Pular para o conteúdo principal

O magistério do RS rumo a greve geral

A CONTÍNUA EFERVESCÊNCIA DA EDUCAÇÃO DO RS É POR QUER O GOVERNO NÃO CUMPRE A LEI DO PISO DO MAGISTÉRIO E OUTRAS REVINDICAÇÕES DA CATEGORIA.


Nestas últimas décadas a educação do RS não tem paz durante  todo o ano letivo. Geralmente no inicio das atividades educacionais vem acompanhadas de preocupações e ao mesmo tempo já se prever grandes ebulições para todo o ano escolar em andamento. Este ano de 2014 não vai ser diferente e promete ser bem agitado por que estão havendo descumprimentos por parte do governo das reivindicações justas para com os trabalhadores em educação.
professores em passeata foto de Gabriela  correia

Nestas últimas décadas a educação do RS não tem paz durante  todo o ano letivo. Geralmente no inicio das atividades educacionais vem acompanhadas de preocupações e ao mesmo tempo já se prever grandes ebulições para todo o ano escolar em andamento. Este ano de 2014 não vai ser diferente e promete ser bem agitado por que estão havendo descumprimentos por parte do governo das reivindicações justas para com os trabalhadores em educação. Por traz desta efervescência certamente existe um setor pensante promovedor desta situação de agitação na pasta da educação. Este setor sublime para o futuro dos nossos filhos e da sociedade, cada vez mais é desvalorizado e desrespeitado por que quem deveria ter o máximo de zelo.

Este ente pensante e gerador de todas as mazelas que envolvem a educação em uma tremenda confusão são os administradores públicos estaduais. Esta realidade de confusão e todos os problemas da educação vêm ocorrendo durante as últimas quatro ou mais décadas. Permaneçam atentos e observem que cada governo que entra no Palácio Piratini empurra com a barriga as mazelas da educação para o próximo governo e assim sucessivamente todos não cumprem com seus compromissos assumidos em épocas de campanha eleitorais.

Após serem eleitos os governos simplesmente colocam os compromissos assumidos na lata do lixo.  As propostas de melhorias para a educação pública e os acordos que visavam criarem condições dignas de trabalho para os educadores, todos os gestores públicos engavetam definitivamente no ostracismo politico. Estas promessas são destruídas ao longo de cada mandato: pelo mofo, ácaros e traças da má vontade pública e principalmente politica; em tentar iniciativas práticas para resolver os problemas históricos que vem correndo na educação publica do RS. Entre os vários problemas que desmontam o sistema educacional gaúcho o governo poderia começar resolvendo os mais urgentes tais como: a questão salarial, falta de professores e a estrutura física das escolas que estão em estado arruinador. Isso somente vem a prejudicar o entusiasmo dos alunos de quererem ir à escola. Atrapalha o bom desempenho dos trabalhos dos professores no quesito ensino aprendizagem.
A questão salarial hoje é uma situação urgentíssima, o governo deveria se empenhar politicamente para proporcionar aos trabalhadores em educação o pagamento do piso nacional do magistério. O governo pagando um salário justo que venha a motivar os educadores, para desempenharem suas funções em paz e serenidade sem a preocupação de faltar dinheiro para à alimentação em casa e quitar suas contas e compromissos com outras entidades financeiras. Todos os educadores dependem do seu salário extraído do seu trabalho para viver em dignidade e desempenhar uma atividade de excelência como profissional da educação. Certamente o professor se sentiria na tranquilidade para trabalhar e o seu desempenho profissional seria altíssimo e quem ganharia nesta situação de bom desempeno são os alunos e absolutamente em longo prazo a sociedade.
propostas aprovada pelo conselho geral ampliado do cperes/sindicato

Quando esta tranquilidade não há entre os profissionais da educação naturalmente começa surgir à insatisfação, a desmotivação para se trabalhar em paz. As consequências são conhecidas por toda a sociedade. Os trabalhadores em educação tem o pleno direito e o dever de lutarem por seus direitos e por um salario justo. A única ferramenta legal que todos os profissionais dispõem é a greve, um direito constitucional. A greve já está sendo pensada e construída há muito tempo pelos professores como forma legitima de pressionar este governo a honrar os seus compromissos aos trabalhadores em educação. Nós os gaúchos temos um governo que usa de subterfúgios da lei para não pagar integralmente o piso nacional do magistério e em vista deste desrespeito aos trabalhadores em educação todos tem uma defasagem salarial lamentável. Se hoje o governo gaúcho cumprisse com a lei do piso dos professores como manda o MEC os professores não estariam num prejuízo tão vergonhoso. Estes prejuízos jamais os educadores serão ressarcidos. Ainda que se entre com ações judiciais para cobrá-los levariam um tempo incomensurável, correndo o risco de serem roubados por alguns escritórios de advocacia.  Lembrem-se deste último episódio dos precatórios aqui no RS. A fraude milionária de mais 400 milhões nestes últimos anos. Confiar em quem?

