Pular para o conteúdo principal

Vivendo e aprendendo mais uma palavra jurídica a chicana.

Chicana vocábulo que veio à tona   durante caloroso   debate jurídico.

A chicana tem dois pesos e duas medidas?
O cidadão que não pertence ao meio jurídico pouco ou quase nada compreende a linguagem técnica usada pelos profissionais da justiça em qualquer processo a onde o cidadão é autor ou réu. Há uma grande dificuldade para os leigos entenderem o que está escrito em uma intimação judicial. Imagine pensar entender parte de um parágrafo de um processo. São indecifráveis aos leigos os termos linguísticos usados em qual quer processo judicial. Principalmente, quando um processo judicial é superlotado de expressões de uma literatura jurídica totalmente desconhecida pela maioria dos leigos.

A linguagem técnica da justiça é incompreensível para a maioria dos cidadãos.

Além de a linguagem técnica ser incompressível para todos os cidadãos leigos na área judicial, existem os trâmites legais dos processos judiciais complicados.  Também são constituídos por labirintos técnicos, que somente os peritos desta área conhecem os complexos caminhos que seguem todos os processos. Apenas os exímios profissionais para desvendar o quebra-cabeça que é percorrido um processo judicial do início ao fim.  Existem também das manobras que são nocivas ao bom andamento dos processos até chegarem à conclusão definitivamente.

Esta linguagem técnica ficou clara nos debates do mensalão.

Isto ficou evidente a existência destas manobras no último embate durante a votação dos recursos de embargos dos condenados do mensalão. No Supremo Tribunal Federal (STF), em 15 de agosto de 2013. Em mais uma dessas calorosas discussões entre os senhores ministros, brotou o vocábulo chicana que despertou a curiosidade para todos leigos. Além do mais, provocou pedido de retratação; não havendo aconteceu a interrupção da sessão. Os leigos enriquecem o vocabulário com este episódio; compreendendo o significado desta pérola técnica e vocabular jurídica. 
Infelizmente é colocada em prática durante as tramitações processuais dos cidadãos.  Permanecendo no sigilo entre os especialistas do ramo jurídico. Todos os leigos não entendem e nem sabem quantas outras destas manobras existem nas entranhas dos processos que estão empacados nos tribunais de todo o país.
Observem o que significa este vocábulo jurídico e que provavelmente tenha sido aplicado muitas vezes em nossos processos e nunca os envolvidos tomaram conhecimento do que realmente ocorreu. E assim a injustiça foi cometida de maneira astuta.  

Esta palavra de origem francesa tem muitos outros significados. Plenamente conhecida na área jurídica. Em todos os dicionários trazem a mesma definição.  No jargão jurídico: chicana é uma manobra para atrapalhar ou atrasar o andamento de um processo.
"Chicana é dificuldade criada, no decorrer de um processo judicial, pela apresentação de um argumento com base em um detalhe ou ponto irrelevante; abuso dos recursos, sutilezas e formalidades da justiça; o próprio processo judicial (de forma pejorativa); contestação feita de má-fé; manobra capciosa, trapaça, tramoia". (Fonte: dicionários de português, Aurélio, jurídico, informal).

Estas manobras de protelação se usa na via cruxis dos precatórios brasileiros.


Os precatórios no Brasil é um caso de chicalhamento.
Um exemplo clássico de chicalhamento são os processos dos precatórios no Brasil. Muitos autores desanimam, perdem as esperanças e são muitos os donos de precatórios no Brasil que falecem antes de receberem o pagamento dos precatórios. Seus descendentes são os beneficiários. Como não lutaram desperdiçam em pouco tempo. Um valor que deveria ser usufruído em vida pelo legitimo dono. Que lutou, esperou, mas não recebeu; para ter uma vida digna.
A partir desta compreensão deste vocábulo; começamos a entender em parte; o por quer de tanta morosidade da nossa justiça. É uma legitima “via cruxis”, um processo na justiça brasileira. Os desdobramentos de quaisquer processos que entra nos fóruns são imprevisíveis. Os tramites legais que devem ser cumpridos dentro de um processo judicial de qualquer natureza na justiça; faz qualquer uma das partes entrarem num cansaço e partir para a desesperança.
São muitos rituais jurídicos a serem concluídos desde o protocolo inicial ao ritual final do arquivamento definitivo de perda ou ganho, entre as partes.   Após julgamento final que pode levar anos e anos.  Há muitos casos de prescrições, falecimento dos autores das partes dos processos e não conseguem mais verem o resultado final.

Os bastidores do mensalão vazaram este vocábulo chicana para a população. 

