Pular para o conteúdo principal

O ato de 24 de julho, no país contra bolsonaro.

Os brasileiros se fizeram presentes nas ruas contra o governo.

A foto mostra como foi o ato em Porto Alegre contra Bolsonaro.
A foto mostra como foi o ato em Porto Alegre, RS. Créditos para o site do PT.


O dia 24 de julho já entrou para a história das maiores mobilizações do país e do mundo, como um marco de união das esquerdas,  contra este desgoverno que vem de contramão, ao sofrimento  da população. Contra este desgoverno tem  uma prática comum a indiferença às dores do povo em relação às vacinas, fome e desemprego. Como foi mostrado em todo país, as manifestações trouxeram bem claro o apelo pelo impeachment, em defesa da democracia, a agilidade na vacinação,  o combate à fome e o desemprego em todo o país.

Estas bandeiras de grandes lutas,  estiveram presentes nas demais manifestações, nesta e certamente nas próximas que virão nos próximos dias. Nos próximos meses e no ano de 2022 essas manifestações poderão ser sim,  praxe porque ninguém mais suporta mais este desgoverno brasileiro. O descaso é total com a nação, desde posse até os dias atuais. No entanto, não há outra saída, a não ser  o povo ir para as ruas para mostrar o descontentamento e forçar este desgoverno a garantir o combate à fome e ao desemprego. Quanto ao Impeachment penso que não irá sair porque a pessoa que deveria aceitar os 25 pedidos, para o processo de análise e investigações,  está sob as ordens do atual desgoverno, se tivesse que tocar para frente já teria feito , há muito tempo.

O que resta para a população é lutar por outras bandeiras essenciais como o combate à miséria, vacinas para todos e defender a democracia, sobretudo, as ameaças sem cabimento às eleições gerais de 2022.

Os atos precisam ser contínuos no Brasil.


As manifestações nesta atual conjuntura política do país precisam ser permanentes porque a situação não está fácil para ninguém. Todos sabem que nenhum governo gosta do aroma do povo nas ruas. Eles tremem as suas bases ao verem a população fazer grandes protestos contra os seus governos.

No país todos sabem que a situação permanece de mal a pior. A pandemia ainda não terminou, por falta das vacinas para todos, essa situação continua, se não fossem os diversos boicotes que este desgoverno fez para não  realizar as compras em tempo hábil, como revelou a CPI da pandemia.

Muitos brasileiros não teriam morrido e sobretudo já estaria havendo o controle da pandemia, e a normalidade já estaria voltado a nação. Contudo, a ação negacionista e os indícios de corrupção falaram mais alto do que a vida dos brasileiros.

A situação de desemprego, fome e miséria no país, simplesmente está descontrolada. Nunca se viu tantas famílias passando fome e na dependência de outras pessoas para sobreviverem. Atualmente o Brasil já atingiu o índice mais alarmante da história, de mais de 14% essa realidade significa uma situação de pobreza extrema. Enquanto isso, o desgoverno nada faz, para melhorar essa triste realidade. Durante as manifestações, tudo isso e mais outros aspectos da realidade ruim do país, os manifestantes denunciaram para o mundo.

Todos os atos contra este governo precisam continuar em todo o país, quando mais manifestações pacíficas organizadas através das centrais sindicais e outros setores da sociedade é fundamental para pressionar pelo impeachment, aceleração das vacinas e sobretudo, comida na mesa e emprego. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina , artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal. Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.