O piso do magistério é lei e, no entanto é uma lei que está sendo desobedecida por um governo que deveria dar o bom exemplo do cumprimento das leis. Mas, continua a abonar um mau exemplo, praticando o não cumprimento de uma importante lei federal que tem repercussões imagináveis na vida dos educadores.  Somente o governo do estado do RS faz questão de não enxergar. O tempo vai passando, o governo vem dando um péssimo exemplo de administrador público, como um descumpridor da lei, ainda apoiado por brechas jurídicas, logo se tornando um fora da lei. Muito estranho que os defensores das leis não fazem nada para obrigar o governo a mudar esta situação de desrespeito aos trabalhadores em educação, que também tem consequenciais para a sociedade em geral. 

   
cartaz da assembléia geral de 14/04/14

Portanto, no dia 14/03/14, às 13h30min no ginásio do Gigantinho em Porto Alegre RS. Todos os trabalhadores em educação na assembleia geral instancia máxima de deliberações da categoria. O que for votado todos devem acatar por isso a presença neste dia é imprescindível para todos os trabalhadores em educação decidir pela greve geral por tempo indeterminado ou continuar trabalhando fazendo a vontade do governo e recebendo um salário abaixo do que determina a lei. A escolha é sua professor e funcionário de escola. Dia 14/03 não é dia de ir para escola é dia de todos irem para a assembleia geral organizada pelo nosso sindicato. O Cpers/sindicato é o nosso representante legal todos devem manter o que for decidido neste dia decisivo para o ano letivo de 2014. Se a maioria soberana decidirem pela greve por tempo indeterminando automaticamente todos assumem um compromisso sério para dar sustentação à greve. Esta participação é fundamental para fazer pressão ao governo para atender as reivindicações dos trabalhadores em educação. As ameaças certamente vão aparecer por parte do governo para intimidar o movimento dos professores em greve. É uma prática constante para esvaziar a greve e por isso todos devem permanecer atentos às pressões e não ter medo  de seguir adiante até que se haja ao atendimento das reivindicações da categoria.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A queima de fogos na virada do ano.

Queimar fogos de artifícios na acolhida do novo ano é linda, mas causa graves acidentes.As explosões dos fogos coloridos de artifícios no último dia e minutos do ano que está para ser encerrado tem seu auge exatamente as 23:59, quando der início a contagem regressiva para a chegada do novo ano.  É uma tradição que marca o advento do novo ano; ela é colorida, bonita e perigosa ao mesmo tempo, quando manipulada por imperícia, provoca sérios acidentes.  Ao longo dos anos vem aumentando o índice de acidentes graves durante a queima de fogos, geralmente por pessoas que não seguem as regras de segurança indicadas pelos fabricantes.

Você já rotulou alguém de burro?

Esta atitude é preconceituosa, machuca o sentimento de outrem, pare com isso.
Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.  Esta expressão preconceituosa já feriu e continua ferindo o sentimento de muita gente. Atualmente o preconceito vem sendo praticado de maneira escancarada, e com muito mais força, do que em outras épocas. A hostilidade entre as pessoas sempre existiu de forma velada no país, mas agora está passando dos limites nas redes sociais. Provavelmente em certos momentos da vida, alguém já o chamou de “burro”, na pura intenção de ofe…

A mídia golpista é cínica e mentirosa.

A mídia golpista brasileira é muitíssima cínica, manipuladora e mentirosa. Ela faz esforço colossal para afirmar e convencer a população que a crise econômica terminou. A nação passa o maior sufoco para sobreviver em meio a uma crise econômica sem precedentes na história recente do Brasil. Os golpistas conseguiram jogar o país num buraco sem fundo e certamente o próximo governo irá levar muitos anos para sair desse precipício econômico gerado pelo golpe parlamentar de 2016. O desemprego assola em todo o país, mas a mídia sinistra usa de palavras chaves, com tom agressivo de convencimento descabido, quando faz reportagens sobre este tema. Geralmente usam de chavões mentirosos, quando afirma: terminou a criseeconômica, agora o país voltou a crescer e gerar empregos em grande escala em todos os setores produtivos da cadeia econômica nacional.  

O alcoolismo é uma enfermidade destruidora do ser humano.

Os alcoólatras não surgem da noite para o dia, mas a partir dos contínuos goles das bebidas alcoolizadas.  Os pacientes alcoólatras necessariamente precisam reconhecerem que o alcoolismo é uma doença. Porém, esse é o primeiro passo para todos os alcoolistas sofredores, iniciarem uma longa caminhada rumo a sanar esta enfermidade; que atormentam as suas vidas. Todos os seres humanos padecedores, através do uso compulsivo do álcool, não se geram da noite para o dia, mas começam a se desenvolverem a partir de um processo embrionário lento. E comumente muito cedo na vida, especialmente, as fases da adolescência e   juventude que atravessam a maioridade; até o fim da vida.

