quinta-feira, 25 de agosto de 2016

O homem é este ser insatisfeito e ambicioso naturalmente.

http://www.analiseagora.com/
O homem insatisfeito naturalmente.
Analisando apenas duas dimensões estruturais do ser humano a física e psíquica podemos discutir com propriedade e formular um conceito. A partir destes dois elementos que fazem parte da vida humana podemos definir parcial e naturalmente o homem como um ser ambicioso e insatisfeito.  A priori coisa nenhuma, o faz completar suas pretensões em potencialidade, sua totalidade das aspirações de vida. Nada é cabal e perfeito, não existe culminância; seja no âmbito das coisas materiais, morais ou do próprio conhecimento.
Do ponto de vista físico e estético o ser humano sempre permaneceu no velho dilema de querer consertar o que o tempo desgastou. Continua a insatisfação com o corpo e imediatamente surgem os milagreiros de plantão com seus métodos mais absurdos prometendo rejuvenescimento rápido. Além do amplo comercio de medicamentos que as indústrias farmacêuticas propagam visando impactantes transformações na estética, mas a maioria nem pensam nos efeitos colaterais no organismo e também no financeiro. Estas insatisfações humanas enriquecem os grandes laboratórios produtores de medicações do mundo.  
São inúmeros os sentimentos que demonstram estes pormenores do alto grau de desilusão e desagrado entre as pessoas. Fica evidente em um simples diálogo o desabafo entre pessoas do círculo de convivência que, deixam transparecer esta insatisfação em sua essência que transbordam pretensões por realizações possíveis e impossíveis. Podemos perceber, sentir, e ouvir dos nossos semelhantes estes clamores existenciais, sintomas característicos de uma sociedade escrava do materialismo fútil e do consumismo desenfreado.

 Nesta gigantesca corrida na procura frenética para obter tudo que muitas vezes está fora de cogitação de seu alcance, devido uma série de fatores, no entanto muitos vão além de seus limites e realizam seus objetivos ou uma simples meta. Quando realizam os seus sonhos de ter conseguido algo material ou sapiencial gera um curto tempo de satisfação. Ligeiramente logo se perde o encanto pela realização da vitória conquistada com muito esmero. Imediatamente parte para uma nova missão com o intuito de fazer tudo outra vez e recomeçar uma nova e infindável procura, para ter e ser mais e mais. Estes atributos abrangem todos os seres humanos. Provavelmente seja este fio permeável que conduz a razão dos humanos lutarem pela sua existência até sua finitude.

http://www.analiseagora.com/
A interrogação pergunta o por quê desta insatisfação humana?

Na implacável luta do homem para esquadrinhar o conhecimento, poucos por falta de oportunidade e demais circunstancia ficam isentos desta batalha sem fim. Todos nós incidimos uma grande parcela da vida nos bancos escolares. Desde o jardim da infância passando por todas as etapas do processo de ensino aprendizagem; até chegarmos o topo da formação almejada e a partir deste momento nos tornar profissionais com domínio no seguimento profissional escolhido. Ainda nesta fase a aprendizagem não se finaliza totalmente. Como o conhecimento é amplo e as inovações são constantes, os bons profissionais estão sempre na ânsia da busca por especialização, complementação com vários cursos e seminários permanentemente e nunca estamos satisfeitos, atualizados e formados por completo. Sempre estamos na constante investigação pelo desconhecido e está insatisfação nos possibilita não estacionar no tempo. As inovações tecnológicas e científicas; forçam-nos a procurar aperfeiçoamentos mais acurados naquilo que já aprendemos e termos de conhecimentos. A energia da inconformidade permite garimpar novos horizontes na nossa vida.


Portanto, não há contentamento pelo o que se tem o que se é como vive, ou o grau do conhecimento que há de se abranger. O homem sempre estar nesta eterna investigação incansável por alguma coisa que possa acalentar seu ego definitivamente, mas não consegue.  Esta batalha persegue o ser humano em todo seu viver. Existe dentro si uma insaciabilidade e um profundo desejo pelo inédito, original, o último lançamento de qualquer quinquilharia das grandes multinacionais que produzem velozmente e promovem necessidades consumistas e logo se tornam objetos obsoletos. O que hoje é de última geração, amanhã é peça de museu. 

Nesta maratona o ser humano vive numa luta interminável em cata de uma realização material em coisas banais e muitos chegam a adoecer; devido não ter as mesmas bugigangas tecnológicas ou formação que seus conhecidos. Por não possuir o carro do ano, a mansão dos sonhos, uma gorda conta bancária, por não dominar os setores de: comunicação, tecnológicos, científicos e financeiros do mundo; não ter os eletrônicos do último lançamento da mais renomada multinacional produtora de bugigangas que enche os olhos povo. O homem moderno por viver inserido em um mundo consumista e materialista mora na insatisfação eterna por que não consegue ter tudo. O ser humano cada vez mais mergulha nas profundezas dos desejos de tudo e consequentemente penetra na caverna sem das insatisfações desconhecidas do seu próprio ser. É imprescindível cultivar a simplicidade, em tudo todos os momentos da vida, para amenizar a dor da insatisfação como atributo humano.

