Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Tragédia humana, Brasil ultrapassa 200 mil mortos por covid1-19.

O mundo enfrenta a maior tragédia da recente. O vírus da covid-19 visto a partir da lente do microscópio. A tragédia humana do século XXI iniciou em 1/12/2019, a Província de Wuhan na China porque foi lá onde começou o foco da pandemia da covid-19. Ainda com as vacinas produzidas pelos cientistas nos laboratórios renomados a pandemia não tem data para terminar.     A OMS classificou o status macabro da nova corona vírus (SARS-CoV-2) de pandemia foi declarado em 11/03/20. A partir de então o comportamento da população mudou radicalmente. As mortes começaram e de maneira avançada na primeira onda em todo o Planeta Terra e a segunda onda está sendo mais forte do que a primeira, no caso do Brasil nem a primeira onda terminou e se fundiu com a primeira onda, consequentemente, a mortandade está sendo superior a primeira. Infelizmente em 7/01/2021 o país registrou os tristes dígitos de mais de 200 mil vidas tombadas pela força da covid-19. Porém os números atuais são: 90.382.187 casos con

As Festas juninas do Nordeste.

Caruaru e Campina Grande as capitais do forró do Nordeste.

O gifs mostra uma fogueira das festas juninas do Nordeste do Brasil. 
Você que não mora no Nordeste do Brasil, se quiser, pode ir lá se divertir com as festas juninas; durante todo o mês de junho. Essas festividades ocorrem durante todos os dias e por isso vem esse nome de festa junina.  É o período mais animado daquela região do país. 

O principal foco são os animados bailes, ao som da (sanfona, triângulo, pandeiro e outros instrumentos musicais) em todas as cidades, nas duas principais capitais do forró (gênero musical tradicional do Nordeste) Caruaru em Pernambuco e Campina grande na Paraíba. São nessas duas grandes cidades que a população respira e dança o forró. 
O forró é a música mais   animada, a mais tradicional dessas duas cidades, e  de todo o Nordeste. Geralmente as festas juninas os participantes vão aos salões de bailes vestidos a rigor, estilo caipira. Assim, os salões de festas juninas têm as suas decorações que relembram as coisas roça.

Os turistas invadem o Nordeste em junho.

Nesses dias de festas vem turistas do mundo inteiro para participarem das badaladas festas em homenagem a São João e Santo Antônio (Esse é conhecido como o Santo casamenteiro) da região. Muitos solteiros(a)s aproveitam esse período para fazerem suas promessas ao Santo para encontrarem o seu amor. Até alguns afirmam que são atendidos e desencalham no ano seguinte e se casam no mês de junho. Em razão dessa crença que muitos apaixonados, se casam nos meses de maio e principalmente em junho para agradar o Santo que é o gerenciador do casamento.

A culinária e a rede redes hoteleiras nas festas juninas.

A imagem mostra uma mesa cheia de comidas a base de milho.
Outro forte elemento durante os festejos de junho, é a culinária nordestina, que geralmente é produzida a base de milho. Os habitantes produzem muitos pratos típicos e saborosos e os turistas amam a culinária do povo criativo do Nordeste brasileiro. As redes hoteleiras da região têm uma fatura excelente nesse mês do ano. Os hotéis permanecem com suas capacidades máximas e da mesma forma as pousadas preparadas para receberem turistas do Brasil e do mundo que são exigentes, em conforto e comodidade. Assim também as companhias aéreas faturam alto com as festas de junho no Brasil. Os aeroportos geralmente nesse período ficam lotados, é considerado como alta
temporada semelhante à do Carnaval.

O importante é que durante esse período das festas juinas, a economia da região, recebe um ótimo fôlego em dinheiro, tudo porque se ampliam os investimentos nos negócios. Muitos trabalhadores conseguem garantir os seus postos de trabalhos.  O melhor é que até algumas empresas especializadas nas festas juninas; aumentam o número de funcionários.

É a tradição festiva gerando empregos e bom desempenho na área econômica da região. É como se diz “unir o útil ao agradável”, além disso, ano após ano se renova e se reavivam fortemente as tradições e a Cultura regional.

As fogueiras homenageiam São João, tradição dos portugueses, e se conservam até hoje no Brasil.

As festas juninas, são multiculturais, elas têm suas origens nas festas dos santos mais populares portugueses. Foram introduzidas a cultura brasileira com presença deles no pais; desde o período colonial. Essa tradição forte vem ultrapassando gerações e gerações até a atualidade. Porém, a fogueiras de hoje não são iguais as do passado em vista, do desmatamento florestal. Geralmente quem ainda fazem são os nordestinos do interior e as prefeituras para atraírem os turistas na frente dos arraiais. São nesses locais, onde se fazem as fogueiras gigantescas, para chamar a atenção de todos e manter a tradição cultural das festas juninas. 

É importante festejar com segurança, evite acidentes.

Gifs da fogueira de São joão no Brasil. 
Portanto as festas juninas são animadas, mas precisam de segurança. É importante salientar atualmente, o item segurança. Com o êxodo rural que ocorreu no país não é aconselhável que se façam fogueiras debaixo da rede elétrica. Se alguém mantém essa tradição é fundamental consultar os órgãos de segurança de sua prefeitura se há condições de fazer fogueiras ou não. 

É melhor deixar que as prefeituras façam em locais apropriados e com segurança para evitar incêndios. Outro elemento condenável são os balões causadores de incêndios nessa época do ano. Assim também são as queimas de fogos de artifícios de maneira incorreta que causam muitos acidentes gravíssimos e com lesões irreversíveis. 

É melhor abandonar essa prática perigosas e festejar com segurança e alegria. O uso do álcool com direção principalmente nas saídas das festas ou bailes juninos. Somente conduza seu carro se estiver sóbrio, se não estiver peça um amigo para dirigir. Valorize a sua vida e as de outrem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog