, em 2020.  Ele continuará a fazer mais vítimas em 2021, e sem data para terminar em todo o mundo. Ainda que toda a população mundial fosse imunizada através da vacina, que está a caminho, este vírus poderá, ainda assim continuará a vitimar pessoas se não for erradicado em definitivo, durante os próximos anos.  É inacreditável, mas em plena pandemia com este vírus letal, há pessoas no Brasil que negam a pandemia e rejeitam qualquer possibilidade de aceitar a vacina. Estas pessoas serão as responsáveis para disseminação da covide-19 no Brasil e no mundo, é um pensar deplorável.

A OMS em 11 de março decreta a pandemia do século XXI.

Os primeiros rumores de uma nova doença letal são reais, mas ninguém queria acreditar. No entanto os fatos assustadores de contaminações e mortes em alta escala, confirmavam, que não era mais engano e o pior viria em breve. Contudo logo em seguida, já era 11 de março e a OMS decreta a nova pandemia do século, e tudo mudou de maneira radical. Mas com o passar do tempo, os números de infectados e óbitos aumentaram assustadoramente na Ásia, Austrália, Europa e Estados Unidos. Os governantes começaram a decretar lockdown em vários países e cidades como forma de contenção ao avanço da pandemia e a proteção da população, contra a contaminação do vírus letal por covid-19.

O medo e o desespero avançavam no mundo com a covid-19.

Nestas alturas milhões de pessoas já haviam sidos contaminados e milhares morridos em todo o Hemisfério Norte. Radicalmente o mundo parou sob todos os sentidos, vieram os confinamentos, as quarentenas e mudanças de hábitos, quanto o uso da máscara e álcool gel 70%, sabão permanente, para as pessoas usarem em todos os países. A economia mundial despencou no ritmo do crescimento da pandemia. O medo e o desespero assombravam as nações do mundo. Os mortos eram enterrados sem a última cerimônia fúnebre, sem os familiares e os amigos.

Enquanto isso os cientistas entraram em campo para produzir as vacinas para eliminar o inimigo invisível, nesta guerra desigual. A Ciência e os cientistas foram imprescindíveis para se debruçarem na engenharia genética e trabalharem em prol da vida. Hoje praticamente as vacinas já estão prontas e em breve a normalidade voltará em todos os países. Não obstante, e infelizmente no Brasil, existem pessoas preconceituosas, algumas com pensamentos retrógrados, egoístas e fundamentos fanáticos e de viés fundamentalistas que repudiam a vacina contra a covid-19.

A dor e o sofrimento no Brasil começou em 17 de março de 2020.

Enquanto se assistia via internet o drama das pessoas diante das perdas de seus entes queridos em volta do Hemisfério Norte, a grande maioria dos brasileiros que acreditam na pandemia, já estavam em contagem regressiva no psicológico, que o   pânico e o drama era questão de tempo. Esta realidade iniciou com a primeira morte por coronavirus em 17 de março de 2020, do cidadão de São Paulo, e desde então, esta tragédia humana não parou mais e não há data para o fim. Até hoje a tragédia humana no Brasil crava os macabros dígitos de 7.215.258 brasileiros contaminados por coronavirus e 186.687 vidas ceifadas por covid-19. Atrás de cada número existe uma pessoa, uma mãe, pai, avôs, avós, tios, parentes, amigos e vizinhos. Juntos foram os sonhos, os projetos de vida abortados precoce e dramaticamente.

Vieram a quarentena nos estados e o número crescente de mortes por covid-19 e as famílias não podiam se despedir dos entes queridos. A dor e o sofrimento só aumentaram em todo o país com as mortes e consequentemente as perdas de empregos, fechamentos de negócios de pequeno, médio e grande porte, a população começava a passar necessidades financeiras e automaticamente fome. 

  

O governo sob muita pressão dos Parlamentares de esquerda, e com muita má vontade liberava o polêmico auxílio emergencial para os mais necessitados no valor de R$ 600, e depois baixou para R$ 300, um verdadeiro escárnio para com a nação brasileira. Foi uma legitima via cruzes para as pessoas, permanecerem nas filas das agências bancárias determinadas, para   tentarem receber e nunca não conseguia receber, um absurdo. É importante lembrar, que este dinheiro não saiu do bolso do governo, mas é dinheiro do povo arrecadado sob os pesados impostos que está no Tesouro Nacional. Este montante que ninguém faz ideia do valor é do povo e para ser usado em momentos dramáticos da nação e outras finalidades sociais para todos os brasileiros.