Portanto, este episódio do processo do mensalão trouxe um alerta à sociedade, para chamar a reflexão do que de fato ocorre nos bastidores secretos dos processos judiciais no Brasil.
O acaloramento de uma discussão fez a explosão desta palavra que talvez não devesse vir a público. O vazamento da palavra chicana, despertou à atenção e a reflexão do termo que é velho no meio jurídico, mas   novo para a população.

Por ironia do destino este vocábulo chicana atuante no campo jurídico vai fazer muitos cidadãos brasileiros lembrarem-se do desenrolar de seus processos que estão encalhados por muito tempo nas varas da justiça ou devem se lembrar do dia em foram julgados seus processos. Podem refletir sobre como e o que aconteceu se foi justo ou injusto, será que a chicana entrou em ação?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A queima de fogos na virada do ano.

Queimar fogos de artifícios na acolhida do novo ano é linda, mas causa graves acidentes.As explosões dos fogos coloridos de artifícios no último dia e minutos do ano que está para ser encerrado tem seu auge exatamente as 23:59, quando der início a contagem regressiva para a chegada do novo ano.  É uma tradição que marca o advento do novo ano; ela é colorida, bonita e perigosa ao mesmo tempo, quando manipulada por imperícia, provoca sérios acidentes.  Ao longo dos anos vem aumentando o índice de acidentes graves durante a queima de fogos, geralmente por pessoas que não seguem as regras de segurança indicadas pelos fabricantes.

O alcoolismo é uma enfermidade destruidora do ser humano.

Os alcoólatras não surgem da noite para o dia, mas a partir dos contínuos goles das bebidas alcoolizadas.  Os pacientes alcoólatras necessariamente precisam reconhecerem que o alcoolismo é uma doença. Porém, esse é o primeiro passo para todos os alcoolistas sofredores, iniciarem uma longa caminhada rumo a sanar esta enfermidade; que atormentam as suas vidas. Todos os seres humanos padecedores, através do uso compulsivo do álcool, não se geram da noite para o dia, mas começam a se desenvolverem a partir de um processo embrionário lento. E comumente muito cedo na vida, especialmente, as fases da adolescência e   juventude que atravessam a maioridade; até o fim da vida.

Você já rotulou alguém de burro?

Esta atitude é preconceituosa, machuca o sentimento de outrem, pare com isso.
Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.  Esta expressão preconceituosa já feriu e continua ferindo o sentimento de muita gente. Atualmente o preconceito vem sendo praticado de maneira escancarada, e com muito mais força, do que em outras épocas. A hostilidade entre as pessoas sempre existiu de forma velada no país, mas agora está passando dos limites nas redes sociais. Provavelmente em certos momentos da vida, alguém já o chamou de “burro”, na pura intenção de ofe…

Sorte não existe o que existe é oportunidade e competência.

Todos devem saber construir a sua história com competência.A vida é uma permanente construção, saber administrar as oportunidades que surgem para fazer uma construção sólida é uma questão de competência e não de sorte. Nenhuma pessoa pode deixar que as coisas possam acontecer através da sorte; algo simplesmente ilusório e inexistente. Ninguém jamais poderá prever o futuro, mas com absoluta certeza precisa planejar com antecedência e perfeição os próximos dias, meses e anos. Fazer esta árdua tarefa sempre; enquanto permanecer respirando fôlego de vida neste mundo. Principalmente numa comunidade de gente submergida em status social avarenta e egoísta. Para viver dignamente nesta sociedade materialista, consumista e competitiva é imprescindível que cada pessoa, seja agente provedor de sua própria história, construtor de seu futuro.

A família Barros no Brasil e no mundo.

APELO DESAFIADOR.
Após vários apelos de familiares, amigos, descendentes da Família Barros que pediram para pesquisar e escrever um artigo sobre as nossas raízes. Agora tomei coragem e assumi esta responsabilidade de fazer este trabalho. Uma missão desafiadora e ao mesmo tempo, muito interessante conhecer as nossas raízes. Em psicologia podemos entender esta busca do homem por sua identidade familiar. Faz parte do ser humano acalentar esta curiosidade de saber onde somos e de onde viemos e que estirpes saíram. Uma tarefa dificílima, mas aos poucos fui construindo esta trajetória histórica. Quero adiantar que é um trabalho de análise histórica genérica e não uma genealogia de uma única família específica. Por isso, considero incompleto este singelo trabalho, devido à grandiosidade desta família espalhada pelo o Brasil e o mundo, mas que pode ser aperfeiçoado através da colaboração dos leitores.

O homem e seus vícios que os conduzem a humilhação.

