Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Iluminando Mentes é uma jornada da Alegoria da Caverna à Educação Moderna.

  Da Caverna à Luz: transformando a Educação de forma, compaixão e criatividade. A cena criada por IA da alegoria da Caverna de Plantão. A Alegoria da Caverna de Platão, narrada em A República*, é uma metáfora filosófica atemporal que explora o caráter da realidade, do conhecimento e da educação. Nesta história, os prisioneiros acorrentados desde o nascimento só têm acesso às sombras projetadas na parede de uma caverna, acreditando serem a realidade. Ao se libertar, um prisioneiro experimenta a luz do sol e a diversidade da realidade, retornando à caverna para compartilhar suas descobertas com os outros. A educação moderna, sob diversos aspectos, se assemelha à caverna platônica. Muitas vezes, os estudantes estão confinados em um espaço limitado, recebendo informações sem contexto ou aplicação prática, como se estivessem presos a uma parede. A abordagem superficial limita o desenvolvimento do pensamento crítico e da compreensão mais aprofundada do mundo, perpetuando a ignorância e a al

A reforma luxuosa o povo paga em Brasília.

Os contribuintes vão arcar com as reformas dos apartamentos dos deputados Federais.

A foto mostra a moderna arquitetura do Congresso Nacional obra do mestre Oscar Niemeyer .
A moderna arquitetura do Congresso Nacional,  obra do mestre Oscar Niemeyer.


Os deputados Federais não querem saber se a população tem casa para morar com dignidade, entretanto, eles vão gastar mais de 280 milhões para restaurar 482 apartamentos em Brasília.

Desde a semana passada as grandes mídias vêm denunciando mais esse escândalo, na má gerência do dinheiro público na capital federal do Brasil.

A repercussão continua sendo enorme nas redes sociais e principalmente entre a população, que não aceita mais este grande deboche que os nossos parlamentares fazem com o povo brasileiro gastando milhões nas reformas dos apartamentos funcionais em Brasília.

O que a imprensa nacional divulgou é que simplesmente o governo federal vai gastar inicialmente R$ 280 milhões de reais para deixar novos, estes 432 apartamentos funcionais? Sendo que cada apartamento mede 225 metros quadrados, custará aos cofres públicos em média R$ 650 mil reais. Todos eles construídos com a finalidade de alojar todos os deputados federais de todos os Estados do país.

Quiçá alguém não gostaria de morar em um apartamento de luxo reformado com banheiras de hidromassagem e outros artigos finíssimos, em valores exorbitantes que giram aproximadamente em torno de mais R$ 1,5 em milhões. A grande contradição, o desperdício é exagerado e muitos brasileiros, não têm casa para morar e pagam aluguel.

 

Toda essa reforma luxuosa sairá do bolso do povo.

 

Contudo, um detalhe revoltante: nenhum parlamentar irá desembolsar um centavo dos seus salários o povo vai custear esta farra abjeta. Isto somente acontece no Brasil este tipo de escárnio com o dinheiro dos impostos que a população está exausta de pagar sem retorno.

Infelizmente, mais uma vez quem vai saldar essa conta absurda são todos os brasileiros. Enquanto um deputado federal ganha um “mísero salário” de R$ 27 mil reais e mais as ajudas de custo de toda a natureza nebulosa.

Os trabalhadores brasileiros ganham um salário-mínimo “milionário” de R$ 678 reais em 2013. É deste pífio salário que todos os trabalhadores são obrigados a serem bons ecônomos para resolver uma dramática equação para concluir um valor exato.

 

A partir de aí retirar seu sustento e, além disso, pagar a maior carga tributária de impostos do mundo ao governo. Em seguida os deputados, sem o mínimo de pudor, ostentarem luxuosas reformas em seus apartamentos, incompatíveis com a realidade do povo. Muitos até se recusam a morar e procuram outras moradias mais luxuosas e de valor maior para todos os contribuintes pagarem.

 

Para as áreas sociais carentes de recursos, não tem dinheiro e o povo sofre.

 

Nesta história de dispêndios desprezíveis com o dinheiro público, o que mais irrita a população é que este montante, que daria para investir: na educação que está em estado de calamidade, na saúde que tem milhares de pessoas que estão morrendo nos corredores dos hospitais. Entretanto, na segurança pública, onde predomina a violência, se alastra por todo o país.

