Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

O Muro da Mauá: Sentinela de Porto Alegre entre Memória e Futuro

  A majestade do Muro da Mauá protege Porto Alegre desde 1974. A Rodoviária de Porto Alegre, alagada pelo enchente do Guaíba, em 2024. O Muro da Mauá , majestosamente erguido entre o Cais Mauá e a Avenida Mauá, no coração de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, ostenta algo muito além de sua imponente estrutura de concreto. Sua história, entrelaçada com as águas revoltas do Rio Guaíba , iniciou-se na década de 1970 como resposta à devastadora enchente de 1941 . Hoje, este gigante de concreto se ergue como guardião da cidade, enfrentando os desafios climáticos e preservando a memória coletiva. Mais que proteção contra enchentes: um marco histórico e social Embora sua função primordial seja proteger a região central da cidade de inundações causadas pelo Guaíba, o Muro da Mauá assume um papel muito mais amplo: Desenvolvimento urbano: O sistema de diques e comportas associado ao muro possibilitou o desenvolvimento seguro de áreas adjacentes ao rio, impulsionando o crescimento da cidade. Valor

O resgate heroico da Égua Caramelo é uma história de força e solidariedade.

Mais uma heroína que enfrentou as intensas cheias do Rio Grande do Sul.


A imagem da charge produzida por IA, representa o resgate da égua Caramelo do telhado.
Charge produzida por IA do resgate da Égua Caramelo. 


Após as intensas precipitações que atingiram o Estado do Rio Grande do Sul, uma cena incomum chamou a atenção de todos: um animal preso no telhado de uma residência localizada em Canoas. Inicialmente tratado como um cavalo, o animal recebeu o apelido carinhoso de Caramelo, causando grande repercussão nas redes sociais. Todavia, a verdadeira identidade desse herói de quatro patas estava prestes a ser revelada.

O Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo foi acionado para realizar o resgate. A operação não seria simples, pois o animal estava preso em um local de difícil acesso e com espaço limitado.  O equino estava no telhado da residência, no estábulo, e, ao redor dela, um rio apavorava-a. Os veterinários acompanharam cada etapa da ação, cientes dos desafios que enfrentam.

 

Para remover o Caramelo do telhado, os bombeiros tiveram que tomar diversas decisões importantes:

1. A sedação e a avaliação do equino foram realizadas para evitar reações bruscas durante o resgate. Os veterinários examinaram o seu tipo físico, temperamento e peso. Caramelo, na realidade, era uma égua, pesando cerca de 450 a 500 quilos de força e determinação.

2. A Operação: O veterinário da Polícia Militar Augusto Moscardini descreveu a operação como “muito complexa”. Mesmo um animal dócil pode reagir de forma imprevisível quando sedado ou cercado por pessoas. O espaço limitado no telhado também tornou o trabalho desafiador.

3. Riscos e Cuidados: O caramelo permaneceu, pelo menos, 24 horas ilhado, o que poderia causar complicações. Os cavalos são rústicos, mas sensíveis às mudanças de rotina e ao tempo que permanecem deitados. Os veterinários continuam aplicando medicamentos para mantê-la imóvel e hidratada durante o transporte.

A Reviravolta: Após o resgate, os bombeiros informaram que Caramelo era, na verdade, uma égua. A confusão inicial não diminuiu o heroísmo da operação. Ela foi levada para cuidados adicionais, recebendo soro para repor os líquidos perdidos.

A imagem de Caramelo sendo resgatado do telhado causou comoção em todos os presentes. Ela observou os salvadores com um olhar de gratidão, como se soubesse que sua vida estava sob a proteção daqueles que se arriscaram para ajudá-la. A égua corajosa está tendo uma segunda chance graças à dedicação dos bombeiros e veterinários.

A história da Caramelo nos inspira a solidariedade e o amor pelos animais, lembrando que heróis podem ter quatro patas e cascos. 🚒🐴💪

__________________

Notas de rodapé e referências.

  1. Resgate do cavalo Caramelo: entenda como animal foi retirado de telhado no RS | G1

  2. Cavalo ou égua? Saiba como foi o resgate de Caramelo e entenda confusão | Terra

  3. Como foi o resgate de cavalo Caramelo feito pelos bombeiros de SP; vídeo | O GLOBO

Comentários

  1. "A história da Caramelo nos inspira a solidariedade e o amor pelos animais, lembrando que heróis podem ter quatro patas e cascos". 🚒🐴💪

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante para nosso trabalho.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.