Todos os homens carregam em sua essência o peso da desobediência com o Criador. O homem carrega em sua essência a natureza pecaminosa herdada desde a criação dos primeiros humanos Adão e Eva. Eles foram gerados, a imagem semelhança de Deus perfeitíssimo, mas infelizmente pecaram. Porém se travou na história humana uma luta feroz e constante contra o pecado. Através do pecado a história da humanidade mudou e desde aquela época até hoje, todos sofrem com as consequências da desobediência dos primeiros homens para com Seu Criador. Os humanos adquiriram vários vícios que os oprimem e os deixam em situações de humilhações e escravidões diante da família, amigos e a sociedade.   Tem muitos casos sem volta, outros, no entanto existem soluções quando os próprios viciados se conscientizarem dos seus estados doentios, mas   de livre e espontânea vontade procuram ajuda.

Favicon do blog analiseagora.

Todo blog necessita de uma identificação na web para melhor o público encontrar com facilidade. Esta é a favicon do blog analiseagora. Podem perceber que o título do mesmo, contém quatro letras repetidas [a] então resolvi personalizar como ícone do blog. Essa letra está na fonte Georgia na cor branca com o fundo azul escuro. Como o blog ainda está na sua fase inicial tudo é realizado às pressas e também de maneira simples, mas certamente o blog será reconhecido com muita facilidade pelos leitores quando realizarem suas buscas na internet.
Ainda que seja simples, mas foi criado com muito esmero e carinho a partir do meu conhecimento em design. Posso garantir ao meu público que me esforçarei para a curto prazo, criar uma outra favicon. Tudo terá novo visual, e seguramente deverá ser equivalente ou superior a altura do padrão de qualidade do blog analiseagora. Tudo para agradar a todos aqueles que aqui chegarem, e possam despertar seu interesse de permanecer por muito tempo pesquisando n…

Finalmente 2018! E agora?

O ano recém chegou, mas é necessário traçar metas e planejamentos. Após tantas crises econômicas, financeiras, e morais do país. Além dos aumentos de preços em tudo finalmente chegou o novo ano. Foram muitas as badalações, euforias, estresses e ansiedade do ano que se findou, a festa e a decepção da mega sena da virada para quem sonhou e errou. Aqueles que acertaram os números das probabilidades maravilha e quem não acertou tem que continuar a sonhar durante o ano até chegar a próxima mega da virada do fim do ano. Porém, finalmente chegou mais um ano novo o de 2018. Agora é o momento de todos organizarem seus objetivos a serem desenvolvidos no decorrer desse novo clico do calendário que guiará todos os negócios das pessoas e toda a engrenagem do funcionamento da sociedade, durante esses 365 dias. Muitos acontecimentos sejam eles bons ou ruins estão por vir durante esse novo ciclo e marcará para sempre a história da humanidade. 

O chorinho é a música arte refinada e popular do Brasil.

Chorinho a música arte e popular do Brasil.A música é uma das alas da arte mais refinada que traduz fielmente a cultura, os costumes, os sentimentos e principalmente a história de todos os povos. Ela dispõe de uma lâmina afiadíssima para romper barreiras intransponíveis de outras culturas e interagir com facilidade junto as outras nacionalidades.  Alguns gêneros musicais que nascem em uma determinada nação, em época definida, se espalham por toda a parte contagiando a todos de uma forma unanime, sem precedentes de gerações para gerações, isso sim; é de fato arte em forma de música. A música que nasceu   e se constitui em expressão cultural de certos povos, não morre no tempo e no espaço por que tem conteúdo artístico e é imortal. Contudo, a música arte, representa a vida das pessoas. Ela em todos os momentos se rejuvenesce diariamente.

A retrospectiva de 2017, a mais pessimista dos últimos tempos.

O que recordar desse ano de 2017, que está chegando ao fim? Para os apoiadores do golpe parlamentar de 2016, como todos os partidos de direita, a elite retrógrada e a mídia golpista, simplesmente procuram reafirmar que foi um ano positivo de recuperação da economia e principalmente de extermínio da corrupção nacional. Para as vítimas do golpe parlamentar mais torpe da história recente do país; foi um dos anos, mais péssimos da vida de todos os brasileiros. As consequências dessa insanidade dos políticos, representantes da direita brasileira; foi e continuará sendo avassaladora para todos. As decorrências continuarão a persistir durante muitos anos para todos os brasileiros e em especial; para os mais pobres. O ano fecha com um saldo negativo de desemprego que atinge uma taxa de 12,4% em todo o país. Isso em números reais, equivale a treze milhões trezentos e vinte e seis mil (13.326) é o total de trabalhadores brasileiros desempregados.