Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Iluminando Mentes é uma jornada da Alegoria da Caverna à Educação Moderna.

  Da Caverna à Luz: transformando a Educação de forma, compaixão e criatividade. A cena criada por IA da alegoria da Caverna de Plantão. A Alegoria da Caverna de Platão, narrada em A República*, é uma metáfora filosófica atemporal que explora o caráter da realidade, do conhecimento e da educação. Nesta história, os prisioneiros acorrentados desde o nascimento só têm acesso às sombras projetadas na parede de uma caverna, acreditando serem a realidade. Ao se libertar, um prisioneiro experimenta a luz do sol e a diversidade da realidade, retornando à caverna para compartilhar suas descobertas com os outros. A educação moderna, sob diversos aspectos, se assemelha à caverna platônica. Muitas vezes, os estudantes estão confinados em um espaço limitado, recebendo informações sem contexto ou aplicação prática, como se estivessem presos a uma parede. A abordagem superficial limita o desenvolvimento do pensamento crítico e da compreensão mais aprofundada do mundo, perpetuando a ignorância e a al

Já faz trinta dias da tentativa do golpe no Brasil.

 

O atentado terrorista à democracia, foi no dia 8/01/23 não pode ser esquecido.

A foto mostra os terroristas de verde e amarelo invadindo a sede do Congresso Nacional em Brasília, em 8/01/2023.
 Os terroristas de verde e amarelo invadem o Congresso Nacional em Brasília, em 8/01/2023. 


O fatídico 8 de janeiro de 2023 precisa ser relembrado anualmente para nunca mais ser esquecido dos brasileiros, e, todos os defensores da democracia no Mundo. Esta data poderia ser nominada como o dia do atentado terrorista e golpista à democracia do Brasil. É urgente os artistas plásticos e esculturares criarem um monumento na Praça dos Três Poderes, como marco do atentado às instituições democráticas do Brasil.    

Contudo, é importante que todos possam relembrar para que nunca mais alguém ou grupos terroristas e golpistas tenham a ousadia de atentar contra a democracia do Brasil.

A democracia brasileira é o bem mais precioso e caro da nação, todos devem zelar e a defender das mãos dos ímpios. Esse atual sistema de governo, a democracia do país, custou caríssimo a todos aqueles que lutaram bravamente contra o regime de exceção, instaurado na madrugada de 31 de março de 1964 até 1985. Terminou com as pessoas nas ruas no movimento pelas diretas já! Muitos políticos conhecidos que não se encontram entre nós, mas tem muitos vivos que aguerridamente lutaram contra o fim da maldição da ditadura militar. Nasceu então, o processo de redemocratização do país, todavia, é fundamental lembrar que nesta luta pela democracia, muitos cidadãos foram sacrificados e há ainda muitos desaparecidos.

Evidentemente, que aquele contexto histórico era outro, entretanto, a ditadura foi duramente implantada no país. Contudo, essas datas não podem ser esquecidas, devem sim, ser relembradas sempre para que nunca mais se repitam em nosso país.

 

O enredo golpista de 1964 os terroristas e golpistas de 2023 queriam repetir, mas, foi um tiro no pé.

 

Entretanto, este mesmo enredo maldito e golpista, do desgoverno passado, queria repetir em 8 de janeiro de 2023. Algo estratégico não deu certo porque os terroristas, golpistas bozonaristas, caíram na própria armadilha e foram a maioria, presos, alguns ainda estão fugitivos e outros os grandes financiadores do golpe,  serão capturados por financiar e autoridades daquele desgoverno que foram omissos serão encarcerados e responderão pelos seus atos.

 

Essa tentativa insana de golpe no estilo trumpista americano, só para manter a birra do desgoverno que queria se perpetuar no poder ainda que foi o maior destruidor do país. Ele destruiu os móveis dos Três Poderes, matou as emas, as carpas do Palácio do Planalto, muitos índios Yanomami e por incompetência na gerência da pandemia, foram 700 mil as vítimas da COVID-19. O país poderia ter evitado a morte de aproximadamente 400 mil vidas se o desgoverno tivesse comprado as vacinas que estavam a disposição em todos os países.  Muitos não sobreviveram à obstinação de matar desse governo da morte.

Não obstante, ao saber da sua derrota nas urnas de 2022, ele não teve a hombridade de aceitar a e muito menos, de reconhecer a vitória do candidato vitorioso o Presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Contudo, ele preferiu a atitude dos covardes, desertou do país para a Flórida onde se encontra até a data de hoje. Tudo isso para não realizar o rito da transmissão do cargo ao passar a faixa Presidencial que é uma simbologia democrática que um Presidente faz, aquele que sai procede a delegação do ofício para o vitorioso, que entra para governar o país durante 4 anos e assim, sucessivamente. Este ritual lindo da democracia é materializado numa linda faixa: nas cores verde e amarela e com o Brasão da República Federativa do Brasil. Este ritual é realizado para governantes civilizados e não grosseiros e antidemocráticos.

Os terroristas golpistas têm muito o que responder à justiça.

