Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Conheça a lenda do prefeito fujão

  A lenda que se alastra entre a terra e o mar O  barco do Zé das Marés,  navegando no Oceano Atlântico e sem norte. Nas noites escuras e chuvosas do litoral norte-grandense, os bares de bebidas ecoam piadas, brincadeiras e histórias. Entre o tilintar dos copos e o aroma de petiscos do mar, uma lenda se espalha como fumaça dos rastilhos de pólvoras: a saga do Prefeito Fujão. Não se trata de uma brincadeira ou uma mentira, mas sim uma realidade que desafia a lógica e a política. O homem em questão era o Zé das Marés, um candidato improvável. Nas eleições de 2020, ele não tinha chances reais de vencer. A sua campanha foi modesta, e quase esquecida entre os discursos inflamados dos adversários. No entanto, ocorreu um evento inesperado: Zé foi o vencedor. A população, cansada das promessas estúpidas, votou nele como forma de protesto. No entanto, o prefeito José das Marés não demonstrou aptidão para a função de prefeito. Ele era um ex-subprefeito de uma pequena cidade da região, conhecido

A vida é a máquina perfeita.

A vida é essa máquina perfeita com circunstâncias e superações.



A foto mostra uma máquina de reprodução de filmes e ao lado está inscrito: A vida é uma máquina perfeita.
A vida é uma máquina perfeita.



O homem é constituído do “sopro divino de vida” (Gênesis 2:7) fisicamente perfeito que tem uma estrutura física e todos os sistemas funcionando de forma sincronizada e exata. A máquina de criação divina humana perfeitíssima, existente no universo. Até o momento sem a mínima possibilidade de o próprio homem fazer ou plagiar algo semelhante. Mesmo provido de todos os conhecimentos científicos e tecnológicos, jamais farão este feito. Pois, todos são meramente limitados. Ainda assim, tentativas existem, mas sem êxitos. Esta é a vida do ser humano dotada de inteligência e todas as circunstâncias, que vive desde o ventre materno até o colapso total de todos os sistemas, levando a sua finitude física.

Aparentemente a vida humana parece ser um único sistema, porém, são vários sistemas trabalhando em sincronia primorosa para manter o singular conjunto vivo; num ritmo afinadíssimo. A vida é semelhante a uma orquestra sinfônica, em que nenhum membro pode tocar desafinado porque estrague a beleza da sinfonia. Da mesma forma é a vida do homem. Este é formado de uma infinita complexidade física, psíquica e moral. Cada pessoa é única com todas suas peculiaridades singulares entre bilhões existentes no Planeta Terra.


“Seiscentos e quarenta músculos, três bilhões de fibras nervosas e mais trinta trilhões de células vermelhas. A máquina perfeita dispara pelas ruas das grandes cidades”. (“A natureza do ser humano – Revista Adventista”) “E quem poderia detê-la?

Um esqueleto leve como alumínio. Resistente como aço. E quatro vezes mais forte que o concreto. Somos um espetacular produto de engenharia. Por dentro. E por fora.

No centro de tudo, está o coração. É a nossa sala de máquinas. Bombeia sangue através de 96 mil quilômetros de veias. E repete a operação 40 milhões de vezes ao ano. E o mais espantoso: somos sete bilhões de exemplares. Únicos: nenhum é igual ao outro”. (Fonte: Globo Repórter).


A vida do homem tem seu ciclo natural do nascer ao falecer.


O homem tem seu círculo natural iniciando ao nascer; crescendo participando das etapas de formação da personalidade e suas características próprias; até fechar o período de sua identidade humana. Neste percurso existencial, inúmeros fatos sucedem e simultaneamente surgem os questionamentos existenciais inquietantes, sem respostas a princípio. Muitas das indagações que o homem faz a si mesmo, algumas ou todas elas, levam uma vida completa para serem de fato compreendidas. Muitas talvez algumas não sejam respondidas; outras provavelmente terão respostas muito pouco convincentes.