Legião Urbana - Geração Coca Cola




LETRA DA MÚSICA:
Geração Coca-Cola.
Legião Urbana.
Compositor: Renato Russo e banda.

Quando nascemos fomos programados
A receber o que vocês
Nos empurraram com os enlatados dos Usa, de 9 às 6

Desde pequenos nós comemos lixo
Comercial e industrial,
Mas agora chegou nossa vez
Vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês.

Somos os filhos da revolução.
Somos burgueses sem religião.
Somos o futuro da nação.
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola.

Depois de vinte anos na escola.
Não é difícil aprender.
Todas as manhas do seu jogo sujo.
Não é assim que tem que ser?

Vamos fazer nosso dever de casa.
E aí então, vocês vão ver.
Suas crianças derrubando reis.
Fazer comédia no cinema com as suas leis.

Somos os filhos da revolução.
Somos burgueses sem religião.
Somos o futuro da nação
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola.

Depois de vinte anos na escola.
Não é difícil aprender.
Todas as manhas do seu jogo sujo
Não é assim que tem que ser?

Vamos fazer nosso dever de casa
E aí então, vocês vão ver
Suas crianças derrubando reis
Fazer comédia no cinema com as suas leis.

Somos os filhos da revolução.
Somos burgueses sem religião.
Somos o futuro da nação.
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola.

sábado, 20 de agosto de 2016

Felicidade reside na simplicidade.

http://www.analiseagora.com/
A imagem mostra a palavra felicidade algo que todos buscam
A incansável busca humana para encontrar a felicidade plena é a história na vida do homem. Esta ação ocorre desde seu nascimento até a morte física neste mundo. Tudo é fundamentado numa competição infatigável e hipotética para ter como objetivo esquadrinhar vias complexas para concretizar a consumação de uma aspiração subjetiva, característica própria do ser humano achar a felicidade.
Esta incansável procura o faz resistente para conquistar com inúmeras fórmulas e caminhos que podem experimentar este troféu cobiçado por todos os entes o direito de ser feliz. Nem que seja por alguns segundos ou um tempo indeterminado, abstraídos lutarem em todos os segundos existenciais neste planeta para ser feliz. Nem raciocina que pode ser feliz na simplicidade das coisas e situações vividas em diversas modalidades que cada momento o proporciona aí é onde reside a felicidade eternamente muita gente, porém, não se dão conta disso e partem para outros caminhos que os faz infeliz.
Este tema é pensado e analisado em todas as áreas do conhecimento humano. Muitos autores dedicaram uma boa parte de seu tempo escrevendo para evidenciar compreensões transparentes sobre este atributo do ser humano. Especialistas nas ciências humanas e religiosas minutaram incalculáveis teses e tratados controvertidos, procurando compreender e explicar o porquê deste duelo constante do ente humano visando à felicidade.  Até presentemente não construíram uma tese satisfatória que respondessem esta questão inquietante e antropológica do homem. Podemos vasculhar a história da humanidade e encontrar infinidades de conceitos que somados dizem a mesma explicação. Em compensação deparamos centenas, milhares de pessoas que afirmam não serem felizes.  Atribui-se a múltiplos motivos de ordens claras que abrangerem o ser humano em sua complexidade, moral, psíquica, e princípios religiosos, sociais e culturais. Além do mais podemos perceber que muitos levam uma vida intensa nesta eterna busca e nunca a encontram a tão sonhada felicidade em sua plenitude.

A felicidade por ser este estado de contentamento subjetivo dos humanos muitos não percebe que ao seu redor pode ser feliz. Através das coisas e momentos impares e simples que acontecem sempre em seu meio de convivência. Mesmo assim, uma grande parcela é feliz por quer a descobre na simplicidade das coisas e dos raros momentos de vivência familiar ou social. Enquanto que outros confessam que são felizes. No entanto a mesma felicidade existe, porém, é ofuscada pelas grandes preocupações contemporâneas que muitos vivem atormentados e soterrados, não permitindo espaço para perceber que a felicidade está em sua volta e não a percebem. Na maioria dos casos a própria pessoa criou certa muralha de contenção que o bloqueia de ser feliz. Outros se tornam reféns de suas próprias escolhas erradas levando os a prefeito estado de infelicidade. Fruto do seu livre arbítrio em escolher os seus caminhos na certeza do que fará feliz. Porém, em potencial anda inconsequente para uma direção de situação infeliz. A partir, de este caminhar o seu ser passa para uma situação de miserabilidade humana gerando conflitos internos, querer algo inatingível imaginando, que isto ou aquilo irá deixar o Feliz. Dependendo dos quais meios muitos usam para realizar um flash de felicidade, pode custar um alto preço impagável e irreversível partindo para consequências imagináveis até o resto da sua existência.



http://www.analiseagora.com/
Muitos querem encontrar a felicidade em coisas caríssimas,mas é fugaz. 

