Os jogos paralímpicos revelam as infinitas capacidades de superações dos homens e causam grandes emoções.

http://www.analiseagora.com/
A maior festa paralímpica de 2016 é no Brasil,RJ. 
As emoções das olimpíadas são complementadas aos jogos paraolímpicos realizados desde sua primeira edição em 1960 na Itália. Cada edição realizada é um momento ímpar na vida de todos os portadores de deficiências poderem mostrar para o mundo suas habilidades esportivas.  São esportistas aguerridos em tudo o que fazem. Oportunidade fundamental para que todos possam poder mostrar o seu potencial atlético e a ser exteriorizado em todas as atividades esportivas. Tudo serve para a valorização como ser humano em atividade. Além disso, ainda poder aumentar mais a autoestima de cada participante.  Também incentivar a outros a fazer o mesmo de acordo com suas limitações.  Se percebe nestas competições a ousadia e o contentamento na face de cada atleta para conquistar uma medalha e representar seu país com muito orgulho.

Cada medalha conquistada representa uma vitória grandiosa e mostra a vontade incomensurável de todos os participantes possuírem em seu ser uma grande vontade e exultação   para derrotar as barreiras que os impedem de serem felizes. As paralimpíadas provam mais uma vez, que todos os seres humanos têm capacidades incríveis de reergue-se diante de quais quer deficiências físicas ou psicológicas que à priori os deixam incapacitados para fazer simples atividades. Todos têm sim capacidades extraordinárias para superar as mais inusitadas situações nas quais por ventura poderá se deparar na vida. 
As emoções destes jogos paralímpicos mostram como   todos nós somos dotados de atributos especiais de superações. Porém, até nós mesmos os descochemos. As competições paralímpicos estão aí para dizer que independente da deficiência ainda assim, o paciente tem sim, condições de superações para desenvolver suas habilidades normais. É obvio com formatações adaptadas as suas deficiências.  Todos os jogos  paralímpicas são  realizados em equipamentos adaptados e com toda a  segurança que a tecnologia dispõe de mais moderno atualmente.  

http://www.analiseagora.com/
Todas os jogos são realizados com equipamentos adaptados e seguros.

Estes jogos paralímpicos revelam também para o mundo o grande número de pessoas portadoras de deficiências físicas.  Com a ajuda da ciência e da tecnologia, atualmente vários portadores de alguma deficiência física, se adaptam as modalidades esportivas que mais as amam. É algo magnífico para essas pessoas incluírem em suas vidas, esta oportunidade de inclusão no esporte. Contudo se abre grandes possibilidades para outros setores de atividades onde todos podem exercer tarefas com excelência a inclusão ao trabalho precisa avançar muito. Ainda hoje tem muitas empresas que precisam acolher os deficientes e adotarem políticas de inclusões para estas pessoas talentosas aos quadros funcionais.
Este momento esportivo ajuda a lembrar e ver quantas espécies de deficiências físicas existem e que atormentam milhões de pessoas em todo o Planeta Terra. Este evento extremamente importante não ocorreu o glamour da divulgação na mídia como nas olimpíadas, pouco se ouve e se mostra as competições os canais de televisão fechado apenas fazem pequenos noticiários   e   reportagens mínimas. Um evento que merecia uma grande badalação da mídia, mas não aconteceu talvez em outros países seja maior a divulgação.    
Infelizmente ainda existe na sociedade pessoas que falta com   respeito, considerações e valorizações a esta população destemida. Quem faz este tipo de barbárie são pessoas arrogantes, desumanas, preconceituosas e ignorantes que não respeita a dor e sentimento do semelhante.
A partir das amostras dos atletas portadores de deficiências, nestas paralimpíadas se pode ter uma ideia de quantas pessoas sofrem com suas deficiências físicas ou psicológicas. Certamente   muitos perdem esperança de reação. Em contrapartida existem muitos que não se deixaram vencer e procuram de todas as maneiras se reerguer e viver feliz. Outras infelizmente se deixam abater e convivem com a dor da deficiência e não sabem mais se libertar das barreiras de suas deficiências.

Após uma PCR (Parada Cárdia Respiratória) no ano de 2000.   Poderia permanecer o resto da vida fazer grandes lamentações sobre este evento cruel causou-me sequelas irreversíveis. Porém com incentivo do meu médico neurologista, procurei canalizar toda a vontade de viver na elaboração, produção e edição do meu blog. Enfrento na realidade as dificuldades como se fossem   verdadeiras paralimpíadas habituais. Ele me conduz diariamente a um treinamento continuo do buscar e do pensar na criação de mais um novo post. Sempre avalio cada postagem publicada é como se fosse uma medalha de ouro conquistada. Mesmo que para muitos não tenha valor nenhum. Todavia considero como mais uma conquista e sobretudo, mais uma superação. Vivo numa competição permanente em busca de novas vitórias.  Certamente os atletas paralímpicos também tem esta mesma meta no seu cotidiano de treinar para conquistar medalhas em todas as paralimpíadas, mais uma vitória, mais uma medalha e principalmente grandes superações.  

http://www.analiseagora.com/
Os anéis olímpicos entrelaçados para a festa paralímpicas de 2016,RJ.  

Todos os que ganham medalhas e também aqueles que não ganham a participação no evento, servem de bons exemplos para milhões de portadores de deficiências espalhados pelo mundo. É um enorme incentivo para todos os portadores começarem a ver que tem capacidades iguais de superar as suas deficiências e viver feliz, com qualidade de vida. A capacidade de superação é   o grande legado das paralimpíadas.  Desde sua primeira edição passando por todas as demais, até esta do rio 2016 e as próximas das futuras gerações. Elas servirão como ícone para ensinar a todos os portadores de deficiências físicas reaprender a reescrever uma nova história de glórias.  

Portanto, ninguém está imune ser portador de alguma deficiência a qualquer instante. Muitos já nascem deficientes, mas a grande maioria contrai alguma deficiência física ao longo da vida em várias circunstancias inusitadas.   Todos necessitam de compreensão e muitíssimo incentivo da família e amigos para começar a se aceitar par iniciar a caminhar rumo a superação. O sofrimento é igual para todos, mas no momento que existe inclusão, respeito e valorização humana. Então, começa a   se abrir portas para recomeçar a ver a vida a partir da deficiência e encarar como realidade com vigor. Somente assim se aprende a reescrever uma nova história. Uma história escrita dia a pós dia, sempre levar em considerações os limites que cada deficiência impõe e a partir deste ponto se iniciar a reescrever cada página da nova história pacientemente e viver feliz rumo a próxima paralimpíadas do próximo dia.    

Comentários