Pular para o conteúdo principal

A internet do Brasil possui a velocidade de uma jangada artesanal.

Esperem navegar velozmente, no futuro distante; com a vinda da tecnologia 5G.

A foto mostra uma jangada navegando lentamente no mar de acordo com a força do ventos. Assim, é a atual internet do Brasil lenta e a preço de diamante ou de ouro.
A internet do Brasil navega igual a velocidade de uma jangada, mas a preço de ouro.


A celeridade continua lenta, igual a de uma jangada, mas, a preço da ‘internet’ é de um transatlântico de luxo. Contudo, a esperança está no futuro quando chegar a 5G, atualmente navegando em 1,2,3G.

Os números são incontestáveis, o serviço de “internet” banda larga em nosso país ainda continua sendo lenta e não se vislumbra melhorias imprescindíveis para que os usuários brasileiros possam ter padrão de qualidade em navegação pela “web”. Remamos nos dígitos de 84.ª posição na classificação mundial numa velocidade de 2,7 Mbps (megabits por segundos) e os coreanos numa rapidez de 22,1 Mbps e os japoneses 13,3 "Mbps". Dados da empresa americana de segurança em “internet” Akamai,  em 2014 que realizou esta pesquisa em 239 países.

Todos os usuários de “internet” do país estão na contramão da era digital.

 

Os brasileiros estão neste oceano virtual e navegam a uma velocidade, com a força semelhante à de uma jangada, confeccionada em madeira artesanal, mas a um preço de uma passagem de um cruzeiro luxuoso. No entanto, os coreanos e japoneses navegam dentre os oceanos virtuais como se estivessem sendo empurrados sobre a força de motores superpotentes dos navios transatlânticos, cruzeiros luxuosos, os quais produzem, velocidade de 50 a 80 nós ou mais, que aplicam a celeridade da “internet” deles chegam aos números acima citados.

 

Está explicada porque a nossa “internet” é tão problemática que cai, emperra constantemente e ninguém, os responsáveis destas operadoras respondem por este caos em relação aos usuários. Contudo, é bem assim, quando alguma coisa começa andar, parece que não faz a menor diferença. Porque, navegamos semelhante, a uma jangada tradicional brasileira fabricada em madeira e belíssimas velas. Esta navegação só ocorre nas boas condições e nas forças dos ventos. Uma jangada que navega de acordo com a velocidade do vento e se somam a força dos remos dos jangadeiros; pode ou não navegar. Havendo ventos e a força humana o suficiente à jangada poderá navegar sem muitos problemas. Todavia, se não existe vento suficiente e condições para remar, então certamente parará ou encalhado nas areias das praias.

As empresas de “internet” no Brasil só pensam em lucrar, mas investir em melhorias zero.

 

Portanto, é exatamente assim que hoje os brasileiros navegam neste oceano virtual, todos, enfrentam os perigos dos mares e oceanos desconhecidos. Apenas se pode imaginar como deve ser bom navegar rápido e sem estresse, para baixar programas e transferências simples. Pense bem! Nos países desenvolvidos, as operadoras deste serviço essencial para a sociedade da era digital, são obrigadas a priorizar e investir pesado em melhorias para se obter e oferecer algo de qualidade. Todavia, se pode sonhar, quem sabe daqui a um milênio estamos a navegar velozes, com o prometido 5G. Contudo, agora é só a canoa, a jangada para navegar e pesquisar na “web”. Ainda todos os usuários, irão gastar muito dinheiro e paciência se quiserem navegar a preços de ouro ou diamante.

 

Aqui as operadoras simplesmente só pensam em lucrar absurda e abusivamente. Através de seus planos que são verdadeiras armadilhas para os usuários. Todas elas vendem o que não pode entregar, é propaganda enganosa. O mais grave é que elas apenas investem o mínimo dos seus lucros para melhor atender aos usuários. Somente ocorre alguma coisa neste sentido sob pressão dos órgãos fiscalizadores; que obrigam a investir não se sabe o quanto; em melhorias do sistema. Não é sem motivo que os maiores volumes de reclamações nos órgãos de defesa dos consumidores de todo país provêm das operadoras de serviços de banda larga e telefonia móvel.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.