Hoje a sociedade moderna oferece intermináveis possibilidades imprudentes que supostamente podem conceder satisfações de felicidade. Mesmo qualquer situação que pessoa esteja passando nas crises existenciais severas, que são   situações preocupantes, surgem em seu caminho os famosos magos de plantão, produtores de felicidades. Porém são meros mercenários chegando sutilmente com objetivos claros para tirar proveito da miséria existencial alheia. Aproveitam o momento de fragilidade do ser humano em busca de um falso sentido da vida. Não perdem tempo fazem palestras tendenciosas com a intenção de vender seus produtos ordinários desde livros de baixa categoria, juntamente com um conjunto de receitas banais de autoajuda. Incluem diversos badulaques sem o mínimo de serventia e realmente não produzem paz e felicidade a alguém. Provoca isto sim, mais dores as pessoas, por quer as deixam endividadas aumentando o sofrimento e o grau de infelicidades para muita gente. Assim, são os seres humanos nunca estão satisfeitos com o que tem, sempre vão à busca de novas coisas, com intenções de uma felicidade completa.

Muitos procuram a felicidade e encontram a infelicidade através de inúmeros caminhos tortos e por decisões erradas, por exemplo: a curiosidade, a teimosia e quererem fazer tudo que os outros fazem e não pode ser diferente, se os amigos agem assim, tenho que fazer igual, possuir as mesmas coisas de consumo, se não as tem está desatualizado, obsoleto. Partindo desse pressuposto, começa então um longo processo exacerbado de competição por ter e submergir no consumismo desenfreado, que pode trazer sensações de felicidade momentânea e logo em seguida volta o processo da infelicidade o marco zero.    Construindo um perigoso caminho sem vota rumo a ser infeliz para sempre.

O tema da felicidade é de uma complexidade incrível e daria um amplo tratado para analisar em profundidade e propriedade. O mais importante é que todos podem ser felizes valorizando as coisas mais simples da vida. Aproveitando os momentos singelos que nossos ciclos de amizade nos apresentam, pois estes são os mais marcantes na existência de qualquer ser humano. Não podemos ser eternos sonhadores de uma felicidade plena, no plano terreno. Campeamos ser sábios e enxergar que pertinho de nós podemos ser felizes com o que temos e com quem vivemos no nosso dia-a-dia. Não é necessário ir longe ou procurar mercenários da felicidade. Todos nós somos construtores deste atributo a felicidade a energia que nos faz viver.


                                                            Felicidade/Adriana Calcanhoto.

Letra da música Felicidade de:
Lupicínio Rodrigues.

Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora
Porque sei que a falsidade não vigora

Lá onde eu moro tem muita mulher bonita
Que usa vestido sem cinta e tem na boca um coração
Cá na cidade se vê tanta falsidade
Que a mulher faz tatuagem até mesmo na pensão

Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora
Porque sei que a falsidade não vigora

A minha casa fica lá detrás do mundo
Mas eu vou num segundo quando começo a cantar
E o pensamento parece uma coisa à toa
Mas como é que a gente voa quando começa a pensar

Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora
Porque sei que a falsidade não vigora

Na minha casa tem um cavalo tortilho
Que é irmão do que é filho daquele que o Juca tem
Quando eu agarro seus arreiros e o encilho
Sou pior que limpa-trilho e corro na frente do trem.

Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora

Porque sei que a falsidade não vigora.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Apresentação do blog analiseagora.

http://www.analiseagora.com/
Logomarca do blog analiseagora.
O blog analiseagora é um projeto pessoal em construção e tem como idealizador, editor, administrador e proprietário único o professor de Filosofia Cícero Barros. Ainda assim, com muita relutância e iniciando do zero partiu para esta grande aventura prazerosa. Em 02 de maio de 2012, nascia o atual blog analiseagora. Foi nesta data especial quando finalizada em definitivo a compra do domínio personalizado no Google Apps. A partir deste dia, se iniciou os trabalhos neste meio de comunicação pública como único passatempo e principalmente como complemento existencial.
É um blog que tem como proposta de trabalho incentivar debates fundamentados em três eixos básicos: o homem, o conhecimento humano e o meio ambiente. Além de todas as demais ramificações pertinentes a estes temas como educação, política, economia, lazer, saúde, cultura e etc.
O blog analiseagora é editado no idioma português do Brasil. Cada post produzido e postado na internet me transmite a sensação de que ainda está inacabado. Sempre precisa de mais complementos e argumentações cabais para ser plausível colocar um ponto final em cada postagem. É prudente não fazer isso, pois nada é perfeito e jamais se pode colocar um ponto final ao pensar, escrever ou digitar sem ter a certeza da excelência.  Sempre se deixará novas possibilidades para a continuidade do debate para qualquer assunto em pauta.
O blog analiseagora tem uma licença: Creative Commons Attribution-Non Commercial-No Derivatives 4.0 International (CC Y-NC-ND 4.0).
Sua logomarca é uma simples letra  a ela aparece repetida quatro vezes no título. A fonte Geórgia, nas cores verde, azul e branca.  As mais usadas é a verde para o logo e a azul para o favicon.  É um logo amador, mas pensando e construído com muito sacrifício e dedicação. Assim também são a maioria das imagens que fazem as ilustrações dos posts. 