Sorte não existe o que existe é oportunidade e competência.

Todos devem saber construir a sua história com competência.A vida é uma permanente construção, saber administrar as oportunidades que surgem para fazer uma construção sólida é uma questão de competência e não de sorte. Nenhuma pessoa pode deixar que as coisas possam acontecer através da sorte; algo simplesmente ilusório e inexistente. Ninguém jamais poderá prever o futuro, mas com absoluta certeza precisa planejar com antecedência e perfeição os próximos dias, meses e anos. Fazer esta árdua tarefa sempre; enquanto permanecer respirando fôlego de vida neste mundo. Principalmente numa comunidade de gente submergida em status social avarenta e egoísta. Para viver dignamente nesta sociedade materialista, consumista e competitiva é imprescindível que cada pessoa, seja agente provedor de sua própria história, construtor de seu futuro.

Natal focalizado no consumismo e distante do real sentido cristão.

O período natalino é especial para a reflexão e descobrir o verdadeiro sentido cristão.
O natal momento de reflexão ou simplesmente de consumoimpulsivo? O nascimento de Jesus é o maior mistério teológico da humanidade! Deus Soberano se fez humano e gerou-se no ventre de uma mulher Maria. Tudo para em breve nascer, derramar seu sangue santo em uma bruta cruz, morrer e ressuscitar gloriosamente, para salvar a humanidade da morte eterna; provocada através do pecado. Neste mistério está o legitimo sentido do natal para a humanidade cristã. E não no consumo descontrolado da sociedade contemporânea na época natalina. Mais uma vez o natal chegou sobre os sons das badaladas dos sinos do papai Noel. Anunciando mais uma celebração cristã que vem se perdendo seu legitimo sentido para o comércio e o consumo impetuoso todos os anos numa acelerada intensidade.

A família Barros no Brasil e no mundo.

APELO DESAFIADOR.
Após vários apelos de familiares, amigos, descendentes da Família Barros que pediram para pesquisar e escrever um artigo sobre as nossas raízes. Agora tomei coragem e assumi esta responsabilidade de fazer este trabalho. Uma missão desafiadora e ao mesmo tempo, muito interessante conhecer as nossas raízes. Em psicologia podemos entender esta busca do homem por sua identidade familiar. Faz parte do ser humano acalentar esta curiosidade de saber onde somos e de onde viemos e que estirpes saíram. Uma tarefa dificílima, mas aos poucos fui construindo esta trajetória histórica. Quero adiantar que é um trabalho de análise histórica genérica e não uma genealogia de uma única família específica. Por isso, considero incompleto este singelo trabalho, devido à grandiosidade desta família espalhada pelo o Brasil e o mundo, mas que pode ser aperfeiçoado através da colaboração dos leitores.

Favicon do blog analiseagora.

Todo blog necessita de uma identificação na web para melhor o público encontrar com facilidade. Esta é a favicon do blog analiseagora. Podem perceber que o título do mesmo, contém quatro letras repetidas [a] então resolvi personalizar como ícone do blog. Essa letra está na fonte Georgia na cor branca com o fundo azul escuro. Como o blog ainda está na sua fase inicial tudo é realizado às pressas e também de maneira simples, mas certamente o blog será reconhecido com muita facilidade pelos leitores quando realizarem suas buscas na internet.
Ainda que seja simples, mas foi criado com muito esmero e carinho a partir do meu conhecimento em design. Posso garantir ao meu público que me esforçarei para a curto prazo, criar uma outra favicon. Tudo terá novo visual, e seguramente deverá ser equivalente ou superior a altura do padrão de qualidade do blog analiseagora. Tudo para agradar a todos aqueles que aqui chegarem, e possam despertar seu interesse de permanecer por muito tempo pesquisando n…

O homem e seus vícios que os conduzem a humilhação.

Todos os homens carregam em sua essência o peso da desobediência com o Criador. O homem carrega em sua essência a natureza pecaminosa herdada desde a criação dos primeiros humanos Adão e Eva. Eles foram gerados, a imagem semelhança de Deus perfeitíssimo, mas infelizmente pecaram. Porém se travou na história humana uma luta feroz e constante contra o pecado. Através do pecado a história da humanidade mudou e desde aquela época até hoje, todos sofrem com as consequências da desobediência dos primeiros homens para com Seu Criador. Os humanos adquiriram vários vícios que os oprimem e os deixam em situações de humilhações e escravidões diante da família, amigos e a sociedade.   Tem muitos casos sem volta, outros, no entanto existem soluções quando os próprios viciados se conscientizarem dos seus estados doentios, mas   de livre e espontânea vontade procuram ajuda.

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.