 

A justiça ainda terá muito trabalho para punir severamente todos aqueles terroristas e golpistas liderados, financiados e escoltados até a sede dos Três Poderes em Brasília, para que pudessem invadir, destruir e roubar muitas coisas da República do Brasil.

O que ocorreu naquele dia foi algo desprezível e repudiável pela sociedade brasileira e certamente a comunidade internacional dos regimes democráticos!

 

Naquele 8 de janeiro, o governo do Presidente Lula, agiu rapidamente e decretou a intervenção da segurança do DF. O Ministro Alexandre de Moraes, afastou o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, essa decisão foi ratificada em 12/01/2023 por 90 dias a votação no STF foi de 9 × 2.  O seu secretário de segurança continua preso e responderá pelos seus crimes golpistas e assim será com todos aqueles que se fizeram presente naqueles atos terroristas que destruíram obras valiosas dos Poderes da República, as quais são patrimônios Federais e pertencem à nação.

 

Naquele dia 9 de janeiro foram presos 1 406 terroristas e golpistas. Foram soltas 464 e ganharam liberdade provisória, entretanto, sob diversas condicionantes. Nas análises das audiências dos demais presos 942 passaram a condição de subjugados em flagrantes para prisões preventivas, de acordo como manda a lei para criminosos na tipificação de terroristas. Estes continuarão presos porque são pessoas de grande influência no terrorismo e em todos os atos antidemocráticos. Eles vão responder pelos crimes gravíssimos de: atos terroristas, com ações preparatórias, associação criminosa e violenta do estado democrático de direito, golpe à democracia, ameaças, perseguições e incitação ao crime.

 

Os terroristas e golpistas do dia 8 de janeiro, organizaram acampamentos em frente aos quartéis.

 

Essa ação violenta havia sido treinada nos acampamentos em frente aos quartéis de Brasília e de todas as unidades federativas do país para consumar mais um golpe de Estado no Brasil.

Como ficaram conhecidos de patriótarios, estes mesmos, otários e violentos, treinaram para aplicar um golpe do tipo qualquer jeito, como é a cara dessa gente desqualificada, começaram com uma balbúrdia nunca vista, desde a fundação de Brasília em 21 de abril de 1961. Contudo, quebraram a cara, depois da apresentação do espetáculo no circo armado com extrema violência sobre a Capital Federal do Brasil.

 

Quem foi solto continuará a responder à justiça local!

 

Portanto, é importante lembrar a sociedade que toda aquela gente terrorista, que foram presas e foram liberadas continuarão a responder seus processos em liberdade, entretanto, com o uso da tornozeleira eletrônica, diante do juiz da primeira instância em suas cidades natais.

 

Os demais terroristas golpistas que estão presos na prisão da Papuda, no DF, não têm data para serem soltos pela justiça federal. Neste desprezível atentado contra a democracia, há muitos financiadores milionários que estão na mira da justiça e em breve a Polícia Federal baterá as suas portas.

 

Os deputados e senadores envolvidos nos atentados a democracia deveriam estar presos.

 

Inclusive há muitos parlamentares que foram empossados e são apoiadores do fracassado golpe, entretanto, negam que não tenha nada a ver com isso. Por certo, estes parlamentares do Congresso Nacional que estão envolvidos até os cabelos com o atentado à democracia do Brasil nem deveriam ter assumido uma cadeira no Parlamento. Olhem aqui alguns desses deputados federais antidemocráticos que estão lá casa da democracia, eles estão no lugar errado, todos sabem ondem deveriam está e respondendo pelos seus crimes.

 

Todavia, é um contrassenso, que estes traidores da Constituição, eles que fizeram juramentos no dia das suas posses. Portanto, incentivaram a destruir o Prédio do Congresso Nacional, não poderia se sentar num assento na Câmara Federal eles são os legítimos traidores da Pátria e indignos de estarem lá. Todos deveriam ter sido cassados e presos. Essas pessoas mancham a democracia, o Congresso Nacional não é o lugar de gentes contrárias ou inimigas da democracia, o recinto delas é outro a prisão.

 

Todavia, o dia 8 de janeiro de 2023 não poderá ser esquecido por todos os brasileiros que amam e defendem a democracia. Sempre permanecer em alerta porque no país existem muitos traidores da Pátria, camuflados de verde e amarelo, eles têm um vocabulário de exaltação aos símbolos nacionais, contudo, na realidade são perigosos fascistas, terroristas e golpistas. Eles mostraram as suas faces naquele dia fatídico para atentar contra a democracia. Estes fascistas e terroristas precisam ser punidos ao rigor da lei. É fundamental a punição severa para que sirva de exemplo para a extrema-direita, não ser mais ousada e queira aterrorizar o país com violência, ameaças, crimes contra a democracia e contra a vida.

Não esqueçam que no Parlamento estão sentados deputados e senadores que apoiaram esses crimes antidemocráticos e que a sociedade e principalmente os parlamentares defensores da democracia fiquem de olho nessa gente perigosa. Eles mancham o Congresso Nacional e a democracia, que a justiça fique atenta a esses elementos contrários ao regime democrático do país. Viva a democracia do Brasil!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.