Portanto, o blog analiseagora como meio de comunicação pública interage amplamente nas redes sociais entre elas o Google Plus, Facebook, Twitter , YouTube e outrasNestas redes sociais o blog analiseagora consegue interagir de maneira eficiente e respeitosamente com milhares de amigos espalhados no mundo. É um privilégio atuar nestas redes sociais construindo uma nova maneira de pensar e principalmente, construindo uma nova história de vida. Cada dia é um aprendizado e novas descobertas através do intercâmbio com os amigos da web e juntos pensarmos um mudo melhor onde possa reinar a paz e justiça.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

O livro permanece a transcender gerações e tecnologias.

http//www.analiseagora.com/
A luz da tecnologia não ofuscará o brilho do livro. 
O livro não se curvou as tecnologias desde o limiar da escrita. O livro é uma das criações mais extraordinárias da história da humanidade que permanecer a transcender gerações e gerações. Não se curvou a nenhuma tecnologia por mais sofisticada que seus inventores pensassem ser de último lançamento e geração, mas é uma invenção efêmera em pouco tempo é superada através de novas e incansáveis sucessões tecnológicas. O livro está presente na vida do homem desde o limiar da escrita. Graças as várias tentativas de todos os povos registrarem sua história é uma criação humana onde sua essência é imutável.

Praticamente o livro apresentou seu formato no Egito através da técnica do papiro. Foram os primeiros passos para registrar o pensamento e a história humana nos rústicos rolos de papiros egípcios da antiguidade. Até chagar ao papel de qualidade, manufaturado usado para impressão dos mais belos livros que encantam os olhos dos leitores.
Ultrapassando todos os processos de transformações e adequações as mudanças de cada época histórica. Este artefato cultural sempre esteve e estará presente na vida de todos os amantes da leitura. Quando na escola aprendemos o gosto em manusear e ler as primeiras letras e as silabas mágicas de uma história infantil, isto fica permanentemente gravado em nossa mente e indubitavelmente será o início de uma relação sem fim pelo despertar e o gosto pela leitura até o fim da nossa existência.

Hoje temos tantas tecnologias que nos sufocam de informações instantâneas, porém nenhuma produz uma sensação indescritível quanto à leitura de um livro. O livro envolve todas as dimensões do conhecimento humano, não fica de fora nenhuma espécie do pensar humano que não tenha sido gravado nas páginas de um livro. A emoção é enorme em manipular as páginas de um livro seja, ele novo saído da gráfica ou já amarelado pela ação do tempo. Tantas obras raras que se transformaram em verdadeiras relíquias por não haver interesses comerciais em reimprimi-los. Entretanto, o seu valor histórico é incomensurável, continuam sob os cuidados especiais, nas principais bibliotecas do mundo. Quando iniciamos a leitura de um livro não importa o gênero; viajamos e participamos juntos das aventuras e desventuras dos personagens. Além disso os aprendizados nos livros são insubstituíveis por qualquer outro mecanismo que tente elimina-los. 
 
http//www.analiseagora.com/
O livro além  de transcender as tecnologias e  ler no papel  página a página  é muitíssimo agradável. 
Quantos livros desde a antiguidade até os nossos dias foram transformados em filmes celebres e vice e versa. Mesmo através da tecnologia de digitalizações dos livros em programas próprios para a internet, que é um tédio para ler um livro baixado gratuitamente. Poder ser os melhores livros os “best-Sellers” se torna uma grande chatice ler um livro em uma tela, onde não existe emoção há apenas uma frieza entre as teclas e telas.
Não tem evento cultural melhor da nossa vida ao fazer uma leitura tendo o contato direto às páginas de um livro poder ler, sublinhar, fazer comentários, interagir com o autor e até mesmo observar e sonhar com algumas gravuras. Ter a liberdade de poder parar quando quiser a leitura e colocar um marcador de páginas e no dia seguinte continuar a aventura de ler.  Como é bom iniciar uma leitura de qualquer romance ou outro gênero e não conseguir parar por um instante, para saber o final da história. O livro de conhecimentos gerais este tem uma importância extraordinária em nossa formação intelectual. Eles criam fundamentos sólidos de excelência de qualquer área em que estamos estudando, pesquisando e nos especializando que nenhum outro meio nos abonará.

http://www.analiseagora.com/
leitura do livro em tecnologias modernas
O mais preocupante hoje é o grande desinteresse dos nossos jovens estudantes pelos livros. Tem estudante que só ler um livro quando é obrigado pelo professor e quando o mesmo der uma recompensa uma nota ou quando se exige um trabalho sobre a história, conteúdo do livro ou a biografia do autor. O mais irritante é quando tem alguns alunos que tem “a cara de pau” de simplesmente utilizarem a resenha que esta impressa na capa do livro ou procuram na internet, usam o mecanismo do “copiar e colar” sem o mínimo de constrangimento. Na tentativa clara de ludibriar o professor. 

