Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

O vírus da covid-19 avança no Brasil.

Exclusivo o Coronavírus está em amplo crescimento no país.O fim dessa pandemia no Brasil está se estendendo excessivamente. O sofrimento, a dor e os demais desdobramentos, de cada pessoa que perdeu seu ente querido é inexplicável. Essa mesma situação se estende para toda a população independente de ser ou não atingido diretamente.
Lamentavelmente os números ultrapassaram os tristes dígitos de mais de 1 milhão e meio de casos confirmados, são até hoje (1.545.458) entre a população de todo o país. E mais de 60 mil mortos (63.254) desde o primeiro óbito há menos de 4 meses em São Paulo. EM 17 de março de 2020, segundo confirmação do Ministério da Saúde. já era época para estar no fim dessa pandemia, mas o que se é noticiado diariamente é o aumento dos casos de contágios e de óbitos em todo o país.

A intolerância lesa o convívio, nas redes sociais.

Hoje a intransigência é presente entre muitos internautas.

A intolerância entre alguns internautas é constante e tumultua a convivência nas redes sociais.
A barra de pesquisa na internet com https indica que o site é seguro.

Essa realidade ruim ascendeu de forma perigosa e de maneira descontrolada principalmente no Brasil a partir do ano de 2014. Quando foram realizadas as eleições gerais e principalmente para Presidente da República. A partir do momento em que o TSE divulgou o resultadooficial das eleições presidências, ocorreu então uma enorme fenda entre a nação brasileira com tendências crescente.

Continua as agressões extremistas, da direita reacionária, inconformados com a esmagadora derrota eleitoral; nessas últimas eleições. Contudo, do outro lado, continuou a esquerda consagrada festejando, essa vitória majestosa, ratificada pela vontade do povo expressada nas urnas. Essas reações geram atritos intermináveis entre os ambos internautas.
A partir de então os derrotados começaram a semear entre os internautas a discórdia, o ódio, o preconceito, a inconformidade com a derrota e a intolerância partidária. Atualmente, já se ultrapassou todos os limites de convivência social descente, na internet; com algumas pessoas fundamentalistas. Elas ultrapassam o âmbito partidário para o pessoal. Não somente nas redes sociais como também na vida real.

O ódio iniciou nas redes sociais no ano de 2014.

O ano de 2014 entrou para a história com esse péssimo legado de ser o marco inicial e negativo do ódio e da explosão da intolerância das ideias ideologias e políticas. A extrema direita que historicamente é frustrada, no ano de 2014 foi a depressão com a vitória esmagadora da esquerda.
Para constatar este maléfico comportamento entre os brasileiros é muito simples, satisfaz alguém, postar algo sério e responsável que expresse ser do Partido dos Trabalhadores, que imediatamente vem uma avalanche de críticas ofensivas, raivosas e agressividades de todas as espécies. 
Muitos usam palavras torpes, com claro intuito de ofender, incomodar e intimidar. Isso não condiz com uma sociedade democrática, onde impera a liberdade de expressão, o livre arbítrio, o direito de ir e vir, credo religioso e partidário etc.

Esta situação desagradável é evidenciada entre os amigos de longos anos; que foram adicionados nos perfis das redes sociais.  Porém eles não aceitam o pensar diferente, ter uma definição partidária transparente. Muitos não sabem conviver respeitosamente dentro da incompatibilidade de ideias. Em vez de argumentarem elegantemente, partem para a grosseria e a estupidez. Entretanto não permitem de maneira nenhuma, abrir espaço para o diálogo, e respeito as diferenças das ideologias políticas.

Prontamente se percebe está triste realidade quando, se escreve posts seja nos blogs os outros comentários na internet, na defesa das ideias políticas, quem pensa, defende e discorda radicalmente do que está errado, mas por questão de justiça, o que está correto, exalto. Nunca se deve fazer postagens de quaisquer naturezas, pensando numa posição neutra ou morna. Não existe neutralidade política em qualquer sociedade. No instante em que alguém afirmar que é neutro, já expressou sua preferência política; todavia nunca imparcial. Este individuo caminha de acordo com os sopros dos ventos ou das suas conveniências confortáveis. É um sujeito morno, serve apenas como marionete reacionária, não abre boca para falar, nem contra ou a favor para não desagradar nem o lado x e nem o lado y quer agradar a todos de maneira interesseira. Esta criatura tem caráter tipicamente morna, ou age fundamentada na hipocrisia.

