Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

O ato de 24 de julho, no país contra bolsonaro.

Os brasileiros se fizeram presentes nas ruas contra o governo. A foto mostra como foi o ato em Porto Alegre, RS. Créditos para o site do PT. O dia 24 de julho já entrou para a história das maiores mobilizações do país e do mundo, como um marco de união das esquerdas,  contra este desgoverno que vem de contramão, ao sofrimento  da população. Contra este desgoverno tem  uma prática comum a indiferença às dores do povo em relação às vacinas, fome e desemprego. Como foi mostrado em todo país, as manifestações trouxeram bem claro o apelo pelo impeachment, em defesa da democracia, a agilidade na vacinação,  o combate à fome e o desemprego em todo o país. Estas bandeiras de grandes lutas,   estiveram presentes nas demais manifestações, nesta e certamente nas próximas que virão nos próximos dias. Nos próximos meses e no ano de 2022 essas manifestações poderão ser sim,   praxe porque ninguém mais suporta mais este desgoverno brasileiro. O descaso é total com a nação, desde posse até os dia

Neste país é impossível não morrer precoce.

Morrer de pandemia e de fome, será o destino de muitos brasileiros.

A foto mostra o mapa em  preto do Brasil e a cruz, significa que  neste país  é impossível não morrer precoce.
Atualmente o Brasil está de luto.

Pense bem! É quase impossível não morrer antecipado no Brasil. Basta observar a atual conjuntura social e se conclui que a qualquer instante   você e eu, morreremos de pandemia, ou de fome. Morreremos de pandemia porque não há vacinas, os hospitais lotados e o vírus tomaram conta do país de maneira total. Pereceremos de fome porque não existe mais dinheiro, e consequentemente não haverá alimentação, a economia já está em colapso por incompetência do atual desgoverno e não só em razão da covid-19.

Entretanto  não existe governo  sério e competente para administrar a situação de maneira coordenada, com estratégias nacionais única, no combate a pandemia.

A Petrobrás  já anunciou o novo reajuste, de 5% dos combustíveis. O litro de gasolina passará dos R$ 7.  Esta atitude é de morte para todos os setores da economia nacional e não venha colocar a culpa na covid-19.

Não obstante é  a péssima administração neste setor dos combustíveis,  o qual  levará muitas empresas a definharem; de maneira precoce. Entretanto quem pagará o rombo final de todos estes aumentos sequenciados,  será sem dúvida, o consumidor final.

Os compradores já não mais respiram, mas vivem  sufocados.

 

O consumidor que já anda sem respirar por falta de dinheiro,  para quitar suas contas do mês e comprar comida para a família, não existe outra saída a não entrar em grande desesperança. Em muitos casos adoece e irá a óbito porque não conseguirá, nem pagar as faturas mensais e nem comprar comida.

Todos os setores da economia brasileira são reajustados, em razão do efeito cascata; dos combustíveis.  Contudo em contra partida, não tem a reposição da inflação e nem reajuste salarial. Mas o que há é o congelamento nacional dos salários.

Aliás, para quem ainda tem a receber salários defasados mensalmente é um refrigério, há uma ventilação de ar nas faturas atrasadas dos meses. O drama maior é para todos os desempregados e sem perspectivas de conseguir algum bico ou freelance para sobreviver. 

Aqueles que dependiam do auxílio emergencial, para comprar alguns quilos de alimentos para os filhos, não tem mais essa ajuda em plena pandemia da covid-19, em seu pior momento e colapso nacional.

A atual situação do país é de morte.

A realidade dura do Brasil neste instante é sim de morte. Os hospitais das Capitais dos Estados já estão com sua capacidade de receber pacientes da covid-19 e outras enfermidades esgotados. 

Os trabalhadores da área da saúde, os heróis do front do campo de batalha, estão doentese morrendo. Muitos em plena exaustão, ainda que , muitos tenham recebido as vacinas, o cansaço está estampado na face de todos. Alguns governadores fizeram um paliativo do micro lockdown e toque de recolher em determinado período da noite, o bozonaro, não gostou e começou a irritar estes governadores que tomaram a iniciativa de fechar parcialmente o comércio dos Estados. 

O Prefeito de Portalegre, o Sebastiao Melo, como sádico negacionista,  foi contra. Ele também prefere que as pessoas morram, mas salve a economia.  É assim a confusão de morte na qual a nação se encontra. De um lado aqueles que lutam em defesa da vida e do outro lado, existem aqueles negacionista capitalistas, que brigam para matar a população brasileira;  em defesa do capital.

Desde o início se o desgoverno tivesse dado o tratamento, que todas  as pandemias  merecem, não teria morrido tantos brasileiros. Porém o que ele fez, subestimou, sabotou e debochou de muitas formas, para ridicularizar; o poder letal do coronavirus. 

O resultado deste desdém, foi o descontrole da pandemia no país. Não obstante as contaminações e os óbitos somente cresceram de maneira desenfreada e atualmente o sistema de saúde de todo o país entrou em colapso.

É o mais triste cenário de guerra contra este inimigo invisível, que se a des-autoridade principal houvesse levado a sério, não haveria tantas mortes e a situação tanto da covid-19, quanto econômica, estariam sob controle.  

O povo precisa despertar, se não todos, irão morrer nesta pandemia.

 

Mapa preto do Brasil e a  cruz, significa que  neste país  é impossível não morrer precoce.
Atualmente o Brasil está de luto.

A população ainda não se deu conta deste drama dantesco, para permanecerem na pachorra e no aguardo da morte,  por pandemia ou fome.  Espera-se que acenda o alerta não tarde demais, mas que, urgentemente acordem deste sono perigoso e comecem a gritar em defesa da vida.

Está passando da hora da população se revoltar com todo este descaso, deste desgoverno bozonarista e iniciarem grandes manifestações, lotar as ruas, avenidas e praças deste país, e exigir o fim deste governo inimigo da vida, amigo  da morte e da economia.

O descaso deste desgoverno faz com que todos devam se unir em uma só voz, em só objetivo e gritar com todas as forças, parem de nos matar! Chega com este genocídio,  de tantas pessoas inocentes. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina , artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal. Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.