No entanto o mestre do início percebe a maracutaias e o repreende veementemente. Conscientizando de que está improvisando uma coisa errada, cometer plágio. Obviamente que neste universo dos alunos existem muitos que pensam diferente e principalmente no futuro. Estes leem muito e fazem esforços monumentais para fazerem o mais perfeito. Mas, infelizmente existem aqueles alunos que vivem contaminados pela preguiça enorme. Sua mente, já está iniciado o processo de atrofiamento de não pensar. Estes de tanto procurar o caminho rápido e fácil, mas não levará a lugar nenhum a não ser o seu fracasso como futuro profissional.

Portanto, concluo este artigo fazendo um gentil apelo a todos para nunca desprezarem os livros eles serão os melhores amigos da vida em qualquer circunstancias que nos depararmos e além do mais serão uma grande fonte onde podemos buscar o conhecimento. Quem criar o hábito da leitura sempre cultivará a sabedoria. A leitura de bons livros preencherá o vazio cultural. Quem ler sempre terá argumentos sólidos e bem fundamentados ao pronunciar uma teoria, nunca será leviano ao falar, escrever, comentar e opinar sobre os mais variados temas. A sabedoria se adquire ao longo da vida através desta ferramenta cultural indispensável na formação, os livros.  Os mesmos devem ser devorados pela fome da leitura permanentemente.

domingo, 14 de agosto de 2016

Este é o blog analiseagora.

http://www.analiseagora.com/
Logomarca do blog analiseagora nas cores azul,verde e branco.
O analiseagora é um blog criado em 02 de maio de 2012, data, da compra e registro do domínio oficial no Google Apps. O autor, editor e produtor é professor de Filosofia, Cícero Barros. Este é um meio de comunicação público e interação nas redes sociais. Apresenta os seguintes eixos filosóficos de trabalho definidos pelo autor: o homem, o conhecimento humano  e o meio ambiente. Além de todas as demais ramificações pertinentes a estes temas como educação, política, economia, lazer, saúde e cultura, etc. Todas as postagens procuram contextualizar e contemplar alguns dos objetivos específicos acima citados. Contudo de maneira mais flexível possível e nunca se ater uma única meta, mas procurar construir uma diversificação destes e demais temas que possam ser julgados relevantes.

Este blog tem sido uma maneira excelente para o proprietário ocupar seu tempo existencial e fazer uma grandiosa caminhada em busca de superações pessoais dia a pós dia.  Cada matéria escrita e postada é uma conquista particular. Sejam elas de teor e características para informações, formações, entretenimentos, opiniões polêmicas e ideias em gerais. Muitas postagens agradam outras não agradam alguns públicos leitores, mas todas elas têm um valor incomensurável, que somente o produtor terá condições de avaliar.   Não poderia mesmo agradar e nem desagradar a todos! Entretanto, as discussões abrem novas janelas de ampliações para as discussões. Principalmente nas divergências nascem excelentes fontes de inspirações para elaborações de novas matérias e até mesmo para aprofundar com afinco futuras postagens.


Por isso mesmo é um blog de múltiplas ideias. Em consonância com esta filosofia não segue uma estratégia puramente rígida em relação a ideias postadas que está sempre aberto há novas possibilidades de discussões e complementações quem venham enriquecer as matérias trabalhadas e nunca fechar os debates. Não apresenta simplesmente a ansiedade para conquistar exércitos de leitores, pelo contrário, simplesmente fidelizar os leitores que procuram este meio de comunicação e espaço de novas ideias na web de forma espontânea. Sempre usará, sobretudo a flexibilidade dos temas gerais onde os leitores buscam informações e formações e muito mais episódios interessantes. Não tem um nicho de assunto único e dentro de todos os enquadramentos engessadores. Ainda que, permaneça na conta mão de tudo quanto rezam os blogueiros dos websites profissionais e principalmente dos motores de buscas da web.

http://www.analiseagora.com/
Título do blog analiseagora

Sempre o blog analiseagora utilizará múltiplos assuntos de domino no conhecimento do proprietário, para produzir conteúdo diversificados. Não conseguirá manter uma espécie de escravidão de uma linha de tema único sempre procurará romper com estes paradigmas rígidos e apresentará em toda a estrutura do blog uma ampla variedade de conteúdos onde o leitor possa pesquisar e se contentar em suas buscas pelos melhores conteúdos. Obviamente os conteúdos necessariamente precisará atender todas as expectativas dos leitores. Nunca terá a pretensão de saber e oferecer todos os conhecimentos, é impossível. Contudo, sempre mostrará tudo aquilo o que estiver sob o meu controle de referência a parte do conhecimento. Sempre procurará escrever para todos os leitores deste singelo blog com propriedade e excelência de quais quer temas em debate. 
  

