Pular para o conteúdo principal

Nunca mais se repita a ditadura no Brasil.

Tortura nunca mais no Brasil.

 

A imagem de fundo vermelho e caracteres em vermelho diz: 1964 e ditadura no Brasil nunca mais.
1964 e ditadura nunca mais!


Esta semana, 26 a 31 de março de 2012,  o país relembra com muita vergonha, tristeza, dor e, ao mesmo tempo, com muito cuidado, essa data infeliz da história do Brasil.

Foi um tempo que deixou um legado repleto de muitas vítimas, desaparecidos profundas marcas dolorosas que perduram até os dias atuais. É imprescindível advertir a nossa geração para que isso nunca mais se444 repita em nossa nação. Estou falando do dia 31/03/1964.

Quando os militares depuseram o presidente legítimo impôs um governo ilegítimo e este terrível período que se prolongou por um tortuoso tempo quase infindável até chegar o momento da luz que foram os anos 80 mais precisamente 1985?

Neste ano, brotou novamente a democracia com vigor e demoliu as repressões da ditadura militar para sempre.

De (1964 – 1985), o Brasil viveu 21 anos de sofrimento e horror nos chamados porões da ditadura militar.

Estes horrores aconteciam silenciosamente nos calabouços do regime sobre o comando dos militares que promoveu inúmeras formas de crueldade a todos aos que se opuseram à vontade política da época, principalmente nos chamados anos de chumbo.

O sofrimento nos anos da ditadura foi incomensurável.

 

Assim como na história dos povos sobreviveu à chamada “idade das trevas”, também nós brasileiros vivemos a nosso “tempo da escuridão”, provavelmente, com mais crueldade do que durante o período medieval.

Com toda certeza no meio escolar e acadêmico isso é trabalhado e analisado com maior propriedade, porque esta indigna memória jamais deverá passar despercebida pelos nossos jovens educando. Isto para tomarem consciência deste fato sangrento que destruiu muitas vidas, sonhos e projetos de muitos brasileiros.

É fundamental conhecermos a nossa história para que estejamos atentos a fatos infames desta natureza, não terem oportunidade de se repetirem.

Pois, hoje gozamos de uma democracia quase plena, mas que, já andamos muito, e chegaremos a sua plenitude e nunca mais deveremos ser abordados neste processo especial da nossa história.

É salutar que sempre se fale, relembre, estude, análise sobre este fato histórico, que nossos estudantes não caiam no esquecimento.

Até em memória daqueles que os manuais de história citam, mas principalmente aos que caíram no esquecimento, por não saberem do paradeiro.

Por que custou muito caro para essas pessoas que deram sua vida pela democracia do Brasil? Permanece ferida aberta que não cicatrizou para muita gente que perderam a vida em defesa da liberdade democrática em todas suas dimensões.

Deve a população ir para as ruas e proteger a democracia.

 

Portanto, é um tema histórico muito amplo e sério, merece ser discutido com mais precisão de detalhes.

Contudo, precisa este lembrete para que tomem consciência da luta daqueles que não mediram esforços para combater a fúria da hegemonia militar. Todos viram o país com a população, nas ruas, a exigir a democracia.

Este é um contexto muito amplo e que merece um aprimoramento mais detalhado, para definir as causas, o fato em si, a situação do país, pós-ditadura.

O milagre econômico, o endividamento externo, inflação descontrolada, repressão sem controle, decretos violentos que excluíam o cidadão de todos os seus direitos. O mais grave ao fechar o Congresso Nacional.

Grandes desrespeitos a Constituição, sua doutrina, bipartidarismo, aborto cultural, quem estava por trás deste sangrento episódio da nossa história recente, a propaganda de sustentação do sistema e a própria pressão popular que levou o fim da presente ditadura no Brasil.

Portanto, é um tema histórico muito amplo e sério que merece ser discutido com mais precisão de detalhes, mas, precisa este lembrete para que se tomem consciência da luta daqueles que não mediram pouparam a vida para combater a ditadura.

A fúria do autoritarismo militar. Não obstante, se tem hoje, um país com expressão de responsabilidade e uma democracia. Esse regime ainda anda a passos lentos para a plenitude.

Numa democracia de plenitude, existem mais distribuições de renda e equitativa, educação, saúde, segurança, habitação para todos e voto livre para as próximas eleições.

Ditadura no Brasil, nunca mais, que a democracia brasileira mesmo com suas mazelas inevitáveis, prevaleça a tudo seja sempre e para sempre o nosso sistema de governo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe, para expressar, as suas qualidades.

As mães possuem suas qualidades no abc da vida.   A imagem diz o  abc da mãe  As mães, quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhecem esta árdua luta das mães e são gratos a elas. Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.   Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dando à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e lamentar a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.   Neste simples abc da mãe, todos os filhos deveriam sempre obser

Você já rotulou alguém de burro?

Essa atitude é preconceituosa, ela  ferirá o sentimento de outrem e ruim para o convívio social. A expressão Burro comprova o preconceito  entre as pessoas.  Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes. Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Sem luz se usa o candeeiro. Candeeiro é a lamparina , artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal. Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.