A habitação que não atende as necessidades da população. Este programa “minha casa minha vida” aos poucos para quem adquiriu um imóvel, vai se tornando “minha casa meu pesadelo”. Isto porque as construções são verdadeiros cubículos, muitas casas já estão sendo reformadas e foi colocado pelas grandes construtoras um péssimo material nas construções. As prestações são para perder de vista e muitos nem conseguem pagar suas parcelas porque vem a óbito.

 

Neste país falta seriedade com o dinheiro da população.

 

Portanto, diante desta situação indigesta, escandalosa em relação aos recursos públicos desta nação honesta e trabalhadora. É muito difícil ficar omisso a essa polêmica nacional e procura também fazer esta reflexão sobre mais este descaso com os recursos públicos de todos os brasileiros.

Nenhum cidadão contribuinte concordará com este deboche nacional. Todavia, é necessário se juntar àqueles que cobram dos parlamentares (seriedade) e, sobretudo, zelo com o bem comum.

É simplesmente uma situação vergonhosa para uma nação carente, com tantas necessidades básicas e tantos recursos que vão para a vala do descaso.

Portanto, se esta reforma se faz necessária, porque se fizesse na contenção de despesas e nunca seria extrapolada.

Refletissem as condições de miséria que vivem milhares de brasileiros precisando de casa, comida, saúde e educação. Pensaram na vida que este povo vive e precisa de muitas coisas básicas e não podem ter. Quantas casas populares não poderiam ser construídas apenas com uma reforma de um único apartamento?

O deputado que quisesse uma reforma luxuosa que pagasse do seu próprio salário como todos os cidadãos fazem ao pensar em reformar a moradia. Todavia, não esperar que a nação arque com seus caprichos consumistas, egoístas, e que não condiz com um comportamento ético de quem representa o povo no Congresso Nacional.

Muitos podem levantar a tese que uma boa reforma valoriza o imóvel, é óbvio, mas não precisaria ser uma restauração tão onerosa para a população.

Tudo poderia ser feito dentro da austeridade em relação ao dinheiro público que todos sofrem para abarrotar os cofres do governo. Tudo tem limites nesta vida e principalmente quando se administra o patrimônio público.


Comentários

  1. Oi Cícero. Como vai?
    Não tenho sido muito assídua mas a falta de tempo não permite passar mais vezes.
    Lendo o seu artigo do princípio ao fim, era como se eu própria, se tivesse o dom da escrita como o Cícero, teria escrito. E, mais ainda: parece que de, DES-GOVERNANTES, que só se preocupam com o seu bem-estar e deixam que pessoas morram por falta de cuidados básicos e essenciais, infelizmente, parece que o Mundo está cheio. Diria mais: a maneira como os Governos administram o dinheiro dos contribuintes, não difere em nada. Parecem "tirados a papel químico". E, para mim, a revolta maior é que, quem não tem voz ativa, não pode fazer nada para "parar esses senhores" que, por estarem no Governo, tudo lhes é permitido. Quando,o dinheiro gasto na reforma de um apartamento de 225 metros quadrados, daria para construir casas mais modestas para os mais necessitados. Muitos deles, acredito que, tal como em Portugal, não têm o que comer nem onde dormir. Para os corações mais sensíveis, atitudes como estas, geram uma revolta do tamanho do mundo. Porém, o que sabemos é que, são os Presidentes dos Países que detém o poder e ninguém pode nada contra eles.
    Grande Abraço e boa semana.

    ResponderExcluir


  2. Maria Elena Mota!
    Boa tarde!
    Legal ter notícias suas e saber que está bem, quanto a minha saúde permaneço na mesma situação sem perspectivas de melhoras suficientes para escapar de uma provável cirurgia, ainda sem previsão.
    Gostei muito do seu comentário fez uma excelente releitura da nossa realidade brasileira. Infelizmente vivemos esta e tantas outras situações que não são divulgadas ao mundo pela grande imprensa. No entanto nós blogueiros fazemos este trabalho de “formiguinhas” que vamos divulgando lentamente os fatos do “DES-GOVERNOS” neste país; através da internet. Diante desta situação abominável quem de fato sai perdendo é a população no geral destaque para os mais pobres. Parece que isto ocorre no mundo inteiro com maior e menor intensidade e formas diferentes, nem uma nação sai ilesa das más gerencias dos bens públicos. Um forte abraço para a senhora e todos os amigos portugueses que leem os meus artigos do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este site é protegido por reCAPTCHA. A Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google se aplicam.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante para nosso trabalho.

Postagens mais visitadas deste blog

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.