O autor não está preocupado com o volume de conteúdos produzidos durante uma semana, mês e ano. Tão pouco estará preocupado com o volume de visitas, pois tem consciência das suas limitações e já mais poderá ir além delas. Está muitíssimo preocupado com a qualidade de tudo que produz em relação aos conteúdos que já postou e postará na web. Todos os seus textos são frutos do seu esforço, mas também tem consciência de que nem todos são perfeitos. Sempre a cada produção procura aperfeiçoar e aperfeiçoar e mesmo assim sempre comete erros de todos os tipos e percebe que a cada artigo escrito poderia ser melhor.  É uma ação continua para procurar apresentar ao seu público leitor o melhor do que está a aprender a fazer diariamente.


http://www.analiseagora.com/
Título do blog analiseagora

Portanto, o blog analiseagora é este espaço de ideias múltiplas o autor está preocupado em produzir de maneira tranquila bons conteúdos de todos os tipos, temas que estejam pertinentes aos objetivos citados acima e sob seu domínio de conhecimento. Aqui não existe estresse para alcançar números altíssimos de leitores. Ora!  Os amigos leitores vêm até a este blog por quer gostam dos conteúdos postados não por quer chegam através de artifícios e gambiarras estressantes que muitos utilizam para conquistar muitas visitas fugazes. Sempre procura utilizar técnicas apropriadas para melhores posicionamentos onde os mecanismos, e os motores de buscas da web encontrem com facilidade ao seu blog. Este é o melhor passatempo da sua vida. Sejam todos bem-vindos e tenham uma excelente pesquisa e leitura!

sábado, 13 de agosto de 2016

Internet um mundo virtual desconhecido.

http;//www.analiseagora.com/
Na internet e web é o  mundo virtual desconhecido onde  os humanos navegam 
O homem na busca da visibilidade contínua na internet corre sérios riscos. Quando se liga o computador ou outros dispositivos que nos conectam a web, todos deparam diante de um mundo encantador, surreal, e totalmente desconhecido. É surpreendente, mas pode até separar o convívio saudável dos familiares, amigos conhecidos in loco, em qualquer circunstancias da vida, para dar atenção maior a estranhos perigosos. Aquelas outras pessoas   conhecidas virtualmente, geralmente nunca se sabe realmente quem são, onde moram, em trabalham na realidade, etc.  Estes indivíduos aos quais as pessoas se conectam para falar, trocar ideias, discutir temas gerais, são meros personagens virtuais que mesmo permanecer à frente da tela não passam de ilustres desconhecidos. Há atualmente esta necessidade dos humanos correm riscos para manter e ampliar cada vez mais uma comunicação virtual, que infelizmente muitas delas são mascaradas e perigosas.

Alguns humanos vivem diante do contexto moderno de carências afetivas no próprio lar. Estes estão mais vulneráveis, perdidos, efêmeros e passíveis de manipulação através de outrem. E se submetem a uma velocidade sem limites. Trata-se de uma efervescência coletiva. A sociedade perdeu a noção do humano e o sujeito se perdeu nessa coletividade. Para não falecer socialmente é preciso estar nas redes sociais e ficar conectado muitas horas é uma tendência para os próximos tempos, mas muitíssimo perigosa para a sociedade contemporânea.


Às vezes todos caem na ingenuidade de pensar que todos são do bem e muitas vezes estão face a face, diante de seres do mal, e sempre se apresentam disfarçados de bonzinhos, prestativos, educados e conhecedores do possível e do impossível. Ao perceber estas qualidades exageradas drible e os bloquei, apague de sua lista de amizades e mantenha a distância e permaneça fora deles o mais rápido possível. Há um “dito” popular que diz assim: ‘quem ver cara não ver coração’ na era da comunicação em tempo real este dito popular não vale mais. Talvez pudessem parafrasear assim, hoje quem “ver face não ver nem, coração e intenções”.

http://www.analiseagora.com/


Estes não merecem a confiança, a conversa, as postagens os cliques, e os compartilhamentos, etc. O mundo virtual é um mundo ao mesmo tempo deslumbrante, mas perigoso, enganoso, e totalmente desconhecido.         Porém, já mais alguém terá condições de conhecer com quem está a se relacionar na internet, através de tudo que postar e comentar. Por isso, a grande importância de conservar vigilantes constantemente e procurar manter a calma no momento de adicionar pessoas desconhecidas aos ciclos de amigos. 

