Pular para o conteúdo principal

A trilogia: o tempo, a tecnologia e o homem.

http://www.analiseagora.com/
 O homem tem o controle da tecnologia,menos do tempo.
O tempo supera a tecnologia ou a tecnologia supera o tempo! Você parou algum momento da sua vida e fez uma espécie de retrospectiva da linha do seu tempo e percebeu quanto à tecnologia não consegue acompanhar a velocidade do tempo. Não precisamos voltar muito na história para percebermos quantas transformações e avanços tecnológicos foram realizados. Analise as coisas que temos em casa, seja das simples as mais complexas que usamos no cotidiano, tudo sucedendo dentro da serenidade do tempo, gerando um homem consumista insaciável. Faça um teste, apenas retroceda quatro décadas para verificar o que usávamos de mais sofisticados. Atualmente é peça histórica de museu. Há quatro décadas o que usávamos era o novo, mas passou a ser desatualizado, velho e sem serventia para o nosso tempo atual. O aparelho de hoje que é considerada de última geração a manhã está obsoleto. Assim, nesse ritmo nunca o homem consegue acompanhar o avanço tecnológico e vice-versa.
O que temos hoje e que usaremos daqui a adiante tais como os objetos gerais, os sistemas de comunicações, construções, os eletrônicos, informática, medicações, roupas, calçado, alimentação e máquinas, etc. tudo na mais acurada sofisticação tecnológica, mas o tempo é implacável supera tudo.

Apenas um exemplo prático, para ilustrar em termos de tecnologia.   Quando compramos um aparelho seja da área dos eletrônicos ou informática de último lançamento, o fabricante enche o pulmão e exclama dizendo: este é lançamento de última geração e imbatível! Esta afirmação não vai muito longe e logo tem que repensar refazer e inovar tudo.
No máximo três meses aparece uma estrondosa campanha publicitária de uma nova marca famosa para promover um novo aparelho revolucionário que nenhum outro fabricante terá capacidade de pensar em um novo protótipo para superar este novo produto. 
Neste constante dilema entre o tempo e a tecnologia entra o homem em cena um terceiro fator responsável por esta ação e superação. O homem como ser pensante é quem faz a diferença. A tecnologia somente poderá evoluir para acompanhar a velocidade do tempo, se houver a presença imperativa do homem pensante que faz tudo acontecer ou deixar de acontecer é o homem de fato domina a tecnologia, mas é refém do tempo.

O cérebro humano é o motor, a força, o demiurgo (grego, δημιουργός, demiurgos de platônico) quem pensa e faz criar uma tecnologia apropriada para fazer brotar um objeto, uma máquina, etc. E na sequência de uso é natural que o tempo deixe este invento obsoleto. Todavia a tendência correspondente é sempre pelo melhoramento para adaptar as exigências do tempo e das necessidades humanas. Tendo como meta caminhar em buscar orientação ao aperfeiçoamento na rapidez do consumo da sociedade. Isto significa dizer que jamais o homem o protagonista da dicotomia entre tempo e tecnologia, irá construir uma máquina perfeita. O próprio homem é imperfeito.  Contudo, um criador imperfeito nunca terá capacidade de gerar uma criação prefeita.
Porquanto, diante da impossibilidade do homem, mesmo que fosse um gênio, não consegue construir uma máquina ou um sistema perfeito. Ele ultrapassa seus limites e constrói alguma coisa limitada a tal ponto que se adapte as exigências do homem dentro de seu tempo existencial. Satisfazendo suas necessidades e comodidades como resultado de uma produção tecnológica eficiente, capaz de auxiliar nas tarefas simples e complexas que o homem moderno precisa. Sendo assim, exige: eficiência, habilidade, praticidade e combinação competente entre tempo custos e benefícios.

A vida é uma engrenagem perfeita em continuo movimento.

Concluindo, podemos afirmar categoricamente que nesta trilogia: homem pensante, tecnologia e tempo, o único perfeito nesta história é o tempo. O tempo age com perfeição em sua velocidade serena, tudo se encaixa perfeitamente ou o tempo o faz encaixar tudo sem faltar e nem sobrar uns milésimos de segundos desperdiçados. As coisas em si mesmas do tempo habitam no tempo, o tempo não é falho e jamais falhará. O homem ser dotado de inteligência: falha, fracassa, surpreende seus semelhantes seja nas construções e em todas as áreas do conhecimento. Ainda assim, sendo um exímio conhecedor de um setor do conhecimento é falho no outro, pode construir: supermáquinas, sistemas complexos, programas habilidosos, aplicativos facilitadores da vida. Contudo, está sempre na busca de algo novo. É um dos atributos humanos inovar sempre em tecnologias em benefício da vida. Todavia tem aqueles que infelizmente pensam e criam inventos contra a vida.


