Pular para o conteúdo principal

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.
Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país. 

A tristeza é grande quando ao perder aquele presente de estimação.

Ter sentimento aos objetos recebidos não significa que é materialista, mas é expressar o carinho a quem te presenteou. 

Na imagem está escrito: perder objeto de valor dar  uma  tristeza.
Os presentes das pessoas amadas têm valores incomensuráveis.
Você já pensou que muitas pessoas em algum dia se depararam diante de algumas situações de dores e angústias quando nota-se que perdeu algum presente de estimação. Isso ocorre não pelo do seu valor material, mas da sua importância sentimental, que é incomensurável. Não por quer a pessoa é materialista. Entretanto, sobretudo pela estima a alguém que o presenteou. É neste momento de perda que o sentimento transcende quaisquer presentes, objetos, que tenham significados especiais. Há muitas formas de perdas como: esquecimento, roubo, assaltos, casuais e acidentais, etc, neste post querem me especificar naqueles casos de peradas casuais.
Pense Bem! Você ganha um presente de alguém singular, ao longo do tempo, sem perceber, aquela pessoa é realmente personificada neste presente. Tudo por que é uma a pessoa amada, amiga que o admira profundamente. Para externar esta consideração geralmente é materializa em um presente, independente do seu valor. O objeto em si, é uma maneira prática de lembrar, daquela pessoa querida e dos momentos especiais, mesmo quando a se encontra distante. Olhando para este objeto; automaticamente vem à memória a imagem da pessoa querida e amada e assim, já de certa maneira, mata a saudade e mantém a alegria e o contentamento da alma.

A tristeza é grande quando se perde qualquer objeto que se ganha de alguém especial.


A imagem mostra o cifrão o simbolo do dinheiro universal. Um presente ganho não tem dinheiro  que pague o valor sentimental.
O cifrão simbolo do dinheiro. 
O ruim mesmo é quando acontece determinada situação casual de perder esta ou aquela peça valiosa sentimentalmente, brota sim, uma tristeza interminável. O mais grave é saber que tal item insubstituível, nunca mais voltará a lhe pertencer.  Numa tremenda fatalidade caiu do bolso ou das próprias mãos; sem que o percebesse. Você às vezes até pode acompanhar num grande desespero a observar o objeto valioso ser jogado acidentalmente, em lugares impossíveis de chegar até lá, para fazer ou mandar resgatar. Tem também os casos em que não se sabe, como, onde e quando o episódio da perda foi ocorrido.  Certamente nasce um grande sentimento de fraqueza. Porém, pela vontade de readquiri surge ao mesmo tempo, a adrenalina para fazer encontrar de qualquer maneira aquele presente de estimação. Vem uma enorme decepção quando todo o esforço é em vão.
Ainda que se possa comprar uma replica para substituir o original, há um vácuo sentimental. Aquele que era o original, agora não está mais aí; o novo parece ser incompleto, nunca será o mesmo. Algo está faltando e não se consegue preencher este vazio deixado pelo primeiro e único presente recebido, com tanto amor e carinho pela pessoa amada. Ou também de uma amiga ou amigo especial. Geralmente estas perdas ocorrem com aqueles presentes, de tamanhos pequenos, porém de um valor sentimental incalculável.  

Se alguém um dia perder qual objeto da pessoa amada tente encontrar para a alegria voltar.


A imagem mostra joias que você ganhou de alguém especial quando perde a tristeza vem, não por causa do objeto em si, mas pelo sentimento a pessoa querida.
É importante zelar os presentes recebidos.

Portanto, ninguém está livre de uma situação desconfortante assim, pela perda de um objeto recebido e recheado de amor e carinho. Volto a repetir não é o materialismo em si, mas é o todo sentimental que transcende o material, o objeto. Por isso, todo o cuidado é pouco com aqueles mimos que se ganha de alguém especial, para não perder. Há tipos de presentes que se recebe e quem deu se sente valorizada, quando percebe que o presenteado está usando. Se a pessoa não usar demonstra, desdém e desconsideração. Todavia se algum dia acontecer uma situação desagradável desta, primeiramente tente encontrar e se não encontrar procure a pessoa que o presenteou e relate em detalhes o acontecido. Certamente haverá compreensão, nunca deixe quem o presenteou notar pouco-caso de algo que deu com muito amor e carinho.     

Comentários