Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Iluminando Mentes é uma jornada da Alegoria da Caverna à Educação Moderna.

  Da Caverna à Luz: transformando a Educação de forma, compaixão e criatividade. A cena criada por IA da alegoria da Caverna de Plantão. A Alegoria da Caverna de Platão, narrada em A República*, é uma metáfora filosófica atemporal que explora o caráter da realidade, do conhecimento e da educação. Nesta história, os prisioneiros acorrentados desde o nascimento só têm acesso às sombras projetadas na parede de uma caverna, acreditando serem a realidade. Ao se libertar, um prisioneiro experimenta a luz do sol e a diversidade da realidade, retornando à caverna para compartilhar suas descobertas com os outros. A educação moderna, sob diversos aspectos, se assemelha à caverna platônica. Muitas vezes, os estudantes estão confinados em um espaço limitado, recebendo informações sem contexto ou aplicação prática, como se estivessem presos a uma parede. A abordagem superficial limita o desenvolvimento do pensamento crítico e da compreensão mais aprofundada do mundo, perpetuando a ignorância e a al

Os especuladores imobiliários destroem as dunas.

As dunas são proteções naturais, mas o homem as destrói.


A foto mostra aspectos da vegetação das dunas a fauna  ficam dentro da areia das dunas do Litoral Norte Gaúcho.
A duna essa  montanha de areia e sua vegetação e fauna  própria do Litoral Norte Gaúcho.


As dunas fazem parte dos ecossistemas e são destacadas como biomas naturais de transição, isto é, elas estão em movimento através da força do vento. Elas são formadas pela ação contínua do vento e da água, existentes em volta dos oceanos. É triste; mas várias são destruídas de maneira ilegal e criminosa em nome do lucro a qualquer custo. 


Certamente quem teima em destruir as dunas da costa marítima brasileira, a faz consciente e com objetivos específicos ganhar a vil moeda e assim prejudicar a população que vive nos balneários do País. Contudo, essas pessoas precisam ser punidas com a severidade da lei dos órgãos protetores desse bioma importantíssimo para a humanidade.

Nas dunas existe vida, porém, não as destroem.



As
dunas têm seu ecossistema próprio e abrigam uma fauna e flora restrita dentro de um ambiente que possui baixa umidade e salinidade. Apropriada para a manutenção da vegetação específica e os mais diversos seres que habitam esse nicho adequado à vida.

Todas elas são construídas através de micros tempestades de areias. Ao observar de perto se percebe, quão belíssimo é o trabalho do vento, para construir lento e às vezes velozmente as dunas das praias. Elas são as proteções naturais contra as ressacas marítimas violentas de poderes destrutivos.

Na realidade, são as ondas furiosas, vindas do oceano em direção ao continente e levam tudo que está à sua frente. Comumente se formam a partir das frentes frias, gerando uma espécie de refluxos das ondas dos oceanos. As ressacas marítimas são esses fenômenos naturais, que ocorrem em diversos períodos do ano. As dunas têm essa função protetora das águas furiosas dos oceanos.


O desenvolvimento predatório predomina no Brasil.


Nos dias das famosas ressacas marítimas e marés a água demole muitas construções próximas às margens das praias. Geralmente os calçadões, são passeios públicos, que as prefeituras fazem para o embelezamento das orlas, mais populosas e frequentadas por turistas. No entanto, eles estão de olhos bem abertos no faturamento que irão ter para os cofres públicos municipais e não pensam na questão ambiental futura.


Leia mais: Venha olhar o pôr do sol na praia.


Contudo, ainda que sejam construções legalizadas, todas elas ocupam o que é pertencente ao mar. Entretanto, nesses dias de ações das forças naturais, as águas vindas do mar, vem ao encontro, do que, um dia lhes foi tirado. Tudo sem o mínimo de consideração e sem noção das consequências futuras. Infelizmente, é o velho desenvolvimento econômico predatório e sem olhar para a sustentabilidade ambiental, é a total falta de convivência harmônica com o meio ambiente e a natureza, em geral.


Em nome do dinheiro o homem arrasa a natureza.


A foto mostra A duna montanha de areia e sua vegetação própria do Litoral Norte Gaúcho.
A duna a montanha de areia e sua vegetação própria do Litoral Norte Gaúcho.



Infelizmente ainda tem muitas pessoas, as quais, apresentam espíritos de destruição. Elas não respeitam essas proteções, que funcionam como muros naturais de contenção das águas do mar.

