Pular para o conteúdo principal

A elite dominante e reacionária volta ao poder.

A elite brasileira sempre no poder, nunca permitirá governo popular.

A imagem diz: poder.
Nunca a elite brasileira de extrema direita se conformou com os governos populares. É fato! Percebam que durante esses mais de quinhentos anos de história do Brasil, a classe dominante sempre comandou o poder.  Evidentemente, jamais, admitiria que o povo pudesse obter acessão no campo político nesse país; que é socialmente excludente.
Essa realidade cruel, se confirmou, com esse resultado sinistro das eleições presidenciais de 2018.  A população alucinada pelo ópio ideológico do ódio extremista da burguesia, derrotou a democracia e cedeu espaço para o fascismo.
É uma vergonha nacional e internacional o país ser transformado em clima de medo em ícone do fascismo na América Latina e referência ruim; para a comunidade internacional.

A paz no Brasil será consumida pelo ódio.

A imagem diz:paz. Algo longe de ser alcançada no Brasil.
O ódio no Brasil surgiu, a partir da não aceitação, dos resultados das urnas; nas eleições presidenciais de 2014. Esse processo ganhou reforços durantes as manifestações de cunho fascistas de 2013 e 2014, culminando com o fétido golpe de 2016. Quando os golpistas depuseram a Presidenta, Dilma Rousseff. Ela foi eleita democraticamente, mas preferiram rasgarem a Constituição, e colocar no poder o   usurpador; representantes das elites raivosas. O mesmo quebrou economicamente o país e a miséria voltou à tona para a grande maioria da população.  As perseguições políticas se materializaram com a prisão do primeiro preso político, o Presidente Luís Inácio Lula da Silva; nessa era apavorante.   A coroação dessa sequência orquestrada nos modelos dos antigos fascistas que assombrou e aterrorizou o mundo se consumou com as eleições gerais de 2018.

Não seja ingênuo, esse clima de ódio, não se encerrou no dia 28/10/18; e não terá fim tão cedo no Brasil. A paz está muito longe de ser realmente concretizada. O clima de violência que marcou o processo eleitoral tenderá a se estigmatizar entre aqueles que elegeram o “novo presidente” (velho nas ideias). Porém, eles esquecem que existem mais de 45 milhões de brasileiros, que serão oposição e não se sente representados por esse governo eleito. E assim, o clima de ódio continuará entre ambas as partes. Paz no Brasil é algo longe de ser alcançada em sua totalidade. Nesse ritmo desabonado, por todos os cidadãos, de ambos os lados a paz será consumida infelizmente pelo ódio.

Esse clima de ódio no Brasil infelizmente continuará.

Para frear essa onda de ódio entre as pessoas somente seria possível se alguém, com sensibilidade, para descobrir o valor da paz; assumisse o poder.  Alguém promovedor da paz entre os povos. Entretanto, e infelizmente, quem irá assumir a administração do país, será alguém inimigo da paz social.  Foi alguém que chegou ao poder, através da apologia ao ódio. O mais grave, é que os seus seguidores, continuam propagando essa ideia perigosa; para todos os habitantes. Dar ares de, que uma grande parcela da nação, que elegeu o novo chefe da nação; estão vivendo numa terra sem lei. A qual quer momento o bang, bang poderá explodir em quaisquer lugares do país. E tudo fica por isso mesmo. 

Coisa que nunca se via nas redes sociais, era alguém insano fazendo postagens com armas na mão e hoje parece tudo liberado. Onde vamos parar? É por isso que a paz no Brasil se distancia e certamente se não coibirem essas apologias ao crime e ao ódio; a paz não existirá mais daqui para frente.
Algo assombrador, que nem no período de chumbo, da mais sangrenta ditadura, dos anos de 1964/85, se fez. Nem o governo assumiu o a presidência, e já tem deputada eleita em Santa Catarina que mandou os alunos fazerem filmagens e gravações das aulas dos professores, nas escolas daquele Estado da federação do Brasil. Isso é o que? Democracia não é, é simplesmente ditadura com requintes do fascismo.

Futuro incerto, é necessário grandes manifestações populares para garantir a democracia.

 Fake news.As mentiras eletrônicas, que elegeram o novo presidente do Brasil.
Portanto, o povo alucinado, elegeu o "novo presidente" (velhos nas ideias), produto das fake News, sem projetos claros para alavancar a economia do país.  Inicialmente, começou o processo de transição com enormes trapalhadas e mostra que não tem norte para governar um país com tantas adversidades políticas, econômicas, sociais e etc.  Porém antes de tomar posse do cargo mais importante da nação, já vem causando grandes polêmicas. Certamente essa será marca predominante desse “novo governo” (velho nas ideias) durante o período que poderá permanecer na administração do Brasil. Já   procurou aprovar a cruel reforma da previdência. Além de causar a repressão nas universidades do país.

Então, somente através de grandes manifestações, que certamente brotará das insatisfações populares; nas ruas para garantir a democracia em nosso país; ele cairá. Inclusive até mesmo de todos aqueles que o elegeram e o arrependimento não tardará. É nesse viés onde a união e a paz entre os brasileiros nascerá vigorosa. A violência está correndo solta; em todas as partes do Brasil. 
Não se enganem, o futuro do Brasil é incerto e somente o tempo dirá e mostrará a população que mais uma vez fizeram uma escolha errada. Advertências não faltaram, mas o povo tomou um porre, das mentiras, disparadas criminosamente pelo Whatsapp.  A maioria da população se embriagou. Com as chantagens da família perfeita, da ordem com violência, da intolerância, do terror psicológico, e do medo, e assim sob pressão elegeram a pessoa errada; a história dirá isso. Em breve as manifestações de ruas, serão volumosas em defesa da democracia e contra a violência do fascismo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social.Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…