] Os tabus prejudicam as doações de órgãos. Pular para o conteúdo principal

Os tabus prejudicam as doações de órgãos.

Eliminar tabus aumentará número dos doadores de órgãos.

Os tabus afastam os doadores de órgãos.
A doação de órgãos humanos é considerada um dos temas polêmicos da atualidade. Há um grande tabu a ser demolido para que aumente o número de doadores em todo o país. Falta esclarecimentos e uma ampla campanha educativa permanente, de conscientização para a importância desse ato de amor ao próximo. Neste drama da vida humana, existem três personagens principais: o doador, o paciente (recebedor) e a família que tem a função de autorizar ou a doação dos órgãos do ente querido, após constado a sua morte clínica; através dos médicos.
Os outros personagens essenciais nesse drama humano são todos os membros das equipes médicas especializadas para realizar todo o procedimento cirúrgico, delicado, para a realização do transplante do doador ao paciente.
Esta alegria somente ocorre, quando há a autorização expressa dos familiares do doador. Em nosso país, ainda é um dos grandes entraves para a doação aconteça de maneira tranquila é a autorização da família quando morre um ente querido.
Essa situação ocorre em meio a centenas de pessoas aptas adorem seus órgãos, quando falecem em razão de vários motivos das causas mortis.  Muitas famílias não autorizam a doação e terminam prejudicando o sonho de outras pessoas continuarem a viver normalmente com órgãos de outros que faleceram.

Atualmente o Brasil existe uma enorme lista de pessoas vivendo a angustia da espera de um órgão para continuar a viver. Em números atualizados através do Ministério da Saúde são (32.000) trinta e duas mil pessoas à espera de um transplante. Realmente é um número alto de pacientes esperando a prolongação da vida. Através da utilização de um órgão compatível, de uma outra pessoa generosa que se disponha a doar em vida e que os familiares; possam realmente cumprir com seu desejo após sua morte.

As barreiras a serem derrubadas no processo de doação de órgãos.

Além dos empecilhos familiares, existem outros que atrapalham para a realização dos transplantes aos pacientes do Brasil. Os hospitais da maioria das cidades brasileiras não são equipados e não tem equipes de médicos especializados para a realização desse procedimento complexo; como de transplante de órgãos. Há também toda uma logística inadequada que não consegue atender os chamados dos familiares.   Há também doadores que falecem e nem mesmo as centrais de doações ficam sabendo; em função das péssimas condições de   comunicações. Nestas condições ruins, muitos pacientes não conseguem realizar o sonho de receber um novo órgão para viver mais.

A doação de órgãos no Brasil e mundo ainda está em processo lento de ser uma realidade satisfatória, para quem precisa. Tudo   por que é ainda uma questão de mudança de mentalidade, mesquinha que ao apego a algo que será destruído em pouco tempo. Precisa cultivar o sentimento e a prática do   altruísmo entre as pessoas, por que   somente isso fará bem a todos.  A magnanimidade para com o próximo é uma atitude nobre, enquanto que a indiferença e a misantropia são deselegantes e péssimas para todos os seres humanos.
Os fatos históricos ocorrem em sequências e os relevantes entram imediatamente para o roll da história. Em contrapartida a mudança de mentalidade em quaisquer sociedades, geralmente permanecem centenas de anos inertes. Levará anos e muitas insistências para acontecer transformações em definitivo. É uma situação que envolve sentimentos, pensamentos, convicções, ideologias e comportamentos humanos diversos. Nesta teia de divergências a mentalidade humana, demora mudar por que, está diante de muitas barreiras culturais e também religiosas que a impede de avançar.

Assim se encontra a questão do crescimento nas doações de órgãos no Brasil e no mundo. Ela está inerte nestas questões menos valiosas do que a vida. E neste ritmo vagaroso, muitas pessoas que gostariam de ajudar a quem necessita se esbarra com estas teias do atraso. Muitas pessoas perdem a possibilidade de viver mais em razão da mentalidade mesquinha da grande maioria que permanecem no atraso egoísta de querer preservar algo que não pode preservar, que são os órgãos dos entes queridos. Todavia, constada a morte através dos médicos todos deveria doar estes órgãos que salvariam muitas vidas. Não fazer isso em função de velhos tabus somente irá alimentar os vermes nas sepulturas e nada mais.
Obviamente, que ninguém quer a morte precoce de nenhum ente querido, entretanto, se diante de uma imprevisível fatalidade isso vier ocorrer então, seria o gesto nobre fazer sem hesitar a autorização dos órgãos da vítima, tudo de acordo como manda a lei para salvar outras vidas de muitas pessoas que continuam na longa espera de uma doação de um órgão para continuar a viver mais.

Seria fundamental que todos aqueles que tem aversão a doação se colocasse na mesma situação de quem está precisando. Neste mundo ninguém está imune a algum dia a ser um paciente que entrará para a fila de espera de um órgão para sobreviver e se todos estão na mesma circunstância, por que não ser bondoso e ajudar a quem necessita? E quando esta hora chegar! É imperioso que todos abandonem esta mentalidade egoísta, para se fazer nascer uma nova mentalidade, mesmo na dor ser nobre e generoso com quem também sofre.

Os desafios devem ser superados permanentes no drama da doação de órgãos humanos.

Doar órgãos é uma ação de amor incondicional.
Portanto, existem muitos desafios a serem superados a longo prazo em todo o processo de doação de órgãos humanos em toda a sociedade brasileira e mundial. Porém, algo positivo existe no país é esta lei importante, que permite as pessoas realizarem este ato de amor ao seu semelhante compatível. Realmente é uma ação de bondade incondicional, para quem necessita viver na dependência de receber, um ou mais órgãos de outrem em razão de vários motivos que veio a falecer.

Estes desafios certamente necessitam serem superados permanente, com um longo processo educativo para toda a população sobre a importância e a necessidade de doar órgãos para quem precisa. É fundamental salientar que todo este procedimento é obrigatório serem realizados de acordo como está escrito na lei de doação deórgãos. Tudo para não haver injustiças entre as pessoas que necessitam, mesmo urgente de um órgão; precisa respeitar a fila de espera. Tudo para evitar que quaisquer pessoas com maior poder econômico, possa alterar a fila ou (furar a fila da doação), todos precisam respeitar rigorosamente a ordem de espera nas doações.  Neste drama humano é imprescindível que haja o princípio de igualdade e equidade entre os que sofrem. Todos estão no mesmo barco de dor e por isso mesmo deve existir solidariedade e justiça entre todos.

Comentários

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante para nosso trabalho.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Você já rotulou alguém de burro?

Atitude preconceituosa, feri o sentimento de outrem, é ruim para o convívio social.Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.