O que se constrói hoje como sendo sua obra prima invencível, amanhã sempre será surpreendido por outra invenção que a superou sua obra espetacular e nesta dinâmica insaciável na busca da superação do que já existe, o homem em sua imperfeição está sempre inovando, criando necessidades, superando desafios e mais desafios sem nunca chegar um fim. É a permanente busca pelo novo, o desconhecido, o surpreendente o homem pensante é sempre e será dinâmico.

Postagens mais visitadas deste blog

A queima de fogos na virada do ano.

Queimar fogos de artifícios na acolhida do novo ano é linda, mas causa graves acidentes.As explosões dos fogos coloridos de artifícios no último dia e minutos do ano que está para ser encerrado tem seu auge exatamente as 23:59, quando der início a contagem regressiva para a chegada do novo ano.  É uma tradição que marca o advento do novo ano; ela é colorida, bonita e perigosa ao mesmo tempo, quando manipulada por imperícia, provoca sérios acidentes.  Ao longo dos anos vem aumentando o índice de acidentes graves durante a queima de fogos, geralmente por pessoas que não seguem as regras de segurança indicadas pelos fabricantes.

Você já rotulou alguém de burro?

Esta atitude é preconceituosa, machuca o sentimento de outrem, pare com isso.
Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.  Esta expressão preconceituosa já feriu e continua ferindo o sentimento de muita gente. Atualmente o preconceito vem sendo praticado de maneira escancarada, e com muito mais força, do que em outras épocas. A hostilidade entre as pessoas sempre existiu de forma velada no país, mas agora está passando dos limites nas redes sociais. Provavelmente em certos momentos da vida, alguém já o chamou de “burro”, na pura intenção de ofe…

O alcoolismo é uma enfermidade destruidora do ser humano.

Os alcoólatras não surgem da noite para o dia, mas a partir dos contínuos goles das bebidas alcoolizadas.  Os pacientes alcoólatras necessariamente precisam reconhecerem que o alcoolismo é uma doença. Porém, esse é o primeiro passo para todos os alcoolistas sofredores, iniciarem uma longa caminhada rumo a sanar esta enfermidade; que atormentam as suas vidas. Todos os seres humanos padecedores, através do uso compulsivo do álcool, não se geram da noite para o dia, mas começam a se desenvolverem a partir de um processo embrionário lento. E comumente muito cedo na vida, especialmente, as fases da adolescência e   juventude que atravessam a maioridade; até o fim da vida.

Sorte não existe o que existe é oportunidade e competência.

Todos devem saber construir a sua história com competência.A vida é uma permanente construção, saber administrar as oportunidades que surgem para fazer uma construção sólida é uma questão de competência e não de sorte. Nenhuma pessoa pode deixar que as coisas possam acontecer através da sorte; algo simplesmente ilusório e inexistente. Ninguém jamais poderá prever o futuro, mas com absoluta certeza precisa planejar com antecedência e perfeição os próximos dias, meses e anos. Fazer esta árdua tarefa sempre; enquanto permanecer respirando fôlego de vida neste mundo. Principalmente numa comunidade de gente submergida em status social avarenta e egoísta. Para viver dignamente nesta sociedade materialista, consumista e competitiva é imprescindível que cada pessoa, seja agente provedor de sua própria história, construtor de seu futuro.

A família Barros no Brasil e no mundo.

APELO DESAFIADOR.
Após vários apelos de familiares, amigos, descendentes da Família Barros que pediram para pesquisar e escrever um artigo sobre as nossas raízes. Agora tomei coragem e assumi esta responsabilidade de fazer este trabalho. Uma missão desafiadora e ao mesmo tempo, muito interessante conhecer as nossas raízes. Em psicologia podemos entender esta busca do homem por sua identidade familiar. Faz parte do ser humano acalentar esta curiosidade de saber onde somos e de onde viemos e que estirpes saíram. Uma tarefa dificílima, mas aos poucos fui construindo esta trajetória histórica. Quero adiantar que é um trabalho de análise histórica genérica e não uma genealogia de uma única família específica. Por isso, considero incompleto este singelo trabalho, devido à grandiosidade desta família espalhada pelo o Brasil e o mundo, mas que pode ser aperfeiçoado através da colaboração dos leitores.

O homem e seus vícios que os conduzem a humilhação.