Questionar é uma das grandes e esplêndidas características dos humanos, isto só é possível graças a nossa capacidade de pensar. O pensar é um atributo da magnificência humana, que nos faz ser mais humanos ou desumanos. Obviamente o pensar é imperativo para criar e reinventar muitas coisas para viver melhor e com mais qualidade. Este predicado humano o pensar nos ensina a descobrir novos caminhos, horizontes, inventos, que podem ser úteis ou não a vida. O pensar nesta propriedade dos humanos contribui geralmente para fazer construir um mundo melhor para todos.



No campo moral todos somos imperfeitos e pecaminosos.


Infelizmente, como existe a complexidade no campo da moral e da personalidade do homem, ocorrem as imperfeições e a natureza pecaminosa revisita todas as pessoas. Há aqueles que dependendo de sua índole moral, usam seu pensamento ou inteligência a serviço do mal, da destruição da vida. Estas atitudes devem ser repudiadas veementes. O correto é que todos devam utilizar seus dons: pensar e inteligência a serviço da vida.

A vida é essa inexplicável e maravilhosa obra da criação de Deus. Porquanto, somente a Ele ela pertence e Ele tem o controle quando inicia e termina. Creio nesta tese e respeito a todos que defendem outras teorias, afinal somos diferentes, principalmente no que defendemos e no que cremos. O pensar faz descobrir meios incríveis para nos adaptarmos a quaisquer circunstâncias, por mais desumana que seja para sobreviver. Todos têm em seu ser esta especial capacidade particular e presente em toda a espécie humana reservada à superação nas mais diversas circunstâncias que a vida nos impõe.

Contudo, do ponto de vista moral ninguém é perfeito todos somos defeituosos e geralmente as imperfeições aparecem com maior facilidade ao assumir funções e se houver uma vida regrada, a natureza pecaminosa explode sem controles e podem nos levar ao precipício da imoralidade nos mais diversos vícios sem fim.


A vida é repleta de circunstâncias e de grandes superações.




Portanto, é nesta condição de fragilidade que todos são suscetíveis a participar de maneira contrária à nossa vontade. Contudo, fazem parte das inúmeras ocorrências que fogem à vontade própria do homem. No caso de infortúnio de qualquer natureza, que no decorrer na existência pode acontecer para qualquer pessoa. Cada um tem sua bateria de resistência, a prova de fracasso, que será descoberta simplesmente na hora oportuna para sobrevivência. Geralmente acontece nos momentos essenciais para superar as piores ocasiões da vida, que a “priori” se apresentam impossíveis de soluções. No início são totalmente excluídos de qualquer possibilidade para uma nova retomada de continuar vivendo em situações incomuns da vida.

Todavia, a vida é repleta de circunstâncias e surpresas, muitas delas são salutares, outras são verdadeiras pauladas na cabeça que desmoronam qualquer caminhar. No tempo em que surgem na vida, as circunstâncias as quais nos detonam; é neste impacto que nasce serenamente a capacidade do homem criar meios adequados para superar as dificuldades. Tudo com a própria severidade circunstancial para continuar levando a existencial para frente, sem perder a ternura diante das situações que brotarem na velocidade de um relâmpago, mas que eternizam na duração vital, até a finitude neste mundo terreno.


No entanto, somos esta máquina humana perfeita, e, o Autor da vida, jamais, poderia deixar ninguém nasce sem este “kit” natural, próprio de readaptações, superação e sobrevivência que temos e não sabemos.

Contudo, existe sim, nos entes, uma espécie de “caixa preta humana”, secretamente guardada para serem usadas nas inesperadas circunstâncias, que está magnífica vida, às vezes nos sobrepõe. No momento exato e necessário aprendemos ejetar com perícia, esta ferramenta especial que nos ajudará a seguir na luta valorizando a vida eficazmente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.