Pense numa situação econômica da população que já estava péssima, desde o golpe de 2016, mas quadriplicou no atual desgoverno de extrema direita e se aprofundou com a presença da pandemia. O Brasil levará anos para reerguer a economia, não em razão da pandemia, mas por incompetência administrativa deste governo sem noção. Quer dizer sem noção para a população, mas extremamente generoso para com os seus familiares e amigos.

Os deboches do bozonaro com a pandemia da covid-19.

Na medida que a população se contaminava e morriam o bozonaro, debochava e não respeitava os sentimentos doloridos, das famílias que perdiam seus entes queridos. Nunca se viu na História do Brasil um presidente tão desumano e debochado. O deboche com a dor de milhares de famílias, vítimas da Covid-19 e uma total falta de respeito com a vida de outrem.

O sarcasmo é a marca repudiável deste governo sem o senso de humanidade, vive numa tremenda contradição ao afirmar que é cristão evangélico, se fosse no tempo de Cristo, ele levaria umas boas chicotadas do Mestre Jesus.

Enquanto os outros chefes de Estado do mundo lamentavam e confortavam as famílias, atingidas por perdas dos seus entes queridos, no Brasil, o bozonaro debochava, e negava, e nega até hoje a pandemia.

Em muitos momentos dava declarações à imprensa quando aumentava o número de mortes em todo o país. Ele abria aboca para os escárnios “é uma gripezinha”, “são resfriadinho” ...! “é uma histeria...!” em outra situação ele disse “não sou coveiro” ...!” “E daí? Quer que eu faça o quê?”. Num outro episódio disse “sou messias, mas não faço milagre...!”, “maricas”. Por último gravou mais um vídeo com deboches, com voz fina: “estou com covid-19”! “estou com covid-19”!

O presidente bozonaro nunca levou a sério a pandemia da covid-19 a negava e assim, provocava aglomerações dos seus seguidores sem usar máscaras. Ele debochou tanto que contraiu o vírus e muitos dos seus ministros. Ele estava mais preocupado em manter o comércio aberto do que fechado e em razão desse pensar errado, não fazia questão do confinamento, mas que as pessoas ariscassem as suas vidas ao voltar ao trabalho.

Os governadores dos Estados foram quem assumiram o problema sozinhos da pandemia, porque o governo federal simplesmente mudou o foco, e brigou com os governadores, fez duas trocas de Ministros da Saúde e leva tudo a base da ironia. Os governadores fizeram o possível para salvar vidas. Todavia diante de todas as barreiras colocadas através do governo federal os governos estaduais desempenharam um papel importante na guerra contra a covid-19.

O ano que as pessoas mais usaram a internet no mundo.

A imagem mostra a barra de pesquisa da internet e com os algoritmos https e o símbolo do cadeado que significa que o site é seguro para comprar e pesquisar.
Na pandemia a internet foi e continuará ser útil. 

A internet nunca foi tanto utilizada durante todo este ano e continuará a ser usada durante o ano de 2021. É a era digital colocada em prática neste momento dramático da população. No caso do Brasil que se tem a pior internet do mundo porque é cara e lenta, ainda assim ajudou muito a vida das pessoas neste episodio de dor e sofrimento. Praticamente todos os serviços passaram a ser online principalmente os negócios de pequenos, médios e de grande porte. 

Os motoboys fizeram a ponte entre o vendedor e o comprador, imagine quantas tele entregas foram realizadas durante este período de pandemia. A internet brasileira ainda possui uma tecnologia, semelhante a movida a lenha e muito cara, porém ajudou a todos a fazer as suas compras online nas grandes lojas e sites especializados em vendas. Muitos serviços continuarão trabalhando intensamente daqui para frente. 



Muitas pessoas que não gostavam da tecnologia da informação, foram obrigados a aprender a comprar e vender via internet. A internet no Brasil precisa urgente de uma nova tecnologia como a 5G que é rápida e acessível para todos. Hoje se tem uma tecnologia que somente favorece aos donos dessas multinacionais da internet. 

Contudo, as vantagens para os usuários é zero, mas mensalmente a fatura vem mais pesada e quase impossível de quitar corretamente. Se não fazer isso na data certa os serviços são suspensos e a explicação, bem cínica é a programação do sistema e não podemos fazer nada. Apesar de tudo parece que no horizonte brilha uma faísca de esperança para a humanidade.

A esperança do fim da pandemia, vem das vacinas em 2021.