A própria bíblia condena este tipo de ser. Pense no que diz este versículo do Apocalipse 3.16. Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Então o indivíduo que se comporta desta maneira morna é vomitado até por Cristo no julgamento final. Isto porque nunca tomou uma posição na vida de segui-lo ou rejeitá-lo totalmente. Contudo permaneceu sempre em cima do muro. É repugnante viver em cima do muro! A vida regrada por decisões é sim ou não.

Não existe neutralidade na sociedade.

No campo laico e religioso também as coisas funcionam assim ou você defende certa ideologia ou a condena.
Neutralidade, apartidarismo isso nunca existiu e nunca existirá! Principalmente agora na sociedade moderna. Onde você se identifica, participa direta ou indiretamente num partido que luta pelos seus ideais ou da mesma forma, você defende um partido que trabalha contra seus direitos. 
A escolha é naturalmente de cada cidadão, de maneira livre e espontânea como afirma a  Constituição Federal em seus artigos 1º parágrafo IV e artigo 5º. Agora quem se define como apartidário está se definindo integralmente como morno e de maneira velada ajuda os partidos geralmente os mais reacionários atrapalharem o desenvolvimento da nação e de todos os direitos sociais dos cidadãos e cidadãs brasileiras. 
São estes que indiretamente ajudam na formação de blocos políticos conservadores responsáveis pela intransigência, o preconceito e o ódio nesse país.
Atualmente os internautas se ofendem com muitíssima facilidade e nem levam em consideração a pessoa humana que atuam na web.

Ninguém tem o direito de ofender o outrem.

Portanto ao se definir e defender como politicamente de direita ou de esquerda não dar o direito a ninguém de ofender, agredir física ou verbalmente os amigos nas redes sociais ou na vida real. Pelo contrário, todos têm o dever de defender seu partido político, mas também usar de bom senso e sabedoria para procurar conviver civilizadamente na adversidade das ideologias. Nunca em nenhuma hipótese usar de qualquer pretexto para desrespeitar, covardemente os amigos nas redes sociais.

Esta atitude revela alguém que vive na ignorância, na cegueira do radicalismo, não tem conhecimento do contexto histórico e político. Todavia a única defesa sem argumentação; são as agressões que devem ser repudiadas. Diante de uma discussão deve-se sempre pensar no ser humano, independente de sua opção política partidária ou religiosa. A amizade sempre deverá se sobrepor a quaisquer ideologias partidárias, o respeito, a tolerância, está acima de tudo numa sociedade, constituída de pessoas reais e virtuais; porém de múltiplas ideias divergentes. Todos devem procurar eliminar qualquer forma de rancor, ofensas e agressões nas redes sociais. Procurar sempre se relacionar civilizadamente respeitando o pensar e o viver diferente das pessoas que postam suas ideias na web. 
Ninguém tem o direito de comentar maldosamente e se comentar argumente com fundamentos cabais de ideias esclarecedoras.  É fundamental, sempre procurar divergir de maneira elegante e não ofensiva somente assim se poderá debater qualquer tema sensível e polêmico sem machucar e ofender ninguém. Se não tem esta capacidade; seja prudente silencie. Esta decisão demonstra sabedoria.

Está na hora de todos viverem na paz respeitando uns aos outros, pois somos uma nação continental composta de seres humanos, imperfeitos e divergentes. Jamais pensar em prejulgar e rotular, a quem pensar diferente como opositor.
Todavia ter a humildade e o bom senso, para aprender a viver nas divergências das ideias, sem radicalismos para se chegar uma possível convergência no pensar e respeitar as opções partidárias de todos os cidadãos. 🌎

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc.
As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentaram a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.
Neste simples abc da mãe todos os filhos deveriam sempre observar as qualidades da sua mãe e a valorizar eternamente. Toda…

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social.Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.
Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.