A internet é semelhante a uma grande metrópole onde se habita todos os tipos de pessoas. As pessoas que realmente são do bem e procuram sempre fazer o melhor para a construção da paz. As pessoas do mal, são aquelas que vivem pensando todo o tempo maquinando maldades. A internet é constituída de uma infinidade de coisas maravilhosas e coisas abomináveis. Pode pensar no que procurar e encontrará na velocidade da luz. Todos são chamados a ser sensatos no momento de usar esta bela ferramenta de pesquisas e entretenimento do mundo contemporâneo. Abusar sempre da prudência, calma e atenção em tudo que imaginar a produzir, postar, compartilhar e também muito cuidado no que clicar na web. Procurem sempre verificar no momento de pesquisar os sites e blogs que aparecem no endereço o símbolo do cadeado que simboliza que são seguros e confiáveis.

O habito de muitas pessoas permanecerem na visibilidade constante, principalmente na atualidade das redes sociais tem umas séries de consequências pessoais e sociais.  Hoje bilhões de humanos querem seu milésimo segundo de fama através de um click por outros sobre suas produções, está ação por terceiros pode trazer prejuízos e lucros, para o bolso, desgostos e satisfações para o ego. Geralmente um comentário ou um compartilhamento de sua postagem pode gerar uma excelente impressão de quem postar alguma coisa. Como também pode se transformar em estopim, princípio de críticas negativas que podem levar aos autores a bancarrota de sua imagem diante do mundo. Tendo sérias dificuldades para se reerguer diante do seu público como um humano de boa índole.

Pense bem! Antes de postar alguma coisa importante na web, sempre se lembre que tudo for postado na internet perde-se o controle. Seja uma vírgula, uma frase, um texto, uma imagem ou vídeo. Não o pertence mais é do mundo, por isso muita cautela neste momento crucial de efetuar qualquer postagem na web. Todos os cuidados ainda são poucos tudo isto porque nunca sabe onde vai parar e quem vai usar e como vai usar se é para o bem ou para o mal. Devem-se estar bem conscientes das responsabilidades e das consequências negativas e positivas de tudo que postamos na internet.


http://www.analiseagora.com/
O blog analiseagora está na internet.
Portanto, por trás destas imensas postagens e compartilhamentos há inúmeras necessidades de os humanos quererem aparecer de qualquer forma no mundo virtual. São interesses comerciais, sucesso, sair do anonimato, criar novas relações e tantas outras. Esta marcação de território na web é para estabelecer-se visível continuamente na sociedade virtual numa velocidade frenética tem um tempo indeterminado e curto. A velocidade do mundo atual exige respostas imediatas e soluções rápidas, por tudo que é distribuído com responsabilidade.
 Neste processo de permanecer ativo gera certos conflitospessoais e sociais no ritmo do nosso tempo. Todos estão frágeis, embora aparentem força e importância e encham as redes sociais de fotos com rostos sorridentes. Contudo, por traz destes sorrisos lindos e encantadores, habita um ser que sofre, grita, sonha resolverem seus conflitos pessoais e também lutam por justiça social.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

A indústria dos seguros no Brasil cresce na mesma proporção da violência social.

http://www.analiseagora.com/
Hoje a sociedade brasileira não tem segurança.
A indústria dos seguros no Brasil é algo impressionante e existe vários fatores incentivadores para o crescimento deste setor econômico atualmente.  Entre tantos se pode citar a crise econômica contemporânea, que aumenta o índice de violência nas ruas, nos carros, nas casas, nas empresas e nas instituições bancárias e públicas. Consequentemente todos correm para comprar seguros para garantir ao menos o patrimônio pessoal, empresarial e público.
As seguradoras percebem a insegurança pela qual vive a população a partir de então, entram em ação e começam a oferece todos os tipos de proteção com um preço que sobrecarrega o orçamento de qualquer cidadão seja ele pessoa física ou jurídica. Já que o Estado não cumpre com o seu dever de oferecer segurança gratuita para a sociedade. Entra em cena as seguradoras que oferecem segurança particular, mas é onerosa para proporcionar uma segurança que não é tão segura assim como muitos pensam. Geralmente, quem dispõe de um poder aquisitivo maior investe mais em equipamentos modernos de vigilância e planos de seguros, quem pode menos investe menos, quem não tem condições não investe nada e fica à mercê da segurança vacilante segurança do estado brasileiro.