Ainda em plena pandemia da primeira onda, chegou a segunda, mas a maioria das pessoas parece que tudo já estaria zerado, e as autoridades organizaram as eleições municipais, com suas regras de segurança, mas durante a campanha eleitoral as pessoas se aglomeraram nas ruas, praças e avenidas, todos sem máscaras. O comércio nas grandes e pequenas cidades abriram as portas, é simplesmente um faz de conta do uso dos protocolos de segurança.  Mas as festas aumentaram, as praias de todo o país estão lotadas, e ocorrem o maior número de pessoas juntas para aproveitar o banho de mar e se refrescar com a brisa marítima.

Os resultados de todo este comportamento inconsequente começaram a aparecer com os altos índices de pessoas infectadas e que vieram a óbitos destes últimos dias de dezembro de 2020 em todo o Brasil.  Muitos imaginaram que a pandemia havia zerado, algo impossível sem vacinas eficazes e com todo este quadro desolador e de insegurança, muitas pessoas teimosas, estão agindo como nada há de perigoso para a vida.

Ainda não perceberam ou não querem reconhecer que este vírus é invisível, poderá estar em qualquer lugar e depois que se contrair os perigos são cruciais para a vida. Diante deste comportamento irresponsável da população no Brasil o novo coronavirus só terá a erradicação com a imunização total da população, através das vacinas que estão chegando. Graças a vacinas que será possível voltar à normalidade. Não há outra possibilidade, se todos não forem imunizados, a pandemia será para sempre. A esperança se renova com a descoberta e a produção de milhões e milhões de vacinas para colocar um ponto final nesta tragédia humana do século 21. Na data de hoje já morreram em todo o Planeta Terra 1.687.304 pessoas.

Louvável a atuação do STF para fazer que todos tenham vacina grátis.

Imagem numa forma de carimbo está em círculo, inscrito: STF Supremo Tribunal Federal. decide que a vacina contra a covid-19 é obrigatória.
O STF decide: a vacina contra a covid-19 é obrigatória.

Fez muito bem a decisão do Supremo Tribunal Federal, sob o poder da lei, para que todas as vacinas sejam obrigatórias e gratuitas para todos. Isso evitará que alguns tomem e outras não. Esta decisão histórica prevenirá da covid-19 e de outro vírus perigoso as fake News em relação as vacinas, que antes de ser autorizadas já há muitas na internet contaminado o pensar do povo.  São necessárias as autoridades punir ao rigor da lei essa gente do mal que disseminam notícias falsas para prejudicar a população e principalmente no tocante a saúde pública no caso desta pandemia.

Seria importante que o poder judiciário nesta decisão, se fosse possível tecnicamente,  houvesse sugerido ao poder executivo, uma data  para a vacinação em âmbito Nacional, como se faz nas eleições. Se para votar é marcado um dia e quase todos votam, porque não fazer o mesmo com as vacinas. É muito simples: é se comprar todas as vacinas suficientes para o número atualizados da população e convocar os profissionais da área da saúde para realizar esta missão importante, mas de maneira remunerada. O tesouro Nacional tem dinheiro suficiente para isso, nós abastecemos, diariamente, através dos impostos do que compramos ou vendemos. Agora neste momento crucial o governo tem o dever de devolver este dinheiro do povo e para o povo, em 1 ou 2 dias de vacinação nacional.

O foco do ano de 2020 foi a covid-19.

A imagem mostra o calendário de dezembro que finaliza o ano em 31/12/ no calendário, mas nos fatos não!
A imagem mostra o calendário de dezembro.

Portanto a covid-19 foi o alvo principal de 2020 e continuará ser em razão do seu estrago que provocou durante estes 365 dias repletos de medo, pavor, pânico, mortes, inseguranças, e muitas consequências a nível pessoal e coletiva, os danos a vida e as economias do mundo. Os efeitos colaterais da covid-19, para quem se contaminou e foi curado, ainda são misteriosos para Medicina.

Todavia muitas pessoas e familiares entraram na exaustão a nível de depressão em razão das perdas dos seus entes queridos. E outros porque perderam seus empregos e meios de sobrevivências.

Portanto o ano de 2020 já entrou para a história como o mais triste do século XXI, em razão desta guerra provocada por este novo coronavirus que dizimou até é a data de hoje quase 2 milhões de seres humanos no Mundo. Além disso deixou um rastro de destruição nas vidas de toda a sociedade sem precedentes na história das pandemias.

Todavia o ano de 2020 praticamente começou em 1/12/2019, mas somente terminará quando a Organização Mundial da Saúde, oficializar em definitivo o fim da pandemia da covid-19 no mundo. Até chegar este dia estes outros anos retornarão nos calendários, do ponto de vista da saúde, este ano emblemático de 2020, quebrou os paradigmas oficiais dos calendários e ele mesmo criou sua data de início, mas anda birrento em relação ao seu fim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.