Pular para o conteúdo principal

Pensar é o sublime atributo dos humanos.

O pensar é uma das propriedades de excelência e exclusiva de todos os homens.

O ponto de interrogação sugere a perguntar sobre o pensar do homem. 
Ninguém vive sem essa sublime e peculiar tarefa de pensar. Ela nos mantém vivos. Como o pensar é o mais importante atributo dos seres humanos, porém nos dias de hoje, vem se transformando uma ocupação muito complexa e quase impossível para muitas pessoas exercerem disciplinarmente, esta propriedade singular do ente pensante.
A falta de leitura pode severamente afetar o ato de escrever e de compreensão das pessoas.  Essa situação real é constatada por todos aqueles que, trabalham diretamente com público múltiplo de formações diferentes, em situações diversas, assim como, se exige nos   debates em gerais.  
Quando o professor, palestrante, e preletor de renome nacional ou internacional propõe qualquer atividade que exige o raciocinar dos alunos, e participantes das palestras em aulas, cursos, seminários e conferências de curta   ou longa durações, onde   as   plateias são pluralizadas em níveis de conhecimentos, os trabalhos de discussões entre os pequenos grupos; se transformam em uma atividade difícil.
Provoca-se grande problema para muitos participantes de uma atividade que se exige o pensar. Imediatamente nasce a frustração para quem tem a missão de lecionar ou palestrar.
Esta dificuldade sem dúvida é o resultado da falta de leitura da maioria dos estudantes, que é também quase unânime entre as pessoas atualmente no Brasil, e em determinados países do mundo.

Na era digital se escreve e recebe-se muitas informações instantâneas, mas geralmente se leem pouco ou quase nada.

Atualmente na era digital pouco se ler. Contudo, quando algumas pessoas   são exigidas a leem livros impressos ou digitais, e são cobradas, para elaborar, um posicionamento sobre quaisquer livros lidos, então, surgem os grandes enigmas para compreensão do que se leu, sobre os temas específicos exposto pelo autor da obra literária. 
Aparece de imediato o velho problema para redigir com clareza e objetividade quaisquer contrapontos, questionamentos e acessos a novas discussões e assim, fazer brotar novas ideias para solucionar problemas propostos. 
Existe grande preguiça generalizada de alguma parte da população, em fazer leituras diversas que possibilitem abrir novos horizontes e façam ver a realidade em que vive de maneira diferente daquelas que outras pessoas as descrevem e as impõe de acordo com sua ideologia.

Aí estão as consequências da péssima qualidade do ensino que se tem no Brasil.

Os alunos têm uma desmotivação sintomática em criar o gosto pela leitura. Como resultado, surge uma péssima criação de textos sobre qualquer assunto proposto, para construir o desenvolvimento de um raciocínio lógico e coerente, por que não leem, consequentemente não aprenderam a pensar.

Embora tenha a disciplina de Filosofia, nas escolas, poucos alunos gostam da matéria. Em razão de alguns professores, também não saberem aplicar uma estimulante didática, para incentivar os alunos para a leitura e simultaneamente o pensar. Evidentemente, com isso, evitariam de transformar a disciplina de Filosofia, em chata, mas cativante. Muitos alunos, pensam ao contrário, porque a filosofia, necessariamente se exige leitura e pensar, porém, essas exigências, todos fogem e   poucos aceitam de bom gosto. Em pleno esplendor da era digital e modernidade tecnológica, quando já se dispensa o uso do mouse para dar um click. Pensar se transforma em grande transtorno, muitos até debocham daqueles que amam a filosofia.
Atualmente, em apenas a um toque suave dos dedos (Touch Screen) da tela dos modernos dispositivos, conectados a web, se obtém uma avalanche de informações sobre tudo que se possa imaginar em poucos instantes. Quem possui uma internet rápida tudo ocorre em frações de segundos, na palma da mão, de frente para as telas de altas resoluções. Assim com todas essas facilidades se encaminha para a inércia para a leitura e principalmente, do pensar e do redigir uma redação com o rigor e coerência.