Pense bem!   Quanto mais cresce o índice de agressividades de todas as espécies os preços das apólices dos seguros também são reajustados na mesma proporção da violência social. Hoje ninguém vive em segurança a ferocidade já chegou a índices insuportáveis. A tendência é aumentar dia a pós dia, por quer os fatores geradores da violência social, somente tende a aumentar e o mais grave não existe políticas públicas claras para conter o crescimento da selvajaria em nosso país.
Além de tudo não existem programas governamentais para reduzir a violência a curto, médio e a longo prazo. A cada dia surge novas formas de agressividades com requintes de crueldade ajustadora, atinge a população direta e indiretamente.  Tanto na cidade quanto no campo as   ocorrências não é diferente do meio urbano. Realmente a população vive atualmente uma situação de medo sem precedências. Até dentro do próprio lar não se tem mais aquela segurança como se tinha em tempos passados. Ao sair para rua seja a pé, de transportes coletivos ou particulares, todos se deparam com os mais diversos tipos de violências inesperadas que pode transformar as vidas das pessoas completamente em poucos minutos.

http://www.analiseagora.com/

As seguradoras percebendo este quadro de insegurança pela qual passa a população encontraram o tesouro inesgotável para se manter nesta indústria sem crise para sempre. São elas que determinam os altos valores   dos seus produtos para os interessados que buscam desesperadamente uma alternativa de segurança. Neste panorama de desesperança, elas calculam e impõe seus preços que variam de acordo com cada situação de insegurança as mais registradas nas secretarias de segurança públicas de cada Estado do Brasil. Eles vendem todos os tipos de seguros para a casa, empresas, carros, de vida e uma infinidade tantos outros, pois a lista é grande. É neste clima de incerteza que as indústrias dos seguros crescem assombrosamente e não há crise econômica para este setor no Brasil. Pois quanto pior for o índice de violência no país é melhor para as operadoras de seguros brasileiras e quem sabe também em todo o mundo.

É importante no momento em que alguém precisar contratar uma operadora de seguros, imprescindível precaver-se de alguns cuidados para não ter decepções futuras. Importantíssimo verificar a idoneidade e a história da seguradora que se pretende contratar e nunca esquecer de procurar os órgãos reguladores oficiais para verificar se é ou não autorizada a fazer tais negócios.
Ler com muita atenção o contrato das apólices antes de assinar qualquer documento se necessário procurar a assessoria de um advogado renomado para ajudar na hora de assinar o contrato com a seguradora do seu gosto. Nunca deixe se levar pelas propagandas que algumas fazem na mídia para conseguir mais clientes. Muitas prometem uma coisa, mas no momento de um sinistro elas não cumprem com o acordado nos contratos. Se por ventura alguém for vítima de uma situação desta, rapidamente procure os órgãos de defesa do consumidor e busque seus direitos contratados.
No mercado brasileiro de seguros tem aquelas operadoras que realmente possuem idoneidade e cumprem com tudo que foi contratado e prestam todos os socorros na hora mais difíceis. São aquelas quando passa o segurado sofre com algum tipo de sinistro seja em casa, nos eventos causados através dos fenômenos naturais e principalmente nos acidentes de automóveis, além dos furtos e roubos. E os mais apavorantes quando ocorre os assaltos e sequestros de todas as espécies.

Infelizmente tem aquelas operadoras de seguros que nestes momentos procuram o máximo a dificultar o socorro aos seus clientes. Muitas até fogem de suas responsabilidades e deixam seus fregueses a se virarem nas piores circunstâncias da vida. Se algum dia qualquer segurado de fato, passar por isso, automaticamente, configura a quebra de contrato e o cliente tem todo o direito de processar e cobrar na justiça todos os seus direitos descumpridos. Tem o direito também de cobrar nos tribunais a reparação dos danos morais e materiais.

Portanto, a indústria dos seguros no Brasil é uma realidade, fruto ruim da péssima crise econômica brasileira, é um dos fatores geradores dos altos índices de violência. Como o estado não garante a segurança mínima aos seus cidadãos que pagam altos impostos para a ter e não a tem. Então, as seguradoras enriquecem vendendo seguros para quem pode comprar e esta situação nunca mais vai mudar, por quer a situação de insegurança aproximar-se a agravar a cada ano e o governo já perdeu o controle. As seguradoras fazem uma tarefa que deveria ser do Estado e o cidadão paga muito caro por isso.
Mais uma vez volto a recomendar precaução ao contratar uma operadora de seguro para cuidar do seu patrimônio. Evite correr o risco de pagar um seguro oneroso que não cobre nada nos piores momentos. Fundamental ser prudente na hora de fazer qualquer contratação para   evitar dores de cabeça futuras.

http://www.analiseagora.com/
O cadeado representa o crescimento da indústria dos seguros 
Todavia, para resolver esta situação de insegurança que vive a nação brasileira, o governo deve procurar criar políticas públicas e sérias para conter o avanço da violência em nosso pais.  No entanto a nossa Constituição Federal em seu artigo 144 garante segurança aos nossos cidadãos. Então está no momento de toda a população começar a cobrar energicamente este direito que é de proteção a vida aos nossos governantes nas esferas municipais, estaduais e principalmente no âmbito federal por quer é lá de onde deve surgir as diretrizes básicas de contenção da criminalidade e verbas pesadas para investir na proteção do povo. Todos pagam impostos para obter coisas básicas como segurança e educação e isso deve ser cobrado sem cessar por todos os cidadãos. Agora se todos permanecerem calados a situação somente tende a piorar e as seguradoras ficarem bilionárias para proteger uma pequena parcela da sociedade.