Todos os homens carregam em sua essência o peso da desobediência com o Criador. O homem carrega em sua essência a natureza pecaminosa herdada desde a criação dos primeiros humanos Adão e Eva. Eles foram gerados, a imagem semelhança de Deus perfeitíssimo, mas infelizmente pecaram. Porém se travou na história humana uma luta feroz e constante contra o pecado. Através do pecado a história da humanidade mudou e desde aquela época até hoje, todos sofrem com as consequências da desobediência dos primeiros homens para com Seu Criador. Os humanos adquiriram vários vícios que os oprimem e os deixam em situações de humilhações e escravidões diante da família, amigos e a sociedade.   Tem muitos casos sem volta, outros, no entanto existem soluções quando os próprios viciados se conscientizarem dos seus estados doentios, mas   de livre e espontânea vontade procuram ajuda.

Favicon do blog analiseagora.

Todo blog necessita de uma identificação na web para melhor o público encontrar com facilidade. Esta é a favicon do blog analiseagora. Podem perceber que o título do mesmo, contém quatro letras repetidas [a] então resolvi personalizar como ícone do blog. Essa letra está na fonte Georgia na cor branca com o fundo azul escuro. Como o blog ainda está na sua fase inicial tudo é realizado às pressas e também de maneira simples, mas certamente o blog será reconhecido com muita facilidade pelos leitores quando realizarem suas buscas na internet.
Ainda que seja simples, mas foi criado com muito esmero e carinho a partir do meu conhecimento em design. Posso garantir ao meu público que me esforçarei para a curto prazo, criar uma outra favicon. Tudo terá novo visual, e seguramente deverá ser equivalente ou superior a altura do padrão de qualidade do blog analiseagora. Tudo para agradar a todos aqueles que aqui chegarem, e possam despertar seu interesse de permanecer por muito tempo pesquisando n…

O chorinho é a música arte refinada e popular do Brasil.

Chorinho a música arte e popular do Brasil.A música é uma das alas da arte mais refinada que traduz fielmente a cultura, os costumes, os sentimentos e principalmente a história de todos os povos. Ela dispõe de uma lâmina afiadíssima para romper barreiras intransponíveis de outras culturas e interagir com facilidade junto as outras nacionalidades.  Alguns gêneros musicais que nascem em uma determinada nação, em época definida, se espalham por toda a parte contagiando a todos de uma forma unanime, sem precedentes de gerações para gerações, isso sim; é de fato arte em forma de música. A música que nasceu   e se constitui em expressão cultural de certos povos, não morre no tempo e no espaço por que tem conteúdo artístico e é imortal. Contudo, a música arte, representa a vida das pessoas. Ela em todos os momentos se rejuvenesce diariamente.

Natal focalizado no consumismo e distante do real sentido cristão.

O período natalino é especial para a reflexão e descobrir o verdadeiro sentido cristão.
O natal momento de reflexão ou simplesmente de consumoimpulsivo? O nascimento de Jesus é o maior mistério teológico da humanidade! Deus Soberano se fez humano e gerou-se no ventre de uma mulher Maria. Tudo para em breve nascer, derramar seu sangue santo em uma bruta cruz, morrer e ressuscitar gloriosamente, para salvar a humanidade da morte eterna; provocada através do pecado. Neste mistério está o legitimo sentido do natal para a humanidade cristã. E não no consumo descontrolado da sociedade contemporânea na época natalina. Mais uma vez o natal chegou sobre os sons das badaladas dos sinos do papai Noel. Anunciando mais uma celebração cristã que vem se perdendo seu legitimo sentido para o comércio e o consumo impetuoso todos os anos numa acelerada intensidade.

Finalmente 2018! E agora?

O ano recém chegou, mas é necessário traçar metas e planejamentos. Após tantas crises econômicas, financeiras, e morais do país. Além dos aumentos de preços em tudo finalmente chegou o novo ano. Foram muitas as badalações, euforias, estresses e ansiedade do ano que se findou, a festa e a decepção da mega sena da virada para quem sonhou e errou. Aqueles que acertaram os números das probabilidades maravilha e quem não acertou tem que continuar a sonhar durante o ano até chegar a próxima mega da virada do fim do ano. Porém, finalmente chegou mais um ano novo o de 2018. Agora é o momento de todos organizarem seus objetivos a serem desenvolvidos no decorrer desse novo clico do calendário que guiará todos os negócios das pessoas e toda a engrenagem do funcionamento da sociedade, durante esses 365 dias. Muitos acontecimentos sejam eles bons ou ruins estão por vir durante esse novo ciclo e marcará para sempre a história da humanidade.