A importância da tecnologia como ferramenta a ser utilizada para facilitar a vida de todos.

A imagem mostra o livro da era  digital
A   tecnologia da informação, ao alcance de todos é importantíssima em todos os setores do conhecimento, nesta era digital e principalmente   para todos aqueles que sabem usá-la corretamente, como ferramenta de pesquisas, trabalhos e nos estudos. Todavia, quem não sabe a empregar para ajudar no desenvolvimento do pensar a serviço do bem, a dirigem para outros fins, contrários ao pensar a serviço do mal. Em muitas situações a   tecnologia da informação somente vem a proporcionar para algumas pessoas a preguiça de ler, pensar e escrever.  
A maioria não sabe empregar como ferramentas a mais, para ampliar seus conhecimentos e instigar a arte de pensar. Muitos as empregam como única fonte do saber e nada mais. Desta forma muitos caem na tentação de simplesmente não ler mais. Nem sequer algum livro ou alguma matéria completamente, seja na forma impressa ou digital.

O mais tenebroso é quando se usa a fórmula do Ctrl + C e Ctrl + V   para plagiar conteúdos de outrem e entregar ao professor a pesquisa exigida, como se fosse original. Subestimando a inteligência dos mestres.
Muitos alunos a tem o despautério de não quererem ler esses estagnaram no tempo e enferrujaram seu próprio cérebro. E não pensam absolutamente nada de belo. Improvisam outras coisas segundo seu errado juízo de valor.  Estes avaliam o imagina ser relevante e fazem, mas não passam de legítimas futilidades, os quais não os levam a contribuírem em absolutamente nada, para a vida profissional e pessoal.

No entanto, tem aqueles que de fato nunca obtiveram a oportunidade de estudar, infelizmente é compreensível por que seu hábito de leitura sempre foi zero.  Tudo isto devido a inúmeras circunstâncias da vida que as impediram de obter acesso ao conhecimento. Todavia, existem também algumas pessoas, mesmo que nunca frequentaram o ambiente escolar. Aprenderam sozinhos a ler e escrever, são os conhecidos autodidatas pensantes. Estes têm a arte de pensar extraordinária.

Quem não ler é vazia de conhecimentos e assim, não terá   argumentos em relação a qualquer matéria em debate.

A imagem mostra o sinal de interrogação que significa questionar e pensar
Portanto, quem não ler não tem nada a dizer, a argumentar e quando meramente repete o alheio ou se deleita nas fantásticas produções plagiadas. Quaisquer obras a ser concluída, necessariamente solicita o conhecimento refinado, exige-se muitos anos e longos dias e noites de estudos, leituras, intermináveis e dias de pesquisas e etc. Muitas pessoas que não se esforçam no tempo certo para semear sementes do conhecimento se arrependem futuramente. Estes desperdiçaram seu precioso período da vida com futilidades. Estes jamais adquiriram conhecimentos sólidos. Muitas pessoas depois começam a se lamentar e se auto julgarem-se a ser incapazes de tudo nem mesmo para produzir algo intelectual, de sua propriedade.

Porém, esqueceram que todos somos dotados de capacidades de produções ilimitadas, basta querer e dedicar-se com persistência que os resultados aparecerão. No entanto, na atualidade se correm o risco para começar a entrar num processo de atrofiamento da massa cinzenta cerebral, que faz movimentar o ser humano em suas aptidões. Hoje isto é muito simples perder o hábito de não pensar. Satisfazer-se com a mesmice e não se precaver e iniciar o exercício diário da leitura, criar algo inédito e etc. Não precisa ser uma ideia astronômica e impactante para o mundo, seja modesto, mas original. O importante é explorar o potencial que cada ser humano tem dentro de si.