Muitos as destroem e constroem casas, grandes edifícios e até condomínios de luxos nos lugares das dunas. Tudo acontece com a força da especulação imobiliária, financeira e tudo sob a regência da batuta cruel do vil dinheiro. Muitos cometem conscientemente, crimes ambientais, mesmo assim, a ganância pelo dinheiro fala mais alto e não respeitam os limites da natureza. As dunas são patrimônios nacionais e são protegidas através das leis federais. Especificamente a Lei Federal n.º 12.651/2012. Faz parte do código florestal brasileiro. Muitas leis são desrespeitadas em razão da estupidez gananciosa de muitas pessoas que somente veem em seus olhos o lucro a qualquer preço.


A natureza em sua sábia ação expulsa os invasores gananciosos.


A natureza em sua sabedoria responde a essa estupidez do homem ganancioso a altura. Nos seus trabalhos lentos e permanentes, o próprio vento e a água se encarregam de cobrir a areia e as enchentes, as construções irregulares. Essa dupla heroína, retoma e reconstrói em pouco tempo, tudo o que lhe é de direito. Tudo o que é natural, mas pertencente ao mar, e não ao homem ignorante, mas tremendamente ganancioso.


Há momentos em que a água do mar vem em formas de grandes ondas, elas, fantasticamente, destroem, em poucos minutos, as construções erguidas dos usuários totalmente egoístas. O homem ainda não aprendeu a conviver elegantemente com a natureza, mas ela aos poucos, ensina a esses estúpidos gananciosos a se comportarem como tal. Os efeitos da ganância estúpida do homem que não respeitam os ecossistemas do Brasil e do mundo estão surgindo em todos os lugares do Planeta Terra é seca, enchentes, tornados, temperaturas insuportáveis em regiões onde havia invernos rigorosos e neve pesadas, entretanto, de forma normal para os locais. O aquecimento e o desequilíbrio climático estão aí, ainda assim o negacionista faz piada de péssimo gosto, com algo tão sério quanto o meio ambiente.

As dunas são intocáveis, elas precisam ser respeitadas pelo homem e fiscalizadas permanentemente pelos órgãos ambientais do município, estado e país.


A natureza necessita de mais proteção e energia contra os invasores.


Portanto, os órgãos ambientais precisam ser enérgicos contra os demolidores da natureza e os funcionários corruptos.

Entretanto, todos os órgãos de proteção ambiental do país, estado e município necessitam permanecer atentos, às invasões dos especuladores imobiliários brasileiros a esses biomas especiais.


Normalmente eles fazem isso naquelas praias ainda desertas, mas que, apresentam serem potenciais áreas nobres para o turismo de luxo. Estes especuladores imobiliários, são os legítimos desrespeitadores das leis, do código florestal brasileiro. Eles, de má-fé e sem caráter, constroem nessas reservas ambientais, como as dunas, das encostas marítimas. E além de outros santuários ecológicos do país. Após as belíssimas construções, mas irregulares, vendem para clientes totalmente inocentes. Todos compram a preço de ouro, certos imóveis, mas depois de anos de batalhas judiciais, finalmente perdem tudo. São certamente, os absurdos gananciosos, dos donos das grandes imobiliárias e construtoras brasileiras.


Os funcionários envolvidos em corrupção devem ser exonerados sumariamente.


A foto mostra que moradores construíram de forma ilegal perto das dunas, um absurdo.
 Moradores construíram de forma ilegal nas dunas um absurdo. 


Em muitos casos essa infâmia acontece porque existem muitas corrupções, entre os especuladores e os fiscais corruptos, que cometem crimes de prevaricação e peculato, durante o exercício de suas funções públicas. Nessa sequência de mazelas, muitos biomas naturais como as dunas,  reservas ambientais são devastadas lentamente. Infelizmente, com o consentimento criminoso, a partir da corrupção daquelas pessoas, que deveriam ser as guardiãs, e zelar pela preservação ambiental, de todos os ecossistemas da nossa natureza.


Esses funcionários corruptos precisam ser exonerados dos seus cargos. Depois responder criminalmente por todos os crimes de corrupção, que venham a facilitar as grandes construtoras e os especuladores imobiliários, com todo o rigor da lei do código florestal brasileiro. Para que isso venha acontecer de fato, os órgãos ambientais precisam agir energicamente, a partir de suas corregedorias, com todos os outros poderes federais de combate aos crimes os biomas e a natureza, em geral, do Brasil.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade.   Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo, composta por duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Pode-se observar que é um desenho simplório, num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.