O mundo não precisa ficar sabendo da nossa produção. Seja feliz, em poder escrever algum texto, uma frase ou uma coisa nova e exclusiva, isso é um bom começo para construir outras coisas maravilhosas. Não é preciso que os outros saibam do seu feito novo, guarde o só para si. Porém se conjeturar que seu invento vai ajudar alguém, ou contribuir na transformação de um mundo melhor, por que não compartilhar? É fundamental o esforço constante de pensar e criar algo genuinamente, sem precisar copiar dos outros. 
Faça sua história acontecer a partir de múltiplas leituras, pesquisas e   ousar a criar. Seja o agente de si mesmo e não apenas um imitador. Não viva na era do tudo pronto, ou simplesmente reproduzindo, copiando sem o mínimo de pudor e consideração a quem se dispõe a inventar alguma criação inédita.  Seja você mesmo detentor do seu fazer, do seu pensar. Só com boas ideias se podem transformar sua comunidade, país e quem sabe algumas coisas do mundo.


Por mais que a humanidade já tenha pensado, escrito, inventado e produzido feitos inéditos, há muito a ser pensado e construído em benefício de uma geração cada vez mais ágil e exigente. A história ainda não terminou, a humanidade precisa urgente de muitíssimos pensadores e criadores de grandiosos fatos, de novas descobertas para ajudar as pessoas viverem melhores, sobretudo respeitando e valorizando a vida. 
Esse desejo de uma sociedade mais humana e equitativa, somente é possível quando você mesmo iniciar destemidamente a fazer a sua parte. Então, comesse pela leitura dos mais simples livros aos mais complexos, compêndios de formação de todas as áreas do conhecimento. 
Crie em sua vida o hábito da leitura, e nunca a abandone, porque somente através das leituras, que nascerão as boas ideias, que possibilitaram meios eficazes; para transformar a sua realidade e o mundo. O legado daqueles que criaram, em suas vidas, o hábito de ler e pensar. permaneceram vivos nos anais da história da humanidade. Por que estes heróis contribuíram, através de suas novas ideias, para a construção de um mundo melhor e mais humano.

Comentários

  1. Excelente texto .
    A leitura é muito importante .Mas na era do computador etc o hábito da leitura se perdeu .
    Tudo se tornou volúvel . Basta um click e pronto .Confesso que para acompanhar o ritmo deixei minhas leituras de lado .
    Acordei ,espero que a tempo ,e encontrei tempo para o click algumas horas e a noite volto para minhas leituras . Estava com saudades de rabiscar meus livros e assim ter uma longa conversa com eles .
    Abbraccio .

    ResponderExcluir
  2. Pensar é tão necessário quanto a água que bebemos. Sem isso, não seríamos nada. É nossa fonte e fonte descrever e oferecer a criatividade disso.
    Com relação ao resto do texto, eu entendo que um livro físico é sempre um companheiro para nós, enquanto um ebook é algo digital que pode ser muito rápido na sociedade de hoje, mas que não atinge aquelas almas que realmente brilham. A leitura é essencial para ter um léxico melhor e, acima de tudo, para conhecer a história, dado que ela sempre se repete e sem perceber, cometemos os mesmos erros dia após dia, cinco anos depois de cinco séculos após o século, etc ...
    Proposta muito interessante, amigo. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Muito obrigado pelo seu excelente comentário. É fato, pensar de maneira sistemática nos dias dia hoje é algo raro para poucas pessoas. Essa característica singular somente pertencente a nós humanos, não está sendo colocada na prática como deveria. Infelizmente, muitas pessoas se contentam com tão pouco e caem na preguiça de não ler quase nada e quando leem algo não conseguem entender o que leu. A tarefa de pensar a realidade, o mundo e todo o sistema pelo qual nos envolveram é uma atividade para poucas pessoas. Geralmente se repete o que já foi pensado e criado e nada de novo se produz. No meu ponto de vista, falta as pessoas estudarem Filosofia. A Ciência do conhecimento está um tanto desprezada na sociedade agitada e sem tempo para estudar e ler os grandes mestres do pensar filosófico. O que se percebe na era digital é a banalidade e a superficialidade do pensar. Poucos pensam por muitos. Tenha uma semana de paz e sucesso meu amigo. Um forte abraço.

      Excluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante para nosso trabalho.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social.Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…